Stop loss: o que é e quando usar esse tipo de ordem nos seus investimentos

Você sabe o que é uma ordem stop loss, como e quando usá-la e a diferença entre stop loss e stop gain? Aprenda tudo para seus investimentos!

melissa nunes perfil
Melissa Nunes

Stop loss: o que é e quando usar esse tipo de ordem nos seus investimentos

Se você já é investidor na bolsa de valores, provavelmente já teve que lidar com perdas de dinheiro, certo?

Continua após a publicidade

Para os acionistas, por exemplo, poucas situações são mais frustrantes do que ver o preço de uma ação sua despencar, deixando a carteira no vermelho.

Porém, esses momentos não são incomuns e, com o tempo, nos acostumamos aos movimentos normais do mercado.

Continua após a publicidade

Ainda assim, para minimizar perdas, você pode usar o stop loss.

Você sabe o que é e como funciona essa técnica? Continue lendo para entender como aplicá-la nos seus investimentos!

O que é stop loss?

Sua definição é bem simples: o stop loss é uma ordem de venda, programada pelo investidor, para ser disparada quando uma ação atinge determinado preço.

Uma tradução literal do stop loss seria “parar a perda”, ou seja, limitar um prejuízo.

Para exemplificar, imagine a seguinte situação:

Você comprou ações de uma empresa pelo preço de R$ 15,00. Porém, em vez de valorizar, houve uma queda na cotação. Então, para evitar uma grande perda, você lança uma ordem stop no preço de R$ 14,55.

Continua após a publicidade

Assim, se a cotação atingir seu preço, sua ordem é automaticamente lançada e suas ações são vendidas imediatamente.

Vantagens do stop loss

Veja bem, o stop loss não serve para que você não perca dinheiro, mas, sim, para que essa perda seja limitada. Assim, caso haja uma queda brusca, você deixa de ter um grande prejuízo.

Do contrário, são grandes as chances de você ter que conviver com aquela ação negativa por um bom período. Isso porque humanos sofrem de uma condição inerente à espécie – a aversão à perda.

Não gostamos de perder nada, muito menos dinheiro, certo? Por isso, também nos agarramos a investimentos que estão nos dando prejuízo, pois temos certeza (ou seria esperança?) de que aquela ação voltará a subir.

Continua após a publicidade

E pode ser que volte, mesmo, mas também pode levar meses ou anos. Enquanto isso, seu dinheiro poderia estar valorizando em outros papéis.

Portanto, é melhor perder um pouquinho do que ter que lidar com essa situação frustrante, concorda?

Em resumo, use o stop loss, pois:

  • você não precisará ficar monitorando os preços o tempo todo;
  • você não ficará dependente das suas emoções;
  • seu dinheiro ficará disponível para melhor uso;
  • a rentabilidade da sua carteira de investimentos não será afetada; e
  • você não sofrerá grandes perdas de capital.

Quando usar o stop loss?

Depois de todas essas vantagens, pode ser que você esteja achando que precisa abrir seu home broker agora mesmo e lançar ordens stop em todas as suas ações, certo?

Mas, calma. Você não precisa ter stop loss em todas as suas ações, especialmente se você é um investidor de longo prazo (também conhecido como buy & hold).

Continua após a publicidade

Isso porque, quanto maior o tempo do investimento, menos importância têm os movimentos de curto prazo. Então, a não ser que você queira usar esses momentos para recomprar suas ações em um patamar mais barato, não precisa se preocupar com isso.

No entanto, se você gosta de fazer operações do tipo day trade ou swing trade, o stop loss é fundamental para frear suas perdas.

Como calcular stop loss

Bem, o ideal é que essa estratégia esteja aliada à análise gráfica, pois os movimentos gráficos tendem a dar muito mais clareza de pontos interessantes para stop loss.

Se não, existe a chance de você escolher um preço muito próximo do atual e sua ordem ser executada em uma pequena correção.

Continua após a publicidade

Por outro lado, se você escolher um preço muito longe do atual, pode acabar perdendo mais dinheiro do que gostaria.

Então, o que fazer?

Na verdade, não existe resposta certa. Se você não tem conhecimento em análise gráfica, pode simplesmente estipular o quanto aceita perder, ou seja, uma porcentagem pré-definida para usar no seu stop loss.

Existe um consenso de que essa porcentagem fique entre 3% e 5%, para operações mais curtas, e entre 10% e 15% para operações mais longas.

No fim das contas, você quem decide. O importante é que você se sinta confortável com essa perda, ou, pelo menos, que seu desconforto seja mínimo (afinal, perder dinheiro nunca é bom, né?)

