O que é microcrédito? Veja como funciona e quanto custa!

Para quem está em busca de recursos financeiros para o seu negócio, o microcrédito pode ser uma boa solução. Entenda como funciona esse emprés

12669432_1218137561529803_7092902009906739723_n
Thainá Cunha

A maioria dos empreendedores recorrem a empréstimos em algum momento, seja para abrir o próprio negócio, investir no crescimento da empresa ou quitar as dívidas.

Assim, dentre as alternativas de crédito disponíveis no mercado, uma das mais recomendadas para micro e pequenos empresários é o microcrédito.

Continua após a publicidade

Esse modelo de empréstimo é ideal para pessoas físicas ou microempreendedores que almejam montar ou expandir um negócio, pois as taxas de juros são menores e há pouca burocracia para a contratação.

Além disso, mais do que uma simples opção de empréstimo, o Banco Central considera o microcrédito como uma espécie de política de desenvolvimento social.

Continua após a publicidade

Afinal, um dos objetivos da criação da modalidade foi a democratização do acesso ao crédito para pequenos empreendedores.

Neste artigo, reunimos todas as informações sobre essa alternativa de crédito. Acompanhe a leitura e entenda mais a fundo o que é o microcrédito, como ele funciona e quanto custa.

O que é o microcrédito?

Como o próprio nome indica, o microcrédito é um tipo de empréstimo de menor valor, destinado a pequenos empreendedores formais, como microempreendedores individuais (MEIs), pessoas jurídicas e autônomos.

Há uma grande dificuldade de acesso por parte desse público aos créditos e empréstimos convencionais.

Continua após a publicidade

Dessa forma, o Governo Federal propõe o microcrédito para incentivar os microempreendedores e contribuir para o crescimento da renda populacional.

Como funciona o microcrédito para MEI?

Geralmente, cada empreendedor pode contratar até R$ 20 mil, a depender do seu faturamento.

As regras da modalidade de empréstimo são geridas pelo Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES), porém as principais instituições financeiras do país também oferecem o serviço.

De acordo com os requisitos estabelecidos pelo BNDES, a contratação do microcrédito limita as taxas praticadas para os microempreendedores individuais.

Com isso, por lei, os juros não podem ultrapassar 4% ao mês, incluindo encargos e taxas presentes na operação.

Continua após a publicidade

No entanto, essas taxas são negociadas entre o cliente e a instituição financeira credora, obedecendo sempre o limite determinado.

É importante ressaltar que, no ato da contratação, as instituições financeiras estão autorizadas a cobrar uma taxa de abertura de crédito (TAC).

Essa tarifa é aplicada em operações para empreendedores informais e para MEIs e é limitada a 3% do valor financiado.

Quais são as condições para obter microcrédito?

O BNDES define outras normas sobre o microcrédito, que dizem respeito à contratação e à finalidade de uso.

Continua após a publicidade

As principais condições para contratar o microcrédito são: desenvolver atividades de pequeno porte e possuir receita bruta anual de até R$ 360 mil.

Além disso, o microcrédito também financia projetos específicos, como investimentos na empresa para compra de máquinas, equipamentos e materiais. Ou seja, totalmente voltado para o negócio.

Caso o empreendedor corresponda aos critérios mencionados acima, o próximo passo é buscar instituições que ofereçam o microcrédito. Feito isso, o processo é bem semelhante à contratação de um empréstimo pessoal.

Nele, a instituição financeira avalia o solicitante, o perfil da empresa e o prazo de pagamento, que dependerá do porte do negócio e da capacidade de quitação.

Continua após a publicidade

Normalmente, o microcrédito só é liberado após o credor realizar uma análise socioeconômica do empreendedor.

Durante essa avaliação, o agente de crédito, de acordo com o modelo de negócio, vai à casa ou à empresa do empreendedor para analisar a situação financeira.

Isso porque é preciso conhecer o empreendimento e atestar se o contratante se enquadra ou não no perfil socioeconômico para ter o microcrédito.

Quando o resultado desta avaliação é positivo, o dinheiro é disponibilizado em alguns dias.

Quem pode obter o microcrédito?

Como já mencionado anteriormente, o microcrédito é destinado a pequenos empreendedores formais, como os MEIs, pessoas jurídicas e pequenos empreendedores informais, que possuam faturamento bruto anual da empresa inferior ou igual a R$ 360 mil.

Quais bancos oferecem microcrédito?

