Responsabilidade Editorial

Por que confiar no iDinheiro

O iDinheiro tem o propósito de democratizar e simplificar os serviços financeiros. Nossa missão é te ajudar a fazer as melhores escolhas, a partir das mais completas informações e recomendações sobre cada serviço.

Finame BNDES: o que é esse financiamento e como consegui-lo

O BNDES Finame é um tipo de financiamento voltado especificamente para compra ou produção de máquinas e equipamentos. Veja quem pode solicitar o crédito e se vale a pena.

vitor braga
Vitor Braga Estagiário de Negócios

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) é uma empresa pública federal criada para fomentar o crescimento econômico e social do Brasil através de financiamentos e empréstimos sob condições especiais, e o Finame é uma dessas linhas de crédito oferecidas pelo BNDES.

Continue lendo e entenda mais sobre o que é o Finame BNDES e como ele funciona!

Continua após a publicidade

O que é o Finame do BNDES?

Finame é uma abreviação para financiamento de máquinas e equipamentos. Assim, o Finame do BNDES, é uma linha de financiamento empresarial específica para produção e aquisição de máquinas, equipamentos, materiais de informática e bens de automação, além de bens industrializados a serem utilizados no exercício da atividade econômica de quem solicita esse serviço bancário.

O financiamento é concedido em parceria com instituições financeiras credenciadas. Por isso, é necessário buscar uma dessas instituições para ter acesso ao crédito.

Continua após a publicidade

Além disso, os equipamentos a serem financiados pelo BNDES Finame devem ser novos, de fabricação nacional e devem vir de fornecedores credenciados pelo banco. As informações sobre os produtos devidamente credenciados estão disponíveis para consulta no site do BNDES.

Ainda, todos esses critérios quanto à origem das ferramentas financiáveis existem porque o BNDES é uma instituição financeira de fomento ao desenvolvimento nacional, como dito anteriormente.

Portanto, permitir o financiamento apenas de itens produzidos no Brasil é mais uma maneira de injetar incentivos no mercado econômico brasileiro.

Quem pode solicitar o Finame?

Para ter acesso ao financiamento de máquinas e equipamentos, a empresa deve se enquadrar nas categorias abaixo:

Continua após a publicidade

  • Sociedades e fundações (nacionais ou estrangeiras) que sejam sediadas e administradas em nosso país;
  • Empresários individuais devidamente cadastrados no CNPJ e no RPEM;
  • Pessoas jurídicas de direito público;
  • Caminhoneiros autônomos que atuem no transporte de carga e queiram adquirir caminhões e/ou equipamentos como guindastes e plataformas;
  • Clubes, condomínios, cooperativas, sindicatos e associações.

Modalidades de Financiamento

O Finame é subdividido em três modalidades de apoio:

  • Financiamento à compradora para a aquisição

Essa modalidade se destina a empresas que se beneficiarão com a aquisição de novas máquinas e equipamentos. Empresas que necessitem locar máquinas e equipamentos também podem solicitar essa forma de apoio, desde que o objetivo não seja a sublocação.

  • Financiamento ao fabricante para a produção

O Finame também pode ser solicitado por empresas que produzam maquinário. Nesse caso, o crédito servirá para financiar a produção de materiais já negociados com os compradores.

  • Financiamento ao fabricante para a comercialização

Essa modalidade também se destina a empresas que fabricam máquinas e equipamentos. No entanto, o foco é comercialização e não a produção. Assim, o Finame auxilia na venda das mercadorias que já foram devidamente negociadas com o comprador.

É importante salientar que o BNDES Finame não pode ser usado para financiar bens (produção ou aquisição) que se destinem à extração florestal em florestas nativas. Outros tipos de negócio também são excluídos, como o comércio de armas, ramo de motéis, jogos de prognósticos e atividade bancária (exceto o apoio ao microcrédito).

Continua após a publicidade

Linhas de Financiamento

Além das categorias de apoio, o Finame também possui algumas linhas diversas de financiamento. São elas:

  • Baixo Carbono: essa linha se destina ao financiamento para aquisição e comercialização de sistemas de geração de energia solar e eólica, aquecedores solares, ônibus e caminhões elétricos, híbridos e movidos exclusivamente a biocombustível e demais máquinas e equipamentos que contribuam para redução da emissão de gases do efeito estufa.
  • BK Aquisição e Comercialização: se destina ao financiamento de máquinas, equipamentos, sistemas industriais bens de automação e informática, ônibus, caminhões e aeronaves executivas.
  • Crédito Máquinas e Veículos Direto: essa linha é um limite de crédito destinado ao financiamento para aquisição, comercialização ou produção de máquinas, equipamentos, veículos, sistemas industriais, componentes e bens de informática e automação, além da aquisição de outros materiais industrializados.
  • BK Produção: o crédito serve para financiar a fabricação de máquinas, equipamentos, bens de informática e automação, já negociados com o comprador.
  • Materiais: essa linha serve como financiamento ou limite de crédito para aquisição de bens industrializados por empresas de todos os tamanhos.
  • Máquinas 4.0: esse financiamento se destina à aquisição de máquinas e equipamentos com tecnologia 4.0, que consiste em ferramentas que tenham características de serviços de manufatura avançada, como inteligência artificial, robótica e de Internet das coisas (IoT).

