Quer um empréstimo para abrir empresa? Saiba como conseguir e quais as melhores opções!

Saiba mais sobre as seguintes alternativas de empréstimo para abrir empresa: Creditas, FinanZero, Lendico, Geru, Caixa e BNDES. Descubra qual é a melhor e veja mais informações sobre o tema.

12669432_1218137561529803_7092902009906739723_n
Thainá Cunha
logo do iDinheiroTaxa de JurosValores disponibilizadosPrazo para pagamento
Creditas A partir de 0,85% ao mês + IPCADe R$ 5 mil a R$ 3 milhõesDe 18 a 60 meses
FinanZeroA partir de 1,49% ao mêsAté R$ 50 milDe 6 a 36 meses
LendicoDe 1,98% a 11% ao mêsDe R$ 2,5 mil a R$ 50 milDe 12 meses a 36 meses
GeruDe 2% a 8,2% ao mêsDe R$ 2 mil a R$ 50 milAté 36 meses
Caixa 3,49% ao mêsDe R$ 300,00 a R$ 21 milDe 04 a 24 meses
BNDESAté 4% ao mês + 3% de TACAté R$ 20 milNegociável
Ranking com o melhor empréstimo para abrir empresa

Começar um negócio é o sonho de muitas pessoas, mas, para outras, essa decisão surge pela falta de opção para obter renda. Em ambos os casos, o empréstimo para abrir empresa é uma das alternativas que podem ajudar.

No entanto, a decisão de contratar crédito deve ser analisada com cuidado. Afinal, diversos fatores impactam nesse plano, como a capacidade de arcar com os custos e a previsibilidade de lucro da empresa iniciante.

Continua após a publicidade

Além disso, é normal que surjam questionamentos sobre qual a melhor escolha e o que deve ser considerado durante o processo de contratação.

Para esclarecer essas dúvidas, analisamos seis instituições que oferecem empréstimo para empresa e definimos as opções mais vantajosas.

Nesse conteúdo, você também encontrará as principais orientações sobre esse tipo de crédito e como fazer a seleção de maneira assertiva. Continue a leitura!

Continua após a publicidade

Qual o melhor empréstimo para abrir empresa?

Para selecionar o melhor empréstimo para abrir empresa, avaliamos quais as opções de crédito pessoal e linhas crédito para novos negócios com as menores taxas de juros.

Outros pontos que consideramos foram a flexibilidade na disponibilização de recursos e nos prazos de pagamento.

Assim, em nossa análise, na modalidade de crédito pessoal, o melhor empréstimo para abrir empresa é da Creditas. A empresa cobra a menor taxa de juros dentre as demais alternativas, com uma tarifa a partir de 0,85% ao mês + IPCA.

Os valores da Creditas e os prazos de pagamento também são variados e podem atender diversos públicos e necessidades.

Dentre as linhas de crédito bancárias, a Caixa se destaca com o Microcrédito Produtivo Orientado. A taxa desse empréstimo é fixada em 3,49% ao mês. O valor máximo ofertado é R$ 21 mil e são até dois anos para pagar.

Confira como ficou o nosso comparativo:

logo do iDinheiroTaxa de JurosValores disponibilizadosPrazo para pagamento
Creditas A partir de 0,85% ao mês + IPCADe R$ 5 mil a R$ 3 milhõesDe 18 a 60 meses
FinanZeroA partir de 1,49% ao mêsAté R$ 50 milDe 6 a 36 meses
LendicoDe 1,98% a 11% ao mêsDe R$ 2,5 mil a R$ 50 milDe 12 meses a 36 meses
GeruDe 2% a 8,2% ao mêsDe R$ 2 mil a R$ 50 milAté 36 meses
Caixa 3,49% ao mêsDe R$ 300,00 a R$ 21 milDe 04 a 24 meses
BNDESAté 4% ao mês + 3% de TACAté R$ 20 milNegociável
Ranking com o melhor empréstimo para abrir empresa

Agora, veja abaixo mais detalhes sobre essas opções!

