O que é empréstimo consignado? Como ele funciona na prática?

Conheça as particularidades do empréstimo consignado e descubra se vale a pena solicitar um na hora do aperto!

Julyana Andrade
Julyana Andrade

Não é segredo que o acesso ao crédito por aqui vem acompanhado de juros altos. Contudo, existem algumas modalidades que são um pouco mais atraentes do que outras, como é o caso do empréstimo consignado. Além das taxas, o prazo estendido de pagamento também é uma característica que o torna atrativo.

Quer saber mais sobre esse tipo de empréstimo e se realmente vale a pena considerá-lo na hora do aperto? Neste artigo, vamos responder as 15 perguntas mais frequentes sobre o assunto:

Continua após a publicidade

  1. O que é empréstimo consignado? Como funciona?
  2. Quem pode fazer um empréstimo consignado?
  3. O que é a margem do consignado?
  4. O que acontece quando acaba a margem consignável?
  5. É possível simular um empréstimo consignado?
  6. Qual é o valor das parcelas? Como calcular um empréstimo consignado?
  7. Como as parcelas são pagas?
  8. Empréstimo consignado com o FGTS: como isso funciona?
  9. É possível ter mais de um empréstimo ao mesmo tempo?
  10. Eu não tenho limite no banco, consigo fazer o empréstimo?
  11. Quais são as taxas de juros do empréstimo consignado?
  12. Posso liquidar antecipadamente um crédito consignado?
  13. O que acontece em caso de demissão?
  14. Pedir um crédito consignado é ruim?
  15. Como evitar problemas com um crédito consignado?

Continue conosco e confira a seguir!

1. O que é empréstimo consignado? Como funciona?

O empréstimo consignado — também chamado de crédito consignado — é uma modalidade concedida por bancos e financeiras para um determinado público. Nesse caso, as parcelas são descontadas diretamente no pagamento do solicitante (o salário ou a aposentadoria, por exemplo). 

Esse tipo de empréstimo é considerado um dos mais baratos que existem no mercado, em razão das suas taxas serem menores (geralmente em torno de 2% ao mês) em comparação com outras modalidades. Isso acontece porque, com o desconto direto, o risco de inadimplência acaba sendo menor. Assim, as instituições financeiras conseguem reduzir os juros.

Continua após a publicidade

2. Quem pode fazer um empréstimo consignado?

Para se habilitar a fazer um empréstimo consignado, o solicitante deve se encaixar em uma das três categorias a seguir:

  • funcionário público;
  • funcionário de empresa privada (com carteira assinada);
  • aposentados e pensionistas do INSS.

Além disso, só é possível conceder um empréstimo consignado para as empresas que fazem o pagamento dos seus funcionários de forma eletrônica, ou seja, em parceria com algum banco. Portanto, pergunte ao seu gerente se essa linha de crédito está disponível para você. 

Para contratar um crédito consignado é preciso ir até a instituição financeira ou banco em que a pessoa tem conta. Em geral, os documentos solicitados para a contratação são:

Além disso, para evitar fraudes, é o próprio beneficiário assine o contrato.

3. O que é a margem do consignado?

A margem do consignado é o valor máximo de parcela que pode ser descontada do salário. De acordo com a Lei 13.172/2015, esse limite equivale a 35% dos ganhos. Portanto, se você recebe R$1.000 por mês, o limite de margem consignável para o seu empréstimo é de R$350.

Continua após a publicidade

4. O que acontece quando acaba a margem consignável?

Se você não tem mais margem consignável liberada, significa que não poderá solicitar um novo crédito. Contudo, outras modalidades podem estar disponíveis para você em seu banco. Tenha cautela na hora de fazer essa escolha.

Primeiramente, porque os juros serão mais altos — possivelmente o dobro ou até mesmo o triplo dos juros do empréstimo consignado —, ou seja, você vai pagar muito mais por esse dinheiro.

Outro cuidado a ser tomado é que se você já utilizou toda a sua margem consignável, isso significa que mais de um terço do seu salário já está comprometido em dívidas com o banco. Ter dívidas que estão acima desse limite é algo que aumenta consideravelmente a possibilidade de prejudicar a sua vida financeira lá na frente.

Avalie bem antes de contratar!

5. É possível simular um empréstimo consignado?

Diversas instituições permitem simular e contratar o empréstimo online. Nos sites, as ferramentas permitem “brincar” com diversas opções de valores e prazos para pagamento, por exemplo. Dessa forma, fica mais fácil saber qual será o valor médio do crédito e das prestações.

