Curso de finanças: 14 opções para diferentes necessidades!

Está interessado em administrar melhor seu dinheiro? Veja como um curso de finanças pode te ajudar.

B612_20210521_152657_024_2
Melissa Nunes

Se você sente que cuidar do seu dinheiro está exigindo um pouco mais de conhecimento, pode ser a hora de investir em um curso de finanças, concorda? Afinal, administrar suas economias é fundamental para atingir objetivos. No entanto, dependendo dos seus ganhos e metas, vai precisar de estratégias mais avançadas para gerenciar seu orçamento.

E é aí que entram os cursos de finanças pessoais, conteúdos acessíveis e completos para a gestão individual de um patrimônio financeiro. Gostou da ideia?

Continua após a publicidade

Pensando nisso, preparamos um material especial sobre curso de finanças com dicas para saber quais são os melhores! Confira a seguir.

Afinal, o que é finanças?

O conceito de finanças, basicamente, é a ciência que estuda o uso do dinheiro. Ou seja, é uma área de conhecimento que envolve todas as ações, processos e transações de fundos, particulares ou públicos.

Continua após a publicidade

Além disso, essa metodologia não abrange somente o estudo, mas também a administração do dinheiro de modo geral.

E, como todo campo de estudo, a Ciência Financeira possui diversos segmentos de atuação e profissões relacionadas a essa área. Algumas das áreas que pertencem as finanças, são:

  • finanças empresariais;
  • investimentos;
  • instituições financeiras;
  • administração de finanças pessoais;
  • consultoria financeira;
  • estudo do mercado financeiro.

Assim, é possível atuar em diversos setores que esse conceito engloba, além de graduações e cursos de especialização em finanças.

No entanto, apesar de parecer uma área estritamente voltada para o mercado de negócios, as finanças estão presentes em todo lugar. Especialmente em nosso cotidiano, como na administração do salário, na poupança para os filhos ou no pagamento das contas.

Continua após a publicidade

Por isso, todos devem, de alguma forma, aprender os conceitos e estratégias de finanças pessoais e, claro, colocá-los em prática.

Por que aprender sobre finanças?

Muitas pessoas buscam um curso de finanças e investimentos, ou mesmo orientações na área, para aprenderem a administrar melhor seu dinheiro. Porém, isso não é importante apenas para empresas ou investidores, mas para qualquer pessoa economicamente ativa, afinal, é essencial ter um bom controle das finanças mesmo no âmbito pessoal.

Por isso, conheça alguns fatores que indicam que você está pronto para se inscrever em um curso de finanças pessoais.

Controle de finanças pessoais

As finanças pessoais envolvem todos os processos e transações de capital durante o dia a dia. Por exemplo:

Continua após a publicidade

  • receber o salário;
  • pagar as contas;
  • fazer um depósito na poupança;
  • comprar alimentos ou roupas.

Tudo que envolve o uso do dinheiro nas relações e orçamento pessoal faz parte da área das finanças. Consequentemente, é preciso um conhecimento (adquirido ou não) para ser controlado eficientemente.

Entretanto, sejamos sinceros, não é incomum que pessoas percam o controle de suas finanças, não é mesmo? Pode ser no dia a dia, gastando mais do que o previsto ou a longo prazo, com prestações e parcelamentos.

Assim, se perdem cada vez mais na administração de seus recursos, contratam empréstimos para pagar uma dívida, atrasam o cartão e só dificultam ainda mais a resolução dos problemas.

Dessa forma, o controle das finanças pessoais é fundamental para garantir uma boa qualidade de vida. Isso porque o bom uso do dinheiro promove tranquilidade, estabilidade e segurança.

Continua após a publicidade

Além disso, um controle adequado permite que você alcance objetivos no futuro. Por exemplo, adquirir um imóvel próprio ou um veículo. Afinal, é essencial administrar as finanças caso esteja fazendo um planejamento a longo prazo para ter o resultado desejado.

Por outro lado, aprender mais sobre o controle financeiro traz novas possibilidades de atuação de carreira. Entre elas, é possível desenvolver habilidades para se tornar um consultor, um investidor ou encontrar uma área que combine com o seu perfil dentro deste universo.

