Calculadora de Juros Compostos

Use a calculadora de juros compostos para analisar se empréstimos e investimentos. Entenda a fórmula do juros compostos e mais.

R$
R$
%
ABRA SUA CONTA

Rico

Com CDB Banco XP 230% do CDI

solicitar

Sobre esta calculadora

Escrito porAmanda Gusmão

Supervisora de Conteúdo B2C

Nossa calculadora de juros compostos permite que você calcule o crescimento de um investimento ao longo do tempo, aplicando juros de forma composta, com ou sem aportes adicionais no período. Os resultados apresentados são de caráter informativo e educacional, e não possuem validade legal.

Como calcular juros compostos

Para exemplificar, pense que você fez um empréstimo de R$ 10 mil. A taxa mensal de juros é de 1%.

Ao pensar nos juros compostos, o valor aumenta sempre de acordo com os juros do mês anterior. Ou seja: se em janeiro houve o mesmo aumento de 1% (ou R$ 100), em fevereiro este aumento será de R$ 101,00.

Este valor, então, corresponde a 1% de R$ 10.100,00 e não ao dos R$ 10.000,00 iniciais, que ocorrem nos juros simples.

Por esse motivo, falamos que o valor cresce muito mais rápido com os juros compostos. É por isso, também, que esse efeito, no caso de dívidas, é muito devastador.

Como calcular juros simples

Ainda seguindo o exemplo anterior, onde você fez um empréstimo de R$ 10 mil. A taxa mensal de juros é de 1%. Observe o cálculo do juros simples.

No caso dos juros simples, o valor aumentará em 1% (ou R$ 100) a cada mês, não importa o que aconteça. Sendo assim, a somatória ao final de um ano será de R$ 11.200,00.

Qual a diferença entre juros simples e juros compostos?

A diferença básica se encontra na base de cálculo da taxa. Enquanto nos juros simples ela é cobrada sobre o valor inicial, nos juros compostos ela é cobrada sobre o valor do último mês.

O que são juros?

Os juros, em geral, são uma espécie de remuneração do dinheiro ou recurso contratado. Nesse sentido, a cada período em que o recurso está trabalhando para determinada finalidade, um percentual é cobrado a título de remuneração para o dono do dinheiro, seja um cliente que investiu seus recursos, seja o banco que emprestou dinheiro para um contratante que deseja quitar suas dívidas.

Ou seja, temos juros tanto no empréstimo quanto no investimento, a diferença é que no primeiro trata-se de uma cobrança e no outro, de uma remuneração. Nas duas situações, uma calculadora de juros compostos pode ser bastante útil.

Quando os juros são usados, na prática?

Com o passar dos meses, ao investir no Tesouro Direto ou em cotas de fundos de investimento, por exemplo, os juros se multiplicam de acordo com o volume de recursos que é acumulado na conta do investidor.

O mesmo acontece com as faturas de cartão de crédito que não são pagas em dia. A cada mês sem pagar, os juros incidem sobre o montante total (dívida + juros) e não somente sobre o valor inicial. Assim, aquela “bola de neve” se acumula.

O que são os juros compostos?

Trata-se da forma como os juros vão incidir no valor principal. No caso dos juros compostos, eles são calculados sobre o valor principal adicionado do juros apurado no período anterior, realizando o conhecido “juros sobre juros“.

Por exemplo: uma aplicação de R$1.000,00 a juros de 1%, no primeiro período vai render R$10,00, totalizando R$1.010,00. No regime de juros compostos, o próximo período vai calcular o juros sobre R$1.010,00, ou seja, 1% sobre esse valor que resultará em R$10,10, somando R$1.020,10. Seguindo, teremos R$1.030,30.

Para comparar, o juros simples é calculado no valor principal do início da série, nesse caso, R$1.000,00. Assim, a cada período realizado, R$10,00 são somados ao montante. No primeiro período, teremos R$1.010,00, no segundo R$1.020,00, depois R$1.030,00 e continuando.

Qual a fórmula do juros compostos?

