Investimentos, Notícias

Conheça cinco investimentos isentos de imposto de renda

Karina Carneiro
Karina Carneiro
investimentos isentos de imposto

Conheça algumas opções de investimentos isentos de imposto de renda para aplicar o seu dinheiro em busca de melhores rentabilidades.

Os produtos financeiros tiveram grandes modificações no período de 2020, e com eles, os investimentos isentos de imposto de renda acabaram se tornando mais interessantes, principalmente para quem aposta na renda fixa como segurança.

No entanto, por mais que essas aplicações sejam interessantes por não terem descontos de imposto sobre elas, algumas pessoas ainda encontram dúvidas na hora de escolher as melhores alternativas no mercado.

Continua após a publicidade

Nesse sentido, confira alguns investimentos isentos de imposto de renda interessantes para você conseguir proteger o seu patrimônio com maior rentabilidade neste momento. A seleção foi feita pelo Valor Investe.

Escolhendo os investimentos isentos de imposto de renda

É possível encontrar alternativas que podem ir desde o perfil conservador ao agressivo e que sejam livres de imposto de renda.

Continua após a publicidade

Importante ressaltar que, por mais que as opções abaixo sejam isentas de impostos, é fundamental que você não esqueça de fazer sua declaração anualmente. 

Além disso, sempre vale lembrar que a escolha dos seus investimentos deve ser feita considerando seus objetivos financeiros.

1. LCI / LCA’s

Os investimentos em Letra de Crédito Imobiliário (LCI) e Letra de Crédito do Agronegócio (LCA) são algumas das opções mais conhecidas dentro da renda fixa.

Com produtos de rentabilidade a partir de 90%, é possível ter melhor retorno financeiro sobre um Certificado de Depósito Bancário (CDB) com taxa de 100% de CDI, a depender do tempo de aplicação. 

Continua após a publicidade

Além disso, algumas instituições financeiras como o Banco Inter, já disponibilizam LCI’s com rendimentos a partir de 93% do CDI e liquidez diária a partir do terceiro mês. Essa é, portanto, uma possibilidade interessante para reserva de emergência no médio prazo. 

2. Debêntures incentivadas

Outra alternativa que pode ser atrelada ao universo da renda fixa são as debêntures incentivadas. 

Basicamente, esses investimentos são títulos da dívida privada de empresas em setores que o governo considera estratégico. Empresas bastante conhecidas por realizarem esse tipo de captação são a Vale e a Petrobras.

Para atrair um número maior de investidores para esses produtos, o governo federal isenta a cobrança do IR.

Continua após a publicidade

3. Fundos imobiliários

Os fundos imobiliários são considerados os produtos de transição da renda fixa para a renda variável. São, também, boas alternativas para quem busca investimentos isentos de imposto de renda. 

Esse produto tem a característica de disponibilizar pagamentos de dividendos de maneira mensal, trimestral ou semestral, sempre de acordo com o papel adquirido.

Porém, ao vender uma cota em um fundo imobiliário, o investidor deve realizar o recolhimento do tributo caso o valor da venda seja maior do que o valor da compra do título em si. 

4. Ações

As ações são um dos principais produtos da renda variável e também são investimentos isentos de imposto de renda caso os ganhos com as vendas na modalidade swing trade não ultrapassem a quantia de R$ 20 mil mensais. 

Continua após a publicidade

Contudo, se os rendimentos ultrapassarem esse teto, deve ser paga a quantia proporcional sobre os ganhos no mês.

Nesse caso, escolher corretoras de valores que não cobram taxa de administração para esses produtos pode fazer a diferença nos ganhos dos investimentos. 

5. Fundos de debêntures incentivadas

Apesar de terem a característica de renda variável, esses fundos contam apenas com investimentos focados em debêntures incentivadas. Logo, também se tornam isentos de imposto de renda. 

A grande diferença desta aplicação é a possibilidade de ter maior diversidade na carteira, ao invés de focar o aporte em apenas uma empresa. 

Continua após a publicidade

Entretanto, ao escolher os fundos de debêntures incentivadas, é importante verificar qual é a rentabilidade geral desse produto. Dessa forma, o investidor evita de investir em um produto que não apresente muitas vantagens. 

Também é importante manter atenção para as taxas de administração cobradas pela corretora de valores escolhida.

Qual investimento isento de imposto é o melhor?

Assim como em quase todos os produtos do universo financeiro, a melhor opção é aquela em que o investidor se sente mais à vontade e mais seguro para realizar os aportes de maneira constante, sempre considerando os seus objetivos financeiros.

Por isso, é fundamental avaliar o tempo que poderá deixar a aplicação rendendo de acordo com o seu apetite a riscos, além de ter o conhecimento necessário sobre cada uma dessas opções.

Importante salientar que se rentabilidade e segurança forem o objetivo, a melhor maneira de mesclar essas duas possibilidades é focar na construção de uma carteira de investimentos diversificada. 

Gostou do conteúdo? Então, não deixe de assinar a newsletter do iDinheiro e ativar as notificações do Push para se manter informado sobre tudo o que acontece no universo financeiro.

Publicidade

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

    Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *