Financiamentos

Como financiar um apartamento? Seu guia completo!

Luana de Oliveira
Luana de Oliveira
Prédio de interesse para quem busca informações sobre como financiar apartamento
Como financiar um apartamento? Seu guia completo! Muitas pessoas que têm a intenção de adquirir um […]

Como financiar um apartamento? Seu guia completo!

Muitas pessoas que têm a intenção de adquirir um imóvel pensam em como financiar um apartamento.

Logo surgem dúvidas sobre como proceder com o pedido, se programar financeiramente para realizar esta compra e será possível ter acesso ao crédito habitacional.

Continua após a publicidade

Ainda assim, o financiamento imobiliário se tornou uma das formas mais utilizadas para aquisição de imóvel próprio, embora esse procedimento ainda gere muitas dúvidas.

Esse é o seu caso? Então, aproveite nosso artigo para aprender como financiar um apartamento e conheça dicas para contratar este serviço.

Continua após a publicidade

Saiba como financiar um apartamento – passo a passo

O desejo de comprar um imóvel pode fazer com que a pessoa se depare com uma série de questões que dificultem a aquisição do bem. Dentre elas, as questões financeiras.

No entanto, o lado bom é que conhecimento, planejamento e disciplina, são elementos que podem ajudar na aquisição do bem sem trazer junto a preocupação e as indesejáveis dores de cabeça.

Vamos mostrar neste passo a passo como eles se combinam!

Passo 1: faça uma simulação

Simule. Informe seus dados e descubra o valor da prestação, prazo do seu contrato e outras condições para financiar um imóvel.

Aliás, teste todas as possibilidades nessa simulação, inclusive em diferentes instituições financeiras.

Assim, você terá diferentes condições de contratação e poderá escolher aquela que esteja mais alinhada com a sua necessidade.

Continua após a publicidade

Passo 2: aguarde a avaliação de crédito

Entregue toda a documentação pedida para os correspondentes bancários ou para o gerente, na agência.

Isso é importante, pois, se você não tiver o crédito pré-aprovado na quantidade necessária, será preciso uma concessão maior da instituição.

É nesse momento, portanto, o banco identifica as possibilidades de uso do seu FGTS, sua capacidade de pagamento e o tipo de crédito mais adequado para você.

Passo 3: aguarde a investigação de engenharia

Após analisar a documentação e aprovar o crédito, o banco vai até o imóvel avaliar o valor de venda e as condições de uso.

Continua após a publicidade

Móveis muito antigos ou em áreas com riscos conhecidos (como de desabamento, acidentes naturais etc) podem ser recusados, ou seja, a instituição pode não realizar o financiamento.

Passo 4: acompanhe sua proposta

Evite ficar ansioso, mas, sempre que possível, acompanhe seu financiamento online para saber o andamento de todas as etapas sem precisar ir à agência.

Por isso, basta baixar o aplicativo do banco que você está negociando é uma boa ideia.

Passo 5: adquira seu imóvel

Com a linha de crédito aprovada, assim como o apartamento escolhido, agora é hora de negociar a compra com a certeza que tem o recurso para concretizá-la.

Continua após a publicidade

Passo 6: assine o contrato

Depois de acertar os detalhes com o vendedor, chega o momento da assinatura do contrato e o registro no cartório de imóveis. Somente com essa garantia o banco realizará a transferência do valor para o vendedor.

Outro contrato que iniciará neste momento é o do seu financiamento, por isso, leia com atenção seus direitos, deveres e, se precisar, questione.

Passo 7: faça os pagamentos das prestações

As parcelas mensais do financiamento habitacional são pagas ao longo do prazo estabelecido no contrato.

Opte pela facilidade do débito em conta, imprima os boletos pelo site ou consulte código de barras no aplicativo do banco.

Continua após a publicidade

Passo 8: gerencie o financiamento

Se entrar um dinheiro extra, aproveite a oportunidade para amortizar o saldo devedor. Esses e outros ajustes podem ser arranjados nos canais comerciais da instittuição financeira.

Esse processo envolve algumas burocracias por conta da transferência de posse de um bem, assim como também a análise de suas capacidades financeiras pela instituição que vai liberar o crédito.

