Fiz empréstimo do FGTS e fui demitido. O que fazer agora?

Está preocupado com a situação “fiz empréstimo do FGTS e fui demitido”? Veja o que fazer agora e saiba quais as alternativas para quitar o crédito!

Escrito por Eduarda Fernandes

Por que confiar no iDinheiro?

Responsabilidade editorial: Nosso editores são especialistas nas áreas e isentos nas avaliações e informações. Nosso objetivo é democratizar e simplificar o acesso a produtos e serviços financeiros sem viés. Conheça nosso código editorial.

Como ganhamos dinheiro?

Podemos ser comissionados pela divulgação e cliques nos parceiros. Isso também pode influenciar como alguns produtos aparecem na página, sempre com a devida identificação. Entenda como o site ganha dinheiro.

Política de Cookies: Nosso site utiliza cookies para estatísticas gerais do site e rastreamento de comissões de forma anônima. Nenhum dado pessoal é coletado sem seu consentimento. Conheça nossa política de privacidade.


Sugestão iDinheiro

Antecipação do saque-aniversário FGTS Up.p Empréstimos

Antecipação do saque-aniversário FGTS Up.p Empréstimos Simular
  • Valores a partir de R$ 39
  • Liberação em até 1 dia
  • Prazo não informado

Antecipação do saque-aniversário FGTS Banco BMG Simular
  • Valores a partir de R$ 100
  • Liberação em até 1 dia
  • Prazo não informado

Antecipação do saque-aniversário FGTS Meutudo Simular
  • Valores a partir de R$ 100
  • Liberação em até 1 dia
  • Prazo não informado

Antecipação do saque-aniversário FGTS Agibank Simular
  • Valores a partir de R$ 100
  • Liberação em até 1 dia
  • Prazo não informado
Voltar ao topo

“Fiz empréstimo do FGTS e fui demitido. O que fazer agora?”. Essa pode ser a dúvida de muitas pessoas que realizaram o adiantamento mas não estão mais no mesmo cargo. Afinal, podem existir situações em que ocorre a demissão, ou mesmo a saída do emprego, comprometendo os depósitos mensais do benefício.

Nesse caso, se você se enquadra nesse contexto de “fiz antecipação do saque-aniversário e fui demitido”, vale a pena conferir suas alternativas e o que pode acontecer em seguida. Pensando nisso, preparamos um conteúdo especial sobre o tema, com todas as informações necessárias para lidar com a condição sem comprometer seu nome ou contrair dívidas. Acompanhe!

Fiz empréstimo do FGTS e fui demitido. O que acontece agora?

Se a demissão for sem justa causa, e você tiver optado pelo Saque-Aniversário, não irá receber nenhum valor após a demissão, isso porque o empréstimo do FGTS interfere na multa rescisória, e o contribuinte perde seu direito de recebê-la. Enquanto sua conta estiver com a modalidade do saque-aniversário selecionada, não será possível solicitar o recebimento da rescisão.

Caso você se enquadre nessa situação, nesse caso, enquanto sua conta estiver com a outra modalidade selecionada, não será possível solicitar o recebimento do saque rescisão. Demissões por justa causa também não permitem esse saque, mesmo que a opção esteja selecionada.

Entretanto, o acesso ao saldo não é o único ponto impactado pela demissão do empregado que solicitou o empréstimo, uma vez que as parcelas continuam a ser descontadas no futuro.

Isso significa que se o trabalhador tiver sido demitido no primeiro ano do pagamento, ainda terá as demais parcelas para quitar nos anos seguintes, mas não estará mais recebendo o fundo de garantia. 

Partindo disso, existem duas situações possíveis. Veja mais sobre o que fazer em cada uma delas.

Com saldo para o desconto

Inicialmente, não existirá nenhuma situação de inadimplência até que a cobrança não seja mais possível. Em muitos casos, o trabalhador possui saldo suficiente para o desconto, mesmo que tenha sido demitido, seja pelo acúmulo dos demais anos ou em outras contas abertas anteriormente.

