Finanças: mude o mindset e descomplique sua gestão

Você sabe por que a área de finanças é tão importante? Para entender como ela faz parte do nosso dia a dia, confira nosso guia completo.

Karina Carneiro
Karina Carneiro

Finanças: mude o mindset e descomplique sua gestão

Já parou para refletir sobre como você se relaciona com as suas finanças no cotidiano? É um tema que causa preocupação, satisfação ou, você nem pensa nela no seu cotidiano?

Então vamos, de uma vez por todas, entrar em um acordo:

as finanças fazem parte do seu dia a dia, você só precisa definir se vai tomar conta dela ou deixar que a falta de cuidado com ela acabe com seu sossego e possibilidade de realizar seus objetivos.

Dramático assim? Isso mesmo, afinal de contas, muitos ainda acreditam que apenas profissionais atuantes na área precisam conhecer seus conceitos, métodos, ferramentas etc.

Continua após a publicidade

A verdade, porém, é que ela faz parte do cotidiano, da rotina e das atividades mais básicas de todo mundo. Não é atoa que as escolas estão ensinando educação financeira para as crianças, não é mesmo? 

Por isso, é importante conhecer mais sobre esse assunto, e como tal aprendizado é capaz de ajudar a fazer seu dinheiro trabalhar por você.

Continua após a publicidade

Considerando tudo isso, o iDinheiro preparou um conteúdo especial sobre finanças, com as dicas que vão ajudar a olhar o controle das finanças pessoais com outros olhos (e muito gosto!).

Vamos lá?

Qual é o conceito de finanças?

Basicamente, o conceito de finanças representa a ciência que estuda o uso do dinheiro. 

De forma mais ampla, podemos definir que esta área trata dos processos que envolvem o manejo do capital.

Dessa forma, essa é uma área responsável por analisar:

  • processos;
  • comportamento do mercado;
  • instituições;
  • instrumentos;
  • transações;
  • pessoas.

Ou seja, tudo que se relaciona a dinheiro pode ser estudado pela Ciência Financeira.

No entanto, é comum acreditar que esse conceito foca apenas em funções corporativas ou formais. Por exemplo, as finanças de empresas.

De forma prática, onde as finanças podem ser aplicadas?

É comum associarmos o conceito de finanças com empresas, grandes corporações ou setores contábeis.

Porém, essa ciência está mais próxima do que se imagina. Inclusive, todos lidamos com finanças durante nosso dia a dia.

Continua após a publicidade

Finanças pessoais

A aplicação mais prática das finanças certamente é no âmbito pessoal. Ou seja, durante a rotina individual de cada indivíduo.

Por exemplo, pagar as contas faz parte desse conceito. 

Administrar o salário para quitar todas as dívidas, usar o cartão de crédito sem comprometer seu orçamento ou provisionar um dinheiro para as situações de maior necessidade, também.

Ou, ainda, escolher colocar parte do dinheiro em um investimento para comprar um carro no futuro em vez de contratar um financiamento.

Então, suas finanças não estão relacionadas apenas ao que você ganha, mas as escolhas e estratégias que usa no gerenciamento das suas receitas e despesas.

Continua após a publicidade

Por isso, cuidar das finanças pessoais é garantir que a renda mensal seja suficiente para suprir as necessidades básicas do cotidiano.

Além disso, muitos realizam o controle das finanças pessoais mesmo sem perceber, como:

  • avaliar o salário para fazer novos gastos;
  • pagar as contas de água, energia elétrica, internet em dia;
  • fazer parcelamentos da fatura do cartão de crédito se for a melhor opção no momento;
  • dar mesada para os filhos;
  • guardar uma porcentagem do dinheiro para fazer as compras no mercado;
  • fazer um planejamento financeiro que contemple objetivos de curto, médio e longo prazo.

Todas essas atividades fazem parte do controle das finanças diárias, mesmo que pareçam simples e sem importância.

Finanças empresariais

Enquanto isso, as transações comerciais e contábeis de uma empresa são um dos exemplos mais práticos de finanças.

