Calculadora de Férias

Cálculo do valor a ser pago ao trabalhador referente as férias

Cálculo de férias

Salário bruto
Salário registrado na carteira de trabalho. Remuneração que um trabalhador recebe por mês, sem considerar os descontos oficiais obrigatórios.
Valor total de horas extras
Quanto o trabalhador tem para receber referente a horas extras
Pessoa da qual o trabalhador seja tutor ou curador. Pessoa que pode ser incluída no Imposto de Renda do trabalhador como dependente.
Número de dias que serão tirados como férias.
Você acordou com a empresa de vender ⅓ das férias?
Você acordou com a empresa o recebimento da primeira parcela do 13º?

Resultado

Eventos Ref. Proventos Descontos
Valor férias - -
1/3 férias - -
Abono pecuniário - -
1/3 Abono pecuniário - -
Adiantamento 1ª Parcela 13º - -
INSS -
IRRF -
Totais
Valor férias líquido

De acordo com a CLT, o que são as férias? Como funcionam?

As férias são um direito do trabalhador, definidas como um período remunerado fora do trabalho para descanso, lazer ou qualquer outra atividade de preferência pessoal.

Após o período de doze meses de trabalho, é possível tirar até 30 dias e o trabalhador tem os outros doze meses para usufruir das férias.

Continua após a publicidade

Nesse sentido, é preciso que o empregador faça a concessão ou o pagamento, no caso do trabalhador não querer tirar férias integrais e optar por vendê-la (pela lei, só é possível vender ⅓ das férias).

Quando é o momento ideal para pedir as férias?

Muitas pessoas têm dúvidas a respeito do momento ideal para fazer a solicitação.

Conforme já adiantamos, o empregador precisa aprovar a data. Não é simplesmente um aviso por parte do trabalhador!

Continua após a publicidade

Dessa forma, o ideal é que elas sejam combinadas com uma certa antecedência. Assim, a equipe e a empresa se preparam para o período de férias, que envolve burocracias, papelada e planejamento.

Um prazo interessante para que a comunicação seja feita é de 30 dias anteriores aos dias desejados para o descanso.

É importante ressaltar que elas podem ser fracionadas em períodos, desde que nenhum deles seja inferior a 10 dias.

É possível que as férias sejam descontadas do trabalhador?

Sim! Caso uma pessoa tenha mais de 5 faltas injustificadas no ano, seu período de férias pode ser reduzido.

Continua após a publicidade

Existem alguns motivos, no entanto, que não poderão ser descontados. São eles:

  • casamento;
  • doação voluntária de sangue;
  • provas de vestibular;
  • questões que envolvem o Serviço Militar;
  • nascimento de filhos;
  • falecimento de cônjuge, ascendentes, descendentes, irmãos ou pessoas que viviam sob a dependência econômica.

Sobre os descontos, eles seguirão o padrão abaixo:

  • 6 a 14 faltas: 24 dias corridos de férias;
  • 15 a 23 faltas: 18 dias corridos de férias;
  • 24 a 32 faltas: 12 dias corridos de férias;
  • acima de 32 faltas: não existe o direito às férias.

Para esse cálculo são consideradas as faltas no ano de referência e não em todo o tempo de contrato do empregado.

Posso tirar férias antes de um ano?

Não existem leis que proíbam o adiantamento das férias. Nesse sentido, caso seja necessário, é possível entrar em contato com o RH da sua empresa e fazer a solicitação. Lembrando, porém, que não existem garantias.

Por outro lado, as férias coletivas são garantidas mesmo para pessoas que iniciaram seus contratos de trabalho em um período inferior a um ano.

Depois de tirar as férias coletivas, o período aquisitivo é iniciado do zero.

Ou seja: se você começou a trabalhar em setembro e tirou as férias coletivas em dezembro, deverá fazer o cálculo dos doze meses a partir da data final do período estabelecido pela empresa.

Continua após a publicidade

Como é feito o pagamento das férias?

No momento em que o trabalhador sai de férias, ele recebe o seu salário normal do mês com um acréscimo de ⅓.

O terço de férias é um tipo de bônus, que deverá ser pago até dois dias antes do início do período estipulado.

Pessoas que têm um salário fixo devem simplesmente adicionar o valor do terço no salário. Já aqueles que recebem valores variados (recebem por hora, por exemplo), deverão somar o montante em cima da média dos últimos 12 meses.

O que são as férias proporcionais?

Quem ainda não completou o ciclo de 12 meses trabalhados poderá calcular as férias proporcionais.

Continua após a publicidade

Para calcular, é só multiplicar o seu salário pelo número de meses trabalhados, depois dividindo o resultado por 12.

Finalmente, some ⅓ em cima do valor. A fórmula é “Salário x Meses trabalhados / 12 + ⅓”.

Se uma pessoa for demitida antes de completar os 12 meses ou no meio de outros ciclos (2 anos e 8 meses, por exemplo), poderá fazer o cálculo das férias proporcionais para saber o quanto receberá na rescisão.

Férias e Imposto de Renda: como é feito o cálculo?

O cálculo do IRRF (Imposto de Renda Retido na Fonte) que incide sobre as férias poderá ser feito de forma separada dos demais rendimentos pagos naquele mês. Vale a aplicação da tabela progressiva.

Continua após a publicidade

Além disso, na base de cálculo, é considerado o valor da remuneração das férias somadas ao abono de ⅓ do valor da remuneração paga.

Posso somar dois períodos de férias?

Não! A lei não permite o acúmulo de férias. Trata-se de um direito que não poderá ser renunciado.

Caso o trabalhador fique dois anos sem sair de férias, deverá recebê-las em dinheiro e sanções podem ser aplicadas ao empregador.

Como calcular as férias vencidas?

Vamos ensinar, agora, a fazer o cálculo das férias vencidas. Veja um passo a passo simplificado, usando como exemplo alguém que recebe R$2.000.

Continua após a publicidade

O primeiro passo é multiplicar o salário por dois. Seria, então, R$4.000.

Depois, divida o valor por três (corresponde ao ⅓ das férias), chegando em R$1.333,33.

Seguindo, é só adicionar este valor ao montante multiplicado, correspondente ao segundo passo, chegando ao valor de R$5.333,33.

Como calcular 15 dias de férias?

Muitas pessoas desejam tirar somente metade das férias para descansar.

Nesse sentido, é importante entender como fazer o cálculo dos 15 dias de férias. Para isso, usamos o exemplo de um trabalhador que recebe R$2.000.

Consideramos, inicialmente, que sua diária de trabalho é de R$66,66.

Pensando em 15 dias de férias, vamos multiplicar o valor do salário pelo período que se deseja gozar de descanso. O resultado é de R$999,99.

Depois, descobrimos o valor de ⅓ das férias. É só dividir o montante acima por 3, chegando em R$333,33.

Por fim, chegamos ao total de R$1.333,20. Em cima desse montante, é importante ressaltar que existe o desconto do INSS, sendo de 8%, além do Imposto de Renda.

Continua após a Publicidade