Assim, não precisa se preocupar em repor o valor ou encontrar outra forma de arcar com os pagamentos, pois eles continuarão sendo feitos automaticamente até finalizar o empréstimo.

Ainda, existe a possibilidade de adiantar as parcelas com a instituição, mas, nesse caso, se possuir uma margem livre, não é necessário se preocupar e esse adiantamento será opicional.

Sem saldo para o desconto

Por outro lado, o trabalhador pode não ter o saldo disponível para desconto, o que gera a preocupação da sua situação. Nesse caso, é recomendado procurar uma nova maneira de pagar pelo valor adquirido com a instituição escolhida.

Isso porque o desconto da instituição pode falhar. Se ela não encontrar outras formas de reaver o crédito emprestado, pode registrar um débito pendente em nome do titular. Como consequência, ele terá seu nome comprometido na praça, sendo inscrito nos órgãos de proteção ao crédito como inadimplente.

Posteriormente, essa condição irá prejudicar seu acesso a diversos tipos de crédito e outros serviços financeiros, além de ser negativo para seu nome e para o seu score do CPF.

Agora que fui demitido, como faço para pagar?

“Se eu fizer empréstimo do saque-aniversario e for demitido, como farei para pagar?”. Já que não será mais possível fazer o pagamento usando o FGTS, é necessário conferir algumas opções de como proceder.

Afinal, o consumidor precisa e tem o direito de encontrar alternativas para não ser mais inadimplente, nem reduzir seu acesso a outros créditos futuros. Nesse caso, veja a seguir algumas alternativas que separamos para te auxiliar com tal situação.

Renegocie a dívida com a instituição credora

Se você está preocupado pensando: “fiz empréstimo do FGTS e fui demitido”, uma das primeiras opções disponíveis é a renegociação com a instituição credora.

Uma vez que é possível escolher diversas companhias habilitadas a ceder o crédito, o trabalhador deve contatá-las diretamente para conversar sobre a sua situação.

Muitas vezes, a negociação e adiantamento do valor corresponde a um desconto significativo no montante final, por conta da redução de juros.

Assim, pode ser uma opção para quem não quer ter débitos pendentes com nenhuma instituição, ou até mesmo comprometer o restante do seu saldo FGTS, pois não irá receber mais.

Se não quiser abater o empréstimo em um primeiro momento, também existe a possibilidade de renegociar as parcelas.

O banco pode atualizar o valor e oferecer outras mensalidades para dividir o total, que, nesse caso, precisará ser pago diretamente para a instituição, na forma de boleto ou débito automático, por exemplo.

Nesse caso, deixa de ser um empréstimo FGTS e se torna um crédito convencional, sem relação com o fundo de garantia nem outros descontos de saldo.

O trabalhador terá flexibilidade para conversar com o banco escolhido, mas deve se atentar para as opções oferecidas por ele, por conta de aumento nos juros.

Utilize o seguro-desemprego

Enquanto isso, se você está pensando que fez empréstimo do FGTS e foi demitido, existe a possibilidade de sacar o seu seguro-desemprego.

Este é outro benefício oferecido aos empregados como forma de garantia se forem dispensados sem justa causa, sem ter relação com o fundo de garantia.

Isso significa que mesmo com o crédito, é possível solicitar o pagamento do seguro assim que o contrato for rescindido.

Nesse caso, uma opção é usar esse valor como forma de pagamento do empréstimo feito com garantia de FGTS.

O procedimento é semelhante à negociação à parte com a instituição, mas usando o recebimento do saldo para quitar o valor ou a maioria das parcelas.

Nenhum banco está autorizado a descontar do seguro-desemprego, mesmo com o empréstimo do fundo de garantia. Dessa forma, o trabalhador terá autonomia para administrar o valor conforme desejar, quitando as mensalidades ou pagando todo o valor de uma só vez.

Faça rendas extra

Ainda, se você está preocupado pensando “fiz empréstimo do FGTS e fui demitido”, pode ser o momento de fazer uma renda extra para quitar o valor sem usar o fundo.