Afinal, todo empreendimento precisa de dinheiro para existir. Seja capital de investimento, de giro, rendimentos ou lucros.

Continua após a publicidade

Assim, as finanças estão presentes nas empresas quando elas realizam:

  • monitoramento do fluxo de caixa;
  • pagamento dos fornecedores;
  • pagamento dos funcionários;
  • compra de materiais e equipamentos;
  • renovação do estoque;
  • relatórios para os órgãos fiscalizadores, como a Receita Federal.

Apesar dessas atividades serem associadas a grandes corporações, as finanças empresariais estão presentes em qualquer negócio.

Por exemplo, lojas de roupas, padarias, restaurantes, supermercados, oficinas mecânicas e tantos outros.

Basicamente, todo empreendimento realiza o controle das finanças empresariais, sejam grandes, sejam pequenas.

Finanças públicas

Outro exemplo de aplicação prática do conceito financeiro é no setor público.

Inclusive, diversas pesquisas apontam que o termo surgiu do francês finance, relacionado ao controle de capital pelo Estado.

Até os dias de hoje, é de extrema importância que as finanças públicas tenham um bom planejamento.

Afinal, são as verbas públicas que permitem a administração de cidades, estados e países.

Enquanto isso, nós também participamos ativamente desse segmento, quando realizamos uma compra, ou pagamos nossas contas.

Continua após a publicidade

Isso porque em cada atividade como essas, pagamos impostos, que são parte fundamental das finanças públicas.

Qual é a importância de manter o controle das suas finanças pessoais?

Depois de conhecer mais sobre essa área e como ela está presente em todos os lugares, é fundamental entender a importância de um controle adequado.

Veja algumas das vantagens da administração financeira no âmbito pessoal e empresarial.

Controle pessoal

O controle das finanças pessoais já acontece no dia a dia, mesmo que de forma inconsciente e natural.

No entanto, para alcançar objetivos maiores, encontrar a tranquilidade financeira, ter menor exposição às variações econômicas, construir um patrimônio, dentre outros, é importante realizar uma administração mais sólida e consciente.

Continua após a publicidade

Veja os benefícios que esse hábito pode trazer:

Quitar todas as dívidas

Uma das principais vantagens, de fato, é quitar todas as dívidas.

Ter um planejamento financeiro ajuda a pagar todas as contas dentro do prazo. Desde as mais básicas, como energia elétrica, água e gás, até parcelas, empréstimos ou mensalidades.

Essas dívidas representam necessidades básicas de consumo. Ou seja, precisam ser pagas todos os meses.

Para ter maior tranquilidade nesse sentido, é importante ter um controle das finanças pessoais.

Nome sem restrições comerciais

Por outro lado, não pagar as contas corretamente pode resultar na negativação do seu nome na praça.

Isso significa ficar marcado nos órgãos de proteção ao crédito, como Serasa e SPC Brasil.

Continua após a publicidade

Com o CPF negativado, se torna mais difícil:

  • pedir empréstimos;
  • fazer financiamentos;
  • adquirir crédito consignado;
  • solicitar cartão de crédito;
  • ter aumento no limite de compra;
  • negociar as dívidas.

Por isso, ter um bom controle financeiro é importante para manter o seu nome sem qualquer tipo de restrição comercial. 

Além , é claro, de conseguir diferentes benefícios no mercado. Com um bom score de crédito, suas taxas de juros nos empréstimos e financiamentos tendem a ser menor, afinal de contas, o risco de calote para a instituição também diminui. Faz sentido, certo?

Melhor qualidade de vida

De forma geral, o controle das finanças proporciona uma melhor qualidade de vida.

Com uma administração adequada do dinheiro, é possível pagar todas as contas que garantem suas necessidades básicas e conforto.

Além de conseguir poupar dinheiro para ter mais bem-estar ou realizar objetivos, por exemplo, comprar móveis de qualidade ou viajar.

Continua após a publicidade

Com noções de finanças pessoais mais desenvolvidas, o caminho para criar uma reserva financeira de emergência fica mais fácil.

