O que é criptografia e qual sua aplicação no cotidiano?

Você sabe o que é criptografia? Essa tecnologia se tornou fundamental em várias atividades que fazemos no dia a dia. Entenda tudo sobre essa prática aqui!

Escrito por Talita Nifa

Por que confiar no iDinheiro?

Responsabilidade editorial: Nosso editores são especialistas nas áreas e isentos nas avaliações e informações. Nosso objetivo é democratizar e simplificar o acesso a produtos e serviços financeiros sem viés. Conheça nosso código editorial.

Como ganhamos dinheiro?

Podemos ser comissionados pela divulgação e cliques nos parceiros. Isso também pode influenciar como alguns produtos aparecem na página, sempre com a devida identificação. Entenda como o site ganha dinheiro.

Política de Cookies: Nosso site utiliza cookies para estatísticas gerais do site e rastreamento de comissões de forma anônima. Nenhum dado pessoal é coletado sem seu consentimento. Conheça nossa política de privacidade.


Entender o que é criptografia na era digital se tornou fundamental para compreender como funcionam os processos mais simples do cotidiano, como troca de textos, pagamentos online e investimentos em moedas virtuais.

Milhões de pessoas realizam esses e outros procedimentos diariamente, mas podem não entender como funciona a tecnologia por trás dessas rotinas. Com isso, surgem dúvidas não apenas sobre as operações, mas também quanto a sua segurança, fazendo com que diversos usuários tenham receio de usar a internet para atividades do dia a dia.

Continua após a publicidade

Coinext

Continua após a publicidade

Coinext_Smart-Friday

Assim, entender o que é criptografia e como ela é implementada nas interações digitais é o primeiro passo para ter mais confiança no ambiente virtual, além de confirmar todas as garantias para proteger os seus dados antes de uma ação. Confira como essa tecnologia funciona e de que maneira ela garante que as suas informações e arquivos sejam enviados com a devida segurança pela internet.

O que é criptografia?

A criptografia é um conjunto de tecnologias elaboradas para proteger os dados de maneira que apenas seu emissor e receptor consigam acessá-los. Seu principal uso é nas comunicações digitais e na realização de pagamentos pela internet.

Continua após a publicidade

Coinext

Continua após a publicidade

Coinext

No entanto, esse ramo do conhecimento aplicado na matemática e na computação também estuda outras atividades além dessas, de modo a avaliar as técnicas de proteção em diferentes formas de interação, como assinatura de documentos e envio de arquivos sigilosos.

Os princípios aplicados na computação moderna consistem na análise de formas de cifragem e decifragem dos dados. De forma básica, a informação é modificada por cifras secretas, que voltam ao normal ao chegar no receptor, ou na pessoa que tiver a chave para identificar a mensagem.

Com isso, caso os dados cheguem em mãos erradas, será mais difícil decodificar o envio, protegendo o sigilo das informações e das pessoas envolvidas na comunicação.

O objetivo dessa tecnologia é garantir:

  • confidencialidade: terceiros não conseguem entender a mensagem;
  • integridade: terceiros não conseguem alterar a mensagem;
  • identidade: o receptor da mensagem sabe qual é o emissor.

No passado, os responsáveis pela decodificação precisavam entender o que é criptografia para serem capazes de atender a esses critérios e utilizar a chave de acesso nas mensagens.

Continua após a publicidade

Coinext

Continua após a publicidade

Coinext

Entretanto, essa operação, hoje, é feita por meio das máquinas e sistemas inteligentes, programados para gerar e reproduzir as decodificações automaticamente.

História da criptografia

Estudiosos buscam determinar o que é criptografia há vários milênios, uma vez que essa prática se inicia na Antiguidade. Mesmo sem a presença de um ambiente virtual, ela esteve presente em diversos momentos da história.

No Egito, os documentos passavam por processos de codificação conhecidos como hieróglifos, que substituíam as palavras por figuras que apenas o responsável por receber os pergaminhos conseguia decifrar.

Posteriormente, as tropas francesas, lideradas por Napoleão Bonaparte, encontraram tábuas antigas com três grafias em idiomas diferentes, que não puderam ser traduzidos totalmente, também sendo uma forma de criptografia antiga.

Continua após a publicidade

Coinext

Continua após a publicidade

Coinext

No século XIX, com o surgimento dos primeiros computadores militares, os cientistas de dados, na época da Segunda Guerra Mundial, precisavam enviar informações confidenciais sem o risco de interferências na rede pelos analistas inimigos.

Assim, passaram a implementar técnicas de codificação de mensagem, que, mais tarde, deram origem à criptografia avançada que utilizamos na internet.

Além da aplicação no ambiente digital, essa tecnologia também atua nos aplicativos de mensagem, como WhatsApp, e nas transações de moedas virtuais.

Qual a relação da criptografia com as criptomoedas?

Entender o que é criptografia permite entender a relação dessa prática com as criptomoedas, uma vez que o envio sigiloso de informações é a base que permitiu a ascensão desses ativos.

