Empréstimo e Financiamento

Qual a Diferença Entre Empréstimo e Financiamento?

Flávio Mariano

O empréstimo e financiamento são opções de crédito populares. Porém, existem grandes diferenças entre estas modalidades. Saiba quais são estas diferenças e entenda como funcionam estes créditos.

Artigo foi originalmente publicado pelo site Conta em Banco que, desde julho de 2020, faz parte do iDinheiro. Conteúdo e comentários foram integralmente mantidos.

Existem diversas linhas de crédito que podem ser utilizadas pelos indivíduos interessados em tais produtos, seja pela necessidade em realizar um investimento em um bem pessoal ou por quitar dívidas. O cartão de crédito, por exemplo, é uma linha de crédito ideal para a compra de bens de baixo valor agregado parcelados. Ainda, existem o empréstimo e o financiamento, recursos que são comumente voltados para pessoas que desejam investir em algo.

O empréstimo e o financiamento, apesar do que muitos pensam, são linhas de crédito que possuem diferenças. E, os interessados em obtê-las, seja por meio de instituições bancárias ou financeiras, devem conhecê-las para que saibam qual melhor crédito os atende. A grande diferença entre tais modalidades de crédito é que, enquanto o empréstimo cede uma quantia em dinheiro para o cliente, o financiamento financia a compra de um bem de forma direta.

Continua após a publicidade:

Ainda, em muitas situações de obtenção de empréstimo, os credores não solicitam que o cliente justifique o uso do dinheiro, algo que pode ser muito vantajoso para os indivíduos que desejam utilizar o dinheiro com liberdade. Porém, em compensação, os financiamento comumente possuem taxas de juros menores. Abaixo, conheça todas as diferenças entre o empréstimo e o financiamento.

Empréstimo x Financiamento

A organização financeira é uma questão muito importante, principalmente para os indivíduos que desejam obter crédito, seja em bancos ou em outras empresas especializadas em tal serviço. E, para que este planejamento seja feito, é preciso entender quais são as opções de crédito disponíveis do mercado e, assim, escolher a melhor para você.

Algumas das opções mais comuns de linhas de crédito são os empréstimos e os financiamentos. Comumente, elas são utilizadas por pessoas que desejam quitar dívidas pessoas, comprar imóveis, carros, dentre outros fins. Porém, apesar do que muitos pensam, o empréstimo e financiamento possuem grandes diferenças, que podem ser determinantes na hora da escolha e contratação destes créditos. Abaixo, conheça as diferenças entre o financiamento e o empréstimo de acordo com certos aspectos.

Empréstimo e financiamento.
O financiamento exige a comprovação de uso do crédito cedido, enquanto o empréstimo proporciona mais liberdade.

Finalidade

Uma das grandes diferenças entre estas linhas de crédito é em relação à finalidade. O financiamento, na realidade, é uma das vertentes do empréstimo, em que é necessário que a finalidade para a qual o dinheiro será utilizado esteja clara e exposta ao credor. Isso porque, no financiamento, o dinheiro não é entregue ao indivíduo. Ou seja, não é oferecido dinheiro, mas sim o financiamento de um certo bem.

Já na maioria dos empréstimos, principalmente no caso do empréstimo pessoal, o contratante não precisa expor o seu objetivo para o banco, visto que é permitido que o dinheiro seja utilizado da forma que o indivíduo preferir. Neste caso, o cliente recebe o valor do empréstimo em dinheiro.

Juros

O financiamento é um processo mais burocrático, em que o crédito tem um destino certo e financia um bem. Logo, os juros são mais baixos, devido ao objetivo pré-estabelecido. Já os empréstimos, devido ao não requerimento de justificativas de uso, os juros são mais altos e aumentam de acordo com o risco que é assumido pelo banco ou instituição financeira credora.

Objetivo

O financiamento, comumente, é utilizado para a compra de bens com maior valor agregado, pois são cedidos créditos mais altos. Por exemplo, pode-se recorrer ao financiamento para comprar imóveis, veículos, realizar reformas rurais, dentre outros objetivos. Ou seja, são fins que exigem uma linha de crédito mais alta e juros mais baixos, compensando toda a burocracia pela qual deve-se passar para obter o financiamento.

Já os empréstimos são, de forma geral, obtidos para cumprir com objetivos que necessitam de agilidade de aprovação. Ainda, esta é uma modalidade de linha de crédito ideal para pessoas que não desejam comprovar o uso do empréstimo, principalmente caso o dinheiro seja usado para fins diversos. Tem-se como exemplo realização de reformas, quitação de dívidas, etc.

Publicidade

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *