Bill Gates: conheça um pouco da história do bilionário mais filantrópico do mundo

Nos dias de hoje, é muito difícil conhecer alguém que não saiba quem é Bill Gates ou que nunca tenha entrado em contato com alguma de suas criações.

Fundador da Microsoft, uma das maiores e mais conhecidas empresas de Softwares em todo o mundo, ele tem muito a ensinar não somente no que diz respeito ao enriquecimento próspero e lições enquanto empreendedor.

Continua após a publicidade:

Um outro lado menos conhecido, mas igualmente valorizado do empresário, é relacionado à filantropia e desenvolvimento de pesquisas que visam atingir, positivamente, países em desenvolvimento.

No post de hoje, você vai conhecer a história por trás do grande nome responsável por contribuir para várias mudanças na sociedade moderna, principalmente no que diz respeito à tecnologia e informatização.

Continua após a publicidade

A “era pré Microsoft”

William Henry Gates III nasceu no ano de 1955 — fará 65 anos em outubro deste ano — em uma família de Seattle, cidade localizada no noroeste dos Estados Unidos.

Seu pai era um grande advogado e sua mãe, além de professora na Universidade de Washington, também trabalhou como diretora bancária.

Desde jovem, ele apresentava ambições no que diz respeito à área de tecnologia e inovação.

Com 16 anos, desenvolvia softwares para máquinas de fliperamas, além de criar outros projetos autorais que até então não passavam de um hobby.

Continua após a publicidade

Além de Bill, suas duas irmãs tiveram uma boa educação na infância e adolescência.

Como consequência, ele foi aceito na Universidade de Harvard, cursando Matemática e Direito.

Enquanto estudava, Gates e seu colega de escola, Paul Allen, foram responsáveis por apresentar um projeto dessa vez bem inovador.

Era uma espécie de interpretador de linguagem para computadores pessoais — algo raro para a época — e, com o sucesso dessa empreitada, decidiram fundar a Microsoft.

Os estudos em Harvard seguiram até o terceiro ano, e o motivo você já sabe.

A empresa foi fundada em 1975, e os próximos anos foram decisivos para que ela atingisse o nível que alcançou nos dias de hoje.

Continua após a publicidade

As primeiras oportunidades de trabalho e expansão da empresa

A mãe de Bill Gates era presença ativa em conselhos de entidades da educação a nível nacional.

E, em um desses encontros, apresentou a Microsoft para um executivo da IBM, outra grande empresa voltada para a área da informática.

Foi justamente dessa forma que Bill e Allen investiram nos softwares para os já existentes computadores pessoais, que eram produzidos com força total pela IBM e, em breve, seriam responsáveis por apresentar uma inovação ainda não vista na sociedade.

A “virada de chave” com o Windows

Depois de 10 anos desde a criação da Microsoft, em 1985, a IBM dispensou os serviços da empresa para desenvolver seus softwares de outra maneira.

Continua após a publicidade

Antes disso — já em 81 — a empresa de Bill Gates vinha trabalhando em um sistema operacional próprio, batizado oficialmente de Windows (janelas, em português).

O nome foi idealizado justamente porque a base do sistema consistia na exibição de janelas que reuniam e exibiam informações diversas a partir de um clique no mouse ou toque no teclado.

Algo que hoje em dia é tão normal e passa despercebido por nós, na época, era uma grande inovação.

Desde o seu lançamento oficial, em 85, o sistema operacional começou a ganhar espaço nas casas dos americanos, eliminando fronteiras e, hoje em dia, ocupando o posto de “sistema operacional mais usado para computadores pessoais em todo o mundo”.

Continua após a publicidade

Grande responsabilidade, não é mesmo?

Bill Gates e Melinda Gates

Bill e Melinda Gates

Melinda Ann French Gates era uma aluna exemplar, nascida e crescida em Dallas, Texas, também nos Estados Unidos.

Sempre entre os destaques de sua classe, se formou em Ciência da Computação e Economia.

Ela e Bill Gates se conheceram no ano de 1987, em um evento da Microsoft, e se casaram no ano de 1994.

O casal é conhecido mundialmente por seus esforços filantrópicos em uma instituição chamada de “Fundação Bill e Melinda Gates”.

Continua após a publicidade

Ela foi criada no ano de 2000, com sede na cidade natal de Bill, e gere um valor de mais de 38 bilhões de dólares.

Como objetivos, a fundação acredita na melhoria das condições de vida, saúde e redução da pobreza em países subdesenvolvidos.

Contudo, eles atuam também dentro dos Estados Unidos, com ações voltadas para a educação e tecnologia.

Uma das grandes áreas de pesquisa de Bill e sua fundação é o saneamento básico, custeando pesquisas gigantescas que falam sobre a necessidade de investir em um recurso tão importante para a população e que, muitas vezes, é responsável por levar milhares de pessoas a óbito.

Continua após a publicidade

A amizade com Warren Buffet, baseada em muita admiração

foto de Bill Gates e Warren Buffett

Bill Gates é associado a grandes nomes da sociedade. Um dos principais é seu amigo —  e um dos maiores bilionários do planeta — Warren Buffet.

Ambos, junto com Jeff Bezos (fundador da Amazon), fazem parte da lista da revista Forbes dos homens mais ricos do mundo. 

Buffet é reconhecido como um dos maiores investidores de toda a história, e tem a admiração de Gates, que é um entusiasta de vários dos seus projetos.

Publicamente, não esconde os elogios e o interesse na forma de seu amigo ver o mundo.

Continua após a publicidade

A principal admiração gira em torno da filosofia do investidor, algo como “encare a vida de cabeça para baixo”.

Essa frase demonstra toda a riqueza e valor em enxergar o mundo de forma diferente, desafiando o senso comum e saindo “para fora da caixinha”.

Fortuna e curiosidades

A revista Forbes divulgou a lista dos maiores bilionários do mundo no ano de 2020, e Bill Gates ocupa a segunda posição, com uma fortuna estimada em quase $ 110 bilhões de dólares (dados de hoje, 05/07).

Além da fortuna — que muitas pessoas têm curiosidade de saber — sua história é recheada de fatos interessantes. Veja alguns abaixo:

  • o primeiro programa que ele desenvolveu foi um jogo da velha;
  • enquanto estudava em Harvard, Gates falou para um professor que seria milionário antes dos 30 anos de idade. O que aconteceu, na verdade, foi ainda mais incrível: aos 31, ele já era bilionário;
  • com 22 anos de idade, ele foi preso por dirigir sem habilitação;
  • 32 anos depois de abandonar a Universidade de Harvard, recebeu reconhecimento com um doutorado honorário;
  • em entrevistas, Gates afirmou que a combinação Ctrl + alt + del surgiu dessa forma por causa de um erro;
  • seus três filhos não receberão toda a sua fortuna. A maior parte dela está comprometida aos trabalhos filantrópicos, e ele acredita que um valor que chega a cerca de U$10 milhões de dólares é muito mais do que o necessário para viver e prosperar;
  • sua casa é conhecida pelo luxo, tamanho e beleza no que diz respeito ao design, mas se destaca ainda mais pela inovação. Ao chegarem lá, os convidados recebem um chip e podem cadastrar suas principais preferências (temperatura do ambiente, músicas, decoração, entre outros) e todo o ambiente é personalizado a favor dos gostos dessa pessoa.

Ao conhecer a história de Bill Gates, percebemos que existe todo um universo além das suas conquistas na Microsoft e no mundo dos computadores.

Além da sua inteligência e grande senso de empreendedorismo, Gates é um exemplo a ser seguido no que diz respeito à construção de uma sociedade mais justa.

Publicidade