Responsabilidade Editorial

Por que confiar no iDinheiro

O iDinheiro tem o propósito de democratizar e simplificar os serviços financeiros. Nossa missão é te ajudar a fazer as melhores escolhas, a partir das mais completas informações e recomendações sobre cada serviço.

Franquia Kopenhagen: veja o valor desse negócio de chocolate!

A franquia Kopenhagen é uma alternativa para quem deseja investir no ramo da alimentação e dos chocolates. Conheça os detalhes para ter a sua!

vitor braga
Vitor Braga Estagiário de Negócios
 Nome da marcaKopenhagen
Investimento inicialA partir de R$45 mil (taxa de franquia)
Faturamento médio mensalR$125 mil
Prazo de retornoDe 24 a 36 meses
Nota no Reclame AquiAproximadamente 7.0/10
VantagensMarca de renome e muito sucesso comercial;
Lucro alto;
Diferentes modelos de negócio;
Suporte na gestão;
Suporte nas ações de marketing;
As unidades recebem equipamentos e móveis.
DesvantagensOs custos de investimento são bem altos;
O prazo médio de retorno é longo;
É necessário ter capital de giro bem significativo;
O estoque inicial é todo comprado à parte.

A franquia Kopenhagen é uma boa alternativa de empreendimento, para quem está pensando em abrir o próprio negócio.

De acordo com um levantamento realizado pela Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Amendoim e Balas (Abicab), o mercado de chocolates teve um crescimento de 44% em 2021.

Continua após a publicidade

A pesquisa demonstrou que foram produzidas 511 mil toneladas de chocolate entre janeiro e setembro de 2021.

Muito desse sucesso vem como uma consequência da retomada da produção pós-pandemia.

Mas, não podemos deixar de lado o fato de que o brasileiro é um apaixonado pela iguaria, com um consumo médio de 2,6 quilos por ano.

Continua após a publicidade

E, dentro dessa preferência, a Kopenhagen aparece encabeçando a lista das opções mais refinadas.

Com uma proposta de sabor e tradição, hoje a empresa se consolida como uma das líderes no segmento dos chocolates finos, com um faturamento que a torna uma ótima possibilidade de franquia.

Se você está em busca de um empreendimento que tenha boas chances de retorno, vale a pena conhecer mais sobre a alternativa que a Kopenhagen oferece.

Franquia Kopenhagen: qual é a história desse doce negócio?

A Kopenhagen está no mercado há mais de 90 anos, sendo um dos maiores sinônimos de sucesso de empreendimento no Brasil.

Fundada em 1928, por um casal de imigrantes, a famosa chocolateria se consolidou no segmento de chocolates finos.

Continua após a publicidade

Desde então, passou por diversas reformulações em seu marketing, mas nunca perdeu a essência principal que a compõe: o refinamento.

Quem busca um chocolate Kopenhagen não quer, apenas, um doce. Quer a experiência de consumir um produto feito com os mais altos níveis de qualidade, que gera uma sensação de satisfação imensa.

Entre os seus diferenciais, está a proposta do aconchego. Tanto que as suas lojas sempre são ambientadas para garantir que o cliente se sinta acolhido e coma um chocolate que vai lhe proporcionar prazer.

Qual o valor e o lucro líquido da franquia Kopenhagen?

Toda essa proposta da empresa, que envolve a experiência e a qualidade de seus produtos, faz com que a franquia Kopenhagen seja uma alternativa de empreendimento.

Continua após a publicidade

Partindo do fato de que a marca já está consolidada no mercado, ter uma franquia da chocolateria favorece para que o retorno tenha chances maiores de ser seguro e rápido.

A empresa já conquistou um faturamento que ultrapassa R$1,5 bilhão. Parte disso, é resultado do sucesso das franquias, que se espalham por todo o Brasil, em mais de 500 unidades.

A franquia Kopenhagen pode ser adquirida pela taxa de investimento inicial de R$45 mil e o retorno desse valor é previsto que aconteça em até 36 meses.

Isso porque, a rentabilidade média da empresa é de 10% a 15% do faturamento mensal, acumulando uma venda anual que chega a R$1,5 milhão.

Continua após a publicidade

Além disso, ao se tornar um franqueado da marca, o time de consultores Kopenhagen dá todo o suporte pré e pós inauguração, que vai desde a organização arquitetônica do ponto, até a realização de eventos especiais.

Por fim, a Kopenhagen cobra 40% de royalties para o uso da marca e mais 3% pelas ações de marketing, consideradas sobre o lucro líquido, taxas que são comuns às franquias.

Tipos de loja ou modelos de negócio Kopenhagen 

A Kopenhagen disponibiliza alguns tipos de franquias, que apresentam variação de tamanho, modelo e método de implementação.