De forma resumida, aplicando estratégias de finanças pessoais adequadamente, você vai planejar e realizar estratégias que vão mitigar problemas de crédito e, ao mesmo tempo, garantir oportunidades de crescimento patrimonial.

E, como você sabe, mais segurança e tranquilidade significam uma vida mais plena, não é mesmo?

Controle empresarial

Enquanto isso, a importância do controle empresarial é mais objetiva e direta. Afinal, um negócio precisa administrar seu capital para ser bem-sucedido.

Continua após a publicidade

Isso é ainda mais importante no Brasil que tem uma carga tributária alta que traz um componente ainda mais desafiador para que um negócio possa prosperar e gerar lucros.

Por isso, confira mais detalhes sobre as vantagens de uma boa administração financeira.

Previsão das atividades

O controle das finanças faz parte de qualquer planejamento empresarial. Desde o início das atividades, os empreendimentos precisam ter uma administração adequada.

Dessa forma, é possível realizar previsões de curto, médio e longo prazo. Por exemplo, prever lucros, gastos e rendimentos.

Assim, a empresa pode ter um melhor preparo, e criar soluções para todos possíveis cenários.

Continua após a publicidade

Investimentos assertivos

Administrar corretamente o capital permite analisar melhor as áreas da empresa que precisam de investimentos, e as que estão retornando resultados positivos.

Por exemplo, um setor que precisa de máquinas novas, uma expansão ou mais funcionários.

Neste caso, a empresa consegue aplicar o dinheiro de forma acertada, tendo a oportunidade de potencializar ainda mais suas operações.

Capital de giro

Um conceito bastante conhecido na área de finanças empresariais é o capital de giro.

Com ele, o empreendimento consegue manter suas atividades, mesmo diante de imprevistos ou prejuízos.

Ter um bom capital de giro significa manter a empresa funcionando por mais tempo. 

Isso não apenas promove segurança, mas também traz oportunidades de encontrar soluções com maior tranquilidade.

Como melhorar minhas finanças pessoais?

Por fim, depois de entender como administrar bem as finanças é hora de conhecer algumas dicas para melhorar esse controle.

Continua após a publicidade

A começar pelas finanças pessoais, existem hábitos simples e acessíveis para implantar durante sua rotina. Confira agora:

Anote todas as despesas

Esse, além de ser o primeiro passo para o controle das finanças de modo geral, é uma das etapas mais importantes de todo o processo.

Antes de procurar formas de melhorar seu controle financeiro ou buscar formas de economizar mais, é fundamental anotar suas despesas.

Para isso, tenha um caderninho, ou mesmo um aplicativo para isso. Anote quanto você gasta, onde gasta e a frequência.

Continua após a publicidade

Também é útil anotar a renda mensal, seja o salário, seja ganhos diversos. 

Dessa forma, você terá uma visão mais clara das suas finanças pessoais e poderá fazer um planejamento melhor.

Identifique gastos supérfluos e corte 

Depois de anotar suas despesas, ficará mais fácil visualizar seus gastos mais supérfluos. Eles acabam fazendo você gastar mais dinheiro do que poderia.

Isso significa que podem ser substituídos ou mesmo excluídos do seu cotidiano.

Por exemplo, comprar um café todos os dias na lanchonete. Você pode substituir isso por fazer seu próprio café.

Ou pegar um Uber para voltar do trabalho. Considere transportes mais em conta, como ônibus, metrô ou mesmo uma bicicleta.

Continua após a publicidade

Essas pequenas mudanças fazem toda a diferença para melhorar o controle financeiro pessoal.

Tenha metas

Estabelecer metas é fundamental para ter uma boa administração das finanças.

Isso porque é mais fácil conseguir ter uma visualização precisa dos objetivos e se dedicar para economizar ou mudar os possíveis hábitos prejudiciais.

As metas podem ser de qualquer tipo ou natureza, desde que sejam sólidas e alcançáveis. Ou seja, tangíveis. 

Assim, você terá a motivação necessária para otimizar suas finanças. Por exemplo:

  • poupar R$ 5 mil;
  • fazer uma viagem;
  • trocar de celular;
  • comprar uma cafeteira;
  • quitar a fatura inteira do cartão de crédito;
  • comprar um tênis novo à vista.