Empréstimo pessoal

O empréstimo pessoal é o crédito mais conhecido, que é ofertado por uma instituição financeira diretamente para a pessoa física solicitante.

Continua após a publicidade

Essa modalidade permite usar o recurso das mais diversas formas, como na abertura de um novo empreendimento.

A vantagem desse tipo de empréstimo é que ele pode viabilizar valores maiores e com taxas de juros mais baixas do que o microcrédito.

Além disso, pela diversidade de alternativas dessa modalidade, fica mais fácil encontrar soluções mais vantajosas.

Abaixo, detalhamos alguns dos melhores empréstimos pessoais. Acompanhe!

Empréstimo PJ Creditas

O empréstimo com garantia de veículos da Creditas atende aqueles que buscam crédito com taxas acessíveis e bons prazos de pagamento.

  • EIRELI
  • MEI
  • ME

Juros mensais: A partir de 0,99% a.m.
CET: A partir de 12.5% a.a.

Valores do empréstimo: De R$ 5,00 até R$ 150,00
Prazo de pagamento: De 18 até 60 meses

  • checkmark Facilidade de contratação.
  • checkmark Limites elevados.
  • checkmark Taxas de juros atrativas.
  • close Poucas opções de empréstimo disponíveis para PJ.
  • close Requer vistoria de automóveis ou imóveis para aprovação do empréstimo.

A Creditas já foi destaque em nossos rankings de empresas de empréstimo online e empréstimo para MEI. A fintech possui as seguintes modalidades de crédito:

  • empréstimo com garantia de imóvel (tx. de juros a partir de 0,85% a.m.);
  • empréstimo com garantia de veículo (tx. de juros a partir de 0,99% a.m.);
  • empréstimo consignado privado (tx. de juros a partir de 0,99% a.m.).

O Custo Efetivo Total (CET) dessa plataforma é de 12,50% até 60,78% ao ano. Já a solicitação é feita totalmente online e pode disponibilizar de R$ 5 mil a R$ 3 milhões. 

Empréstimo pessoal Finanzero

O marketplace do FinanZero oferece empréstimos pessoais que podem ser utilizados para o início de um negócio. As taxas são acessíveis, mas a CET pode variar.

Juros mensais: A partir de 1,49% a.m.
CET: A partir de 26.82% a.a.

Valores do empréstimo: A partir de R$ 50,00
Prazo de pagamento: De 6 até 36 meses

  • checkmark Variedade de ofertas de crédito pessoal.
  • checkmark Contratação online.
  • close CET alta.
  • close Não há soluções específicas para empresas.

Além de possuir diversas opções de crédito, como os empréstimos para negativados e os refinanciamentos, o marketplace FinanZero também conta com empréstimos pessoais. 

Continua após a publicidade

Dentre as alternativas que a empresa oferece, o CET pode variar de 26,82% a 621.38% ao ano. Por isso, é preciso estar atento na hora de pesquisar.

Com o Finanzero, é possível solicitar até R$ 50 mil no empréstimo pessoal, com taxas de juros de até 1,49% ao mês.

Empréstimo PJ Lendico

A Lendico oferece empréstimos pessoais que podem ser usados em pequenos negócios. Essa alternativa é ideal para quem busca agilidade na disponibilização dos recursos.

  • EIRELI
  • MEI
  • ME

Juros mensais: A partir de 1,98% a.m.
CET: A empresa não divulga taxa
Observação: O CET inclui tarifas de contrato, por isso é maior que os juros mensais

Valores do empréstimo: De R$ 2.500,00 até R$ 50.000,00
Prazo de pagamento: De 12 até 26 meses

  • checkmark Não é necessário ter CNPJ.
  • checkmark Agilidade na disponibilização dos recursos.
  • close Taxas de juros mais altas.
  • close A CET não é divulgada.

A Lendico também é uma opção de crédito pessoal online que pode ser utilizado como um empréstimo para começar um negócio. A organização oferece recursos nos valores de R$ 2,5 mil a R$ 50 mil. 

