Gestão financeira para pequenas empresas: passo a passo para simplificar a rotina

Você ainda não conhece a importância da gestão financeira para pequenas empresas? Então, veja nosso guia e conheça todos os detalhes sobre essa prática e como fazer do jeito certo!

12669432_1218137561529803_7092902009906739723_n
Thainá Cunha

Muitos empreendedores podem acreditar que realizar  gestão financeira para pequenas empresas não é essencial para o seu negócio. No entanto, a verdade é que essa prática pode fazer toda a diferença.

Mesmo empreendimentos de pequeno porte lidam, todos os dias, com uma série de rotinas financeiras burocráticas e complexas.

Continua após a publicidade

Dessa forma, deixar de ter um planejamento adequado pode prejudicar as chances do seu negócio ser bem-sucedido.

Por esse motivo, é importante entender como funcionam as práticas de administração contábil, mesmo em organizações menores.

Continua após a publicidade

E para te ajudar, nós preparamos um guia especial sobre o assunto, trazendo mais sobre como fazer a gestão financeira para pequenas empresas, além de um passo a passo completo para simplificar a prática no seu dia a dia.

Como fazer a gestão financeira de uma pequena empresa?

Quando falamos sobre administração e planejamento contábil, muitas pessoas associam esse conceito a grandes corporações.

E, de fato, é imprescindível que companhias de maior porte tenham um controle mais elaborado sobre os seus recursos.

No entanto, a gestão financeira para pequenas empresas também é fundamental. Isso porque esse planejamento inicial é um dos principais fatores que potencializam as chances de crescimento da empresa no mercado. 

Continua após a publicidade

Sem um domínio adequado da contabilidade do seu negócio, você não poderá compreender a situação da sua empresa, quais os pontos de melhoria e onde investir para ampliar o alcance dos seus rendimentos.

Por esse motivo, é importante que os empreendedores conheçam ao menos um pouco sobre gestão financeira para pequenas empresas.

É claro, cada negócio é único, e, assim, possui suas próprias necessidades. Dessa forma, o planejamento financeiro também deve se adequar a essas demandas.

No entanto, existem algumas práticas mais básicas que são essenciais para qualquer conjunto de ações que visem desenvolver a gestão financeira da empresa.

Continua após a publicidade

Por isso, vale a pena conhecer essas medidas antes de montar o seu plano de negócio. Veja mais detalhes abaixo!

Planejamento 

Embora o conceito de gestão financeira para pequenas empresas e de planejamento contábil sejam entendidos como sinônimos, essas duas práticas possuem suas diferenças.

Isso porque a gestão compreende uma ampla gama de ações e práticas voltadas para um objetivo em comum.

Enquanto isso, o planejamento é apenas uma dessas etapas, o que possibilita a implementação de outras atividades para desenvolver a gestão financeira do seu negócio.

Continua após a publicidade

Dessa forma, um dos principais conselhos para empreendedores que estão começando é realizar um planejamento concreto e detalhado.

De modo geral, essa prática envolve colocar no papel todas as informações relevantes sobre as finanças da empresa. Por exemplo:

O planejamento é o rascunho da gestão financeira, a base na qual as demais práticas poderão se apoiar.

Por isso, é importante começar com essa prática e desenvolvê-la da melhor forma possível.

Controle do fluxo de caixa

Em seguida, para continuar a sua gestão financeira para pequenas empresas, é importante realizar o controle diário do fluxo de caixa.

Continua após a publicidade

Basicamente, trata-se da atividade que verifica todas as entradas e saídas, como vendas e pagamentos.

Com isso, o empreendedor poderá ter uma visão mais clara sobre a performance financeira do negócio no dia a dia.

Esse conhecimento também serve como base para a elaboração de outras etapas que a empresa considerar interessante em sua rotina.

No entanto, apesar da simplicidade da atividade, ela é fundamental para prosseguir com a gestão financeira para pequenas empresas.

Continua após a publicidade

Controle de gastos

Além disso, a gestão financeira para pequenas empresas também é uma prática para o cotidiano, e deve estar presente em diferentes estratégias de controle de gastos.

O planejamento contábil permite que o empreendedor tenha uma visão ampla e completa sobre sua empresa.

No entanto, com essas informações, é preciso elaborar operações e tomar decisões que reduzam os custos, promovendo a economia de gastos e, eventualmente, o aumento dos rendimentos.

Por isso, para fazer uma gestão financeira adequada, é fundamental atuar em diferentes setores, e aplicar ações efetivas para ver resultados.

Continua após a publicidade

Previsões e projeções

Finalmente, uma gestão financeira para pequenas empresas eficiente também deve se preocupar com o futuro do negócio.

O planejamento é a etapa que reúne informações sobre a empresa, enquanto outras atuações, como o controle de gastos e acompanhamento do fluxo de caixa, são atividades no presente.

No entanto, um controle adequado também deve realizar previsões e projeções financeiras para o futuro.

Isso determinará uma base mais sólida para o negócio operar, além de possuir dados concretos de comparação, ajudando a alcançar as metas determinadas pelo empreendedor.