Além disso, cada uma delas possui um valor de taxa específico, que está relacionado com o porte e a localização de onde será implantada.

Continua após a publicidade

Basicamente, ela propõe quatro modelos de loja, as quais iremos explicar com maiores detalhes.

O que deve ficar claro é que, em cada uma delas, há um custo mínimo para a implantação.

Além disso, a Kopenhagen pede que se tenha uma disponibilidade financeira que suporte o capital de giro, como destaca o portal Pequenas Empresas, Grandes Negócios.

Esse capital também varia de acordo com o porte da franquia que será implantada e vai de R$100 mil até R$700 mil.

Outro ponto que precisa ficar claro é que os valores de investimento são as propostas iniciais. Eles podem se alterar conforme o tamanho do espaço, local, entre outras variáveis.

Continua após a publicidade

Conheça os detalhes de cada um dos modelos da franquia Kopenhagen.

Loja 

O modelo Loja é o mais tradicional da franquia Kopenhagen. Ele é ideal para ser instalado em ruas, galerias, shoppings e aeroportos.

Nesses espaços geralmente são montadas prateleiras, que funcionam como demonstrativos dos produtos.

Também, é comum que a loja distribua mesas e cadeiras, para poder recepcionar os clientes com mais conforto.

  • Investimento: a partir de R$390 mil;
  • Espaço mínimo: 40 m²;
  • Inclui um projeto de engenharia, móveis e equipamentos;
  • Não inclui capital de giro e estoque.

Projeto Light

Outro modelo de franquia Kopenhagen que é bastante procurado é o Projeto Light.

Ele também pode ser instalado em ruas, shoppings, galerias e aeroportos, mas possui um plano arquitetônico mais clean.

Nele também é possível disponibilizar prateleiras, mesas e cadeiras, estimulando que os clientes passem mais tempo dentro do espaço.

Continua após a publicidade

  • Investimento: a partir de R$280 mil;
  • Espaço mínimo: 40 m²;
  • Inclui projeto de engenharia, móveis e equipamentos;
  • Não inclui capital de giro e estoque.

Container

Um modelo de franquia que vem crescendo ultimamente, devido à praticidade da ação, é o container.

A Kopenhagen disponibiliza uma alternativa como essa para ser instalada em parques, clubes ou outros locais abertos.

A proposta é levar o charme e o refinamento da Kopenhagen para qualquer lugar, com um valor mais acessível e maior possibilidade de alcançar clientes.

  • Investimento: a partir de R$150 mil;
  • Espaço mínimo: 29 m²;
  • Inclui projeto de engenharia, móveis e equipamentos;
  • Não inclui capital de giro e estoque.

Quiosque

Por fim, o último modelo de franquia Kopenhagen que pode ser adquirido, é de quiosque.

Continua após a publicidade

Tradicional, ele também é ideal para shoppings, aeroportos e galerias. Seu porte compacto também se traduz em custos menores de implementação e manutenção.

Para quem deseja iniciar uma franquia Kopenhagen mas não dispõe de muito capital, essa se mostra a alternativa mais viável.

Geralmente os quiosques são instalados em áreas de muito movimento, o que favorece para que o faturamento seja bem alto.

  • Investimento: a partir de R$110 mil;
  • Espaço mínimo: 9 m²;
  • Inclui móveis e equipamentos;
  • Não inclui capital de giro e estoque.

Como abrir uma franquia Kopenhagen?

Para se tornar dono de uma franquia Kopenhagen, é necessário passar por algumas etapas que vão desde o cadastramento como interessado, e chega até o suporte para inauguração.

Continua após a publicidade

O primeiro passo consiste em acessar o site da Kopenhagen e fazer um cadastro. Logo, um membro do time da empresa entrará em contato com o empreendedor para explicar exatamente como funciona essa parceria.

Enquanto isso, a equipe da Kopenhagen vai avaliar o perfil do interessado, o capital disponível que ele tem para a implantação da loja e onde ele pretende inaugurar a franquia.

Em caso de aprovação, é enviada a documentação que organiza a parceria, com o contrato de franqueamento.

Após a assinatura, são iniciados os treinamentos e o suporte para a montagem da loja, até a sua inauguração.

Continua após a publicidade

A partir daí, a franqueadora passa a dar apoio nas ações pós inauguração, como as orientações na gestão do negócio, realização de eventos e ações de marketing.

Qual o perfil ideal de um franqueado Kopenhagen?

Não há muitos critérios excludentes para se tornar o dono de uma franquia Kopenhagen.

A empresa apenas solicita que sejam pessoas empenhadas, com desejo de crescer e prosperar. Ter conexão com o mundo da chocolateria é um ponto positivo.

Outra característica que poderá ser valiosa no momento de se tornar um franqueado, é ter noções administrativas, o que irá auxiliar na gestão do empreendimento.