Ao deixar de receber os depósitos mensais, pode não existir margem total para cobrir o valor adiantado inicialmente.

No entanto, a inadimplência pode ser prejudicial para o seu nome e para o seu acesso a crédito no futuro. Dessa forma, uma alternativa é juntar um dinheiro a mais para pagar o saldo o quanto antes.

Existem diversas maneiras de fazer uma renda extra, seja durante um período temporário ou para desenvolver uma nova carreira após a demissão. Algumas opções incluem:

  • alimentação;
  • doces gourmet;
  • mercado de afiliados;
  • redação e edição para internet;
  • cuidados com pets;
  • manicure e maquiagem.

Se você possuir alguma área de maior afinidade, vale a pena considerar levantar o valor do empréstimo para quitá-lo o quanto antes, especialmente se não possuir mais margem.

Com isso, será possível evitar a inadimplência e arcar com todas as dívidas mesmo após a dispensa do trabalho, sem se preocupar com débitos futuros.

O que é e como usar o FGTS para fazer um empréstimo

Todos os trabalhadores que optarem pelo Saque-Aniversário do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) podem contratar uma linha de empréstimo especial que utiliza o benefício como garantia.

O recebimento anual do saldo é uma das opções que o empregado possui. Foi instituída pela Lei 13.932/19, e permite que o empregado realize o saque de parte do saldo de sua conta, anualmente, no mês de seu aniversário.

A adesão ao Saque-Aniversário é opcional. Quem não optar pela adesão permanece na sistemática padrão, que é o Saque-Rescisão. No entanto, em ambos os casos, não existe a possibilidade de retirar o dinheiro a qualquer momento. É preciso aguardar os prazos indicados pela Caixa Econômica Federal, sendo 12 meses para a modalidade de aniversário, e apenas em demissões sem justa causa para a rescisão.

Pensando nisso, o Governo Federal autorizou um novo formato de crédito para o trabalhador, utilizando o FGTS como garantia. Dessa forma, ao contratar o valor, o empregado oferece seu saldo como base de cálculo para receber determinada quantia. O desconto passa a ocorrer automaticamente, de modo que esse empréstimo se torna uma alternativa para inadimplentes, por exemplo.

Atualmente, a Caixa e mais de 60 instituições habilitadas permitem que o trabalhador simule um valor máximo que pode ser contratado, tendo como garantia o Saque-Aniversário. Inclusive, existem calculadoras de FGTS, como a do iDinheiro, que ajudam a entender os limites disponíveis para recebimento.

Como é feito o pagamento do empréstimo com o FGTS? 

Uma vez que o trabalhador realizou o cálculo e simulou o empréstimo em uma instituição de sua preferência, ele recebe o valor na conta da companhia que escolheu.

Dessa forma, mesmo que o FGTS seja administrado pela Caixa Econômica Federal, diversos bancos e organizações financeiras permitem ao usuário realizar esse adiantamento em suas plataformas.

Isso oferece maior autonomia e mais alternativas para que o empregado possa escolher com base na que melhor te atende, como limites, juros e número de parcelas.

O pagamento do empréstimo com FGTS é feito de forma integral na conta selecionada, mas o crédito das parcelas ocorre automaticamente apenas uma vez por ano.

Em vez do usuário receber parte do saldo todo ano, no mês do seu aniversário, ele terá o valor descontado da operação de contratação feita anteriormente. É por esse motivo que a linha de empréstimo é chamada de “Adiantamento do Saque-Aniversário”.

Além disso, é por conta desse esquema que apenas optantes dessa alternativa estão habilitados a simular um valor de empréstimo, uma vez que o pagamento é automático na sua conta Caixa de depósito.

Ainda, o pagamento será feito no número de parcelas inicialmente contratadas, que corresponde a quantos anos foram adiantados.