Nem todos os bancos oferecem o microcrédito e isso acontece por dois motivos: o primeiro é que essa modalidade de crédito não é tão lucrativa para as instituições, já o segundo é por não ser um serviço obrigatório.

Continua após a publicidade

Para tentar manter a inflação sob controle, o Banco Central recolhe o excesso de dinheiro arrecadado pelas instituições financeiras (depósito compulsório).

Por lei, até 2% desse montante pode ser utilizado para o microcrédito, mas isso não é uma obrigação.

A seguir, veja os principais bancos do país que disponibilizam o microcrédito e as condições estabelecidas por eles.

Caixa Econômica Federal

Para solicitar o microcrédito da Caixa é necessário ser correntista do banco há pelo menos 90 dias. A taxa de juros é de 3,3% ao mês e a taxa de abertura de crédito (TAC) é de 3% sobre o valor do contrato.

Continua após a publicidade

A aprovação está sujeita a análise de crédito e a capacidade de pagamento do empreendimento, podendo ou não haver a necessidade de um fiador.

O valor mínimo que pode ser contratado é R$ 300 e o máximo é R$ 15 mil. A média de prazo para pagamento varia entre 4 e 24 meses.

Banco do Brasil

Para solicitar o empréstimo no Banco do Brasil, é preciso ter conta no banco, apresentar garantia pessoal de terceiros (fiador) e não ter nenhuma dívida superior a R$ 40 mil no Sistema Financeiro Nacional (exceto em operações de crédito habitacional).

A taxa de juros é de 3% ao mês e o valor financiado é concedido de acordo com a necessidade do negócio, mas normalmente não ultrapassa R$ 20 mil.

Continua após a publicidade

O banco faz análise cadastral e de crédito, sendo necessária a visita de um agente. O prazo médio para pagamento é de 4 a 8 meses.

BNDES

O Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES) segue os requisitos listados acima: faturamento bruto anual limitado a R$ 360 mil e desenvolvimento de atividades de pequeno porte.

A taxa de juros e prazos para pagamento são negociáveis, não há necessidade de fiador e a TAC é de até 3% do valor financiado. O crédito máximo concedido é de R$ 20 mil.

Bradesco

Para solicitar o microcrédito com o Bradesco não é necessário ser correntista do banco, entretanto, a taxa de juros não é divulgada no site oficial. A média do prazo de pagamento varia de 4 a 12 meses.

Continua após a publicidade

O valor mínimo para empréstimo é de R$ 500 e o valor máximo da primeira solicitação é de R$ 3 mil, podendo chegar a R$ 15 mil a partir da segunda operação.

Itaú

O banco Itaú também não exige que o solicitante do microcrédito seja correntista, porém o negócio precisa ter pelo menos 6 meses de atividade.

A taxa de juros é de 3,99% ao mês e a TAC é de 3% sobre o valor contratado. A instituição não disponibiliza informações sobre a análise de crédito.

O valor mínimo para empréstimo é de R$ 400 e o máximo de R$ 14.500. Já a média de prazo para o pagamento é de 12 meses. 

Continua após a publicidade

Santander

Para solicitar o microcrédito no Santander, é necessário ser correntista do banco. As taxas de juros variam de 2,4% a 4% e a TAC é de 3% do valor contratado. A aprovação está sujeita a análise de crédito.

O valor mínimo é de R$ 500, o máximo de R$ 15 mil e o prazo para pagamento varia entre 4 e 24 meses.

Quais são os custos do microcrédito? 

Os custos do microcrédito são os seguintes:

  • taxa de juros, que é regulamentada por lei e não pode ultrapassar a margem de 4% ao mês;
  • taxa de abertura de crédito (TAC), que não pode ser maior que 3% do valor contratado.

Para entender a diferença da taxa de juros do microcrédito e dos empréstimos tradicionais, basta ter em mente que o microcrédito tem taxa de juros média de 3% a 4% ao mês, enquanto as linhas de crédito tradicionais podem chegar até 6% ao mês.

Quais os valores disponíveis?

Os valores disponíveis para o microcrédito variam de banco para banco. Mas, de forma geral, fica entre R$ 300 e R$ 15 mil, podendo chegar até R$ 20 mil.

Continua após a publicidade

Quais são as vantagens e desvantagens do microcrédito?

Veja as principais vantagens e desvantagens dessa alternativa de crédito.

Vantagens

Entre as vantagens, podemos destacar:

Estímulo aos pequenos negócios

O objetivo do microcrédito é estimular o desenvolvimento de micro e pequenos empreendedores, formais e informais, autônomos e profissionais liberais. 

