Dicas Black Friday 2021: como se dar bem (e não fazer dívidas!)

Veja como aproveitar as promoções sem comprometer seu orçamento.

melissa nunes perfil
Melissa Nunes

Vem aí a Black Friday 2021! Por causa disso, preparamos algumas dicas, já que muitas lojas começam suas campanhas já no mês de outubro, com descontos e promoções para quem quer aproveitar desde agora.

Mas, com tantos preços reduzidos, mesmo quem não estava precisando comprar nada, se vê hipnotizado pelas ofertas. “Preços nunca antes vistos”, “estoque ilimitado” ou “parcele em 12 vezes sem juros” são alguns argumentos de vendas muito comuns nessa época, não é mesmo?

Continua após a publicidade

Na verdade, se quisermos usar a nomenclatura certa, esses são gatilhos mentais para mexer com o inconsciente e induzir os compradores a comprar sem pensar muito. Então, esses gatilhos mentais causam senso de urgência, escassez e exclusividade e, quando você se dá conta de que caiu em um deles, já passou o cartão de crédito para fazer a compra.

E, aqui, vale uma ressalva: como portal focado no que é importante para suas finanças pessoais, o iDinheiro não é contra fazer aquisições de oportunidade. Muito pelo contrário, aliás. Nosso posicionamento, entretanto, é que toda escolha seja feita de forma estratégica, pensando nas suas finanças e objetivos.

Continua após a publicidade

Então, para ajudar a montar a sua estratégia, decidimos reunir uma série de conteúdos especiais para a Black Friday Brasil. É quase como se fosse um guia de sobrevivência à Black Friday 2021, afinal, são muitas tentações de compra e é preciso lembrar que os compromissos financeiros dos meses seguintes ainda precisam ser honrados, não é mesmo?

O que é a Black Friday 2021?

A Black Friday 2021 é a edição deste ano para o evento em que lojas e e-commerces oferecem grandes descontos em seus produtos e serviços.

Aqui, vem a primeira dica Black Friday para você se dar bem: entender porque as lojas fazem tal evento. Antes que você conclua que é só mais uma cópia do evento nos Estados Unidos, saiba que tem muito mais em jogo.

História da Black Friday nos EUA

Como muitas pessoas já sabem, a Black Friday é um evento do comércio norte-americano que acontece na sexta-feira após o dia de Ação de Graças, que, por sua vez, sempre acontece na última quinta-feira do mês de novembro. Nele, as pessoas celebram e agradecem os eventos felizes e a fartura do ano.

Continua após a publicidade

Já no caso da Black Friday, existem diferentes vertentes para a origem do nome e do evento.

Alguns, por exemplo, dizem que está relacionado às ações de vendas do comércio na Filadélfia no final de semana após o dia de Ação de Graças dos anos 50. Isso porque era a data de um jogo de futebol americano importante na cidade e que atraía muitos turistas. As lojas da região, por sua vez, aproveitavam para lucrar com muitas ofertas e descontos.

Outros dizem que a origem do termo está relacionado ao período do início das compras de natal, que fazia as contas que estavam no vermelho passarem para o preto (aqui no Brasil, usamos mais a referência “conta no azul”).

Entretanto, o mais importante a se saber é que, nos Estados Unidos, um dos principais objetivos das lojas é liquidar o estoque antigo para receber o novo que será ofertado no natal. Com isso, suas ofertas podem, até, ter produtos das últimas versões ou da estação da moda seguinte. No entanto, os maiores descontos estarão nos produtos que serão substituídos por novos designs, cores e etc.

Continua após a publicidade

multidão em Black Friday na loja Macy's em Nova York.
Black Friday na loja Macy’s, em Nova York, em 2018. Fonte: ABS CBN News.

É claro que a ideia também é fomentar o consumo, não por acaso esse intervalo de dias é marcado por desfiles de grandes lojas dando boas vindas ao natal.

Black Friday brasileira

Mas, e aqui no Brasil? Por aqui, o evento começou em 2010, a partir da iniciativa de um site, o Busca Descontos, que queria fomentar a venda das lojas parceiras que aderiram ao evento proposto.

Os resultados foram muito bons e, no ano seguinte, outras lojas aderiram, inclusive realizando o evento de forma ampla, ou seja, não só associado ao site.