Isso só é possível através do conhecimento da área, seja por meio de um curso de finanças ou formação superior.

Controle de finanças empresariais

Enquanto isso, é uma verdade incontestável que o controle das finanças empresariais é fundamental para o negócio se tornar bem-sucedido. Afinal, as empresas dependem diretamente do dinheiro na forma de investimentos, lucros ou capital de giro.

Continua após a publicidade

Uma má administração financeira pode colocar o empreendimento em risco. Além disso, é um dos principais elementos que compõem o planejamento da empresa, mesmo antes de começar suas atividades.

Ao ter um bom controle dos recursos empresariais, os administradores terão uma visão mais clara dos rendimentos. Ainda, poderão fazer investimentos mais acertados e promover o crescimento do negócio.

Outro ponto importante é ter um controle financeiro eficiente para poder criar reservas de emergência. Tanto nas finanças pessoais, quanto empresariais, reservar recursos é ter uma maior segurança em caso de imprevistos ou situações atípicas. Assim, a administração não será prejudicada, e é possível se preparar para todos os cenários futuros.

Por que fazer um curso de finanças e investimentos?

Depois de conhecer a importância de uma administração apropriada, é hora de entender por que buscar esse conhecimento através de cursos de finanças.

Continua após a publicidade

Existem diversas alternativas para quem deseja se capacitar na área, mas essa opção é uma das mais completas e recomendadas. Confira alguns dos principais motivos para investir em um curso:

  • a educação financeira não é comum: para a maioria das pessoas, aprender a lidar com o dinheiro não fez parte da sua infância e, por isso, não é uma competência que vem naturalmente;
  • materiais legítimos e didáticos: um curso oferece muito mais do que aulas, mas também ferramentas que ajudam a descomplicar métodos de controle financeiro que, sozinhos, dificilmente conseguiríamos colocar em prática;
  • conhecimento estruturado: ao contrário dos vídeos e outros materiais disponíveis na internet, um curso de finanças apresenta uma sequência lógica que evolui o conhecimento aos poucos e efetivamente;
  • contato com um especialista: dependendo do curso que você escolher, poderá interagir com um planejador financeiro certificado ou outro especialista da área que vai te ajudar na sua jornada financeira;
  • diversidade de conteúdo: esteja você começando a se organizar ou querendo aprender a investir, existem cursos de finanças e investimentos para todo o tipo de público, desde os mais iniciantes até os mais avançados;
  • teoria aliada à prática: muitos cursos também oferecem oportunidades de praticar o conhecimento adquirido, exercícios, planilhas, aulas práticas, entre outros métodos que ajudam a sair do âmbito teórico.

Por esses motivos, um curso de finanças pessoais, investimentos, gestão e planejamento é um aliado para quem quer mudar sua situação financeira. Mais do que isso, por meio de um curso, é possível acelerar sua aprendizagem e ver os resultados muito mais cedo do que apenas buscando materiais aleatórios na internet.

Curso de finanças pessoais: 5 opções gratuitas e pagas

Se você está interessado em fazer um curso de finanças pessoais, pode conhecer algumas das melhores opções a partir de agora. Algumas delas disponibilizam aulas práticas para iniciantes, com as melhores orientações e ensinamentos básicos deste universo.

1. Senai

O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) é uma instituição voltada para cursos técnicos e conhecimentos diversos.

Continua após a publicidade

Em sua plataforma, também conta com um curso de finanças pessoais para iniciantes. A princípio, seus módulos irão abordar temas como:

  • importância da educação financeira;
  • investimentos;
  • gestão de dívidas;
  • planejamento.

Além disso, conta com 14 horas de aula e é um curso de finanças gratuito. Você pode se inscrever acessando o portal da escola.

2. Fundação Bradesco

A Escola Virtual da Fundação Bradesco oferece uma série de cursos sobre finanças.

Para iniciantes que desejam saber mais sobre controle pessoal, é possível acessar um material gratuito sobre o tema. São dicas e orientações básicas sobre educação financeira. Além disso, o curso possui 7 horas de aula e é gratuito.