Essas pequenas metas te manterão no foco em seu controle financeiro e darão um norte para suas escolhas financeiras.

Tenha uma poupança

O hábito de poupar faz toda a diferença para suas finanças pessoais. 

Não apenas para ter uma reserva de emergência no futuro, mas também para começar a poupar no dia a dia.

Continua após a publicidade

Aliás, você não precisa fazer sua poupança escolhendo, especificamente, essa modalidade de aplicação, ok?

Na verdade, não é necessário nem mesmo abrir uma conta no banco para começar a economizar.

Você pode ter um cofrinho, por exemplo. Coloque moedas, notas baixas, o troco de alguma conta. Quando perceber, terá uma grande poupança.

Também existem caixas especiais para guardar dinheiro, inclusive temáticas. Desta forma, você ganha um incentivo extra para poupar seu dinheiro. 

Por isso, escolha a forma que mais combina com seu perfil, e comece sua reserva de emergência o quanto antes.

Continua após a publicidade

Vale dizer que a ideia que queremos transmitir aqui não é sobre investimentos, ok? É criar o hábito de poupar.

É claro que aplicar esses valores podem render ganhos, mas antes disso, você precisa criar o hábito de não gastar cada centavo que sobra na sua conta bancária.

Estude suas finanças pessoais

Mais adiante indicaremos alguns aplicativos e cursos que podem ajudar a entender como gerir suas finanças pessoais.

Entretanto, vale reforçar que além dessas ferramentas e cursos, você precisa estudar sua realidade financeira regularmente para entender quais estratégias vão funcionar ou não para seu perfil.

Continua após a publicidade

Então, não menospreze o momento de sentar e planejar suas finanças para o ano seguinte. De olhar suas últimas faturas e identificar seus principais gastos.

Estudar suas finanças pessoais é uma etapa estratégica para que você possa tomar melhores decisões no futuro.

E as finanças da empresa?

Uma pesquisa realizada pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo SPC Brasil, divulgada pelo portal G1, revela que 7 entre 10 lojistas não têm capacidade de lidar com imprevistos financeiros.

E um dos grandes motivos para isso é a falta de um bom controle das finanças.

Continua após a publicidade

Por isso, veja algumas dicas para administrar melhor seu negócio.

Acompanhe o fluxo de caixa

É essencial acompanhar o fluxo de caixa da empresa, para ter um bom controle financeiro.

Esse processo inclui a entrada e saída de recursos. Por exemplo, recebimentos de clientes, pagamentos de fornecedores ou gastos diversos.

Ao ter uma boa administração do fluxo de caixa, é mais fácil monitorar as finanças e garantir que o capital esteja sendo administrado corretamente.

O acompanhamento pode ser feito de diversas formas. A mais comum é através de um software ou programa digital. No entanto, também é possível fazer anotações manualmente, em livros.

Continua após a publicidade

Opte pela forma que melhor atender suas necessidades e, principalmente, que atenda as normas de controle financeiro e contábil.

Mantenha as finanças pessoais e do negócio separadas

Outra dica valiosa para ter um bom controle das finanças é manter todas as verbas separadas.

É comum que administradores acabem misturando o capital pessoal com o da empresa.

Isso pode acontecer ainda mais facilmente em caso de pequenos negócios, ou mesmo empreendimentos familiares.

Mas, é importante separar o patrimônio pessoal do profissional para que você consiga evitar confusões financeiras em um futuro próximo.

Continua após a publicidade

Além disso, é recomendável separar as verbas de diferentes setores também. Isso facilita em investimentos e aplicações.

Use a tecnologia a seu favor

Atualmente, existem diversas plataformas, aplicativos e programas que auxiliam no controle das finanças.

Por isso, considere utilizar a tecnologia a favor da sua empresa. Esse processo facilita a administração diária e ajuda a aumentar a segurança dos dados.

Existem diversos recursos com certificados digitais e garantias, o que também reduz custos e ocupa menos espaço físico, por exemplo.