Já exemplificamos de forma prática, mas, para resumir todo o conceito que envolve os juros compostos, existe uma fórmula para ser aplicada em qualquer caso.

Cálculo do juros compostos:

Fórmula dos juros compostos

A fórmula realmente fica um pouco complexa quando se utiliza valores maiores, por isso, criamos a calculadora de juros compostos do iDinheiro para simplificar os cálculos.

Juros compostos de empréstimo: como funciona

Considerando aquele mesmo exemplo anterior (empréstimo de R$ 10 mil com taxa mensal de juros é de 1%), a tabela seria:

MêsCapitalJuros(%)Montante (R$)
Janeiro10.0001% de 10.000 = 10010.000 + 100 = 10.100
Fevereiro10.1001% de 10.100 = 10110.100 + 101 = 10.201
Março10.2011% de 10.201 = 102,0110.201 + 102,01 = 10.303,01

Seguindo essa tabela, ao final de 12 meses, a dívida total da pessoa exemplificada será de R$ 11.268,25. Mas, nos empréstimos, as parcelas são fixas, certo?

Então, o que os bancos e financeiras fazem é, depois de chegar ao valor final, dividí-lo em parcelas iguais. Ou seja, a parcela do empréstimo seria algo em torno de R$939 (outros encargos são cobrados nesse tipo de crédito, portanto, seria um valor maior). Em juros simples, a parcela seria algo em torno de R$933.

Vale a pena antecipar parcelas no juros compostos?

Outro ponto importante da cobrança de juros compostos nos empréstimos é a possibilidade de antecipação com desconto. Isso porque na lógica do empréstimo, você está usando o recurso por todos os meses (parcelas) contratados.

Mas, se não vai usar mais todo o período e deseja pagar antecipadamente, vale a pena antecipar as parcelas no juros compostos, pois haverá um desconto proporcional (e mais vantajoso, no geral) ao quitá-la antes do prazo.

De toda forma, para ter uma resposta muito mais rápida, simplificada e prática, as calculadoras são ótimas opções. Por isso, não deixe de usar nossa calculadora de juros compostos para acertar sempre!

Dicas

Se você está em busca de uma maneira prática e rápida para calcular descontos, acesse a Calculadora de Desconto do site iMaquininhas e simplifique suas finanças! Calcule as promoções para seus produtos e serviços de forma precisa e imediata.

Perguntas frequentes sobre como calcular juros compostos

  1. O que são os juros compostos?

    Juros compostos são uma prática de juros sobre juros. No seu cálculo, o acréscimo incide sempre pelo capital acumulado e não apenas no inicial, como é o caso dos juros simples.

  2. Qual a fórmula dos juros compostos?

    A fórmula para calcular os juros compostos é: M = C.(1-i)^n, sendo M o montante, C o capital inicial, i a taxa de juros e n o tempo.

  3. Como os juros compostos são usados?

    Os juros compostos são usados, em geral, para rentabilizar um capital, como no caso dos investimentos, onde o investidor recebe juros sobre o dinheiro investido. Por outro lado, eles também são usados nas cobranças de dívidas, tornando-as bastante caras conforme o tempo.

  4. Qual a diferença entre juros simples e juros compostos?

    A diferença básica se encontra na base de cálculo da taxa. Enquanto nos juros simples ela é cobrada sobre o valor inicial, nos juros compostos ela é cobrada sobre o valor do último período (valor inicial + rendimentos).

Amanda Gusmão

Escrito por Amanda Gusmão - Supervisora de Conteúdo B2C

Cursou Administração de Empresas e Empreendedorismo pela Pontifícia Universidade Católica (PUC) e é graduanda em Marketing Digital pela Faculdade Anhanguera. No mercado financeiro atuou como gestora de contas, orientadora financeira e de investimentos no Banco Itaú, com experiências de gestão anteriores no setor da aviação civil e Tecnologia da Informação. Desde 2008 trabalha com marketing de conteúdo, em especial na área de finanças pessoais e administração. No iDinheiro supervisiona o time de conteúdo B2C (Business to Consumer), Jornalismo, PR e Comunicação Interna.