Essa e outras orientações podem ser acessadas através do site da Fundação Bradesco.

3. B3

A Bolsa de Valores brasileira, B3, oferece uma série de conteúdos sobre finanças. São artigos, ebooks e cursos voltados para essa área, seja para iniciantes, seja para usuários experientes.

Continua após a publicidade

Vale dizer que são cursos de finanças online gratuitos, ou seja, os iniciantes podem fazê-los usando seus diversos materiais sobre finanças pessoais. 

A partir das primeiras orientações, é possível acessar conteúdos mais específicos, principalmente voltados para a área de investimentos.

Interessados podem fazer seu cadastro e conferir todos os cursos no portal da B3.

4. FGV

A Fundação Getúlio Vargas é uma das principais instituições de ensino do país. Além de formação superior e pós-graduação, também oferece outros materiais, como curso de finanças e investimentos.

A princípio, iniciantes podem acessar aulas gratuitas, que introduzem a educação financeira no cotidiano. Por exemplo, o curso “Como organizar sua vida financeira” tem 12 horas de conteúdo em vídeo aula, é online e sem custos.

Continua após a publicidade

Esse e outros materiais estão disponíveis no site da instituição.

5. Me Poupe!

O Me Poupe! é uma plataforma de assuntos financeiros fundada pela jornalista Nathalia Arcuri. Seu diferencial é abordar temas de finanças de um jeito simples e leve, trabalhando o conceito de “entretenimento financeiro”.

A iniciativa é voltada para iniciantes no assunto que desejam saber mais sobre educação financeira. Por isso, ela também disponibiliza um curso de introdução na Escola Virtual do Governo Federal.

Além do curso de finanças, ela também ministra diversos materiais, artigos e orientações. É possível acessá-las no site do Me Poupe!

Para os interessados em conteúdos mais completos, a empresa disponibiliza o “Jornada da Desfudência”, curso com mais de 24h de conteúdo focado em planejamento financeiro, com exercícios práticos. Além disso, os alunos também aprendem conceitos sobre os investimentos em renda fixa e renda variável.

Continua após a publicidade


Gostou dessas opções? Veja mais no artigo: Curso de finanças pessoais: 11 opções gratuitas e pagas!

Curso de finanças e investimentos: 5 opções gratuitas e pagas

Depois de começar a conhecer mais sobre o universo financeiro, muitas pessoas se interessam por investimentos. Afinal, existe uma série de possibilidades para investir e ter bons rendimentos. Se você deseja se tornar um investidor, confira 5 cursos na área e saiba como começar.

1. B3 oferece curso de finanças e investimentos

Como falamos, a B3 é a Bolsa de Valores brasileira, e disponibiliza uma plataforma completa com todos os tipos de cursos.

E como seu foco são investimentos, existe uma pluralidade de materiais, desde iniciantes até o nível experiente. Por isso, conta com cursos sobre como investir, como funciona o mercado de ações e dicas práticas para investidores.

Continua após a publicidade

Inclusive, o cadastro é gratuito, e diversos guias podem ser baixados sem custo no portal oficial.

2. ANBIMA tem um catálogo para curso de finanças online

A Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiros e Capitais (ANBIMA) oferece um grande catálogo de cursos de finanças e outros materiais.

Também aborda:

  • renda fixa e variável;
  • fundos de investimento;
  • investimento no exterior;
  • perfil do investidor;

Inclusive, os cursos são gratuitos. É possível acessá-los no site da Anbima.

3. FGV tem curso de finanças online

Além de curso sobre finanças pessoais, a FGV também possui módulos de investimentos para iniciantes e pessoas com certo conhecimento na área. Os materiais são de acesso gratuito, basta se cadastrar no treinamento desejado.

Para iniciantes, é possível cursar “Como fazer investimentos 1” e “Como fazer investimentos 2”. Ambos possuem 12 horas de aula.

Continua após a publicidade

Enquanto isso, também possui cursos de longa duração, como “Administração Financeira”, com 30 horas por aula, durante 7 semanas.

No entanto, os materiais são pagos. O valor é de R$966 a vista, ou R$970, parcelado no boleto bancário.

