Simulador de Empréstimo

Esta calculadora de empréstimos é a ferramenta ideal para encontrar o valor da parcela mensal, quanto vai pagar de juros e o montante total desembolsado no fim do período. Informe o valor do crédito, a taxa de juros mensal ou anual e o número de parcelas

Simulador de Empréstimo Pessoal

Valor do empréstimo
Valor solicitado ao banco ou financeira. O total que receberá em sua conta.
O número de pagamentos que serão efetuados. Corresponde aos meses para quitação do contrato de crédito.
Valor em porcentagem que incidirá sobre o empréstimo. Utilize o CET, preferencialmente.
Não sabe a taxa de juros? Compare.

Confira as taxas de empréstimo pessoal com nossos Parceiros

Bom Pra Crédito
Bom Pra Crédito


Melhor centralizadora de crédito

Juros a partir de

0,75% a.m.

Valores permitidos

a partir de R$ 100

Lendico
Lendico


Mais bem avaliada no Reclame Aqui

Juros entre

1,98% e 11,00% a.m.

Valores permitidos

R$ 2.500 até R$ 50.000

Resultado

Evento Valores
Total pago na operação
Valor do empréstimo
Juros devidos
Parcela mensal estimada

Confira as taxas de empréstimo pessoal com nossos Parceiros

Bom Pra Crédito
Bom Pra Crédito


Melhor centralizadora de crédito

Juros a partir de

0,75% a.m.

Valores permitidos

a partir de R$ 100

Lendico
Lendico


Mais bem avaliada no Reclame Aqui

Juros entre

1,98% e 11,00% a.m.

Valores permitidos

R$ 2.500 até R$ 50.000

Utilizar uma calculadora de empréstimo é uma das maneiras mais simples e práticas de simular os valores planejados e ter mais segurança antes de realizar o pedido.

Muitas pessoas deixam de se planejar antes de solicitar um empréstimo, sem saber quanto pagará por mês e quais os encargos envolvidos.

Continua após a publicidade

No entanto, adquirir crédito pessoal sem esse conhecimento pode ser prejudicial para a sua saúde financeira, trazendo prejuízos no futuro.

Assim, é importante saber quais os encargos envolvidos na parcela, e simular todos os valores antes de seguir com a contratação.

Para isso, o usuário pode utilizar a calculadora de empréstimo do iDinheiro, com um sistema completo para auxiliar nos cálculos de juros e tarifas do valor mensal que você deseja pagar.

O que está incluído no cálculo de empréstimo?

A calculadora de empréstimo do iDinheiro leva em consideração as principais incidências que ocorrem sobre esse crédito.

Nesse caso, trata-se das taxas, tarifas e possíveis impostos cobrados sobre cada parcela.

A princípio, a principal taxa que influencia um cálculo de empréstimo são os juros. Trata-se do percentual adicional que o usuário paga pelo dinheiro emprestado.

Essa informação deve estar disponível no site ou contrato da empresa que irá fornecer o crédito. Caso contrário, é direito do usuário solicitá-la.

Enquanto isso, podem existir outras taxas que o serviço cobra, e também interferem na calculadora de empréstimo. Por exemplo: tarifas de serviço da empresa, valores adicionais de análise de crédito e incidentes semelhantes, como seguros.

Dessa forma, o usuário também deve procurar saber o Custo Efetivo Total da operação, ou CET. Ele inclui os juros, impostos e também tarifas secundárias que afetam as parcelas.

Tradicionalmente, existe a cobrança do IOF, o Imposto sobre Operação Financeira, tributo que incide sobre todas as transações financeiras feitas no País.

Como calcular juros de empréstimo?

A princípio, instituição que oferece o empréstimo possui a liberdade de cobrar o percentual que desejar sobre a operação, considerando alguns fatores, como:

  • valor total do crédito solicitado;
  • taxa de retorno do investimento;
  • valor das mensalidades;
  • risco de crédito e inadimplência;
  • movimentação do cenário externo.

Esses componentes podem influenciar nos juros cobrados pela empresa, que irão incidir sobre cada parcela.

Em um primeiro momento, as instituições costumam definir parcelas fixas para pagamento, determinadas em contrato.

Dessa forma, os juros que somam cada mensalidade atuam como juros simples, apenas sobre o valor inicial.

No entanto, caso existam situações de inadimplência, atrasos ou outras ocorrências que interfiram no pagamento, a cobrança dos juros do empréstimo passa a ser de composta.

Isso significa que os juros incidem sobre o valor inicial, somado aos juros anteriores. Por exemplo, em um empréstimo de R$1.000, que cobra 3%, terá a primeira mensalidade acrescentada de R$30.

Entretanto, o cálculo da próxima mensalidade considera o valor de R$1.030, e não R$1.000.

Por conta dessa somatória, muitos empréstimos acabam apresentando valores consideravelmente mais altos, o que leva a perda do controle financeiro do consumidor.

Por isso, ao utilizar a calculadora de empréstimo, é importante se atentar para como os juros serão cobrados sobre a parcela.

O que é o simulador de empréstimo pessoal?

O simulador de empréstimo pessoal, é uma ferramenta criada para que o usuário possa criar possíveis cenários de empréstimo baseado nos valores, juros e número de parcelas desejado.

Dessa forma, a ferramenta localiza as principais ofertas e empresas que se adequam às características, permitindo que o consumidor faça a melhor escolha.

O comparador de propostas traz algumas das instituições mais confiáveis do mercado, além de simular possíveis juros e o valor final de acordo com os dados inseridos.

Assim, caso o usuário ainda esteja em dúvida sobre sua decisão de empréstimo pessoal, poderá realizar uma simulação completa das principais opções.

Como usar a calculadora de empréstimo pessoal do iDinheiro?

Finalmente, para usar a calculadora de empréstimo pessoal do iDinheiro, basta informar três dados:

  • valor do empréstimo;
  • número de parcelas;
  • taxa de juros.

O valor do empréstimo considera a quantia total que o consumidor está buscando, e serve como base para calcular a quantia mais próxima de cada parcela.

Enquanto isso, o número de mensalidades também influencia no valor final, por conta da incidência dos juros a cada mês.

Por isso, é importante informar o número de parcelas pretendido, ou disponibilizado pelas alternativas que o cliente já buscou.

Finalmente, as taxas de juros também são um dos elementos essenciais para a calculadora de empréstimo, pois elas definirão a quantia adicional a ser paga.

Além disso, a taxa de juros pode ser informada em percentual mensal ou anual, para tornar a análise mais completa.

Depois de conhecer essas três informações, basta que o usuário as insira nos campos indicados, e clique em “Calcular”.

A ferramenta vai trazer o valor total a ser pago, os juros devidos e a estimativa aproximada de cada parcela, baseado em uma divisão convencional.

Claro, cada empresa e instituição possui seus próprios cálculos para determinar as mensalidades. No entanto, a calculadora de empréstimo auxilia o usuário com um valor aproximado, para ajudar no seu planejamento.

Caso o consumidor já tenha uma proposta em mente, ou verifique os juros no site da empresa, mas não tem certeza do valor total que pagará pela operação, a calculadora de empréstimo pode ajudar.

A simulação pode ser feita quantas vezes desejar, bastando clicar no botão “Limpar” para excluir os dados e iniciar um novo cálculo.