BNDES crédito para pequenas empresas: entenda como funciona!

Saiba quais são as linhas de crédito oferecidas pelo BNDES e entenda como funciona o BNDES crédito para pequenas empresas!

Escrito por Dalila Bispo

Por que confiar no iDinheiro?

Responsabilidade editorial: Nosso editores são especialistas nas áreas e isentos nas avaliações e informações. Nosso objetivo é democratizar e simplificar o acesso a produtos e serviços financeiros sem viés. Conheça nosso código editorial.

Como ganhamos dinheiro?

Podemos ser comissionados pela divulgação e cliques nos parceiros. Isso também pode influenciar como alguns produtos aparecem na página, sempre com a devida identificação. Entenda como o site ganha dinheiro.

Política de Cookies: Nosso site utiliza cookies para estatísticas gerais do site e rastreamento de comissões de forma anônima. Nenhum dado pessoal é coletado sem seu consentimento. Conheça nossa política de privacidade.


Se você está em busca de uma linha de crédito para micros, pequenas ou médias empresas, talvez o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) possa te ajudar.

O BNDES crédito para pequenas empresas foi lançado em 2019, justamente por entender a realidade dessas categorias e para atender a demanda que elas têm.

Como um dos maiores bancos de desenvolvimento do mundo, e o principal meio que o governo usa para investir em todos os campos da economia brasileira, o BNDES apoia empreendedores de todos os portes, inclusive pessoas físicas. 

Quer saber mais? Neste artigo, você vai entender o que é e como funciona o BNDES crédito para pequenas empresas. Acompanhe a leitura!

O que é a linha BNDES crédito para pequenas empresas?

A linha de empréstimo BNDES crédito para pequenas empresas é destinada à manutenção ou geração de empregos, bem como às necessidades diárias das empresas. 

São oferecidos financiamentos para finalidades como:

  • projetos;
  • obras
  • treinamentos;
  • capital de giro;
  • insumos;
  • softwares;
  • veículos e aeronaves;
  • máquinas e equipamentos.

No entanto, como se trata de uma linha indireta, os recursos do BNDES são repassados pelos agentes financeiros credenciados. Veja a lista completa de bancos credenciados.

Como ela funciona?

Por se tratar de um banco de desenvolvimento e não um banco comercial, o BNDES atua de maneira diferente.

Por isso, sua linha de crédito para pequenas empresas é oferecida de forma indireta, em que o financiamento deve ser negociado junto a um agente financeiro credenciado. Assim, um banco repassador, por meio do qual será feito o repasse dos recursos do BNDES.

Dessa maneira, quem faz a análise de crédito e dá a resposta final em relação à liberação da linha de empréstimo é o agente financeiro, e não o próprio BNDES. 

Vale ressaltar que, por ser no formato indireto, tudo é negociado junto ao banco credenciado: valor do empréstimo, prazos de pagamento, taxas e garantias da operação de crédito. Ainda assim, sempre respeitando as condições gerais definidas pelo BNDES.

Quem pode pedir?

O BNDES oferece serviços para todos os tamanhos de empresa, conforme o detalhamento abaixo:

  • MEI e pessoa física;
  • Micro, pequenas e médias empresas, com faturamento anual até R$ 90 milhões;
  • Empresas média e grandes, com faturamento anual entre R$ 90 milhões e R$ 300 milhões;
  • Grandes empresas, com faturamento anual acima de R$ 300 milhões;
  • Empresas do setor de agronegócio;
  • União, estado e municípios;
  • Holdings e SPEs de infraestrutura em todas as faixas de faturamento.

Quais são as taxas cobradas?

A composição da taxa de juros varia de acordo com a forma de apoio, que pode ser direta, indireta ou mista.

Forma de apoio indireta

Na forma indireta, a taxa de juros é constituída pela Taxa do BNDES (que inclui a taxa de intermediação financeira e a remuneração do banco), pelo Custo Financeiro e pela Taxa do Agente Financeiro. Ou seja:

Taxa de Juros = Fator Custo x Fator Taxa do BNDES x Fator Taxa do Agente – 1

Confira o exemplo:

  • Custo Financeiro – 7% ao ano;
  • Taxa do BNDES – 1,5% ao ano;
  • Taxa do Agente – 3% ao ano;
  • Fator Custo Financeiro – 1,07;
  • Fator Taxa do BNDES – 1,015;
  • Fator Taxa do Agente – 1,03.