Dessa forma, oferece recursos financeiros para quem deseja iniciar um negócio e para aqueles que precisam investir em reformas, estoque, equipamentos e outras necessidades do empreendimento.

Poucas exigências de garantia

Por trabalhar com valores menores e prazos mais curtos, o microcrédito requer poucas garantias, raramente envolvendo patrimônio. Normalmente, basta comprovar a fonte de renda e, em alguns casos, eleger um fiador.

Processo menos burocrático

Além de não exigir grandes garantias, o processo de obtenção do microcrédito é mais simples e menos burocrático. Então, o empreendedor pode contar com um processo de liberação mais facilitado.

Continua após a publicidade

Atendimento diferenciado 

A figura do agente de crédito é um grande diferencial no atendimento, pois o torna mais humanizado.

Esse profissional visita o empreendedor, conhece o negócio, avalia cada caso de forma única e ainda presta assessoria empresarial.

Favorece o empreendedorismo

Diferentemente do crédito tradicional, que pode servir a qualquer propósito, o microcrédito tem o intuito de diminuir a desigualdade social por meio do empreendedorismo.

Por esse motivo, a cada solicitação de crédito é preciso ter um objetivo específico para usar o capital. Isso ajuda bastante os empreendedores a alavancarem os seus negócios e gerarem renda familiar.

Continua após a publicidade

Taxa de juros menores

Como mencionado anteriormente, por se tratar de uma linha de crédito diferenciada, o microcrédito tem taxas de juros menores. Assim, a solução se tona mais democrática e acessível.

Desvantagens

O microcrédito possui desvantagens mínimas. São elas:

  • nem todos os bancos oferecem a linha de crédito;
  • o valor máximo oferecido é pequeno em comparação aos créditos tradicionais.

Como conseguir o microcrédito?

Mesmo com algumas facilidades e menos burocracia para solicitar o microcrédito, é preciso estar preparado para algumas exigências, que variam de acordo com cada instituição bancária.

Na maioria dos casos, para fazer a solicitação é necessário:

  • ser maior de 18 anos;
  • ter CNPJ ativo e sem restrições ou ser um empreendedor informal e apresentar alguns documentos, como RG, CPF e comprovante de residência.

Além disso, a aprovação do crédito, que já é rápida, pode ser ainda mais veloz caso você possua orientação financeira e consiga demonstrar uma boa projeção de resultados do crédito a ser investido.

Ter solicitado algum empréstimo anteriormente e ter pagado as parcelas em dia também ajuda bastante.

Continua após a publicidade

Vale a pena contratar microcrédito?

Sim, caso você se encaixe nos requisitos dessa modalidade de empréstimo, vale muito a pena contratar o microcrédito para alavancar ou montar seu negócio.

Afinal, essa é uma ótima oportunidade de tirar seus planos do papel sem arcar com juros abusivos e dívidas absurdamente longas.

No entanto, é importante ter em mente qual o seu propósito ao pegar o dinheiro, para que ele de fato seja uma oportunidade de alcançar seus objetivos.

O que você achou deste conteúdo? Confira mais informações sobre outras opções de empréstimos por aqui! Cadastre-se gratuitamente em nossa newsletter e fique por dentro de tudo o que você precisa saber sobre finanças para seu negócio!

Perguntas frequentes sobre o que é microcrédito

  1. O que é o microcrédito?

    O microcrédito é um tipo de empréstimo de menor valor, destinado a pequenos empreendedores formais, como microempreendedores individuais (MEIs), pessoas jurídicas e autônomos.

  2. Quem pode obter o microcrédito

    Pequenos empreendedores formais, como os MEIs, pessoas jurídicas e pequenos empreendedores informais, que possuam faturamento bruto anual da empresa inferior ou igual a R$ 360 mil.

  3. Quais bancos oferecem microcrédito?

    Os principais bancos que oferecem microcrédito são: Caixa, Banco do Brasil, BNDES, Bradesco, Itaú e Santander.

  4. Como conseguir o microcrédito?

    É preciso ser maior de 18 anos, ter CNPJ ativo e sem restrições ou ser um empreendedor informal e apresentar alguns documentos, como RG, CPF e comprovante de residência. Caso você possua orientação financeira e consiga demonstrar uma boa projeção de resultados do crédito a ser investido, pode ser mais fácil conseguir.

Continua após a Publicidade

Comunidade iDinheiro
Pergunte à comunidade ➔
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.