Em alguns casos, isso pode levar alguns dias. Porém, é bom ter em mente que são medidas para garantir a melhor condição de contratação do financiamento e a certeza da transferência do bem.

Veja algumas dicas para financiar apartamento

Agora que você já entendeu como financiar um apartamento, vamos a algumas dicas para ajudar na busca pela melhor condição de crédito.

Continua após a publicidade

Em outras palavras, quer melhorar as chances de conseguir financiar um imóvel? Entre as boas práticas para fazer isso, temos:

Organize suas finanças

Saiba que planejamento é a palavra-chave. Então, conheça o total dos rendimentos pessoais, familiares ou de quem realizará o financiamento em conjunto com você.

Entenda o seu orçamento e elimine o excesso de compromissos financeiros, afinal, o financiamento não pode comprometer mais de 30% dos ganhos mensais.

Muitas pessoas que procuraram informações sobre como financiar um apartamento entenderam que organizar as finanças aumenta sua capacidade de pagamento mensal.

Continua após a publicidade

Assim, se você aumenta sua capacidade de pagamento mensal, o montante do financiamento também pode aumentar.

Outra boa prática importante é fazer uma reserva financeira para dar entrada no contrato, afinal, muitas instituições exigem o sinal para realizar o financiamento.

Trabalhe sua imagem financeira

Abra o Cadastro Positivo, confira o seu Score, faça uma consulta do seu CPF. Essas informações ajudam a entender se você é um bom credor para as financiadoras.

Além disso, tenha conta no banco em que vai pedir financiamento, receba seus pagamentos na conta e contrate outros serviços da instituição.

Continua após a publicidade

Essa movimentação permitirá que o banco conheça mais sobre seu comportamento financeiro e, claro, queira valorizar o relacionamento com um cliente rentável para eles.

Estude sobre financiamentos

Conheça quais são os sistemas de amortização utilizados no financiamento imobiliário, faça um mapeamento das instituições financeiras que oferecem o crédito.

Avalie também a possibilidade de usar seu FGTS para dar entrada, diminuindo a dívida total ou amenizando o valor da parcela.

Também consulte convênios e programas de incentivos que seu financiamento possa receber benefícios na hora da contratação, como o Minha Casa Minha Vida.

Continua após a publicidade

Coloque seu plano de financiar em prática

Faça simulações em diferentes instituições financeiras, inclusive as fintechs, que podem ter taxas mais atrativas para seu perfil.

Reúna as documentações necessárias, mas lembre que algumas delas devem ter um prazo de validade específico. Em outras palavras, programe-se para ter todas elas no dia certo.

Conheça as opções de financiamento

Como adiantamos, quem deseja saber como financiar um apartamento precisa estudar as possibilidades.

Entre esses conhecimentos, é importante conhecer as opções de financiamento.

Usando o FGTS (Sistema SFH)

O financiamento com o uso do FGTS faz parte do sistema SFH (Sistema Financeiro de Habitação), visto que é um mecanismo do governo federal voltado para a incentivar a aquisição do imóvel próprio.

Mas, atenção, pois esse modelo de financiamento possui algumas características, benefícios e restrições, como:

  • o valor financiado não pode ultrapassar teto estipulado pelo banco; e
  • somente pessoas físicas podem financiar.

O comprador pode financiar em qualquer banco, com um prazo de até 35 anos para pagar (420 meses) e taxas de juros não superiores a 12% ao ano.

Continua após a publicidade

O FGTS pode ser utilizado com a finalidade de quitar prestações, dar entrada e reduzir valor das parcelas, diminuindo a dívida.

Negociando com as construtoras

A parte interessante de financiar diretamente com as construtoras é a flexibilidade nos valores e juros.

No entanto, os riscos são bem maiores, pois quando se financia um bem, ele ainda não é seu, ele pertence à financiadora (seja ela uma agência bancária ou construtora).

Ou seja, o bem fica empenhado, hipotecado. Logo, a falência da instituição financiadora pode tornar-se uma dor de cabeça para você.

Continua após a publicidade

Se puder, consulte um advogado imobiliário para verificar os itens contidos em seu contrato antes de assiná-lo.

E, jamais deixe de se perguntar se o financiamento imobiliário é, realmente, a melhor opção para adquirir um imóvel.