Assim, a semente da Black Friday Brasil está relacionada aos e-commerces, mas se expandiu rapidamente. E, principalmente, em vez de ser um evento para trocar o estoque, aqui no Brasil a sexta-feira de promoções tinha (e ainda tem) o objetivo principal de lucrar.

Continua após a publicidade

Porém, existe diferença entre os objetivos de trocar o estoque e lucrar? Sim, muitas diferenças. E a prova mais concreta é que nos primeiros eventos no Brasil, o que mais chamou atenção foram as estratégias desleais de algumas lojas que aumentavam o preço nas vésperas da Black Friday para vender no dia com um desconto artificial.

Então, percebe porque você deve usar seu olhar mais crítico na hora de analisar uma oferta? Ótimo, porque agora vamos partir para a parte prática das suas compras e falar sobre mais dicas.

Quando é a Black Friday em 2021?

A Black Friday 2021 acontece no dia 26 de novembro, última sexta-feira do mês. Mesmo assim, algumas lojas começam o evento mais cedo. Por isso, é provável que você veja ofertas do(a):

  • final de semana, como é o caso do Black Weekend, que vai do dia 26 até 28 de novembro;
  • semana, também chamada de Black Week, que vai do dia 21 até 27 de novembro;
  • mês, que é o Black November e traz ofertas nos 30 dias de novembro.

Nas edições anteriores do evento brasileiro, muitos consumidores ficaram chateados por terem comprado antes e terem perdido descontos ainda maiores no dia oficial da Black Friday. Por isso, algumas lojas que já começaram suas vendas criaram uma solução simples: prometeram pagar o valor da diferença, inclusive em dobro, caso isso aconteça.

Continua após a publicidade

Ou seja, uma dica Black Friday é que você já pode começar a comprar agora mesmo e aproveitar as ofertas do período que, vamos combinar, não são poucas.

Para mostrar que o comércio brasileiro não está de brincadeira, separamos algumas das melhores promoções e ofertas desse ano. Confira.

Quais as melhores ofertas da Black Friday Brasil?

A regra de ouro da Black Friday é que não existe restrições em relação ao segmento, ou seja, qualquer negócio, seja na venda de produto, seja na prestação de serviço, pode participar.

Nesse sentido, percebemos um mix de ofertas em supermercados, lojas de eletrônicos e até fast food. Vamos conhecer as principais?

Continua após a publicidade

1. Supermercados

As grandes redes de supermercado são participantes assíduas das Black Fridays e, como oferecem outros produtos além dos alimentos, podem ter ofertas interessantes.

  • Black Friday Extra: descontos em eletrônicos, móveis, elotrodomésticos e mais;
  • Black Friday Carrefour: ainda não há informações, mas, nos anos anteriores, a loja aumentou seu horário de atendimento das lojas, liberou cupons promocionais e ofereceu descontos de até 80% em seus produtos.
icon

Dica Black Friday

Uma das dicas mais importantes para aproveitar a Black Friday 2021 é se programar para questões como essa. No caso dos supermercados, pode valer a pena fazer estoque de produtos de consumo que estão descontados, como fraldas, produtos de higiene e limpeza, entre outros. De qualquer forma, fique atento aos prazos de entrega, que podem ser estendidos nessa época por causa da demanda.

2. Telefonia celular

Um dos itens de maior interesse em eventos de promoção são, sem dúvidas, os smartphones e produtos associados. Dessa forma, as empresas de telefonia aproveitam também para fazer ofertas em seus serviços, como planos móveis e de internet banda larga. Por isso, vale a pena ficar de olho nessas lojas também.

  • Black Friday Vivo: descontos em smartphones, planos móveis e fixos, internet e outros;
  • Black Friday Tim: ainda não anunciada, traz descontos em smartphones;
  • Black Friday Claro: ainda não anunciada, costuma trazer ofertas em aparelhos celulares, planos, TV, internet e combos.
icon

Dica Black Friday

Essa é uma boa hora para negociar seu plano de dados e banda larga. Por isso, pense sobre o que você realmente consome no dia a dia, por exemplo: se trabalha de casa, vale mais a pena ter uma boa velocidade de internet do que uma alta franquia de dados móveis, certo? Além disso, se normalmente usa as redes para se comunicar com amigos e clientes, talvez não precise de minutagem ilimitada no seu plano, concorda? Dessa forma, você economiza ou gasta com o que faz mais sentido no seu estilo de vida.