Aplicativo de finanças pessoais: quais são os melhores?

Por falar em tecnologias para finanças pessoais, existe uma série de aplicativo para te auxiliar no controle do dia a dia.

Continua após a publicidade

Por isso, confira algumas recomendações a partir de agora:

1. Mobills

O Mobills é um dos aplicativos de finanças mais completos. Ele possui ferramentas para anotar gastos diários e mensais, além de planilhas prontas.

Seus recursos são acessíveis e fáceis de mexer. O objetivo é facilitar a leitura de dados, inclusive com gráficos interativos.

Inclusive, também possui a opção de vincular cartões de crédito para aumentar o controle. Está disponível para Android e iOS.

2. Minhas economias

Com o aplicativo Minhas Economias é possível montar um fluxo de caixa pessoal. 

Além dos valores gastos e depositados, também dá para incluir despesas dos meses seguintes.

Um de seus diferenciais é a possibilidade de incluir metas financeiras, e verificar quanto falta para alcançar o valor.

Continua após a publicidade

Aliás, essa é uma função interessante para quem estabelece objetivos e quer um incentivo para cumpri-los.

Você pode fazer o download para sistemas Android e iOS.

3. GuiaBolso

O GuiaBolso oferece uma opção interessante de vincular com as contas bancárias do usuário. Assim, é possível acompanhar os gastos em tempo real.

Também possui a funcionalidade de calcular empréstimos, incluir contas futuras e visualizar as economias em forma de dados.

Está disponível para Android e iOS.

Cursos de finanças: quais são os melhores?

Muitas pessoas desejam aprender mais sobre finanças e seus diferentes segmentos. Para isso, é possível fazer cursos de finanças especializados.

Continua após a publicidade

Para isso, existem diversas opções no mercado, inclusive gratuitas e inteiramente virtuais. Então, confira algumas sugestões:

Escola Virtual

A Escola Virtual, da Fundação Bradesco, possui uma série de cursos sobre finanças em seu catálogo.

São orientações, dicas e conteúdos focam o público iniciante até o nível avançado. Além disso, vale dizer que seu outro diferencial é a gratuidade.

FGV

A Fundação Getúlio Vargas (FGV) é uma das instituições mais tradicionais do Brasil. Entre vários assuntos, também conta com diversos cursos financeiros.

Continua após a publicidade

Desde contabilidade, matemática financeira, até conteúdos sobre investimento.

Também é gratuito e acessado através do portal FGV. Confira todos os cursos no site.

Udemy

Para quem procura conteúdos qualificados e especializados no assunto, é possível encontrar diversos cursos na plataforma Udemy.

Apesar de ser paga, conta com diversas opções no catálogo, de diferentes durações e preços.

O usuário recebe acesso a uma série de materiais, além de orientação de profissionais da área.

Continua após a publicidade

Conclusão: por que aprender sobre finanças?

Você já convive com a gestão de suas finanças no dia a dia, no trabalho, na rotina ou mesmo nos mais pequenos hábitos.

Quando escolhe uma promoção no aplicativo com entrega grátis, está pensando em “economizar dinheiro”, certo?

Mas, isso é tão automático que, na maioria das vezes, nem pensa que está cuidando das suas finanças. Por isso, é fundamental ampliar seu conhecimento.

Dessa forma, você poderá administrar seu orçamento de maneira estratégia e fazer seu dinheiro tornar-se mais valioso. Isso é possível? Claro!

Continua após a publicidade

Quando você aloca seu dinheiro eficientemente, está fazendo ele valer cada esforço que dispendeu para ganhá-lo.

Em alguns casos, alocar esse dinheiro será investi-lo à longo prazo, em outros, será comprar um televisor que te agrada com uma boa relação entre custo e benefício.

Assim, isso ajudará a ter mais rendimentos no futuro, alcançar mais objetivos e ter um controle adequado das suas economias.

Quer conhecer mais sobre finanças e outros assuntos relacionados? Assine a newsletter do iDinheiro e ative as notificações Push para receber todas as novidades.

Continua após a Publicidade

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.