Além de não solicitar bens como garantia, a Lendico não cobra a análise de crédito. Nesse caso, a CET, está entre 2,30% a 11,32% ao mês. Anualmente, esse custo varia de 46,71% a 247% ao ano.

Continua após a publicidade

Empréstimo pessoal Geru

O empréstimo pessoal da Geru também pode utilizado para começar um empreendimento. O prazo para pagamento e disponibilização do recurso são os principais pontos positivos desse empréstimo.

Juros mensais: A partir de 2,00% a.m.
CET: A partir de 26.82% a.a.

Valores do empréstimo: De R$ 2,00 até R$ 50,00
Prazo de pagamento: A partir de 36 meses

  • checkmark Agilidade no processo de contratação
  • checkmark Contratação online.
  • close Não há soluções específicas para empresas.
  • close CET alta.

O Geru também oferece empréstimos pessoais, que podem ser usados para iniciar um empreendimento. 

O CET do Geru varia entre 26,82% até 157,47% ao ano. Por sua vez, os recursos solicitados estão entre R$ 2 mil a 50 mil.

Essa alternativa não requer bens como garantia e também pode ser contratada pela internet.

Microcrédito

Para quem busca especificamente um empréstimo para abrir empresa, o microcrédito pode ser a opção ideal.

Ele é oferecido para pessoas físicas que trabalham formalmente como Microempreendedores Individuais e pessoas jurídicas.

No entanto, o microcrédito concede um valor limitado de até R$ 20 mil e pode exigir o cumprimento de alguns requisitos.

A seguir, avalie essas modalidades da Caixa e do BNDES.

Empréstimo PJ Caixa – Microcrédito Produtivo Orientado

O Microcrédito Produtivo Orientado da Caixa busca atender pequenos empreendedores que precisam investir no negócio.

  • EIRELI
  • MEI
  • ME

Juros mensais: A partir de 3,49% a.m.
CET: A empresa não divulga taxa
Observação: O CET inclui tarifas de contrato, por isso é maior que os juros mensais

Valores do empréstimo: De R$ 300,00 até R$ 21,00
Prazo de pagamento: De 4 até 24 meses

  • checkmark Possibilidade de contratar pelo WhatsApp.
  • checkmark Empréstimo voltado especificamente para empresas.
  • close Requer conta na Caixa.
  • close Não está disponível para negativados.
  • close Taxas de juros mais altas.
  • Fiador

O Microcrédito Produtivo Orientado da Caixa é outra opção de empréstimo para começar um negócio.  

Essa solução requer que o interessado seja maior de 18 anos, já tenha recebido orientação financeira e utilize o crédito apenas na empresa. Além disso, há outros requisitos:

  • não ser cadastrado como inadimplente no CADIN, SERASA, SINAD e SCPC;
  • possuir algum tipo de conta na Caixa;
  • passar por aprovação na análise de crédito e ter capacidade de pagamento.

Os valores disponibilizados são de R$ 300 a R$ 21 mil e pode haver requisição de garantias, como aval de terceiros ou do proprietário da empresa. 

Continua após a publicidade

Empréstimo PJ BNDES

O Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES) disponibiliza um microcrédito para empreendedores formais e informais.

  • MEI
  • ME

Juros mensais: 4,00% a.m.
CET: A empresa não divulga taxa
Observação: O CET inclui tarifas de contrato, por isso é maior que os juros mensais

Valores do empréstimo: A partir de R$ 20,00
Prazo de pagamento: Não divulgado

  • checkmark Não requer CNPJ.
  • checkmark Negociação dos prazos de pagamento.
  • close Taxas de juros mais altas.
  • close Não informa as exigências para disponibilizar o microcrédito.

Por sua vez, o BNDES disponibiliza um microcrédito para empreendedores formais e informais abrirem o seu próprio negócio.

O recurso oferecido é como um capital de giro para obras, aquisição de máquinas, equipamentos, insumos e materiais. 

Nesse caso, pessoas físicas e jurídicas que estão à frente de negócios de pequeno porte, com faturamento igual ou inferior a R$ 360 mil por ano, podem solicitar o empréstimo.

Como conseguir dinheiro para abrir o próprio negócio?