4. Udemy oferece catálogo amplo para cursos de finanças

A Udemy é uma plataforma de cursos pagos e gratuitos, com uma grande variedade de assuntos.

Atualmente, na área de finanças, diversos especialistas ministram treinamentos e orientações sobre investimentos.

Os cursos estão disponíveis no site da Udemy, a partir de R$24,90. Além disso, a maioria deles tem sua composição por vídeo aulas, artigos, e-books e materiais para download no desktop.

Continua após a publicidade

5. CVM oferece curso de finanças e investimentos

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) é um órgão governamental de fiscalização do mercado mobiliário.

Além disso, oferece cursos sobre investimento em sua plataforma. Também possui material sobre Matemática Financeira e Educação para Jovens. O acesso é gratuito, basta se cadastrar no site.

Inclusive, o curso de finanças da CVM está entre os 10 melhores para aprender a investir, segundo o portal UOL.

Curso de finanças empresariais: 4 opções para o seu negócio

Por fim, também é possível se capacitar com um curso de finanças empresariais. Dessa forma, você poderá investir no seu negócio e torná-lo bem-sucedido.

Continua após a publicidade

Confira alguns dos melhores treinamentos sobre o assunto.

1. Fundação Bradesco

A Escola Virtual do Bradesco possui um curso especial sobre finanças, com 3 módulos, que abordam:

  • matemática financeira;
  • contabilidade empresarial;
  • análise de balanço.

Dessa forma, o empreendedor poderá administrar seus recursos, fazer investimentos e empréstimos com maior segurança e experiência.

A duração é de 58 horas, e o acesso é gratuito no portal.

2. FGV

A FGV também possui uma seção de Educação Executiva. Nela, oferece cursos de finanças para corporações e empreendimentos.

Além disso, inclui as seguintes áreas de atuação:

  • aspectos tributários;
  • contabilidade financeira;
  • controladoria;
  • finanças corporativas;
  • finanças para gestores;
  • entre outros.

São cerca de 20 cursos, com duração de 30 horas de aula e dezenas de módulos. Mas o material é pago, no valor de R$966 a vista, ou R$970 em 3 parcelas no boleto bancário.

Continua após a publicidade

Todas as modalidades podem ser acessadas no portal da FGV.

3. Sebrae

O Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) conta com um curso de finanças na área de Gestão Financeira.

Tem duração de 3 horas, com certificado. Aborda os temas de fluxo de caixa e controle de estoque. Apesar de ser voltado para pequenos negócios, é uma oportunidade interessante para empreendedores que estão começando. Além disso, é gratuito e está disponível no site do Sebrae.

Outra vantagem do Sebrae é que os micro e pequenos empreendedores também podem se inscrever em cursos de finanças presenciais, de acordo com a disponibilidade da região do negócio.

Os cursos podem variar entre gratuitos e pagos.

4. Udemy

A plataforma Udemy também disponibiliza cursos pagos sobre Finanças Corporativas e por isso, aparece mais uma vez em nossa lista.

Continua após a publicidade

Possui duração variada, com valores a partir de R$24,90 e diversos temas, desde abordagens básicas, até conteúdos segmentados.

Assim, é possível acessar a lista de cursos no portal.

Conclusão: vale a pena fazer um curso de finanças?

Aprender sobre Educação Financeira é benéfico para todos os perfis. Não apenas empresas ou investidores, mas também pessoas que se preocupam com suas finanças pessoais.

No entanto, alguns temas podem apresentar um maior grau de complexidade. Por isso, é importante adquirir conteúdos autênticos e de fácil entendimento.

Assim, optar pelo curso de finanças é uma das possibilidades mais viáveis. Como você viu, existem muitas opções desenvolvidas por especialistas e entidades do setor.

Sendo assim, se você se interessa por finanças e procura uma forma de administrá-las melhor, pode considerar alguns dos diversos treinamentos online. São alternativas gratuitas e pagas, para todos os tipos de pessoas, com orientações práticas para quem quer controlar melhor seu dinheiro e fazê-lo render.

Sugestões de leitura do iDinheiro:

Continua após a Publicidade

Sobre “Curso de finanças: 14 opções para diferentes necessidades!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.