Se você tem interesse em solicitar qualquer uma dessas linhas e atende aos requisitos mencionados aqui, procure um dos bancos credenciados para saber mais sobre os documentos necessários e condições do Finame.

Como conseguir o financiamento Finame

Após entender um pouco mais sobre os modelos e linhas de financiamento, chegou a hora de saber como conseguir o financiamento Finame BNDES.

O primeiro passo é ter em mente quais são os equipamentos, fábricas e bancos credenciados que podem participar desse processo. Como isso já foi falado anteriormente, vamos para a próxima etapa.

Continua após a publicidade

O segundo passo é escolher qual equipamento ou máquina será financiado, verificar o credenciamento dessa ferramenta e, em seguida, solicitar o financiamento junto à instituição financeira parceira do BNDES.

Na sequência, esse banco irá analisar a situação financeira do empresário solicitante do empréstimo e, caso a situação seja favorável, o agente financeiro encaminhará a solicitação de financiamento ao BNDES.

Depois, o BNDES verificará se o pedido se encontra de acordo com as normas. Se estiver tudo certo, o Banco do Desenvolvimento autorizará o financiamento.

Após isso, a instituição financeira parceira permite que o fabricante ou o distribuidor realize a entrega da ferramenta financiada para o comprador. Sendo assim, a entrega é feita e a nota fiscal deve ser enviada para o BNDES para que o repasse do dinheiro seja finalmente realizado para o agente financeiro e, por último, para que o valor seja entregue ao distribuidor ou ao fabricante do equipamento financiado.

Continua após a publicidade

Vale a pena contratar um financiamento pelo Finame BNDES?

Linhas de Financiamento Finame BNDESParticipação Máxima em Taxa de Longo Prazo (TLP)Taxa do BNDES
BNDES Finame Baixo Carbono100%0,95% ao ano
BNDES Finame BK Aquisição e Comercialização100%1,15% ao ano
BNDES Finame BK Produção100%1,15% ao ano
BNDES Finame Crédito Máquinas e Veículos Direto90%1,30% ao ano
BNDES Finame Materiais100%1,15% ao ano
BNDES Finame Máquinas 4.0100%0,95% ao ano

Vantagens

O Finame BNDES oferece condições facilitadas muito difíceis de serem encontradas em instituições financeiras privadas. Ou seja, no BNDES as taxas de juros do financiamento são menores e o empresário possui um prazo maior para amortizar (quitar) sua dívida, sendo uma ótima vantagem.

Porém, faz-se necessário ressaltar que, além das taxas de juros, há também as taxas de spreads bancários de todas as instituições financeiras que se envolverem no processo, inclusive do próprio BNDES.

Além disso, quando sua empresa firma um contrato com o BNDES, seja pelo Finame ou não, ela passa a ser bem vista no mercado, pois foi bem avaliada pelo Governo Federal. Em adição, também é mais fácil conseguir outros créditos no Banco do Desenvolvimento após o primeiro contrato.

Desvantagens

Entretanto, nem tudo é perfeito. Em instituições financeiras públicas, a burocracia e as exigências são bem maiores. Por exemplo, o processo de análise do Finame é bem longo, podendo demorar até 6 meses para o dinheiro cair na conta dos envolvidos.

Continua após a publicidade

Ademais, após ter a linha de crédito aprovada, o BNDES exige uma prestação de contas bem transparente, o que requer uma maior organização financeira da empresa. Por isso, dê uma olhada no nosso conteúdo sobre como aprender e aprimorar a gestão financeira do seu negócio!

De todo modo, é possível dizer que o Finame é sim uma opção interessante, mas é preciso que o empresário faça uma análise da situação econômica de sua empresa, pois só assim ele saberá se vale a pena passar por todo o processo burocrático.

Para finalizar, que tal conferir nossos artigos sobre o que é, como funciona e como pedir um empréstimo pessoa jurídica e sobre empréstimo para MEI? Talvez você encontre outras oportunidades interessantes para o seu perfil!

Gostou do conteúdo? Não se esqueça de ativar as notificações do Push e assinar a newsletter do iDinheiro para receber mais novidades sobre o universo financeiro!

Continua após a Publicidade

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.