Perfil da fortuna: quem é Walter Salles e qual seu patrimônio?

Saiba como Walter Salles tornou-se um dos cineastas mais renomados do mundo, e como sua trajetória o transformou em um diretor milionário e de sucesso.

Victor Leitao
Victor Leitão

Perfil da fortuna: quem é Walter Salles e qual seu patrimônio?

Walter Salles é o segundo cineasta mais rico do mundo, com uma carreira premiada, reconhecida e bem-sucedida na indústria cinematográfica mundial.

Seus filmes já receberam críticas positivas de inúmeros especialistas, inclusive sendo indicados para diversas premiações significativas.

Continua após a publicidade

Por isso, conhecer a jornada deste produtor não apenas permite conhecer mais sobre sua história, mas também valorizar trabalhos nacionais importantes.

Para você que está pensando em como ganhar um dinheiro extra ou abrir um negócio, histórias de sucesso podem ser inspiradoras, concorda?

Continua após a publicidade

Sendo assim, o iDinheiro preparou um perfil especial sobre Walter Salles e como ele tornou-se um profissional milionário e bem-sucedido.

Quem é Walter Salles?

Walter Moreira Salles Júnior é um cineasta, produtor, diretor e roteirista brasileiro premiado por sucessos como “Central do Brasil” e “Abril Despedaçado”, e por produzir documentários de personalidades como Marisa Monte.

Além disso, também atua como empresário e banqueiro já que ele é filho do diplomata Walther Moreira Salles, fundador do grupo Unibanco que fundiu no passado com o Itaú.

O cineasta nasceu no dia 12 de abril de 1956, na cidade do Rio de Janeiro, entretanto, mudou-se para Washington, Estados Unidos, ainda novo. 

Continua após a publicidade

Aos 6 anos de idade, sua família se instalou em Paris, onde Walter Salles passou a infância.

Inclusive, foi neste momento em que teve seus primeiros contatos com grandes nomes do cinema francês, desenvolvendo a paixão que viria a se tornar sua carreira.

É graduado em Economia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RJ) e mestre em Comunicação Audiovisual pela Universidade do Sul da Califórnia.

Possui dois irmãos, João Salles, com quem divide uma produtora, e Pedro Salles, atual presidente do Itaú. 

Continua após a publicidade

Também tem um meio-irmão, Fernando Moreira Salles, filho do primeiro casamento de seu pai.

Atualmente, Walter Salles é casado com a artista Maria Klabin, e possui um filho, Vicente, que nasceu em 2006.

Curiosidades sobre Walter Salles

Walter Salles é fluente em inglês, espanhol e francês, tendo, inclusive, filmado longa-metragens em todas as línguas.

Ele desenvolveu essa habilidade depois de ter morado por muitos anos nos Estados Unidos e na França.

Apesar de ser conhecido pelo sucesso de filmes nacionais, como Central do Brasil, o produtor também se destaca no ramo de documentários. 

Continua após a publicidade

Depois da sua formação, foi o segmento de seus primeiros trabalhos oficiais.

Inclusive ele foi responsável por obras premiadas que contam a vida de Marisa Monte e Che Guevara, por exemplo. Grande parte de suas produções foram exibidas na televisão.

Além disso, Walter Salles também cultiva uma paixão por carros, inclusive chegando a ser líder do campeonato GT Brasil, correndo junto com seu irmão.

Em 2008, deu uma entrevista para o Globo Esporte contando mais sobre esse hobby. Segundo Salles, o interesse pelo automobilismo teria surgido ainda quando criança, quando aprendeu a pilotar kart. 

Além disso, também teve muito contato com corredores internacionais, enquanto morava na Europa. Segundo a matéria, sua maior inspiração foi Emerson Fittipaldi, primeiro brasileiro campeão da Fórmula 1. 

Continua após a publicidade

Inclusive, Salles chegou a competir profissionalmente, mas abandonou a corrida para dedicar-se ao mestrado em audiovisual no exterior. Porém, investe em carros de corrida até os dias de hoje.

Qual sua trajetória de sucesso?

Embora seja brasileiro, Walter Salles viveu nos Estados Unidos dos 3 aos 6 anos, até que sua família se mudou para Paris, onde morou até os 13.

Na França, conheceu nomes como Henri Cartier-Bresson e André Kertész, suas primeiras influências no cinema.

Após esse contato inicial, passou a estudar a área com maior entusiasmo, mesmo depois de retornar ao Brasil, em 1969. No Rio de Janeiro, era frequentador assíduo do Cine Ricamar.

Continua após a publicidade

A princípio, não optou por estudar artes visuais. Para agradar a família, Walter Salles entrou para o curso de Economia na PUC-RJ, e finalizou sua graduação.

No entanto, nunca chegou a atuar na área, como seu irmão, Pedro Salles, viria a fazer futuramente. 

Em vez disso, inscreveu-se no curso de mestrado em Comunicação Audiovisual, onde aprimorou seus conhecimentos.

Depois de mais uma volta ao seu país natal após finalizar estudos em academias internacionais, Walter Salles finalmente começa a trabalhar na televisão, iniciando sua carreira na TV Manchete.

Continua após a publicidade

Inicialmente, começou coordenando programas de televisão e chegou ao cargo de diretor.