Taxa de juros = 1,07 x 1,015 x 1,03 – 1

Resultado: 11,86% a.a.

Forma de apoio direta

Já na forma direta (voltada para médias empresas), a taxa de juros final é constituída pela Taxa do BNDES (que inclui a taxa de risco de crédito e a remuneração do banco) e pelo Custo Financeiro. Ou seja:

Taxa de Juros = Fator Custo x Fator Taxa do BNDES -1

Confira o exemplo:

  • Custo Financeiro – 7% ao ano;
  • Taxa do BNDES – 5% ao ano;
  • Fator Custo Financeiro – 1,07;
  • Fator Taxa do BNDES – 1,05.

Taxa de Juros = 1,07 x 1,05 – 1 Resultado: 12,35% a.a.

Além das taxas de juros associadas às linhas e aos programas, existem comissões e encargos que podem ser cobrados pelo BNDES a título de contraprestação pelos serviços. Para saber mais sobre isso, consulte a tabela de tarifa do BNDES.

Por fim, existe, ainda, a tarifa cobrada pela não utilização do saldo do financiamento contratado, que se chama Encargo por Compromisso, em que 0,3% incide sobre o valor do crédito ou saldo não utilizado.

Quanto o BNDES empresta para pequenas empresas?

A linha BNDES para pequenas empresas empresta até R$ 10 milhões. No entanto, o valor máximo liberado para cada organização é determinado com base no faturamento.

Para a liberação dos R$ 10 milhões, por exemplo, a empresa deve preencher os requisitos que você vai ver logo abaixo, e ter um faturamento anual de R$ 90 milhões.

Quais os requisitos para conseguir um empréstimo no BNDES?

Para conseguir um empréstimo a partir dos recursos do BNDES, é preciso atender os seguintes requisitos:

  • estar com as obrigações fiscais, tributárias e sociais, rigorosamente em dia;
  • ter capacidade de pagamento, segundo análise;
  • apresentar um cadastro positivo, ou seja, satisfatório;
  • dispor de garantias que sejam capazes de cobrir o risco da operação;
  • não estar em regime de recuperação de crédito;
  • atender a legislação relativa à importação, no caso de financiamento para a importação de máquinas e equipamentos;
  • cumprir a legislação ambiental.

Não estão adaptas a receber o crédito as empresas de pequeno porte ou pessoas físicas que:

  • possuam algum tipo de inadimplência com o Sistema BNDES;
  • façam parte de algum grupo econômico que esteja inadimplente com o Sistema do BNDES;
  • tenham algum título sob sua responsabilidade protestado (a não ser que o protesto tenha sido justificado e aceito pelo BNDES);
  • tenham processo judicial que de acordo com os critérios do BNDES possa comprometer a capacidade de cumprimento de suas obrigações;
  • tenham apontamentos cadastrais indicando inadimplência ou restrições à respeito da idoneidade da empresa;
  • estejam em processo de falência, concordata ou recuperação judicial ou extrajudicial de crédito.

Além disso, empresas cujos controladores se enquadrem nas restrições acima listadas também não poderão ser beneficiárias do empréstimo do BNDES.

Quais são as linhas de crédito do BNDES?

O BNDES trabalha com inúmeras linhas de crédito. Entre elas, podemos destacar:

BNDES Crédito Pequenas Empresas

Empréstimo para micro, pequenas e médias empresas, além de empresários individuais.

BNDES Crédito Serviços 4.0

Financiamento para contratação de serviços tecnológicos credenciados pelo BNDES.

Cartão BNDES

Crédito pré-aprovado para aquisição de bens e serviços credenciados no Portal de Operações do Cartão BNDES.

BNDES Finem Crédito para projetos Direto

Financiamentos para projetos de investimentos, públicos ou privados, voltados à geração e aumento de capacidade produtiva.

BNDES FINAME

Financiamento, por intermédio de instituições financeiras credenciadas, para produção e aquisição de máquinas, equipamentos e bens de informática e automação, e bens industrializados a serem empregados no exercício da atividade econômica do cliente. Saiba mais sobre o FINAME!

BNDES Microcrédito – Condições ao Microempreendedor

Financiamentos de até R$ 20 mil a microempreendedores formais e informais.

BNDES Automático

Financiamento de até R$ 150 milhões para projetos de investimento de empresas de todos os setores.