3. Varejo

As grandes lojas varejistas costumam ser as mais procuradas durante a Black Friday e isso não deve ser diferente em 2021. Muitas delas, inclusive, expandem suas ofertas para o mês de novembro inteiro, possibilitando que você fuja do caos generalizado que é comum no dia da Black Friday em si.

4. Cosméticos e beleza

As grandes marcas de cosméticos também costumam fazer promoções interessantes que devem se repetir na Black Friday 2021. Então, vale ficar de olho nos descontos em produtos de maquiagem, higiene pessoal, perfumes e mais.

Continua após a publicidade

  • Black Friday O Boticário: a Beauty Week promete ofertas em perfumaria, maquiagens, produtos para cabelo e kits completos da marca;
  • Black Friday Natura: a Natura Friday também deve trazer descontos interessantes em produtos de diversas linhas;
  • Black Friday Sephora: descontos em grandes marcas, como Fenty Beauty, Laura Mercier, Urban Decay, MAC, SEPHORA Collection, Carolina Herrera, Dior, Lancôme, Paco Rabanne, e Dolce & Gabbana.
icon

Atenção

As maiores tentações da Black Friday estão nos setores acima. Por isso, pode ser mais difícil conter a ansiedade em comprar nessas lojas, devido às promoções tentadoras. Cuidado, também, com parcelamentos extensos que podem comprometer seu orçamento até a próxima Black Friday ou mais, dificilmente vale a pena se comprometer com uma dívida tão longa para produtos comprados por impulso e sem planejamento.

5. Fast Food

Como adiantamos, qualquer tipo de loja ou prestadora de serviços pode participar da Black Friday 2021 e, por isso, alguns dos restaurantes fast food também costumam aderir ao evento. No entanto, suas campanhas para esse ano ainda não foram anunciadas.

  • Black Friday Burger King: trabalha com cupons de descontos para compras de vários lanches da franquia. Em 2020, lançou o BK Friday em parceria com as Casas Bahia. Assim, quem comprava lanches selecionados no Burger King ganhava cupons de crédito para gastar na loja de departamento;
  • Black Friday Mc Donalds: o cliente pode escolher entre receber as ofertas no App, Méqui Zap ou site. Vale dizer que não são todos os restaurantes da franquia que participam das promoções;
  • Black Friday Bobs: no ano passado, trouxe descontos especiais para quem tem Mercado Pago.

6. Passagens aéreas

Depois de um ano difícil para as companhias aéreas, devido à pandemia que perdurou durante a Black Friday 2020, em 2021 podemos esperar boas ofertas para destinos nacionais e internacionais que já estão recebendo turistas brasileiros.

Então, se você está pensando em viajar nas próximas férias, é hora de se programar! Vale ficar de olho nas seguintes lojas, que devem anunciar suas promoções em breve:

Submarino Viagens, Kayak e outras empresas do trade turístico também podem participar da Black Friday, portanto, vale consultar outras opções.

Continua após a publicidade

Sobre viagens, é muito importante analisar as condições de uso das promoções. Isso porque aAlgumas delas são restritas à baixa temporada, outras são básicas e precisam que o viajante pague alguns serviços extras, como bagagem despachada, por exemplo.

Outros produtos, lojas e e-commerces

Além das lojas que citamos, outras gigantes do varejo também já estão anunciando seus descontos nos produtos mais desejados como TVs, notebooks, vídeo games, pneus, geladeiras e muito mais.

Assim, você vai ter muita opção para pesquisar, mesmo que o senso de urgência dos gatilhos mentais esteja te induzindo à compra imediata. Aqui vai uma lista.

Lista de lojas e e-commerce para pesquisar na Black Friday 2020

Dicas Black Friday 2021: aproveite sem comprometer suas finanças!

Já adiantamos algumas dicas, é verdade. Também mostramos como é importante avaliar as ofertas com um olhar crítico, entendendo os objetivos da loja em oferecer aquele desconto.

Continua após a publicidade

Mas, é claro, ainda existem outros pontos para que sua tomada de decisão seja ainda mais alinhada com suas finanças pessoais e objetivos de longo prazo.

É isso mesmo que você entendeu. Suas escolhas para a Black Friday 2021 ou de qualquer outra aquisição devem estar em acordo com seus objetivos financeiros. Então, aqui vão algumas dicas.

Faça uma lista do que você precisa comprar

Como mostramos, são muitas ofertas e em diferentes segmentos. É possível aproveitar descontos em petshop, eletrônicos, produtos de beleza e até passagens aéreas.