Continua após a publicidade

Coinext

Continua após a publicidade

Coinext

Uma criptomoeda pode ser definida como um recurso monetário que se baseia na codificação dos seus valores por meio de uma chave assimétrica. Seu conceito une, literalmente, as palavras “criptografia” e “moeda”.

Dessa forma, é possível visualizar seu endereço público, mas sem acessar seu endereço privado, pois apenas o titular da moeda possui a chave que permite utilizá-la. Sem essa tecnologia de segurança e sigilo, não teria sido possível o desenvolvimento do Bitcoin, primeira moeda virtual famosa do mercado.

Isso porque sua base de programação opera utilizando códigos secretos, para que apenas o dono da moeda consiga acessá-la.

Blockchain e segurança de dados

A blockchain pode ser definida como uma cadeira de blocos entrelaçada pela criptografia.

Uma vez que as moedas virtuais, especialmente o Bitcoin, começaram a ser comercializadas, era necessário garantir a integridade das suas informações, dificultando a cópia ou falsificação do recurso.

Continua após a publicidade

Coinext

Continua após a publicidade

Coinext

Para isso, os desenvolvedores criaram uma tecnologia que não apenas codifica as moedas, impossibilitando o acesso de terceiros aos seus dados, como também atrela cada código a um bloco anterior.

Dessa forma, para ser capaz de decodificar uma criptomoeda, por exemplo, o usuário deve encontrar a chave de acesso do bloco atual e do anterior ao qual ele está atrelado.

No entanto, cada transação envolve mais blocos no código, e, mesmo entendendo o que é criptografia, isso torna difícil identificar a mensagem integral que cada moeda virtual carrega.

Por isso, a blockchain se tornou uma base segura e essencial para o funcionamento das criptomoedas.

Continua após a publicidade

Coinext

Continua após a publicidade

Coinext

De forma geral, no contexto em que vivemos, essa prática também é responsável pela segurança dos dados dos usuários em todas as suas atividades, desde a comunicação entre dois usuários, até a realização de pagamentos.

Quais são os tipos de criptografia?

Para entender o que é criptografia de maneira completa, é importante conhecer os tipos de codificação que existem, e como eles funcionam na prática. Veja mais detalhes sobre as principais categorias em operação atualmente:

Criptografia simétrica

A criptografia simétrica é o tipo mais tradicional que existe, e provavelmente o sistema que as pessoas mais conhecem, pois a sua base utiliza uma única chave para codificar e decodificar a mensagem.

Por exemplo, considere uma informação que contenha a palavra “OLÁ”. Na criptografia simétrica, a chave que a tornaria secreta determina um único padrão, como o uso de 3 letras posteriores.

Continua após a publicidade

Coinext

Continua após a publicidade

Coinext

Dessa forma, a mensagem criptografada seria ROD, considerando que cada posição utiliza três letras para frente. Nesse caso:

  • O é substituído por R;
  • L é substituído por O;
  • A é substituída por D.

Por conta disso, embora seja simples entender o que é criptografia simétrica, ela também se torna o canal mais fácil de descobrir.

Criptografia assimétrica

Enquanto isso, o tipo assimétrico é uma lógica mais complexa, feita para dificultar a leitura da mensagem, mesmo codificada. Seu conceito se baseia no uso de duas chaves diferentes para enviar e receber os dados. Essa é a forma utilizada pela blockchain para administrar criptomoedas.

A primeira lógica é pública, usada para codificar a mensagem. No entanto, a segunda é privada, e somente o emissor direto a possui, de modo que é o único a conseguir acessá-la. Mesmo que outras pessoas possuam a primeira chave, sem a segunda, é impossível encontrar o significado da informação.

Continua após a publicidade

Coinext

Continua após a publicidade

Coinext

Sua principal vantagem é que não é necessário um canal sigiloso para trocar dados, pois o esquema de segurança funciona mesmo em ambientes vulneráveis. No entanto, poucas pessoas sabem o que é criptografia assimétrica, e podem considerá-la mais confusa de ser usada, por conta da complexidade.

Atualmente, é essa a base usada para assinaturas eletrônicas e para a conexão remota de um sistema privado corporativo, por exemplo. O protocolo de segurança do navegador, reconhecido pelo HTTPS na URL, também é criptografia assimétrica.

Hashing

Ainda, existe o hashing, uma metodologia que embaralha os dados de forma que não sejam mais reconhecíveis. Seu funcionamento é parecido com as duas categorias anteriores, com a principal diferença de que ele não foi projetado para ser reversível. Ou seja, não existe chave de decodificação.

Seu resultado gera um hash, de tamanho fixo, que é aplicado somente de um lado da comunicação.

Continua após a publicidade

Coinext

Continua após a publicidade

Coinext

Esse tipo de criptografia é mais comum na geração de assinaturas digitais, onde o emissor envia seus dados no documento, mas eles não precisam, necessariamente, ser decodificados, pois já comprovam que o arquivo foi assinado eletronicamente.

