Responsabilidade Editorial

Por que confiar no iDinheiro

O iDinheiro tem o propósito de democratizar e simplificar os serviços financeiros. Nossa missão é te ajudar a fazer as melhores escolhas, a partir das mais completas informações e recomendações sobre cada serviço.

Qual é o teto do INSS em 2022 e como receber? Tire suas dúvidas!

Muitos contribuintes da Previdência Social têm dúvidas sobre qual teto INSS. Se você é um deles, venha entender o que é esse índice e como conquistá-lo.

LinkedIn
Ana Júlia Ramos Líder de Crédito e Comunicação

Receber o teto do INSS é o que muitos candidatos à aposentadoria almejam. Porém, nem sempre isso é possível, já que o valor é definido com base na contribuição mensal durante o período de exercício.

Além disso, esse valor é reajustado anualmente com base na modificação do montante do indicativo. Isso significa que o valor máximo de recebimento do INSS mudou em janeiro de 2022, quando o mínimo foi reajustado com a porcentagem comum.

Continua após a publicidade

Se você está recolhendo informações sobre a aposentadoria e quer saber com mais profundidade sobre como funcionam os pagamentos, certamente se interessa em entender melhor o que define o teto INSS. Continue lendo e descubra!

O que é o teto do INSS?

Chamamos de teto INSS o valor máximo que uma pessoa pode receber de benefícios vindo desse órgão. Para facilitar o entendimento: o teto é o pagamento mais alto que o INSS realiza. Há alguns critérios que determinam a possibilidade de receber esse pagamento máximo, sendo que o valor de contribuição durante o período de trabalho formal é o principal deles.

Continua após a publicidade

Isso significa que, para poder receber o teto INSS ao se aposentar, o indivíduo tem que ter feito a contribuição mais alta possível enquanto ainda era um trabalhador atuante. Esse valor máximo é definido, portanto, para ser parâmetro em dois sentidos:

  • Determinar quanto os segurados receberão via benefícios do INSS;
  • Determinar quanto deverão contribuir mensalmente, a fim de alcançar esse total.

Não há nenhuma possibilidade de o INSS pagar benefícios com valores que superem o montante do teto.

Dessa forma, mesmo que o contribuinte tenha recebido salários milionários enquanto trabalhava formalmente, o valor da sua aposentadoria não ultrapassará o teto definido.

De acordo com o portal G1, quando há reajuste no teto, principalmente os beneficiários que recebem um salário mínimo percebem uma enorme diferença, pois o total pode aumentar.

Continua após a publicidade

Qual é o teto do INSS em 2022?

Como dito anteriormente, o teto INSS é definido com base no reajuste do indicativo que o define. Isso quer dizer que, todo ano, quando o indicativo é atualizado, automaticamente o teto de pagamentos do INSS também é.

Em 2022, esse valor corresponde a R$ 7.087,22. Para que o segurado consiga receber esse montante, sua contribuição mensal deve ter sido compatível para a oferta do teto. Mas, indo além dessa questão, ainda é preciso considerar o fator da idade e do tempo de contribuição.

Ou seja, para que se determine o valor que será pago em aposentadoria, são considerados os salários (para avaliar a média de contribuição mensal), quantos anos o solicitante tem e por quanto tempo ele contribuiu com a Previdência Social.

Associando ao valor do indicativo, isso é o que vai justificar o recebimento do teto INSS. Atualmente, o índice que é utilizado para validar a contribuição salarial é o Índice Nacional de Preços ao Consumidor, o INPC.

Continua após a publicidade

Esse indicativo serve para avaliar as tendências da inflação. Logo, ele se baseia na variação de preços de uma cesta básica comum e isso ajuda a entender o poder de compra da população. Quanto mais alto o INPC, maior é a inflação. Consequentemente, maior será a incidência sobre o teto do salário do INSS.

Quanto foi o teto do INSS nos últimos 5 anos?

O INPC foi o índice que determinou o valor do teto INSS nos últimos 5 anos. Porém, com a variação que ele mesmo identifica, vindo da inflação, esse valor oscilou um pouco.

Dessa forma, os últimos salários máximos pagos pelo INSS dentro desse período foram:

  • 2021: R$ 6.433,57;
  • 2020: R$ 6.101,06;
  • 2019: R$ 5.839,45;
  • 2018: R$ 5.645,80;
  • 2017: R$ 5.531,31;

Perceba que a variação se dá principalmente pelo aumento da inflação de mercado, que se tornou mais agressiva nos últimos anos. Mas há outro fator que também influenciou para que o teto INSS alcançasse um valor tão significativo, que foi a reforma da Previdência Social, proposta pelo Governo Federal.

Essa reforma prevê a diminuição dos gastos da Previdência, para equacionar as contas da União.

Continua após a publicidade

De maneira prática, a reforma fez com que o valor máximo da aposentadoria se alterasse, pois, antes, eram descontados os 20% menores salários recebidos de modo que a média aumentava consideravelmente. Agora, são considerados todos os pagamentos, incluindo os de valor mais baixo, o que puxa o total para baixo.

Como chegar mais perto do teto do INSS?

Como o teto INSS tem a sua definição com base em índices que, essencialmente, são voláteis, isso torna relativamente difícil alcançá-lo. Isso porque, dificilmente a pessoa teve todo o período de contribuição máximo.

Mas, isso não significa que seja impossível se aproximar desse teto. Para tanto, os principais fatores devem ser:

  • Ter mais de 35 (homens) ou 30 (mulheres) anos de contribuição para a Previdência Social;
  • Média dos salários deve se aproximar ao máximo do total do teto, que, em 2022, é equivalente a R$7.087,22.

Para trabalhadores autônomos, é possível realizar uma complementação dessa guia de recolhimento, para poder aumentar o seu valor de contribuição. Isso irá definir a oportunidade de receber uma aposentadoria maior, quando deixar de trabalhar.

Continua após a publicidade

Conclusão

O teto INSS é o valor máximo que alguém irá receber vindo dos benefícios do INSS. No caso da aposentadoria, esse montante é definido anualmente, com base na variação do INPC. Pode ser muito difícil alcançar o valor máximo da aposentadoria, considerando que, para alcançar esse teto, é necessário que a média de contribuições tenha sido equivalente aos R$ 7.087,22 definidos.

É praticamente impossível que uma pessoa tenha contribuições equivalentes ao teto salarial do INSS durante toda a sua vida trabalhista. Dessa forma, são poucos os que conseguem obter o valor máximo. Para aqueles contribuintes avulsos, autônomos ou prestadores de serviço, há a oportunidade de aumentar o valor da contribuição, de modo a modificar o montante da aposentadoria posteriormente.

Porém, de modo geral, os trabalhadores em regime das Consolidações das Leis do Trabalho (CLT), podem ter dificuldades para alcançá-la. Além disso, o tempo de contribuição e a idade do contribuinte também influenciam nesse resultado.

Por isso, caso queira saber qual a sua média de recebimentos, vale a pena realizar uma simulação de aposentadoria, feita diretamente pela Previdência Social.

E aí? Gostou do nosso artigo? Então não deixe de assinar a newsletter do iDinheiro e ativar as notificações!

Continua após a Publicidade

Sobre “Qual é o teto do INSS em 2022 e como receber? Tire suas dúvidas!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.