Continua após a publicidade

O que pode dar errado?

Stop loss parece ser ótimo, não? E é, mas também existem algumas situações que podem acontecer com você e te deixar bem frustrado.

Violinada

cena do filme Titanic, onde a banda segue tocando violinos em meio ao caos
Violinada

Mais cedo, no texto, eu falei sobre colocar o stop muito próximo do preço de compra, lembra? Pois é, o que pode acontecer é uma situação bem desagradável.

Nesse caso, a cotação vai até o seu stop, dispara a ordem de venda e, depois, volta a subir. Ou seja, você fica “a ver navios”, lá se vai o seu lucro.

Furo de stop

imagem animada de um menino pulando em uma poça d'água mais funda do que parece
Furo de stop

Essa é tão dolorida quanto a violinada.

Basicamente, acontece quando há uma grande oscilação negativa de preços e a cotação “fura” seu stop, ou seja, vai abaixo do preço estabelecido.

Continua após a publicidade

Então, você fica no prejuízo até que a situação volte aos patamares anteriores e sua ordem seja executada. Frustrante, não?

Ordem cancelada

homem apontando para a tela e dizendo "stop it"
Ordem cancelada

Esse problema acontece sempre que há algum evento relacionado à ação, como, por exemplo, distribuição de proventos.

Funciona assim: para ter direito a dividendos, o acionista precisa ter a ação da empresa na sua custódia em uma data determinada, chamada de “data com”. O dia seguinte, quando não se tem mais o direito, é a “data ex”.

Na data ex, todas as ordens em aberto são canceladas, inclusive o stop loss.

Então, se algo acontece nesse dia e derruba a cotação, você pode acabar ficando no prejuízo mais uma vez!

Continua após a publicidade

Portanto, sempre que acontecer esse tipo de evento, não esqueça de refazer suas ordens, ok?

Como lançar uma ordem stop loss na corretora?

Agora que você já entendeu o que é e como usar a ordem stop, vamos aprender como lançá-la na plataforma da corretora:

  1. abra o home broker e selecione a ação de sua preferência;
  2. na aba “ordens”, escolha “ordem stop” (ou alguma variação desse nome, dependendo da corretora);
  3. escolha a validade da ordem (até quando ela ficará ativa) e a quantidade de papéis que pretende vender;
  4. em “disparo”, coloque o preço em que quer que sua ordem seja lançada (esse é o gatilho);
  5. em “limite”, coloque o preço mínimo em que quer que sua ordem seja executada (deve ser menor que o disparo, para criar uma janela de preço);
  6. clique em “vender”.

Pronto! Agora, sua ordem ficará em aberto até que as condições estabelecidas aconteçam ou haja algum evento como os citados acima.

Diferenças entre stop loss e stop gain

Assim como stop loss significa “parar a perda”, o stop gain significa “parar o ganho”. Ou seja, é exatamente a mesma operação, mas para realizar um lucro.

Continua após a publicidade

Então, especialmente quando falamos em trade, precisamos estabelecer um patamar de ganho. Para isso, fazemos uso da análise gráfica ou decidimos quanto queremos ganhar em determinada operação.

Na prática, o processo para lançar uma ordem é idêntico, mas, em vez de escolher “loss” no disparo e no limite, você vai escolher “gain”.

Simples, não?

Além disso, você tem a opção de fazer stops simultâneos, isto é, lançar as duas ordens juntas. Para isso, basta marcar a caixa “simultâneo” no seu home broker.

Conclusão

Viu como fazer uma ordem stop não é tão difícil? Além disso, agora você já sabe qual a importância de limitar suas perdas, ainda que perder não seja nem um pouco agradável.

Continua após a publicidade

Mas, quando falamos em renda variável, não existem garantias de ganho. Então, o melhor a fazer é se prevenir de situações que podem ser bastante estressantes.

O ideal é que você estude análise técnica, assim, poderá tomar decisões cada vez melhores em relação aos seus investimentos na B3.

Porém, não fique chateado se, em algum momento, houver alguma pequena perda. Elas fazem parte da vida de todo investidor e, inclusive, muitos dizem que perder dinheiro na bolsa é até uma forma de batismo, acredita?

Enfim, o importante é que você consiga se preparar o melhor possível para momentos em que precise usar o stop loss. O estudo constante sempre será sua melhor proteção!

Então, antes de ir, não esqueça de assinar a newsletter do iDinheiro, para que esse conhecimento chegue sempre na sua caixa de emails!

Continua após a Publicidade

Comunidade iDinheiro
Pergunte à comunidade ➔
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

    Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.