Para investir certo e de acordo com o que você precisa, faça uma lista com as suas necessidades e prioridades. Assim, não importa a ordem com que você vai receber as ofertas, você só vai arrematar aquelas que realmente quer. Mais do que isso, deixa de comprometer seu orçamento com coisas que não são importantes.

Continua após a publicidade

Não esqueça, também, de anotar marca, modelo, cor e outras características relevantes dos produtos. Assim, você poupa tempo, em vez de ficar procurando no dia das promoções, o que pode até diminuir sua capacidade de resistir às tentações.

Outra ideia é se planejar para antecipar as compras do Natal. Nesse sentido, a lista também é útil, porque te ajuda a saber exatamente quais presentes precisa comprar e permite monitorar os preços desde já. Dessa forma, você fica sabendo o que estará em promoção ou não na Black Friday 2021.

Seja organizado

Com a lista em mãos, é hora de começar a fazer uma relação de sites onde você pretende adquirir os produtos. Para isso, uma nova pasta de favoritos no navegador pode ser bastante útil.

Além disso, faça o cadastro nas lojas que vai monitorar ou tenha certeza que está tudo em ordem nas lojas em que já é cadastrado. Lembre-se que no dia da Black Friday pode haver congestionamentos ou estoques reduzidos, então é melhor que você não precise se preocupar com o acesso aos sites.

Continua após a publicidade

Uma outra dica da Black Friday é não deixar seu cartão de crédito salvo em todos os cadastros, para evitar problemas futuros. Apesar de ser prático, é mais seguro usar suas informações apenas na hora da compra ou gerar um cartão virtual, como é possível em algumas contas. Mesmo assim, deixe a mão seu cartão de escolha para usar no dia certo.

Compare e monitore preços com antecedência

Esse é mais um motivo para fazer aquela lista de produtos e, talvez, uma das dicas Black Friday mais essencial.

Em edições passadas, a Black Friday brasileira foi motivo de piada com o bordão “tudo pela metade do dobro”. Contudo, sites como BuscapéZoom podem ser seus grandes aliados e te ajudar na tarefa de comparar preços.

Além do mais, esse tipo de comparador traz o histórico de preços nos últimos meses, o que pode ser bastante útil para saber se realmente há uma promoção. Quanto mais você souber sobre os preços de um produto, mais bem preparado estará na Black Friday.

Continua após a publicidade

Não use todo o limite do cartão de crédito

Usar todo seu limite de cartão de crédito não é saudável para suas finanças, e isso é bem lógico.

Entretanto, o que muitos consumidores não pensam é que algumas contratações, como é o caso de streamings de música e filmes, como Spotify e Netflix, dependem da disponibilidade do limite do cartão. Ou seja, usar todo o limite do cartão vai impactar no seu orçamento mensal mas, também, no conforto que você escolheu para sua rotina.

Além disso, como tais assinaturas são serviços recorrentes, você ainda corre o risco de pagar uma taxa de avaliação de crédito emergencial do cartão de crédito para acatar a cobrança automática.

Dê preferência a promoções que ofereçam cashback

Sim, é possível comprar produtos com descontos e ainda receber uma parte do valor pago de volta.

Continua após a publicidade

Assim como no cashback da Americanas, você também pode usar outros programas que não são exclusivos de um grupo só, como é o caso do Méliuz.

Vale lembrar que o Méliuz tem parcerias de cashback com essas empresas mesmo depois da Black Friday, ou seja, você vai ter outras oportunidades e vamos comentar isso a seguir.

Entretanto, antes, precisamos finalizar esse tópico pontuando que além do cashback tradicional, você pode receber retorno dos seus gastos com o cartão de crédito. Para isso, precisa fazer o cartão de crédito da Méliuz. No entanto, se você já tem essa solução de crédito, aproveite para combinar as promoções das lojas, ganhar descontos e cashback ao mesmo tempo.

Temos um conteúdo que explica tudo que você precisa saber sobre o cartão Méliuz e como otimizar seu uso. Vale a pena a leitura!

Continua após a publicidade

Compre somente em lojas confiáveis

Nessa época de promoção surgem muitas lojas de fachada, que parecem confiáveis, mas não são. Confira sempre se o site que você está acessando tem o “https” na frente e símbolo do cadeado ao lado do endereço.