Continua após a publicidade

É o caso do simulador de empréstimo consignado da Caixa e do Banco Inter.

simulador-de-emprestimo-consignado-caixa
Página inicial do simulador de empréstimo consignado Caixa
simulador-de-emprestimo-consignado-banco-inter
Página do simulador de empréstimo consignado Banco Inter

6. Qual é o valor das parcelas? Como calcular um empréstimo consignado?

Como dissemos, existe uma margem consignável. Então, as parcelas nunca poderão ultrapassar 35% dos seus ganhos.

Então, se você quer saber como calcular o empréstimo consignado, basta multiplicar o seu salário (ou benefício do INSS) por 35%. Quem ganha R$2.000, por exemplo, não pode ter uma parcela maior que R$700.

Essa é, essencialmente, uma forma de proteção para o trabalhador, evitando que ele destine todo o seu salário para pagar um empréstimo.

Quem contrata esse tipo de crédito tem que ter em mente que, por um determinado período (o prazo do empréstimo), não vai contar com aquele valor da parcela, uma vez que o desconto é automático.

Então, o planejamento financeiro tem que ser muito bem feito nessa hora. Assim, você evita adquirir outra dívida e aumentando as chances de ter problemas futuramente.

Continua após a publicidade

7. Como as parcelas são pagas?

Para os funcionários públicos e de empresas privadas a parcela do empréstimo consignado é descontada na folha de pagamento. Já os aposentados e pensionistas do INSS sofrem o abatimento mensal diretamente no benefício previdenciário.

8. Empréstimo consignado com o FGTS: como isso funciona?

Nessa modalidade, você pega o empréstimo consignado com garantia de FGTS. Ou seja, o fundo é usado como garantia para o caso de não conseguir honrar o compromisso. Os bancos e as instituições podem fazer uma consulta prévia para saber qual valor já está retido na conta.

As principais vantagens estão na possibilidade de conseguir taxas de juros mais baratas, além de prazos mais flexíveis para pagamento.

9. É possível ter mais de um empréstimo ao mesmo tempo?

É possível fazer mais de um empréstimo consignado, desde que o valor das parcelas de todos os empréstimos contratados não seja superior ao valor de 35% do seu salário, conforme explicamos anteriormente.

Continua após a publicidade

10. Eu não tenho limite no banco, consigo fazer o empréstimo?

É muito comum que as pessoas confundam o limite do banco com o limite da margem consignável. Vamos explicar:

O banco estabelece um limite de empréstimo para você baseado na sua renda e nas suas dívidas no mercado. Por exemplo, a instituição define o valor máximo de R$ 30 mil para empréstimo consignado.

Este limite de R$ 30 mil é o do banco, ou seja, o que ele poderá emprestar para você nessa linha de crédito.

Todavia, como explicamos no tópicos anterior, a lei estabelece que o máximo que uma empresa pode descontar em folha do seu empréstimo consignado é referente a 35% do seu salário (margem consignável).

Continua após a publicidade

Então, para que um empréstimo aconteça é preciso que você esteja dentro dos dois limites: o do banco e o da margem consignável.

11. Quais são as taxas de juros do empréstimo consignado?

Uma das grandes vantagens são as taxas de juros do empréstimo consignado, que são bem mais baixas do que outras modalidades de empréstimos. Principalmente comparando com o cheque especial e o rotativo do cartão de crédito, por exemplo.

A média das taxas de juros cobradas pelos principais bancos do Brasil, de acordo com dados disponíveis no Banco Central, pesquisados em 26 de fevereiro de 2021 é de:

Com base nesses números, consegue-se perceber que as taxas para funcionários de empresas privadas são maiores que as oferecidas para servidores públicos, aposentados e pensionistas do INSS, não é mesmo?

Isso acontece porque funcionários públicos mais têm estabilidade no emprego, e aposentados e pensionistas são pagos pelo INSS, que é uma autarquia federal. 

Continua após a publicidade

Já os funcionários de empresas privadas não têm estabilidade garantida por lei e podem ser demitidos a qualquer momento. Por isso o banco entende que o risco é maior, o que justifica os juros mais altos.

12. Posso liquidar antecipadamente um crédito consignado?

Sim, você pode liquidar ou antecipar parcelas a qualquer momento. Mas tenha atenção: se for antecipar as parcelas, informe que quer pagar de trás para frente, ou seja, as últimas parcelas primeiro.

Isso porque existe a possibilidade de conseguir desconto no juros cobrados caso antecipe ou liquide as parcelas restantes.

Por exemplo: se você contratou um consignado em 96 parcelas (oito anos) e no 24º mês (dois anos) resolveu quitar a dívida com o banco, será dado a você desconto equivalente a 72 meses de juros. O valor do desconto é significativo. Se você tiver possibilidade de fazer isso, vale a pena. 

13. O que acontece em caso de demissão?

Continua após a publicidade

Desde que esteja estabelecido em contrato, a empresa está autorizada a descontar até 30% do valor da rescisão para abater do empréstimo.

