Os 9 maiores erros financeiros que as pessoas pobres costumam cometer

Pessoas pobres estão sempre culpando as circunstâncias e o destino pela sua condição temporária de falta de dinheiro, enquanto as ricas mentalizam soluções para mudar esse cenário.

Victor Leitao
Victor Leitão

Artigo originalmente publicado em blog.mobills.com.br. Conteúdos e comentários foram integralmente mantidos.

Os 9 maiores erros financeiros que as pessoas pobres costumam cometer

 

Ao contrário do que muitos pensam, o que define a pobreza de uma pessoa, definitivamente, não é o quanto ela ganha por mês nem seu patrimônio.

Ser pobre está diretamente relacionado com a maneira de pensar e com o comportamento financeiro.

Continua após a publicidade

Pessoas pobres estão sempre culpando as circunstâncias e o destino pela sua condição temporária de falta de dinheiro, enquanto as ricas mentalizam soluções para mudar esse cenário.

A verdade é que você pode não ser rico agora, mas se cultivar bons hábitos financeiros e pensar além do tradicional, poderá ficar rico em um futuro próximo.

Continua após a publicidade

Por isso, hoje eu vou te contar quais são os 9 maiores erros que as pessoas pobres cometem e que você provavelmente também deve cometer.

Entender quais são os erros cometidos pelas pessoas pobres vai permitir que você possa evitá-los ou corrigi-los e que passe a pensar com a mentalidade das pessoas ricas.

Agora, vamos conhecer os erros que não estão deixando você ter sucesso financeiro.

Conheça os maiores erros financeiros que as pessoas pobres cometem

1. Gastar tudo o que ganha

Pode parecer óbvio, mas muitas pessoas cometem este erro com frequência, incluindo as que ganham bem e pagam as contas em dia.

Isto ocorre, principalmente por não conseguirem resistir às tentações que levam ao consumismo.

Quem já leu o livro Pai Rico, Pai Pobre, do autor norte-americano Robert Kiyosaki, sabe que essas pessoas estão na chamada corrida dos ratos.

Continua após a publicidade

Pois bem, a corrida dos ratos, em resumo, é um ciclo onde as pessoas trabalham mais e mais para ganhar mais dinheiro visando quitar as dívidas, porque elas normalmente são consumistas e não conseguem juntar dinheiro.

Entenda: quem gasta tudo que ganha, nunca se tornará uma pessoa rica.

O segredo para a prosperidade financeira é poupar uma parte dos seus rendimentos mensais e conseguir multiplicar esse dinheiro.

Você precisa parar de trabalhar pelo dinheiro e começar a fazer o dinheiro trabalhar para você!

2. Acumular dívidas

Com certeza, acumular dívidas é um dos erros mais comuns entre as pessoas pobres, e a forma mais rápida de gerar um grande problema na sua vida financeira.

Continua após a publicidade

Ainda mais em países como o Brasil, onde o custo de pegar dinheiro emprestado normalmente é extremamente alto.

Desse modo, evite acumular dívidas, tente renegociar as que você já possui e pagá-las o mais rápido possível.

Procure mudar sua mentalidade, endivide-se o mínimo possível e, caso realmente seja necessário, atente para não manter (de maneira alguma!) muitas dívidas ao mesmo tempo.

Só assim você conseguirá sair da sua situação financeira atual para uma melhor.

Caso você esteja endividado, não deixe de ler o artigo: Como sair das dívidas rapidamente: 7 passos simples e muito efetivos!

Continua após a publicidade

 

3. Não fazer o controle financeiro dos seus gastos

As pessoas pobres geralmente menosprezam a importância do controle financeiro pessoal ou acham esta atividade muito chata, mas é fundamental que você saiba exatamente para onde seu dinheiro está indo.

Você deve anotar absolutamente todos os gastos diários. Até mesmo aqueles que você considera pequenos e irrelevantes, como o lanche no trabalho.

Se você acha que é bobagem, faça um teste. Nos próximos 30 dias, registre todas as despesas que realizar.

Tenho certeza que você vai ficar impressionado com o resultado.

Para facilitar esta tarefa, eu sugiro que você use um app de controle financeiro, pela praticidade de poder utilizá-lo no celular e anotar o gasto assim que ele ocorrer, evitando os tão comuns esquecimentos.

Continua após a publicidade

No entanto, você pode usar outra ferramenta como uma planilha ou até o caderninho, o importante é encontrar uma maneira que funcione para você.

Ao fazer o controle financeiro diariamente, é muito pouco provável que você seja pego de surpresa no final do mês.

4. Não fazer um orçamento

Além de controlar os gastos diariamente, é essencial que você faça um orçamento pessoal.

Essa ferramenta é muito útil tanto para que você consiga analisar seu volume atual de gastos como para que possa criar metas para cada categoria de despesa.

Assim, você terá uma maior previsibilidade dos seus gastos mensais e conseguirá economizar mais dinheiro.

Continua após a publicidade

5. Não possuir uma reserva de emergência

Uma reserva de emergência representa uma proteção contra os riscos inerentes da vida, como um problema de saúde, uma demissão inesperada ou esgotamento repentino de toda sua fonte de renda.

Caso ocorra algum imprevisto desse tipo, é imprescindível que você já tenha uma reserva guardada.

É claro que ninguém quer que aconteça o pior, mas é melhor se prevenir do que remediar, como diria o velho ditado.

Primeiro, para que você não passe apertos nessas situações.  