Continua após a publicidade

Quais são os tipos de gestão financeira para pequenas empresas? 

Além das etapas básicas que compõem uma gestão financeira para pequenas empresas, existem alguns tipos de administração mais comuns, para empreendimentos de todos os portes.

Conhecer essas diferentes modalidades pode ajudar o empreendedor a desenvolver estratégias mais eficientes para o seu negócio.

Por isso, veja mais detalhes sobre alguns dos principais tipos de gestão financeira para pequenas empresas:

Fluxo de caixa

Como mencionado, o controle do fluxo de caixa é uma das etapas mais simples e básicas de uma gestão.

Continua após a publicidade

Isso porque ele acompanha, diariamente, as movimentações financeiras que ocorrem no negócio, envolvendo diretamente a prestação de serviços.

Esse tipo de administração é mais cotidiano, e, embora seja simples, demanda grande atenção, pois os resultados diários podem influenciar consideravelmente a análise final.

Gestão de contas a pagar e receber

Enquanto isso, outro tipo de gestão financeira para pequenas empresas populares no mercado é o controle de contas a pagar e receber.

Basicamente, trata-se das despesas e receitas da empresa. As contas a pagar são seus custos, que envolvem todos os tipos de gastos dentro de determinado período.

Continua após a publicidade

Enquanto isso, as contas a receber são os recursos que o negócio irá incluir em seu patrimônio, como pagamentos de clientes e outras pendências.

Acompanhar essa movimentação também é importante para a gestão, pois lida diretamente com o fluxo dos recursos financeiros.

Controle do capital de giro

O capital de giro é o valor financeiro que permite a continuidade das atividades da empresa por um novo período.

Por exemplo, pode ser a soma dos custos e despesas de operação. Nesse caso, essa deve ser a quantia mínima que a empresa precisa ter para quitar seus débitos e continuar funcionando.

Continua após a publicidade

O controle do capital de giro costuma não ser considerado como um tipo popular de gestão financeira, mas sua importância é significativa.

Isso porque é o capital de giro que indica a situação da empresa, se os rendimentos são suficientes e se será possível pagar todas as contas para continuar trabalhando.

Dessa forma, acompanhar essa modalidade também é recomendado para os empreendimentos, sejam grandes ou pequenos.

Gestão de notas fiscais

Muitos empreendedores podem se surpreender, mas o controle de notas fiscais também é um tipo de gestão financeira para pequenas empresas.

Continua após a publicidade

A emissão de notas é uma obrigação para qualquer empreendimento que preste serviços ao consumidor.

Além desses documentos comprovarem a legalidade da operação, eles também contêm os impostos e tributos devidos, além do valor da compra e outras informações financeiras importantes.

Nesse caso, realizar o acompanhamento das notas fiscais é uma forma de monitorar a contabilidade da empresa, e com uma base mais concreta, pois as notas também são emitidas e verificadas pela Receita Federal.

Assim, essa também é uma possibilidade de gestão financeira.

4 dicas práticas para simplificar a gestão financeira empresarial

Depois de conhecer mais sobre a gestão financeira para pequenas empresas, muitos empreendedores podem ficar receosos quanto à essa prática, por considerá-la complexa.

Continua após a publicidade

De fato, o planejamento financeiro de uma empresa é de extrema importância, mas existem algumas soluções que podem simplificar essa operação.

Para auxiliar novos empreendedores nesse processo, separamos 4 dicas práticas para torná-lo mais prático e acessível. Confira:

1. Use a tecnologia a favor da gestão financeira para pequenas empresas

Atualmente, existe uma infinidade de programas, plataformas e softwares especializados em gestão financeira, inclusive para pequenas empresas.

Trata-se de ferramentas automatizadas que tornam as rotinas de controle mais simples e fáceis de serem feitas.

Continua após a publicidade

Além disso, opções para pequenos empreendimentos contam com recursos mais básicos, para atender cada demanda.

Assim, o empreendedor pode utilizar a tecnologia a seu favor e adotar um sistema automático para realizar sua gestão financeira em todas as etapas, desde o planejamento, até a execução no dia a dia.

2. Faça conciliação bancária

A conciliação bancária é uma prática simples, mas importante para facilitar a gestão financeira no cotidiano.

Basicamente, trata-se da prática de comparar as informações de controle com o saldo bancário.

No dia a dia, o empreendedor deve realizar um acompanhamento rigoroso das contas, principalmente dos recebimentos e pagamentos.

Continua após a publicidade

Ao final do mês, ou do período analisado, comparar as anotações da empresa com o extrato bancário é uma forma garantida de confirmar os dados contábeis.

Isso permite verificar possíveis inconsistências, com uma apuração mais eficiente das finanças do negócio.

A longo prazo, a conciliação bancária pode ajudar a reduzir as chances de erros, além de proporcionar um controle mais completo para a empresa.

3. Faça demonstrativos periodicamente

Uma gestão financeira para pequenas empresas verdadeiramente eficiente deve oferecer um controle completo de todos os âmbitos.

Para facilitar esse acompanhamento, uma dica é fazer demonstrativos periodicamente.