Uma boa ideia entre as dicas Black Friday é checar no site Reclame Aqui, ou mesmo no site do Procon, já que eles listam as lojas e avaliam a reputação delas. Além disso, sites como BlackFriday.com.br e BlackFriday.org.br trazem uma relação das empresas que estão participando da campanha e suas ofertas legítimas.

Por fim, você já conhece o ditado: quando a esmola é demais, o santo desconfia! Então, cuidado com promoções muito atraentes de sites que você nunca ouviu falar. Nessas ocasiões, faça uma busca no Google ou pergunte a amigos se conhecem a loja. Caso não ache referências, evite comprar!

Não pense que a Black Friday é a única oportunidade de desconto

Essa é uma dica que parece aquelas que as mães dão aos seus filhos, mas nada poderia ser tão verdadeiro! A verdade é que a Black Friday não é a sua última oportunidade para comprar o que deseja.

Continua após a publicidade

Os produtos, principalmente os eletrônicos, tendem a ficar mais baratos com o tempo. Isso porque novas versões chegam ao mercado e barateiam aquelas que já estavam disponíveis.

Outro ponto é que o comércio brasileiro sempre recorre às promoções para atrair clientes pelo preço. Quer um exemplo? Além da Black Friday em novembro, a Cyber Monday acontece na segunda-feira seguinte, com descontos em eletrônicos, como celulares e computadores.

Aqui no Brasil, ainda temos a Semana do Brasil em setembro e outras liquidações sazonais.

E, se você ainda não encontrar nenhuma promoção interessante nelas, poderá recorrer aos outlets que estão se multiplicando Brasil afora.

Continua após a publicidade

Considere outros custos envolvidos na compra (ou após ela)

Alguns produtos exigem compras auxiliares, como é o caso de consoles que precisam de jogos para serem utilizados, ou, robôs de limpeza que precisam de refis de panos e energia para recarregar após cada uso.

Assim, para escolher um produto e comprar, você também precisa considerar quanto essa nova aquisição vai custar para seus gastos mensais. Isso é especialmente importante se você tem um orçamento apertado, pois essas despesas podem impactar consideravelmente suas finanças.

DICA BLACK FRIDAY BÔNUS: em vez de comprar, invista e ganhe dinheiro!

Muitas corretoras de valores também entraram na Black Friday nos últimos anos e estão oferecendo ótimos produtos financeiros para quem quer ganhar em vez de gastar dinheiro. Em geral, oferecem ativos com taxas mais atrativas ou isenção de custos específicos.

Portanto, se você não tem pretensão de comprar nada, mas tem um dinheiro sobrando ou quer otimizar seus aportes mensais, fique atento às ofertas nas corretoras. Aqui, vale a mesma dica das lojas: se souber de alguma promoção que está para acontecer, faça seu cadastro com antecedência. Nesses casos, pode demorar de algumas horas até cerca de 2 dias para ser aprovado, então, antecipe a burocracia.

Continua após a publicidade

Lembre-se que, nesta data, assim como na maioria das outras datas festivas, existe um forte apelo de marketing voltado para que as pessoas consumam e gastem sem pensar no amanhã. No entanto, os consumidores conscientes e que queiram atingir a tranquilidade financeira, podem aproveitá-la de maneira muito mais produtiva.

Comprando com um bom desconto (ou não), de todo modo você estará gastando dinheiro. Por outro lado, ao investir, você estará aumentando seu capital e fazendo o seu dinheiro trabalhar para você.

Por fim, pense nos compromissos futuros

Seu cartão de crédito pode até estar livre, mas já pensou nos gastos que você precisará ter no início do ano?

São vários impostos, matrículas, materiais escolares para alguns. Enfim, por mais que esses compromissos estejam no futuro, ao parcelar uma compra ou escolher usar um dinheiro que estava guardado, você está categorizando suas prioridades.

Viu? Suas escolhas na Black Friday 2021 vão ecoar por muito tempo nas suas finanças! Por isso, se você fizer as contas e perceber que vai ficar apertado, talvez abrir mão nesse momento seja a escolha mais acertada.

Entretanto, se tiver o recurso disponível e, até mais do que o necessário para pagar a oferta, ainda assim, avalie se aquela compra vai trazer mais ganhos do que custos.

Esse é um dos pensamentos mais importantes para manter suas finanças sob controle.

Gostou dessas dicas Black Friday? Confira outros conteúdos sobre o evento aqui no iDinheiro:

Continua após a Publicidade

Comunidade iDinheiro
Pergunte à comunidade ➔
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.