Poupança tem a pior rentabilidade desde 2015

A poupança registrou a pior rentabilidade desde dezembro de 2015. Depósitos na caderneta perderam seu valor de compra. Entenda.

Amanda Gusmao
Amanda Gusmão

A poupança perdeu para a inflação com a pior rentabilidade desde 2015.

A perda é de 1,40% no acumulado nos últimos 12 meses, se descontado o IPCA, que é o principal indicador para acompanhar a inflação brasileira.

Na prática, o valor depositado na caderneta de poupança perdeu seu valor de compra. Ou seja, ele até teve uma rentabilidade, mas ela foi insuficiente para superar a inflação.

Continua após a publicidade

Inflação acelerada em outubro

Em outubro, a poupança ficou mais um vez sem ganho real, acumulando uma perda de 1,40% nos últimos 12 meses (descontando o IPCA).

Esse é o pior resultado desde dezembro de 2015, quando sua rentabilidade foi de 2,28% depois de descontada a inflação.

Já o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que representa a inflação, cresceu 0,86% no mesmo mês, totalizando 3,92% no acumulado dos últimos 12 meses.

Os dados são do IBGE e da Economatica e foram publicados em matéria do Portal de notícias G1.

Relação da taxa Selic baixa e a pior rentabilidade da poupança

A inflação está alta, porém, a pior rentabilidade da poupança dos últimos tempos também está associada a Taxa Selic, que é o indicador que define a remuneração dos depósitos na caderneta.

Na atualidade, a taxa Selic está em sua mínima histórica de 2% ao ano, o que leva para baixa todos os investimentos em renda fixa que estão atrelados ao indicador.

Rentabilidade da Poupança

A regra que define a rentabilidade da poupança considera duas situações:

  • Se Selic abaixo de 8,5% ao ano, o rendimento é de 70% da taxa básica mais Taxa Referencial (TR);
  • Se Selic acima de 8,5% ao ano, então o rendimento é de 0,5% ao mês acrescido de TR.

Nas condições atuais, o rendimento é de 70% da taxa básica de juros, que é o mesmo que 0,12% ao mês.

Vale lembrar que só em outubro o IPCA foi de 0,86% ao mês, o que já permite uma constatação sobre o rendimento da poupança estar negativo frente a inflação.

A poupança sempre foi uma principais aplicações dos brasileiros. Porém, a cultura do investimento de longo prazo, a acessibilidade a novas formas de investir e o cenário econômico estão fazendo com que alguns deles mudem de ideia.

Dessa forma, a pior rentabilidade da poupança nos últimos tempos só reforça essa mudança de comportamento investidor.

É o seu caso? Então, assine a newsletter do iDinheiro para receber conteúdos sobre estratégias de investimentos e notícias econômicas.

Continua após a Publicidade

Comunidade iDinheiro
Pergunte à comunidade ➔
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

    Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.