Exemplo prático: peguei empréstimo FGTS e fui demitido

Vamos a um exemplo para que fique bem claro o procedimento!
Imagine que um trabalhador, que faz aniversário em outubro, realizou o empréstimo do FGTS. Ele adiantou 5 anos de recebimentos, de modo que terá cinco parcelas para pagar.
O valor escolhido foi de R$1 mil, mas, com os juros, terá que pagar R$1.250. Isso corresponde a um desconto anual de R$250 na sua conta Caixa.
Nesse caso, o primeiro desconto será no próximo mês referente ao seu saque. Ou seja, em outubro de 2024. Uma vez que ele realizou o adiantamento de 5 parcelas, os anos de 2025, 2026, 2027 e 2028 também terão desconto.

Existem diversas instituições que trabalham com opções mais flexíveis, como descontos progressivos que diminuem a cada mês.

No entanto, é necessário confirmar com a companhia como irá funcionar. Em todos os casos, o número de adiantamentos será o número de descontos que o trabalhador terá na sua conta após a contratação.

Bancos que fazem empréstimo com FGTS

Depois de verificar as alternativas para a situação “fiz empréstimo do FGTS e fui demitido”, vale a pena conferir alguns dos bancos que disponibilizam essa modalidade de crédito para os trabalhadores.

Muitos podem não conhecer a opção e estarem em busca de um dinheiro adicional com mais garantia e praticidade nos pagamentos. Nesse caso, confira algumas instituições que trabalham com esse formato de maneira certificada:

Antecipação do saque-aniversário FGTS Up.p Empréstimos

A antecipação do FGTS na Up.p Empréstimos está disponível para trabalhador com carteira assinada ou quem tem saldo FGTS em conta inativa. A modalidade não realiza consultas aos órgãos de proteção ao crédito, dessa forma, negativados e com score baixo são aceitos no empréstimo. Podem ser antecipadas até 10 parcelas, para quem tem saldo no FGTS a partir de R$39, com taxa a partir de 1,29% a.m. Além disso, a plataforma está adepta ao pagamento via pix.

  • Score Baixo
  • Negativado
  • Assalariado
  • checkmarak Contratação 100% digital
  • checkmarak Aceita negativados e com score baixo
  • checkmarak Pagamento via pix
  • checkmarak É possível antecipar até 10 parcelas do saque-aniversário
  • checkmarak Taxas de juros mais baixas do que a média do mercado
  • close Disponível apenas para que tem saldo no FGTS
  • close Valor disponível de acordo com a margem permitida pelo FGTS

Juros mensais: A partir de 1,29% a.m.
CET: A empresa não divulga taxa
Observação: O CET inclui tarifas de contrato, por isso é maior que os juros mensais

Valores do empréstimo: A partir de R$ 39,00
Prazo de pagamento: Não divulgado
Prazo de liberação: A partir de 1 dias
Observação: Não precisa de análise de crédito

Leia mais sobre Antecipação do saque-aniversário FGTS Up.p Empréstimos Referência

A Up.p Empréstimos também apresenta modelo de contratação antecipada, basta ser optante da modalidade Saque-Aniversário, autorizar o banco para consultar informações do seu FGTS e aguardar 1 dia útil para que o dinheiro caia na conta.

É possível antecipar até 10 parcelas do saque-aniversário na Up.p. As taxas de juros são a partir de 1,49% a.m. mais outras eventuais tarifas que contemplem o Custo Efetivo Total. Além disso, a instituição também aceita fazer contratação pelo WhatsApp.

Antecipação do saque-aniversário FGTS Banco BMG

A antecipação do saque-aniversário no Banco BMG está disponível para trabalhador com carteira assinada ou quem tem saldo FGTS em conta inativa. A modalidade não realiza consultas aos órgãos de proteção ao crédito, dessa forma, negativados e com score baixo são aceitos no empréstimo. Podem ser antecipadas até 10 parcelas com taxa a partir de 1,29% a.m.