Além das alternativas de empréstimo pessoal e das linhas de crédito dos bancos tradicionais, quem busca empréstimo para abrir empresa pode considerar outras opções, como:

  • investidores-anjos;
  • linhas de crédito municipais e estaduais;
  • financiamentos coletivos.

A seguir saiba mais detalhes sobre cada alternativa!

Investidores-anjos

Os investidores-anjos são aqueles que investem, como pessoa física ou jurídica, em empresas iniciantes. A Lei Complementar 155/2016 possibilita que eles façam aportes de R$ 50 mil a R$ 600 mil em empresas de pequeno porte.

Dessa forma, eles podem ter até 50% dos lucros da sociedade por um período de cinco anos.

Linhas de crédito municipais e estaduais

Continua após a publicidade

Essa alternativa pode ser interessante, já que vários governos municipais e estaduais desenvolveram linhas de crédito durante a pandemia. O estado de São Paulo e do Espírito Santo são alguns dos exemplos nesse sentido.

Com relação a esse crédito, um ponto a se considerar é que as taxas geralmente são acessíveis e há facilidade no pagamento. Por isso, vale a pena pesquisar se há opções na sua cidade ou estado.

Financiamentos coletivos

Para quem tem uma ideia de negócio e não quer se comprometer com os custos de um empréstimo, o financiamento coletivo pode ser uma boa opção.

Nesse financiamento, as iniciativas voltadas para o coletivo e para as causas sociais podem ter resultados relevantes. Para isso, há plataformas como Catarse e Apoia.se.

Porém, é preciso estar atento à divulgação da iniciativa para obter apoio e considerar as taxas cobradas pelas plataformas, que podem variar.

Continua após a publicidade

O que considerar antes de contratar empréstimo para abrir empresa?

Assumir o compromisso de impactar o orçamento com os custos de um empréstimo é uma decisão complexa. Por isso, separamos algumas dicas para te ajudar nesse processo de escolha, veja!

  • Faça um planejamento detalhado do seu orçamento e previsão de renda.
  • Conte com o apoio de pessoas próximas que poderão ajudar a arcar com o crédito.
  • Pesquise mais informações sobre a instituição escolhida.
  • Faça simulações, analise as taxas de juros, prazos e as cláusulas do empréstimo que pretende contratar.
  • Tome cuidado com fraudes e golpes financeiros.

Vale a pena pedir empréstimo para abrir empresa? 

Contar com empréstimos para empresas iniciantes pode ser vantajoso em alguns casos, mas nem tanto em outros. Portanto, é preciso avaliar determinadas questões antes de se comprometer.

Uma delas é se o modelo de negócios da sua empresa está realmente bem definido. Esse documento pode ser útil para projetar os lucros que virão com o crédito solicitado.

Além disso, uma orientação de negócios é capaz de ajudar a perceber quais as chances de sucesso da sua empresa, principalmente em um momento de crise.

Também veja quais as suas especificidades e demandas prioritárias e estude para pesar os prós e contras.

Dessa forma, com mais detalhes sobre esses pontos, ficará mais claro se o empréstimo para começar um negócio vale mesmo a pena ou se há outras alternativas que podem te ajudar.

Quer saber mais sobre finanças e negócios? Então assine a nossa newsletter e ative as notificações push para ficar por dentro das principais informações!

Perguntas frequentes

  1. Qual banco faz empréstimo para abrir empresa?

    Os principais bancos do Brasil oferecem empréstimo para começar um negócio. Assim, as opções mais conhecidas e vantajosas são as da Caixa e do BNDES. Porém, as taxas de juros podem ser maiores do que as praticadas pelas fintechs.

  2. Como conseguir dinheiro para abrir o próprio negócio?

    É possível conseguir o recurso por meio de um empréstimo para abrir empresa, que é oferecido por bancos tradicionais ou instituições online. Outras alternativas são: os investidores-anjo, as linhas de crédito municipais e estaduais e os financiamentos coletivos.

Continua após a publicidade

Comunidade iDinheiro
Pergunte à comunidade ➔
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.