BNDES Crédito Médias Empresas

Financiamento a médias empresas para investimentos, projetos de investimento ou capital de giro isolado no limite de R$ 20 milhões por ano.

BNDES Crédito Direto Médias Empresas

Financiamento para gerar ganhos de produtividade, sustentabilidade, solidez financeira, competitividade e/ou governança em empresas.

Como simular e solicitar?

Você pode simular e solicitar seu empréstimo BNDES por meio do Canal MPME. Para isso, basta: 

  1. informe sua necessidade de crédito (curto prazo, capital de giro, etc.);
  2. preencha um formulário com seus dados e proposta;
  3. escolha a opção que se encaixa no seu perfil;
  4. envie a sua proposta e, então, negocia diretamente com o parceiro BNDES.

Neste canal, você é conectado com mais de 60 parceiros do banco que podem financiar seu negócio com recursos próprios ou do BNDES.

Quais dados são necessários?

  • para empresas, é necessário informar o CNPJ, valor e finalidade do crédito, faturamento dos últimos 12 meses e contato do responsável pelo negócio.
  • para pessoas físicas, será solicitado o CPF, data de nascimento, CEP, valor e finalidade do crédito, além de renda referente aos últimos 12 meses.

A linha BNDES crédito para pequenas empresas vale a pena?

Sim! Existem muitas maneiras de solicitar crédito e o Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES) detém algumas das linhas de empréstimo mais requisitadas.

Dessa forma, se você é empresário e está em busca de crédito, provavelmente já se separou com algumas das opções de empréstimo do BNDES.

Essas alternativas são para financiamentos não reembolsáveis, destinados à empresas tecnológicas, científicas, sem fins lucrativos, instituições públicas e privadas. Além disso, também existe  o crédito para subscrição de valores mobiliários.

Veja, a seguir, algumas vantagens de fazer uma solicitação de crédito junto ao BNDES.

Parceria com o governo

Além de ser um banco público e não comercial, o BNDES possui parceria com o governo federal e tem uma grande importância no cenário socioeconômico do Brasil e das regiões onde opera.

Por esse motivo, ter um crédito disponibilizado pelo BNDES pode facilitar a aquisição de financiamentos futuros, alavancando o crescimento do seu negócio.

Isso porque é possível ter a entrada facilitada para outros recursos de agências, como a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) e a Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP).

Dessa forma, empresas de qualquer porte e pessoas físicas podem se beneficiar desse serviço. 

Parcelas fixas

A maioria dos empréstimos do BNDES oferecem condições de pagamento facilitadas, pois o banco disponibiliza longos prazos para amortização da dívida. 

Além disso, o valor das parcelas é fixo e os juros são mais atrativos.

A definição do valor das parcelas é feita por meio de um estudo sobre as condições da empresa, assim, o crédito liberado é adequado para não pesar no orçamento e diminuir as chances de inadimplência.

Além disso, o empréstimo com o BNDES pode ajudar não só nas melhorias das finanças da empresa, como também no crescimento e na imagem do empreendimento. 

Perguntas frequentes

  1. Quanto o BNDES empresta para pequenas empresas?

    A linha BNDES para pequenas empresas pode chegar a R$ 10 milhões, desde que a empresa tenha um faturamento de até R$ 40 milhões. 

  2. Quais os requisitos para conseguir um empréstimo no BNDES?

    Para conseguir um empréstimo no BNDES, o cliente deve estar em dia com as obrigações fiscais, tributárias e sociais; ter capacidade de pagamento; e dispor de garantias suficientes para cobertura do risco da operação.

  3. Quais são as linhas de crédito do BNDES?

    As principais são: Cartão BNDES MEI; BNDES Crédito Pequenas Empresas; BNDES FINAME e o BNDES Microcrédito – Condições ao Microempreendedor. Porém, há mais de 150 formas de apoio, segundo o site da instituição.

  4. Quanto o BNDES libera para MEI?

    O crédito para microempreendedores é destinado a negócios com faturamento anual de até R$ 360 mil, e o crédito liberado é de até R$ 20 mil. 

  5. Como conseguir crédito no BNDES para MEI?

    Envie sua solicitação pelo Canal MPE, dirija-se ao agente operador do BNDES Microcrédito mais perto de você ou consulte as instituições financeiras que oferecem redes próprias de agentes operadores de microcrédito.

Referências do artigo
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Participe das comunidades do iDinheiro no Whatsapp