  • Score Baixo
  • Negativado
  • Assalariado
  • checkmarak É possível antecipar até 10 parcelas do saque-aniversário
  • checkmarak Possibilidade de contratação pelo WhatsApp
  • checkmarak Contratação 100% digital
  • checkmarak Taxas de juros mais baixas do que a média do mercado
  • checkmarak
  • close Sujeito à margem permitida para liberação do FGTS
  • close Disponível apenas para quem tem saldo no FGTS
  • close Somente é possível voltar ao saque-rescisão após 2 anos

Juros mensais: A partir de 1,29% a.m.
CET: A partir de 1,39% a.a.

Valores do empréstimo: A partir de R$ 100,00
Prazo de pagamento: Não divulgado
Prazo de liberação: A partir de 1 dias
Observação: Não precisa de análise de crédito

Leia mais sobre Antecipação do saque-aniversário FGTS Banco BMG Referência

O Banco BMG se destaca pela sua praticidade e juros reduzidos. Além de disponibilizar a contratação pelo WhatsApp, o que facilita e agiliza o processo para muitos, o banco também, trabalha com outras condições diferenciadas. Veja a seguir:

  • taxa de juros a partir de 1,29% ao mês;
  • Custo Efetivo Total a partir de 1,39% ao mês (ou 18,24% ao ano);
  • possibilidade de antecipação de até 10 parcelas;
  • depósito via Pix;
  • tempo de liberação em até 30 minutos em dias úteis. 

Contribuintes que se enquadram nesse grupo pode realizar uma simulação na plataforma do banco, e contratar diretamente pelo aplicativo, recebendo o adiantamento em sua conta BMG.

Antecipação do saque-aniversário FGTS Meutudo

A antecipação do FGTS da Meutudo está disponível para trabalhador com carteira assinada ou quem tem saldo FGTS em conta inativa. A modalidade não realiza consultas aos órgãos de proteção ao crédito, dessa forma, negativados e com score baixo são aceitos no empréstimo. Podem ser antecipadas até 12 parcelas, para quem tem saldo no FGTS a partir de R$100, com taxas a partir de 1,29% a.m.

  • Score Baixo
  • Negativado
  • Assalariado
  • checkmarak É possível antecipar até 12 parcelas do saldo FGTS
  • checkmarak Taxas de juros mais baixas do que a média do mercado
  • checkmarak Aceita negativados e com score baixo
  • checkmarak Contratação 100% digital
  • close Disponível para público restrito
  • close Valor disponível de acordo com a margem permitida pelo FGTS

Juros mensais: A partir de 1,29% a.m.
CET: De 0,00 % até 2,00% a.a.

Valores do empréstimo: A partir de R$ 100,00
Prazo de pagamento: até 12 meses
Prazo de liberação: A partir de 1 dias
Observação: Não precisa de análise de crédito

Leia mais sobre Antecipação do saque-aniversário FGTS Meutudo Referência

O empréstimo com FGTS da Meutudo é mais uma opção viável e com taxa acessível para quem deseja antecipar o saque-aniversário. A empresa antecipa até 10 parcelas anuais do Saque-Aniversário, além de disponibilizar empréstimos a partir de R$ 300,00 com taxa de 1,80% a.m.

Além disso, é importante ressaltar também que esse saque está disponível não apenas para trabalhador com carteira assinada, mas também para quem tem saldo FGTS em conta inativa.

Antecipação do saque-aniversário FGTS Mister Money

Sem consulta ao SPC ou Serasa, a antecipação do FGTS do Mister Money está disponível para trabalhador com carteira assinada ou quem tem saldo FGTS em conta inativa. A financeira atua de forma 100% online e possui diversas linhas de crédito, como empréstimo com garantia de celular e na conta de luz.