Optando pelo SBPE

O Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimos (SBPE) é aplicado quando os valores estão fora das características e limites evidenciados no SFH, e a diferença é que os juros podem ultrapassar os 12% ao ano.

Veja como vender um apartamento financiado

Está cada vez mais comum vender um imóvel financiado. Quem adquiriu um imóvel há mais de cinco anos, se beneficiou com a valorização nos últimos tempos. Mas, a pergunta é: como vender um imóvel financiado?

Continua após a publicidade

O importante é saber como proceder para receber o valor à vista do novo comprador, como isso funciona e quais as dicas para que tudo saia conforme o combinado. Então vamos lá!

Como vender um imóvel financiado?

Há duas possibilidades de vender uma casa ou apartamento financiados. Uma delas é quando a compra desse bem é feita com o pagamento à vista, e a segunda possibilidade é fazendo outro financiamento.

Se a compra do imóvel for com pagamento à vista, quem deverá quitar a pendência do financiamento com o banco é o próprio vendedor, com o valor que receberá do comprador.

O proprietário do imóvel deve comunicar ao banco que deseja quitar o financiamento, cabendo ao banco o cálculo do saldo devedor, com juros, taxas e emissão de boleto.

Continua após a publicidade

Com o valor que recebeu do comprador, o proprietário quitará o boleto e o banco é quem emitirá um termo de quitação para que o proprietário possa tramitar a baixa no gravame de Alienação Fiduciária junto ao Registro de Imóveis.

Desta forma, o proprietário terá total direito sobre o imóvel e poderá registrar uma nova escritura pública de compra e venda, transferindo o bem para o comprador.

Se pretender comprar o imóvel utilizando um novo financiamento, este processo envolverá o vendedor, o comprador e os bancos das duas partes interessadas no assunto.

O proprietário também deverá contatar o banco, dizendo que deseja vender seu imóvel. Sendo assim, o banco do proprietário será o responsável por calcular o saldo devedor com juros e taxas.

Continua após a publicidade

Para finalizar, será feito um contrato de compra e venda a ser firmado pelo proprietário, comprador e o banco do comprador, que providenciará um novo financiamento.

O banco deverá acrescentar uma cláusula no contrato, concedendo a quitação do imóvel ao proprietário.

Esse novo contrato deve ser assinado e registrado no Cartório de Registro de Imóveis e com isso, poderá dar baixa do gravame, fazer um novo financiamento e averbar a nova Alienação Fiduciária.

Como receber o valor à vista pela compra do imóvel

Para receber o valor à vista pela compra do imóvel ou até mesmo parcelado (sem financiamento), a quitação deverá ser feita com o vendedor que terá a função de quitar o saldo devedor com o banco. O procedimento deverá ser feito da seguinte maneira:

Continua após a publicidade

  • o proprietário, como vendedor, deverá entrar em contato com o banco e informar que deseja quitar o financiamento.
  • o vendedor quitará o boleto com o valor recebido pelo comprador.
  • o banco emitirá um termo de quitação que deverá ser levado ao Registro de Imóveis para dar baixa no gravame da Alienação Fiduciária.
  • após dar baixa da Alienação Fiduciária, os gravames da matrícula estarão liberados.

Dicas para vender um imóvel financiado

Por fim, aqui vão algumas dicas para vender um imóvel financiado.

  • esteja em dia com a documentação do imóvel;
  • observe a promessa de compra e venda;
  • veja se o comprador terá condições de arcar com o preço combinado;
  • verifique quanto terá que pagar ao corretor de imóveis.

Em caso de imóveis financiados, o vendedor só deve declarar os valores pagos até a data, e não o valor total da venda.

Para a propriedade que tenha sido parcelada, devem constar no GCap a data do contrato, o valor da venda e a indicação de que o bem está sendo pago aos poucos, o sinal.

Agora você já sabe como financiar um apartamento e que isso é um passo muito importante na sua vida financeira, certo?

Então, nossa dica final é bem prática e vai ajudar na hora de analisar as opções de financiamento: aprenda como calcular o juros do financiamento.

Além disso, para entender ainda melhor sobre o assunto, assine a nossa newsletter e receba nossos melhores conteúdos em primeira mão!

Publicidade

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

    Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *