O MEI precisa de contador? Conheça as regras e vantagens desse serviço!

Saiba em quais situações o MEI precisa de contador e entenda como ele pode ser útil para a rotina empreendedora!

12669432_1218137561529803_7092902009906739723_n
Thainá Cunha

Se você é ou está pensando em se tornar Microempreendedor Individual, é provável que tenha algumas dúvidas que gostaria de esclarecer e uma delas é se o MEI precisa de contador.

E a resposta para essa pergunta é não. De acordo com a lei, não há obrigatoriedade da contratação de um contador para quem é MEI. Porém, ao contar com um profissional da área, o microempreendedor pode usufruir de diversos benefícios.

Continua após a publicidade

A seguir, você poderá conhecer mais sobre o assunto e entender as regras e benefícios de ter uma contabilidade especializada para o seu negócio. Confira!

O MEI precisa de contador?

Uma das vantagens em ser MEI é que, de acordo com a legislação, não é obrigatório que o Microempreendedor contrate um contador.

Continua após a publicidade

Conforme a Lei Complementar nº 128, que regulariza a criação e atuação do MEI, não há determinação expressa para que a empresa dessa categoria contrate contabilidade profissional.

No entanto, o MEI precisa manter uma boa organização contábil e, nesse sentido, a contabilidade profissional, além de evitar burocracia desnecessária, pode ser essencial para a garantia de saúde financeira da empresa.

Quando o MEI precisa de contador?

Em geral, o MEI precisa de contador nas diversas situações que envolvem as obrigações financeiras da empresa. Um bom profissional de contabilidade pode auxiliar nas seguintes demandas:

  • lidar com toda a documentação;
  • elaborar planos de investimento;
  • trabalhar na identificação e resolução de erros relativos à área financeira do negócio;
  • manter e otimizar todo o trâmite necessário à sua regularidade fiscal.

Quais as vantagens de contratar um contador para o MEI?

Assim, com relação à organização, o MEI precisa de contador para auxiliar no controle e entendimento de suas finanças, além de diversas outras vantagens que um profissional contábil pode oferecer.

Continua após a publicidade

Conheça algumas delas a seguir!

Auxiliar na emissão de nota fiscal

O MEI não precisa emitir nota fiscal para pessoa física, mas, em alguns casos, quando se trata de serviço ou produto fornecido à outra empresa, é necessária a emissão desse documento. Nessas horas, pode ser fundamental contar com a ajuda do contador.

Orientar na contratação de funcionários

O contador é importante para dar orientação caso o MEI precise contratar funcionário, garantindo que todos os direitos previstos no regime CLT sejam repassados a ele e organizando o pagamento de todos os encargos referentes à contratação.

Facilitar a obtenção de crédito

O contador pode melhorar as condições de obtenção de linhas de créditos para MEI, ajudando a desenvolver uma boa estratégia de investimento e promovendo o crescimento da empresa.

Identificar, corrigir e prevenir erros

O contador para MEI vai dar suporte na prevenção de alguns erros comuns cometidos por quem é microempreendedor, principalmente os que entraram agora nessa categoria. Algumas ações importantes que o profissional de contabilidade pode tomar, são:

Continua após a publicidade

  • observar os prazos relativos à entrega das declarações e documentos necessários;
  • garantir o preenchimento correto das informações;
  • garantir a coerência entre as informações de bens e rendimentos, da pessoa física e jurídica, evitando problemas com a receita federal.

Oferecer consultoria sobre as melhores práticas contábeis

É comum que, quem é MEI, esteja começando a atuar como empreendedor. Sendo assim, é natural que o profissional ainda não tenha o conhecimento necessário para conduzir da melhor maneira o seu negócio, lidar com os processos burocráticos e práticas contábeis.

Nesse sentido, o contador irá agregar os conhecimentos técnicos necessários para que o microempreendedor tenha toda a segurança que precisa na administração de seu patrimônio.

Dar baixa no MEI

Caso o MEI, por qualquer motivo, encerrar as suas atividades, terá que efetuar o pagamento das parcelas em aberto do Documento de Arrecadação do Simples Nacional (DAS) e fazer a Declaração de Situação Especial. Com um contador, ele ficará responsável por te auxiliar com essas demandas.

Auxiliar na migração para Simples Nacional

O MEI pode ter que mudar a categoria de sua empresa, migrando para Microempresa (ME) ou Empresa de Pequeno Porte (EPP).  Essa transição ocorre de forma automática quando o empreendimento não mais se enquadra nos seguintes critérios:

Continua após a publicidade

  • abrir uma ou mais filiais;
  • participar de outra empresa;
  • ter faturamento superior a R$ 81.000,00 (anual);
  • adquirir um sócio;
  • contratar mais de um funcionário ou pagar salário com valor acima do limite;
  • realizar compras que excedem em 80% o valor do faturamento.

Além de facilitar essa transição, o MEI precisa de contador para assinar toda a documentação contábil e fiscal relativa ao processo.

Quais as desvantagens do contador para o MEI

Como já dito, o Microempreendedor individual não precisa, obrigatoriamente, contratar um contador, já que se trata de uma modalidade na qual a empresa é dispensada de algumas obrigações e conta com impostos simplificados.

Assim, na hora de decidir sobre contratar ou não um contador para MEI, é importante pesar também algumas questões que podem se tornar desvantagens para o microempreendedor, como o resultado prático do custo desse profissional sobre o orçamento da empresa.