Se o valor descontado da rescisão não for suficiente para quitar o empréstimo, você terá duas opções:

  1. Quitar o empréstimo com alguma reserva financeira que você tenha;
  2. Renegociar a dívida diretamente com o banco ou financeira.

14. Pedir um crédito consignado é ruim?

Depende. Deve-se avaliar cada situação com cuidado. Fazer um empréstimo pode ser boa opção quando você sabe onde está o dinheiro.

Por exemplo, você tem uma dívida de R$ 50 mil no mercado, decorrente da compra de um carro. Caso as coisas se compliquem, você pode vender o carro e quitar a sua dívida.

No entanto, é comum as pessoas procurarem por um empréstimo porque o salário não foi suficiente pagar as contas do mês. Nesse caso, antes de fazer o empréstimo, é preciso entender porque se chegou a esse ponto.

Isso porque se não houver um planejamento, a situação tende a persistir e se toda vez que isso ocorrer você fizer um novo empréstimo, em pouco tempo todo o seu salário estará comprometido em dívidas.

Continua após a publicidade

Porém, de uma forma geral, o empréstimo consignado é um grande aliado para quem paga altos juros todos os meses. Especialmente com uso do cheque especial e do rotativo do cartão de crédito, que têm taxas que passam facilmente de 300% ao ano.

Por falta de informação e conhecimento, muita gente acaba carregando essa dívida por muito tempo, o que pode gerar grandes transtornos e endividamento de grande parte da população.

Vantagens e desvantagens 

Assim como toda modalidade de empréstimo, o consignado tem prós e contas. Por isso, antes de optar por esse tipo de empréstimo, analise se é a opção mais adequada. 

Confira algumas vantagens e desvantagens do empréstimo consignado: 

Vantagens 

  • agilidade na aprovação;
  • taxas de juros menores;
  • facilidade no pagamento;
  • negativados podem solicitar.

Desvantagens

  • é uma opção que não está disponível para todos os perfis;
  • a negociação das parcelas não é uma possibilidade;
  • uma parte da sua remuneração fica comprometida mensalmente.

Além de analisar esses pontos, pesquise bem sobre a empresa antes de fechar contrato. Além disso, compare o Custo Efetivo Total (CET) e faça simulações online. Por fim, após a contratação, verifique se o dinheiro entrou corretamente na sua conta. 

Continua após a publicidade

15. Como evitar problemas com um crédito consignado?

Para que o contrato do empréstimo consignado seja feito da forma mais correta e segura possível, é preciso voltar a atenção para alguns pontos. Os principais deles são: 

  1. De forma alguma entregue seu cartão do banco ou senha a terceiros e pessoas que você não conhece e mesmo que sejam parentes e amigos. Essa é uma das regras mais básicas de todas! Deixar de segui-la pode trazer sérias complicações.
  2. Em caso de perda ou roubo dos seus documentos, faça imediatamente um boletim de ocorrência. Assim, você se resguarda caso alguma movimentação não autorizada seja feita com seus dados. É sempre importante se proteger legalmente, acredite!
  3. Nunca passe informações pessoais e de benefícios por telefone. É muito comum que as pessoas acabem caindo em golpes e fraudes que usam desse artifício. Você nunca sabe as intenções de quem está do outro lado da linha. Por isso, sempre desconfie.
  4. Ao contratar um empréstimo consignado, certifique-se de entender todas as cláusulas do contrato, como a quantidade de parcelas, valor, taxa de juros e o custo total a se pagar pelo empréstimo contratado. Depois que o contrato estiver firmado, ficará muito difícil contestar algo. Por isso, tenha paciência e leia tudo com calma.

Afinal, vale a pena contar com o crédito consignado?

Se usado com cautela e inteligência, o empréstimo consignado pode ser um grande aliado das suas finanças. Por isso, estude bem sobre o assunto, analise todas as possibilidades e só tome uma decisão quando tiver certeza que será um bom negócio. Dessa forma, vale a pena!

Com bastante planejamento e um bom controle do orçamento pessoal, esse tipo de crédito é uma boa para resolver problemas financeiros, principalmente aqueles imprevistos que chegam justamente em uma má hora — e sabemos que isso pode acontecer bastante, infelizmente.

Para saber mais sobre esse universo, assine a Newsletter do iDinheiro e receba toda semana conteúdo exclusivo sobre o que importa para manter a saúde da sua vida financeira.

Continua após a publicidade

Comunidade iDinheiro
Pergunte à comunidade ➔

5 comentários

  1. Safira Guimarães

    O crédito consignado é um empréstimo com pagamento indireta, cujas parcelas são deduzidas diretamente da folha de pagamento ou benefício da pessoa física

  2. Cristina Rosa

    Como faço pra fazer um empréstimo??

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.