Ser comunicativo, ter perfil de liderança e ser um apaixonado por produtos Kopenhagen também irá ajudar a conquistar a franquia.

Continua após a publicidade

O único detalhe que não pode ser alterado e que é determinante na disposição da franquia, é ter o valor para o investimento e um montante para capital de giro.

De resto, a própria Kopenhagen realiza treinamentos e capacitações, para que o franqueado conheça e assuma os valores da marca.

Isso é essencial para que haja uma conexão entre a franquia e a sede, de modo que cada uma das lojas espalhadas pelo Brasil possua um padrão.

É por isso que, independentemente de qualquer loja Kopenhagen que você visite, seja ela em shopping, no aeroporto ou até mesmo em um parque, terá a mesma qualidade e orientação.

Continua após a publicidade

A proposta da padronização é um dos principais pontos de sucesso de uma marca, detalhe que é replicado com excelência pela chocolateria.

Vantagens e desvantagens dessa empresa

Sempre que estiver considerando se tornar o dono de uma franquia, é importante avaliar quais são os pontos positivos e negativos dessa proposta.

Isso porque, esses argumentos poderão nortear a sua escolha, além de demonstrar se o empreendimento valerá a pena e quais os riscos que estarão implicados na sua atuação.

Com a franquia Kopenhagen não é diferente. Ela também apresenta vantagens e desvantagens que valem a pena citarmos para que você entenda como essa oportunidade se apresenta.

Continua após a publicidade

Vantagens

  • A Kopenhagen é uma marca de renome e muito sucesso comercial;
  • A possibilidade de lucro é bem grande;
  • Diferentes modelos de negócio;
  • Há suporte na gestão;
  • O time da Kopenhagen dá apoio nas ações de marketing;
  • As unidades recebem equipamentos e móveis que seguem o padrão arquitetônico da marca.

Desvantagens

  • Os custos de investimento são bem altos;
  • O prazo médio de retorno é longo;
  • É necessário ter capital de giro bem significativo;
  • O estoque inicial é todo comprado à parte.

Franquia Kopenhagen vale a pena?

A franquia Kopenhagen é uma boa alternativa para quem está pretendendo empreender e deseja iniciar por um modelo de negócios que já apresenta bom prognóstico.

No entanto, os seus valores de investimentos são bem altos, já que é preciso considerar o montante que vai além da taxa de franqueamento.

Porém, essa determinação pode ser sublimada com o retorno sobre o investimento, que varia entre 24 a 36 meses.

Se você tiver capital para subsidiar a operação por esse período, poderá ter ótimos rendimentos quando a loja começar a dar um bom lucro.

Continua após a publicidade

Por isso, vale a pena considerar a franquia Kopenhagen como uma opção de negócios.

Kopenhagen no Reclame Aqui

A Kopenhagen apresenta uma pontuação de aproximadamente 7/10 no Reclame Aqui. Esse número a coloca na classificação de “Bom”.

Apesar de ter por volta de 100% das reclamações respondidas, apenas cerca de 69% dos clientes consideram que tiveram a sua situação resolvida.

Entre as reclamações, são frequentes as queixas nas compras online e, também, nos produtos de bomboniere.

Porém, é preciso frisar que essa avaliação se refere à relação das lojas com os consumidores e não da franqueadora com seus franqueados.

Continua após a publicidade

Conclusão 

Se você está em busca de uma franquia para investir e dispõe de um bom capital de giro, a franquia Kopenhagen aparece como uma ótima opção.

Isso porque, a empresa é uma das principais no mercado de chocolates finos, o que ajuda a atrair mais clientes, os quais já conhecem e são adeptos dos produtos da marca.

Além disso, a Kopenhagen faz parte de um nicho de empresas que vendem, além dos chocolates, a experiência de poder desfrutar de um produto de enorme qualidade e sabor diferenciado.

Em adição, os diferentes modelos disponíveis para contratação em franquia oferecem a oportunidade de investir com base no valor que cada interessado tem.

Por isso, vale a pena considerar a franquia Kopenhagen como uma opção de negócios.

Para finalizar, que tal conferir alguns dos nossos outros artigos sobre franquias? Talvez você encontre algum post que possa lhe interessar!

Gostou do conteúdo? Não se esqueça de ativar as notificações do Push e assinar a newsletter do iDinheiro para receber todas as novidades!

Continua após a Publicidade

  1. Kopenhagen. “Home page: Kopenhagen”. Link.
  2. Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Amendoim e Balas. “Estatísticas: chocolate”. Link.
  3. Revista Pequenas Empresas, Grandes Negócios. “Quanto custa uma franquia da Kopenhagen”. Link.
  4. Kopenhagen. “Seja um franqueado”. Link.
  5. Reclame Aqui. “Kopenhagen”. Link.
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.