A maioria dos empreendedores realiza essa operação em longos períodos, de forma semestral ou anual, por exemplo.

Continua após a publicidade

No entanto, reduzir esse período oferece um volume menor de dados a cada relatório, simplificando a análise e facilitando a localização de possíveis complicações financeiras.

Por isso, considere adiantar os demonstrativos para períodos menores, para uma administração mais simples de ser feita.

4. Tenha um profissional na equipe

Por fim, uma maneira de simplificar a gestão financeira para pequenas empresas é contar com profissionais habilitados nessa área.

Em muitos casos, o empreendedor deixa de contratar um contador ou especialista financeiro, o que pode prejudicar um planejamento e administração adequados.

Continua após a publicidade

Dessa forma, considere contratar um profissional de finanças para ajudar na gestão, e ter mais segurança em todas as etapas de monitoramento.

Quais são as vantagens da gestão financeira para pequenas empresas?

Finalmente, para entender a importância da gestão financeira para pequenas empresas, também vale a pena conhecer as vantagens que essa prática traz para o negócio.

Confira algumas das principais agora:

Controle eficiente das finanças

Pode parecer óbvio, mas um controle eficiente das finanças é fundamental para garantir a sua sobrevivência no mercado.

Segundo dados divulgados pelo portal Valor, uma em cinco empresas fecham no primeiro ano, e mais de 70% encerram suas atividades na primeira década.

Continua após a publicidade

Um dos principais motivos para isso é a falta de um planejamento financeiro adequado, que prejudica as chances de sucesso do negócio.

Dessa forma, realizar uma gestão financeira completa é o primeiro passo para garantir um controle total sobre a empresa, e, com isso, impulsionar suas atividades.

Menos chances de inadimplência

A inadimplência também está entre os principais motivos que comprometem as finanças dos empreendimentos de pequeno porte.

Sem quitar todos os débitos, é mais comum optar por linhas de crédito auxiliares, que comprometem todos os recursos a longo prazo, criando uma bola de neve financeira.

Continua após a publicidade

No entanto, ter uma boa gestão financeira para pequenas empresas ajuda a reduzir esses riscos, auxiliando o empreendedor a administrar suas despesas de maneira eficiente.

Possibilidade de crescimento

Por fim, uma gestão financeira para pequenas empresas adequada traz mais possibilidades de crescimento para o negócio.

Afinal, o controle dos recursos permite novos investimentos, controle dos gastos e potencialização dos rendimentos.

Isso é fundamental para empresas de pequeno porte que buscam oportunidades de crescimento.

Além disso, uma boa base contábil é o primeiro passo para expandir as atividades da maneira correta, alcançando as previsões com mais facilidade.

Continua após a publicidade

Vale a pena fazer uma gestão financeira para pequenas empresas?

Sim, certamente vale a pena fazer uma gestão financeira para pequenas empresas.

É importante pontuar a relevância dessa prática para empreendimentos que estão em crescimento, pois um controle adequado das finanças é um dos primeiros passos para desenvolver estabilidade e credibilidade.

Muitas pessoas podem acreditar que essa prática só é necessária para grandes empresas, mas todo empreendimento, independente do seu porte, precisa de um planejamento e uma gestão contábil de qualidade.

Por isso, é importante não apenas conhecer mais sobre o assunto, como também implementar essas práticas no dia a dia, para ter um negócio de sucesso e um controle financeiro realmente eficiente.

Agora, saiba mais sobre outros conceitos que são importantes para a rotina da empresa! Leia também e entenda como funciona a gestão de negócios!

Gostou do conteúdo? Não se esqueça de ativar as notificações do Push e assinar a newsletter do iDinheiro para receber todas as novidades em primeira mão!

Perguntas frequentes sobre gestão financeira para pequenas empresas

  1. Quais são as vantagens da gestão financeira para pequenas empresas?

    Em pequenos negócios, a gestão financeira pode ser muito importante para garantir o controle eficiente das finanças; reduzir os riscos de inadimplência e aumentar as possibilidades de crescimento.

Como fazer a gestão financeira de uma pequena empresa?

  1. Planejamento 

    Um planejamento concreto e detalhado considera o orçamento; capital de giro; reserva de emergência; patrimônio da empresa; previsões para os próximos meses e as análises anteriores do negócio.
    imagem para simbolizar a gestão financeira para pequenas empresas com duas mulheres fazendo anotações em um quadro

  2. Controle do fluxo de caixa

    Essa atividade verifica todas as entradas e saídas, como vendas e pagamentos. Com isso, o empreendedor poderá ter uma visão mais clara sobre a performance financeira do negócio no dia a dia.

  3. Controle de gastos

    É preciso elaborar operações e tomar decisões que reduzam os custos, promovendo a economia de gastos e, eventualmente, o aumento dos rendimentos.

  4. Previsões e projeções

    Isso determinará uma base mais sólida para o negócio operar, além de possuir dados concretos de comparação, ajudando a alcançar as metas determinadas pelo empreendedor.

Continua após a Publicidade

Comunidade iDinheiro
Pergunte à comunidade ➔
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.