Responsabilidade Editorial

Por que confiar no iDinheiro

O iDinheiro tem o propósito de democratizar e simplificar os serviços financeiros. Nossa missão é te ajudar a fazer as melhores escolhas, a partir das mais completas informações e recomendações sobre cada serviço.

Como comprar criptomoedas? Veja as opções no Brasil e no exterior!

Saiba como comprar criptomoedas no Brasil e no exterior, além de conferir mais detalhes sobre como funciona cada alternativa.

B612_20210521_152657_024_2
Melissa Nunes Especialista em Finanças Pessoais e Investimentos

Com o sucesso dos ativos digitais, cada vez mais investidores buscam saber como comprar criptomoedas de forma segura e acessível pela internet.

Quando se trata de produtos inteiramente digitais, existem algumas alternativas disponíveis que permitem negociar essas moedas de maneira mais simples. No entanto, iniciantes e perfis com menos experiência podem ter dúvida sobre como adquirir esses ativos de modo confiável, especialmente no ambiente virtual, que apresenta diversas facilidades, mas também traz possibilidades de crimes e fraudes.

Continua após a publicidade

Por esse motivo, vale a pena procurar saber como comprar criptomoedas com segurança, além de conhecer as plataformas que são certificadas no Brasil.

O que são as criptomoedas?

Criptomoedas são um tipo de dinheiro emitido de forma totalmente digital e descentralizada. Em outras palavras, elas não possuem papel físico e não são administradas por nenhum órgão público ou privado.

Continua após a publicidade

Em um primeiro momento, trata-se de moedas como as que estamos acostumados, como o real ou o dólar. No entanto, esses recursos são gerenciados pelo governo, e operam com papel impresso, duas das características principais que definem esse ativo.

Além disso, as criptomoedas também são definidas por outros componentes, como o seu desenvolvimento em uma rede blockchain, com blocos criptografados, e a possibilidade de negociação independente.

A primeira criptomoeda a se popularizar no mercado foi o Bitcoin, em 2009, mas, desde então, outros nomes também ganharam reconhecimento. Hoje, existem diversas moedas virtuais em operação no mercado, além de diferentes possibilidades de como comprar criptomoedas, a partir da sua venda direta ou indireta.

Como funcionam as negociações?

Em um primeiro momento, as negociações de criptomoedas seguem algumas características convencionais, se baseando na lei da oferta e da procura.

Continua após a publicidade

Como se trata de um produto descentralizado, não existe a interferência de estados ou órgãos de regulação nas vendas diretas, ou seja, na troca entre titulares. Dessa forma, toda a operação ocorre entre o vendedor e o comprador da moeda, intermediados por uma plataforma especializada, conhecida como exchange.

Além disso, as criptomoedas podem ser usadas com as mesmas finalidades do dinheiro físico, para transações comerciais, reservas de valor e manutenção do poder de compra no futuro.

Assim, existe a possibilidade de comprar criptomoedas diretamente do mercado, para aproveitar sua valorização no futuro, ou negociá-las a fim de fazer pagamento, uma vez que existem plataformas que já aceitam esse tipo de dinheiro.

No entanto, é importante reforçar que existe a necessidade de uma exchange para vendas diretas, e a mediação de outros tipos de companhias financeiras para vendas indiretas.

Continua após a publicidade

Mineração de criptomoedas

O processo de negociar e comprar criptomoedas também depende da mineração desses ativos. As moedas digitais são representadas por um código complexo que não pode ser alterado, e todas as suas transações são registradas definitivamente, protegidas por criptografia.

Como não existe uma autoridade que monitore e valide essas transações, os registros são verificados pelos próprios usuários, que atuam dentro da blockchain. Assim, toda negociação de criptomoeda é incluída nessa rede, que funciona como um banco de dados público onde consta o histórico de todas as operações realizadas com cada unidade de criptomoeda.

Cada nova transferência entre dois titulares é verificada pelos usuários, para assegurar que o processo é autêntico. Quem realiza esse monitoramento são os mineradores, que também são os que resolvem os complexos cálculos matemáticos que geram novas unidades da moeda.