Segundo, para que você não tenha que se endividar porque teve que recorrer a empréstimos.

Continua após a publicidade

Portanto, se você ainda não possui uma reserva, reflita sobre isso, ajuste suas despesas de acordo com o seu salário e lembre-se sempre de poupar uma quantia para sua reserva de emergência.

Dessa forma, você estará protegido contra os imprevistos da vida e muito menos propenso a dívidas.

6. Não ter objetivos financeiros e metas bem definidos

Para que você consiga realizar seus sonhos, é indispensável que você tenha objetivos financeiros claros.

Quando você tem seus objetivos e metas bem definidos, você sabe exatamente onde quer chegar e assim fica muito mais fácil seguir o caminho certo.

Continua após a publicidade

As pessoas com mentalidade rica conseguem ter motivação e disciplina para atingir aquilo que almejam justamente porque estabelecem muito bem seus objetivos e metas.

Dessa maneira, experimente traçar objetivos financeiros de curto, médio e longo prazos. Com certeza, ficará bem mais simples alcançá-los.

7. Não focar em aumentar a sua renda

Economizar e reduzir ao máximo seus gastos é essencial para que você consiga guardar dinheiro mensalmente.

Contudo, chega um momento que por mais esforço que você faça, não tem como economizar mais, sem perder qualidade de vida.

Continua após a publicidade

Só que uma das formas de acelerar o processo de independência financeira é justamente conseguir poupar mais.

Percebeu que algo de errado não está certo e que essa conta não bate?

Por isso, que você tem que focar em ganhar dinheiro e aumentar sua renda. Só assim você conseguirá juntar mais dinheiro em menos tempo.

Se você busca ideias de como conseguir renda extra, leia o texto: Como ganhar dinheiro em casa: 47 ideias que podem te ajudar a fazer uma renda e superar esse momento de crise.

8. Não criar ativos financeiros

Algumas pessoas pobres até conseguem poupar uma parte da sua renda mensalmente, entretanto, não se preocupam em comprar ativos financeiros.

Continua após a publicidade

Mas o que são ativos? De uma maneira bem simplificada, ativo é qualquer investimento que traz mais dinheiro pro seu bolso.

Ao investir em ativos, você conseguirá multiplicar seu patrimônio no longo prazo e, se for a sua intenção, poderá até mesmo viver de renda.

A ideia aqui é que você invista o dinheiro poupado de modo que consiga gerar mais dinheiro.

Por que é importante investir? É dessa forma que o dinheiro trabalha para você até mesmo enquanto você dorme, isso possibilita a geração de riqueza.

Continua após a publicidade

Se você nunca investiu na vida, pode começar pelos títulos do Tesouro Direto que são tão ou mais seguros do que a Caderneta de Poupança e apresentam melhor rentabilidade.

Além de ser fácil entender como funciona.

Porém, se você é um investidor que já tem experiência com investimentos de renda fixa e quer melhorar seus rendimentos, que tal arriscar na renda variável?

O investimento em ações pode ser bastante lucrativo no longo prazo.

9. Falta de educação financeira

Para finalizar, o erro principal e que (na imensa maioria das vezes) nem é sua culpa. Uma vez que não temos uma cultura de educação financeira no Brasil.

No entanto, é a educação financeira que vai te dar a base para deixar de cometer todos os erros citados anteriormente e evoluir cada vez mais no caminho da riqueza.

Continua após a publicidade

Ter educação financeira permite que você aproveite as melhores oportunidades que seu dinheiro pode proporcionar.

Por este motivo, invista seu tempo e capital em livros, cursos e quaisquer outras ferramentas que te ensinem sobre como administrar seu dinheiro.

Hoje em dia, com o auxílio da internet, há um grande número de informação disponível, inclusive de graça, como aqui no iDinheiro.

Qualquer pessoa tem a chance de mudar sua realidade financeira, desde que esteja aberta a aprender.

Continua após a publicidade

Porém, infelizmente, uma grande parcela das pessoas pobres ignoram a educação financeira e, dessa maneira, continuam pobres.

Nunca se esqueça: O maior investimento que você pode fazer é na sua educação. O conhecimento é a ferramenta mais poderosa que existe para mudar sua situação financeira.

Conclusão

Depois de ter lido o artigo, tenho certeza que você não cometerá mais nenhum desses erros, não é mesmo?

Sua força de vontade de mudar, de conseguir conquistar seus objetivos/metas, e claro, se tornar rico, é essencial nesta jornada.

Continua após a publicidade

Lembre-se que se você está endividado é preciso tentar pagar urgentemente suas contas.

Nunca acumule dívidas! Se o seu orçamento não é o suficiente, reveja seus gastos e saiba o que realmente vale a pena ou não.

Milhões de brasileiros estão endividados e gastando todo o salário, mas você não precisa ser igual a eles.

Mude e fique mais próximo de alcançar a riqueza!

E não se esqueça, um app de controle financeiro ou uma planilha podem te ajudar durante e após todo esse processo.

E aí, o que achou do artigo sobre erros financeiros das pessoas pobres? Compartilhe com seus amigos e familiares através das suas redes sociais. Além disso, deixe o seu comentário e feedback, eles são muito importantes para nós!

Continua após a Publicidade

Comunidade iDinheiro
Pergunte à comunidade ➔

One thought on “Os 9 maiores erros financeiros que as pessoas pobres costumam cometer

  1. Enilda

    Gostei muito vou começar a por em prática tudo que li .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

    Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.