Anbima afirma que investidores voltarão a investir em fundos de investimento em 2021

Os fundos de investimento deverão ser mais procurados em 2021 devido à recuperação econômica. Entenda as perspectivas para o ano.

Fabiola Thibes
Fabíola Thibes

Com a pandemia do novo coronavírus, algumas aplicações financeiras tiveram redução no número de investidores. Porém, há boas notícias para os fundos de investimento em 2021.

A informação é da Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima). De acordo com a entidade, deve haver um aumento da procura neste ano.

Continua após a publicidade

O movimento positivo vem a partir de uma queda de 8,7% no volume financeiro negociado em 2020. Essa é a principal tendência para este ano.

Segundo o presidente do Fórum de Distribuição da Anbima, José Ramos Rocha Neto, o motivo para esse resultado é a recuperação econômica. Ele ainda afirma que os fundos devem voltar a ter grande participação, porque são um bom instrumento de diversificação.

Continua após a publicidade

Resultados em 2020

Na análise feita pela Anbima, a modalidade que mais puxou para baixo os resultados obtidos em 2020 foram os fundos de renda fixa. Eles representavam 23,1% da carteira dos investidores em 2019. Em 2020, chegaram a 16,1% de participação.

Esse número foi atingido devido à redução da taxa Selic, que terminou o ano em 2%. “Isso diminui o rendimento dos fundos de renda fixa, e coloca um peso maior na taxa de administração cobrada por esses produtos”, destacou Rocha Neto.

Ainda foram registrados os índices dos fundos multimercado e de ações. O primeiro teve participação de 0,4% em 2020. O segundo, de 0,9%.

Em relação às ações, especificamente, houve aumento da participação em 2020. Em 2019, elas representavam 33,1% na carteira. No ano passado, chegou a 47,8%.

Continua após a publicidade

Diante de todo esse cenário, a poupança aumentou o volume de movimentação em 21,6%. O principal fator foi o auxílio emergencial. Com o fim da medida, o nível de crescimento deve diminuir, segundo Rocha Neto.

Expectativas para os fundos de investimento em 2021

Já para este ano, os índices devem ser melhores. Um dos principais fatores é o aumento da taxa básica de juros. Ela deve passar de 2% ao ano para até 3,75% ao ano, segundo as projeções máximas.

Com isso, deve haver uma melhoria no rendimento dos fundos de renda fixa. O representante da Anbima também faz projeções para outras aplicações financeiras.

Ele espera que os Certificados de Depósito Bancário (CDBs) se mantenham estáveis na carteira dos investidores brasileiros.

Continua após a publicidade

Vale a pena destacar que o nível baixo da Selic fez os investidores preferirem aplicações financeiras da renda variável a fim de obter uma remuneração maior em 2020. Ainda assim, é importante destacar que eles são mais arriscados. Por isso, há maior chance de perdas.

Com a melhoria da taxa básica de juros, os investidores conservadores poderão optar pelos fundos de investimento em 2021, tanto da renda fixa quanto da variável, como alternativa para alcançarem um bom retorno.

Quer saber mais sobre investimentos? Então, assine a newsletter do iDinheiro e ative as notificações push para se atualizar.

Continua após a Publicidade

Comunidade iDinheiro
Pergunte à comunidade ➔
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

    Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.