Mas foi entre 1983 e 1985 que começou a produzir alguns documentários exibidos no canal, marcando suas primeiras experiências cinematográficas.

Em 1987, deixou a emissora oficialmente para abrir a produtora Videofilmes com seu irmão, João Salles.

Foi nesse momento que começou a dirigir documentários musicais, que incluíram a biografia de Marisa Monte, Chico Buarque e um especial sobre os 50 anos de Caetano Veloso.

Trajetória no longa-metragem

Apesar de já conhecido por seu trabalho com documentários, foi apenas em 1991 que Walter Salles iniciou sua carreira com filmes de longa-metragem.

Continua após a publicidade

Seu primeiro lançamento foi A Grande Arte, uma adaptação do romance de Rubens Fonseca. Em seguida, dirigiu A Terra Estrangeira, em 1995, sendo um filme inteiramente em inglês.

Entretanto, foi apenas em 1998 que Walter Salles se consagrou como cineasta e diretor nacionalmente conhecido com a produção de Central do Brasil.

O filme foi premiado com o Urso de Ouro, no Festival de Berlim, além de indicações ao Bafta e ao Globo de Ouro, ganhando como melhor filme estrangeiro.

Além disso, Fernanda Montenegro, protagonista da obra, foi indicada ao Oscar de Melhor Atriz, também ganhando o Urso de Prata em Berlim.

Continua após a publicidade

A visibilidade permitiu que Salles tivesse mais oportunidades para produzir. No mesmo ano, conseguiu ser premiado no Brasil com O Primeiro Dia, alcançando reconhecimento em todo o mundo.

Em 2001, dois anos após o sucesso de seu terceiro filme, foi escalado para dirigir Abril Despedaçado, com o ator Rodrigo Santoro, também sendo indicado a diversas premiações.

Finalmente, em 2004, sua carreira internacional é reafirmada com Diário de Motocicleta, que conta a história de Che Guevara em sua juventude.

De 2005 a 2012, alternou suas gravações no Brasil e no exterior, lançando cerca de 4 projetos originais. Inclusive teve sua estreia em Hollywood, com o suspense Água Negra.

Continua após a publicidade

Também vale a pena ressaltar que Walter Salles produziu a famosa obra nacional Cidade de Deus, apesar de não ter feito parte da direção.

Prêmios e menções

Além dos prêmios adquiridos com Central do Brasil, Walter Salles também recebeu diversas menções honrosas ao longo de sua trajetória. Alguns dos principais prêmios incluem:

  • BAFTA;
  • Golden Satellite;
  • Prêmio da Universidade de Havana;
  • Grande Prêmio Cinema Brasil;
  • Indicação ao César, o prêmio mais famoso do cinema francês;
  • Celebração no Festival de Roma como mestre do cinema;
  • Prêmio Ariel de Prata.

Ainda foi eleito um dos 40 melhores diretores do mundo pelo jornal britânico The Guardian em 2003.

Qual seu mercado de atuação?

A jornada de Walter Salles se concentra, de fato, no mundo do cinema. Atuou como diretor, produtor e roteirista de dezenas de filmes e documentários de sucesso.

Continua após a publicidade

No entanto, por ser herdeiro de parte da fortuna de seu pai, Walther Salles, também é acionista do Itaú Unibanco, embora não trabalhe diretamente na área.

Enquanto isso, o diretor mantém o projeto cultural sem fins lucrativos fundado por seu pai, o Instituto Moreira Salles (IMS).

Através dele, divulgou-se dezenas de obras de arte, fotografia, música, literatura e iconografia. O acervo conta, inclusive, com conteúdos raros e preservados.

Atualmente, são três institutos, localizados em São Paulo, Rio de Janeiro e Poços de Caldas, que disponibilizam acesso gratuito para o público.

Continua após a publicidade

Inclusive, o instituto promove ações sociais em áreas menos favorecidas, promovendo a cultura e a educação desses grupos.

Walter Salles em números

Walter Salles foi considerado o segundo cineasta mais rico do mundo, atrás somente de George Lucas, criador da franquia Star Wars. 

Segundo a revista Forbes, ele possui US$ 6,4 bilhões em patrimônio.

No entanto, o brasileiro ocupa o segundo lugar por conta da herança deixada por seu pai para ele e os três irmãos.

Atualmente, a fortuna da família Moreira Salles está avaliada em U$ 12 bilhões, segundo a revista Exame.

Continua após a publicidade

Dessa forma, o patrimônio de Walter Salles o coloca no topo da lista de diretores com as maiores riquezas.

Inclusive, de acordo com o jornal O Povo, o empresário chegou a assumir o primeiro lugar em 2017.

Acredita-se que a fortuna individual de Walter Salles seja de aproximadamente U$ 2 bilhões, sem contar o patrimônio familiar e ações da instituição bancária.

Além disso, vale a pena ressaltar que o filme Central do Brasil recebeu um orçamento de U$ 2 milhões e teve uma receita de mais de U$ 22 milhões.

Dessa forma, o sucesso financeiro dos filmes de Walter Salles também refletem em seu patrimônio atual.

Gostou do conteúdo? Então não deixe de assinar a newsletter do iDinheiro e ativar as notificações do Push para continuar recebendo informações sobre personalidades e notícias do universo financeiro. 

Continua após a Publicidade

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.