  • Score Baixo
  • Negativado
  • Assalariado
  • checkmarak Sem consulta aos órgãos de proteção
  • checkmarak Disponível para o público geral que tenha FGTS
  • checkmarak Taxas de juros mais baixas do que a média do mercado
  • checkmarak Contratação 100% digital
  • close Disponível apenas para quem tem saldo no FGTS
  • close Sujeito à margem permitida para liberação do FGTS

Juros mensais: A partir de 1,38% a.m.
CET: A empresa não divulga taxa
Observação: O CET inclui tarifas de contrato, por isso é maior que os juros mensais

Valores do empréstimo: Flexíveis
Prazo de pagamento: Não divulgado
Prazo de liberação: A partir de 1 dias
Observação: Não precisa de análise de crédito

Leia mais sobre Antecipação do saque-aniversário FGTS Mister Money Referência

O Mister Money é uma empresa de crédito fundada no Ceará, com quase 10 anos de tradição no mercado, que oferece a possibilidade de antecipação de até 3 parcelas do saque-aniversário do FGTS a uma taxa de juros de 0,99% ao mês. 

A contratação deste empréstimo com o FGTS pode ser feita por meio do site do Mister Money. O serviço está disponível para todos os trabalhadores em regime CLT.

Antecipação do saque-aniversário FGTS Agibank

A antecipação do FGTS no Agibank está disponível para trabalhador com carteira assinada ou quem tem saldo FGTS em conta inativa. A modalidade não realiza consultas aos órgãos de proteção ao crédito, dessa forma, negativados e com score baixo são aceitos no empréstimo. Podem ser antecipadas até 7 parcelas, para quem tem saldo no FGTS a partir de R$100, com taxa de 1,72% a.m.

  • Score Baixo
  • Negativado
  • Assalariado
  • checkmarak Taxas de juros mais baixas do que a média do mercado
  • checkmarak É possível antecipar até 7 parcelas do saque-aniversário
  • checkmarak Contratação 100% digital
  • checkmarak Aceita negativados e com score baixo
  • close Disponível apenas para que tem saldo FGTS

Juros mensais: A partir de 1,72% a.m.
CET: A empresa não divulga taxa
Observação: O CET inclui tarifas de contrato, por isso é maior que os juros mensais

Valores do empréstimo: A partir de R$ 100,00
Prazo de pagamento: Não divulgado
Prazo de liberação: A partir de 1 dias
Observação: Não precisa de análise de crédito

Leia mais sobre Antecipação do saque-aniversário FGTS Agibank Referência

No Agibank, é possível antecipar até 7 parcelas do saque-aniversário, sendo as taxas praticadas a partir de 1,89% a.m. Novamente, não há consulta aos órgãos de proteção ao crédito, por isso inadimplentes ou com score baixo também podem solicitar o empréstimo.

O dinheiro cai na conta em até 24h e é possível também fazer a solicitação pelo WhatsApp oficial da empresa.

Antecipação do saque-aniversário Caixa Econômica

Modalidade de crédito em que o trabalhador com vínculo empregatício ativo poderá utilizar como garantia do empréstimo até 10% do saldo de sua conta vinculada FGTS.

  • Servidor Público
  • Negativado
  • Assalariado
  • Aposentado e pensionista
  • checkmarak Juros baixos
  • checkmarak Não há avalista de crédito, assim que aprovado é depositado na conta
  • checkmarak Valor imediatamente recuperado caso o trabalhador perca o emprego
  • close Garantia de até 10% do saldo FGTS
  • close FGTS multa 40% em caso de demissão sem justa causa
  • close Limite de crédito não pode passar de 30% do salário
  • close

Juros mensais: De 0,00 % até 3,50% a.m.
CET: De 0,00 % até 0,00 % a.a.

Valores do empréstimo: Flexíveis
Prazo de pagamento: até 48 meses
Prazo de liberação: Não divulgado
Observação: Não precisa de análise de crédito

Leia mais sobre Antecipação do saque-aniversário Caixa Econômica Referência

A própria Caixa Econômica Federal disponibiliza empréstimo com FGTS para seus correntistas e beneficiários.

Essa é uma alternativa interessante para quem busca uma plataforma mais confiável, uma vez que é o banco que administra os recebimentos.

Nesse caso, a simulação e contratação são feitas diretamente pelo seu aplicativo, e é necessário ter uma conta aberta, seja poupança digital ou corrente.

