Como funciona o parcelamento no cartão de crédito? 

O cartão de crédito é uma espécie de crédito instantâneo: assim que você realiza uma compra com o […]

Escrito por Talita Nifa

Por que confiar no iDinheiro?

Responsabilidade editorial: Nosso editores são especialistas nas áreas e isentos nas avaliações e informações. Nosso objetivo é democratizar e simplificar o acesso a produtos e serviços financeiros sem viés. Conheça nosso código editorial.

Como ganhamos dinheiro?

Podemos ser comissionados pela divulgação e cliques nos parceiros. Isso também pode influenciar como alguns produtos aparecem na página, sempre com a devida identificação. Entenda como o site ganha dinheiro.

Política de Cookies: Nosso site utiliza cookies para estatísticas gerais do site e rastreamento de comissões de forma anônima. Nenhum dado pessoal é coletado sem seu consentimento. Conheça nossa política de privacidade.


O cartão de crédito é uma espécie de crédito instantâneo: assim que você realiza uma compra com o cartão, você “pega emprestado” o dinheiro do banco. Após o fechamento da sua fatura, é necessário realizar o pagamento do valor gasto.

O parcelamento das compras é uma forma de quitar uma dívida mês a mês, sem precisar desembolsar o valor integral da compra de uma vez só.

Vamos supor, por exemplo, que você tenha comprado uma TV no valor de R$1.500,00, e a loja oferece o parcelamento desse valor em até 10 vezes. Você pode, então, pagar apenas R$150,00 por mês.

O que é o parcelamento com juros?

É importante se atentar às condições de parcelamento oferecidas pelo vendedor. Isso porque algumas lojas podem cobrar juros no parcelamento. Geralmente, quanto maior o número de parcelas, maiores as taxas.

Os juros são uma tarifa acrescentada ao valor da parcela. Por isso, preste atenção às taxas e avalie se realmente essa é a melhor forma de realizar a compra.

De acordo com os órgãos de defesa ao consumidor, é obrigação do lojista informar sobre os juros no ato da compra. Hoje, inclusive, muitas lojas online já informam quanto será o valor da parcela acrescido de juros, para maior transparência.

É possível adiantar as parcelas?

Sim. É possível adiantar suas parcelas caso você tenha dinheiro para agilizar a quitação da sua dívida. Alguns bancos oferecem descontos para você antecipar as parcelas, como o Nubank.

Adiantar as parcelas é benéfico porque, além de aliviar o orçamento dos meses seguintes, libera o limite do seu cartão de crédito.

Essa prática também é vista com bons olhos pelos credores de crédito, caso você precise de um empréstimo no futuro, por exemplo.

Como funciona o limite do cartão de crédito em compras parceladas?

O limite do cartão de crédito é o valor máximo que você pode usar por mês. Na compra parcelada, ele precisa ser levado em consideração de duas formas diferentes.

Limite que considera o valor total da compra

No caso de compras que usam a quantia total do seu limite, é preciso que você tenha saldo para o valor completo do produto ou serviço.

Voltando ao exemplo da TV: você precisaria ter um limite de R$1.500,00 disponível naquele mês no seu cartão de crédito para poder realizar a compra.

Supondo que você tivesse um cartão com limite de R$2.000,00, o seu saldo disponível, então, seria de R$500 para outras compras.

Nas próximas faturas, o seu limite aumentaria a cada pagamento de parcela. Ou seja: na segunda fatura, seu limite disponível seria de R$650, e assim por diante.

Limite que considera o valor da parcela mensal

Neste caso, desde a primeira parcela o limite utilizado na sua fatura seria o referente à parcela do mês.

Vamos usar o mesmo exemplo de uma compra de R$1.500,00, dividida em 10 parcelas de R$150,00. Para realizar a compra, bastaria ter os R$150,00 disponíveis em seu cartão de crédito.

Essa prática é muito comum em serviços de assinatura, streamings e matrículas em academias e escolas, por exemplo.

Posso parcelar a fatura do cartão de crédito?

Sim, é possível parcelar sua fatura do cartão. No entanto, esse parcelamento vem acrescido de juros pelas instituições financeiras, e essas taxas geralmente são bem altas.

No entanto, caso você não tenha o montante necessário para pagar sua fatura por completo, essa pode ser uma boa opção.

Antes de solicitar o parcelamento, verifique com seu banco quais são as taxas e condições aplicadas. Caso sejam viáveis, você realizará o pagamento mínimo da fatura e, então, negociará em quantas parcelas a fatura será paga.

Assim, você terá mais tempo para se organizar financeiramente e terá seu limite de cartão de crédito disponível, para usar como desejar.

É melhor comprar à vista ou parcelado?

Depende do seu momento financeiro. Se você optar pelo parcelamento, por exemplo, e tiver o valor das parcelas disponível no seu orçamento mensal, ele não terá um impacto grande no seu bolso.

Essa opção é uma boa alternativa para compras de grande valor ou de bens e serviços que duram bastante tempo, como eletrodomésticos e serviços de assinatura.

Já a compra à vista é recomendada para compras recorrentes, como alimentação do mês, combustível etc. Desse jeito, elas não se acumulam.

O mais importante é focar em uma boa educação financeira e estar ciente de todos os detalhes da compra.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Participe das comunidades do iDinheiro no Whatsapp