Nesse caso, o surgimento de novas unidades permite que as negociações possam continuar acontecendo no mercado. Contudo, esse processo acaba tornando as moedas mais restritas, uma vez que a mineração possui um limite definido pelo criador da rede principal.

Continua após a publicidade

Por isso, esse processo interfere diretamente nas transações comerciais, como comprar criptomoedas ou vendê-las para terceiros, pois a lei da oferta e da procura sofre variações com o surgimento de novos ativos.

Como comprar criptomoedas?

Depois de entender melhor o que são esses ativos digitais e como funciona sua negociação básica, muitos investidores podem se interessar por como comprar criptomoedas.

No entanto, sua complexidade também pode exigir um certo nível superior de conhecimento dos investidores, para que seja possível realizar negociações seguras e legítimas.

Em um primeiro momento, para saber como comprar criptomoedas de forma direta e individual, os investidores podem procurar as exchanges, plataformas especializadas nesse tipo de transação. São as chamadas peer-to-peer, onde a compra e venda acontece entre dois titulares.

Continua após a publicidade

Essa é a forma mais popular em todo o mundo, e oferece uma autonomia maior para o investidor, embora seja um procedimento mais complicado para perfis iniciantes.

Como comprar criptomoedas no Brasil

Por outro lado, surgiram outras formas de investir ou adquirir criptomoedas no Brasil. Isso porque, em 2018, a Comissão de Valores Mobiliários autorizou que os fundos brasileiros fizessem investimentos indiretos em criptomoedas no exterior, abrindo novas possibilidades para os perfis nacionais de pessoa física.

Nesse caso, vale a pena aprender como comprar criptomoedas por essas outras alternativas, especialmente para iniciantes que estão começando a aplicar recursos nesses ativos, e buscam maneiras mais seguras e simples de diversificar sua carteira com essa nova espécie monetária.

Fundos de criptomoedas

Em um primeiro momento, os fundos de criptomoedas são alternativas mais seguras e convencionais para quem deseja comprar moedas digitais de forma indireta.

Continua após a publicidade

Como seu nome indica, trata-se de um aporte de investimento com exposição a ativos digitais, sendo uma aplicação coletiva que reúne diferentes cotistas e valores de participação.

Esse foi o primeiro produto de comercialização indireta a ser autorizado no Brasil, sendo parecido com um fundo de investimento tradicional. O gestor aloca o valor aportado em determinada moeda, formando um patrimônio líquido, e distribui os ganhos entre os investidores conforme a participação de cada um.

Atualmente, no Brasil, a maior parte dos fundos de criptomoedas possui exposição para os principais ativos digitais do mercado, como Bitcoin e Ethereum. No entanto, existem outras opções secundárias que também estão ganhando reconhecimento.

Dessa forma, é possível aprender como comprar criptomoedas de maneira indireta por meio dos fundos. Entretanto, vale a pena reforçar que o titular não terá posse, de fato, da moeda. Isso porque o fundo apenas replica suas movimentações, podendo se valorizar ou desvalorizar conforme o valor de mercado das criptos que compõem sua carteira.

Continua após a publicidade

Contudo, a opção é mais segura para iniciantes, além de ser negociada em corretoras convencionais, o que traz mais confiança para o investidor.

ETFs de criptomoedas

Enquanto isso, outra forma disponível para quem deseja aprender como comprar criptomoedas é por meio dos ETFs, ou fundos de índice.

Esses produtos são mais recentes no mercado, inaugurando apenas em 2021, mas já compõem uma das alternativas mais populares entre os investidores. Isso porque sua carteira replica as movimentações dos ativos a partir de um indicador externo, geralmente internacional.

Dessa forma, o investimento se torna indireto, uma vez que o participante é um cotista, e não titular da moeda em si, da mesma forma que o fundo convencional.

Continua após a publicidade

A principal diferença entre os dois produtos é que o ETF de criptomoedas é negociado na Bolsa de Valores, e traz rendimentos distribuídos conforme a valorização do índice. Quando o criptoativo oscila, o indicador utilizado como base também reflete essa variação.

Apesar da impossibilidade de comprar e vender as moedas, os riscos são menores, e, para iniciantes, os ETFs podem representar uma opção mais acessível e confiável.

Sites e aplicativos

Recentemente, alguns sites e aplicativos também passaram a permitir que seus clientes comprassem moedas virtuais pela plataforma. Essa iniciativa busca trazer mais agilidade para o processo de negociação, visto que a compra pode ser feita dentro do site ou aplicativo.

As principais empresas, hoje, que estão atuando com isso no Brasil são carteiras digitais e instituições financeiras certificadas, como:

Continua após a publicidade

Em breve, a XP Investimentos e a Nubank também irão trabalhar com a venda de criptomoedas diretamente em seus aplicativos.

Basicamente, o cliente pode adquirir fragmentos de moedas utilizando seu saldo na carteira. Como são moedas digitais, a transação se torna mais simples e rápida. Além disso, caso recebam autorização da CVM para negociar esses ativos, o processo será seguro e autenticado pelos órgãos responsáveis.

Dentro das carteiras digitais, já é possível realizar a compra de criptomoedas, e o cliente pode conferir o passo a passo na própria plataforma, sem precisar converter seu dinheiro ou criar uma conta em corretora.

Como comprar criptomoedas via exchange

Mesmo com diferentes alternativas disponíveis no Brasil, muitos investidores desejam aprender como comprar criptomoedas diretamente pelas exchanges. Nesse caso, as etapas são simples:

Continua após a publicidade

  1. Em um primeiro momento, o investidor deverá escolher a exchange de sua preferência, podendo ser uma companhia brasileira ou internacional. As plataformas mais conhecidas do mercado são estrangeiras, mas apresentam conversões para o real e suporte em português, caso o investidor deseje atuar sozinho;
  2. Em seguida, depois de confirmar seus dados transferir fundos, será necessário procurar a criptomoeda no catálogo da exchange. Na maioria das plataformas, as ferramentas de compra acompanham informações em tempo real sobre as moedas, para auxiliar na negociação e avaliação do profissional;
  3. Por fim, depois de escolher a moeda dentro da plataforma da exchange, basta realizar a compra do número de fragmentos desejados, de acordo com o saldo disponível em conta e o valor vigente no momento.

Depois de finalizar o pagamento, as moedas ficarão disponíveis na sua carteira digital, e poderão ser vendidas ou transferidas para outros locais.

Nesse caso, aprender como comprar criptomoedas nas exchanges é simples, mas pode exigir conhecimentos técnicos avançados do investidor, para entender quando negociar ou como administrar o recurso depois de adquiri-lo. Assim, mesmo sendo um procedimento simples, recomenda-se ter atenção para o ativo e suas oscilações no mercado periodicamente.

Vale a pena aprender como comprar criptomoedas?

Muitos investidores se interessam por moedas digitais, especialmente pela sua crescente valorização no mercado. No entanto, esse investimento se configura como de alto risco e variável, não sendo atrativo para todos os perfis. Pessoas com alinhamentos conservadores, por exemplo, podem não se interessar pelo ativo.

Contudo, vale a pena aprender como comprar criptomoedas, mesmo que para fins de conhecimento.

Um investidor experiente deve saber como proceder em diferentes formas de negociação, o que auxilia na sua avaliação profissional e nas escolhas para diversificar a sua carteira.

Dessa forma, mesmo que não concretize a transação, é interessante saber como investir em criptomoedas e quais as alternativas que estão disponíveis no Brasil, para construir um perfil profissional mais completo e experiente.

Perguntas frequentes

  1. Onde posso comprar criptomoedas?

    É possível comprar criptomoedas pelas exchanges, plataformas especializadas nesses ativos, ou por meio de corretoras de valores, via produtos indiretos.

  2. Como comprar criptomoedas no Brasil?

    No Brasil, a CVM autorizou a compra de criptomoedas por meio de fundos diretos, ETFs e aplicativos de carteiras digitais.

Continua após a Publicidade

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.