Considerando que, em comparação a negócios de maior porte, o MEI conta com um nível de faturamento mais baixo, a despesa mensal com o pagamento de honorários de um serviço de contabilidade pode resultar em impacto negativo nas suas receitas e no seu lucro.

Continua após a publicidade

Quanto custa um contador para o MEI?

Quem opta pelo MEI geralmente não tem uma disponibilidade orçamentária tão grande, então uma boa alternativa é a contratação de serviço de contabilidade online. 

Efetivamente, o contador online oferece os mesmos serviços de gestão financeira, fiscal e contábil que qualquer profissional com escritório físico fornece. 

Para que se chegue ao preço que um contador pode cobrar por seus serviços, vários fatores devem ser levados em consideração, tais como:

  • o tipo de serviço a ser prestado à empresa;
  • faturamento do negócio;
  • quantidade de notas fiscais a serem emitidas;
  • área de atuação da empresa;
  • regime tributário da empresa.

Em alguns serviços disponibilizados online, é possível encontrar valores de serviços contábeis online que partem de R$19,90 mensais.

Continua após a publicidade

Já em relação à contabilidade presencial, há uma grande variação, mas é possível encontrar planos mensais a partir de meio salário mínimo, em média.

Quais os pontos de atenção para quem não tem contador?

Se o microempreendedor optar por não contratar um contador para MEI, precisa ficar atento a muitas questões importantes, para evitar problemas. Confira algumas delas!

Relatório mensal de faturamento

Mesmo não sendo necessário enviar esse relatório à Receita Federal, o MEI deve elaborar, até o dia 20 de cada mês, relatório das receitas obtidas no mês anterior, anexando as notas fiscais de compra e venda.

Pagamento do DAS

Também até o dia 20 de cada mês, o microempreendedor precisa pagar contribuições e impostos através do Documento de Arrecadação do Simples Nacional (DAS), que é gerado pelo Portal do Empreendedor.

Continua após a publicidade

Controle do faturamento

O faturamento anual do MEI não pode ultrapassar R$ 81.000 reais  anuais ou será enquadrado em outra categoria de empreendimento, com custos e responsabilidades maiores.

Declaração Anual de Faturamento e Imposto de Renda

Também pelo Portal do Empreendedor, o MEI deve preencher e enviar todo ano sua Declaração de Faturamento Anual, sob pena de multa em caso de atraso ou não envio.

Além desses, há ainda diversos outros cuidados relativos às questões financeiras aos quais o empreendedor, sem uma assessoria contábil, deve ficar atento, como a declaração do Imposto de Renda, caso sua empresa se encaixe nos critérios de obrigatoriedade.

Como escolher uma contabilidade?

Caso opte pela contratação de um contador para MEI, o próximo passo é estabelecer alguns critérios para escolher o melhor profissional. A seguir, conheça alguns deles!

Continua após a publicidade

Avaliações na internet

A pesquisa online pode fornecer informações importantes, desde avaliações positivas até as reclamações. Por isso, as redes sociais, site da empresa e Reclame Aqui também podem ser bons indicativos sobre a qualidade do serviço.

Tradição da marca

Procure sempre saber tanto quanto possível sobre a tradição do escritório no mercado. Em regra, marcas que já estão em atuação a muito tempo demonstram bom grau de confiabilidade.

Situação cadastral do escritório

Verifique a regularidade do cadastro do escritório e dos profissionais junto ao Sindicato das Empresas de Serviços Contábeis (SESCON) e o Conselho Regional de Contabilidade (CRC).

Tecnologia

Uma boa plataforma online para a consulta de informações, guias e histórico da sua empresa, além das medidas de segurança dos dados que essa plataforma armazena, são critérios relevantes na escolha do serviço.

Continua após a publicidade

Custos do serviço

Não se pode pensar em escolher um serviço sem levar em conta seu custo. Compare os honorários de cada escritório em relação à assessoria oferecida, para escolher o que melhor se adequa às suas condições e necessidades.

Vale a pena contratar esse serviço?

Caso se enquadre no orçamento do empreendedor, a contratação de um serviço contábil vale, sim, a pena. O contador para MEI garante que o empresário não perca o controle da organização financeira, o que beneficia diretamente o crescimento da empresa. 

Além disso, com um responsável pelas questões burocráticas, o empreendedor pode dedicar mais tempo às questões técnicas do seu ramo de atuação, como a prestação de serviço ou venda de mercadorias.

Agora que você já sabe se o MEI precisa de contador e quais são as vantagens em contratar um, conseguirá decidir se os possíveis custos com um profissional contábil se encaixam em seu orçamento.

Caso a resposta seja positiva, busque pelos profissionais disponíveis no mercado e garanta uma melhor organização financeira da sua empresa.

Perguntas frequentes

  1. Por que o MEI não precisa de contador?

    A Lei 128/2008, que regula a atuação do Microempreendedor Individual, não traz nenhuma cláusula que obrigue o MEI a contratar um serviço de contabilidade.

  2. Quanto custa um contador para o MEI?

    É possível encontrar serviços contábeis online e presenciais, com uma grande variação de preços, com valores mínimos que podem ir de R$ 19,90 a meio salário mínimo mensais.

Continua após a Publicidade

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.