Ainda, a Caixa também gerencia os pagamentos. Dessa forma, no caso de uma situação como “fiz empréstimo do FGTS e fui demitido”, ela pode oferecer as alternativas para quitação diretamente para o usuário.

Antecipação do saque-aniversário Santander

O empréstimo pessoal do banco Santander é uma linha de crédito voltada para pessoas que querem dinheiro rápido e com a liberdade de usar como quiserem.

  • Todos os perfis
  • checkmarak Dinheiro na hora para usar como quiser;
  • checkmarak Contratação feita de forma 100% digital;
  • checkmarak Não é necessário garantia;
  • checkmarak Pagamento em até 60 meses;
  • close Apenas clientes do banco podem solicitar o empréstimo;
  • close Crédito sujeito a aprovação;
  • close Solicitações de negativados não são aceitas;

Juros mensais: A partir de 3,40% a.m.
CET: A empresa não divulga taxa
Observação: O CET inclui tarifas de contrato, por isso é maior que os juros mensais

Valores do empréstimo: Até R$ 25.000,00
Prazo de pagamento: De 2 até 72 meses
Prazo de liberação: A partir de 3 dias
Observação: Após análise de crédito

Leia mais sobre Antecipação do saque-aniversário Santander Referência

O Santander é um dos bancos tradicionais que trabalham com empréstimo de FGTS, sendo uma linha acessível para pessoas que querem dinheiro rápido e liberdade de uso.

Entretanto, existem alguns pontos menos positivos, uma vez que a instituição não trabalha com pedidos de negativados.

Mesmo sendo uma linha acessível para quem está com o nome comprometido, o Santander não libera propostas para esses clientes. Ainda, é necessário ser correntista do banco para receber o valor.

Quando procurar uma alternativa depois que fiz empréstimo do FGTS e fui demitido?

Se você se encontra nessa situação, “antecipei meu fgts e fui demitido”, é possível buscar alternativas quando identificar a impossibilidade de pagamento.

Os descontos são feitos anualmente, mas é possível monitorar se existem saldo suficiente para cada parcela. Se não, é recomendável procurar opções para quitar o débito o quanto antes, evitando seu registro nos órgãos de proteção ao crédito.

Embora exista uma margem de respiro, se você encontrar uma alternativa acessível logo no primeiro momento, não precisará se preocupar com essa questão no futuro. Assim, procure as melhores formas de negociação para o seu perfil, e não deixe que o empréstimo FGTS se torne uma pendência no seu nome.

Mulher mexendo no computador

Acesse a nossa
Calculadora de Empréstimo FGTS

Ainda está em dúvida sobre qual empréstimo solicitar ou sobre como funciona? Acesse nosso simulador! Lá você poderá realizar a comparação entre diversas opções e situações!

Simule seu empréstimo FGTS

Perguntas frequentes sobre Empréstimo do FGTS

  1. Quem fez empréstimo do FGTS recebe a multa rescisória?

    Sim, a restrição de saldo não afeta o recebimento da multa rescisória no caso de demissão sem justa causa. Dessa forma, quem fez empréstimo saque-aniversário pode sacar a multa rescisória sim!

  2. Se eu optar pelo saque-aniversário e for demitido, perco o seguro-desemprego?

    Não, o seguro-desemprego é um direito garantido ao trabalhador mesmo se optar pelo saque-aniversário e for demitido.

  3. Quais bancos fazem empréstimo com FGTS?

    Mais de 60 instituições trabalham com empréstimo do FGTS, algumas das principais incluem Caixa, Banco BMG, Santander, Banco Safra e outros.

Referências do artigo
  1. Gilmar

    Bom dia fiz meu empréstimo saque aniversário fui demitido não consigo voltar a rescisão

  2. Luciene Meira

    Aderi ao saque aniversário, fiz a antecipação e fui dispensada. Tenho direito a sacar essa multa dos 40% ou somente no mês do meu aniversário essa multa cai?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Participe das comunidades do iDinheiro no Whatsapp