Com o hashing, a verificação dos arquivos é mais simples, pois o cálculo do hash é feito com matemática, analisando se o resultado do código é compatível com o arquivo original. No entanto, poucas pessoas sabem o que é criptografia de hash, pois ela é feita, principalmente, por sistemas inteligentes, e não precisa ser calculada manualmente.

O que significa criptografia de ponta-a-ponta?

A criptografia de ponta a ponta, também conhecida como end-to-end encryption ou E2EE, é um tipo de proteção aplicada na troca de mensagens. Atualmente, é o formato usado no WhatsApp, por exemplo, na forma como a empresa responde no seu FAQ.

Como seu nome indica, apenas as duas extremidades da comunicação podem decodificar a mensagem, o emissor e o receptor. Nem mesmo a plataforma que media os envios pode visualizar a mensagem.

Continua após a publicidade

Coinext

Continua após a publicidade

Coinext

Nos demais tipos, existe a possibilidade de terceiros acessarem o arquivo se tiverem as chaves correspondentes. Contudo, com o E2EE, somente os envolvidos na comunicação podem manipular os dados. Isso atribui uma segurança maior no envio de arquivos de texto, principalmente, e exime a empresa de processos por espionagem ou uso indevido de mensagens, por exemplo.

Para que serve a criptografia?

Muitas pessoas podem questionar porque aprender o que é criptografia, mas esse recurso está presente em todos os tipos de operações da internet. Por isso, vale a pena entender como ele funciona e onde está presente.

Veja os principais usos dessa tecnologia no seu dia a dia:

Compras online

Quando o usuário realiza uma compra online, ele está fazendo uso da criptografia. Essa é a tecnologia que permite uma troca de dados segura, em todas as etapas.

Ao abrir um site para ver os produtos, o usuário conta com a codificação das informações do seu navegador, impedindo que pessoas mal-intencionadas tenham acesso à sua localização ou identidade virtual, por exemplo.

Continua após a publicidade

Coinext

Continua após a publicidade

Coinext

Em seguida, ao selecionar os itens que deseja comprar, o consumidor é direcionado para uma página de checkout, que é totalmente criptografada. Dessa forma, pode enviar seus dados de pagamento com confiança, sabendo que não serão interceptados por outras pessoas.

Antes de confirmar o pagamento, as empresas responsáveis pelo processamento acessam os dados criptografados do seu banco ou instituição financeira, para confirmar que existe saldo suficiente.

Todas as etapas de uma compra online contam com trocas de dados seguras, proporcionadas pela criptografia dos navegadores e pelo envio de dados sigilosos para o receptor sem a chance de interferências.

Armazenamento de informações de projetos

O armazenamento digital de projetos é cada vez mais comum na internet, como o uso do cloud computing, e saber o que é criptografia ajuda a ter confiança nesses processos. Quando o usuário envia um documento para a nuvem, ele está compartilhando um arquivo com servidores externos. No entanto, o que garante a proteção desses dados é a codificação da mensagem.

Continua após a publicidade

Coinext

Continua após a publicidade

Coinext

Somente com suas chaves de acesso, que podem ser uma senha ou um login, é que se torna possível acessar as informações dos projetos. Dessa forma, o armazenamento de arquivos se torna uma alternativa segura, mesmo que usando redes externas.

Comunicação empresarial

A comunicação empresarial também é um exemplo da importância de entender o que é criptografia, uma vez que utiliza outros processos para além da internet.

Afinal, nem todos os dados dentro de um servidor corporativo são enviados em ambiente virtual. Contudo, também contam com codificações de ponta, que evitam acessos não-autorizados e o vazamento de informações confidenciais.

Para empresas, é ainda mais importante garantir a proteção das suas informações que envolvem dados sensíveis, como:

Continua após a publicidade

Coinext

Continua após a publicidade

Coinext
  • arquivos financeiros e bancários;
  • fichas de clientes;
  • informações de colaboradores;
  • projetos e estratégias em desenvolvimento.

Trabalhar com o envio e recebimento de documentos não codificados pode comprometer toda a operação da comunicação corporativa. Por isso, ela conta com a criptografia no seu dia a dia.

Login em plataformas da internet

O login nas plataformas da internet também são reforçados com a codificação de mensagens, e entender o que é criptografia ajuda a compreender a sua importância no dia a dia.

Cada acesso em sites ou redes sociais permite a verificação de identificação do usuário por meio de um banco de dados protegido. Com a cifragem das informações, terceiros não podem interferir na operação e interferir na troca de arquivos que ocorre no login.

Além disso, é uma operação com segurança reforçada, pois o próprio utilizador tem uma chave de confirmação, que é a sua senha. Ela segue criptografada para o servidor, que identifica e autoriza o login, sem que exista o risco de interceptação.

Continua após a publicidade

Coinext

Continua após a publicidade

Coinext

Assim, mesmo uma prática comum no dia a dia, como o login em plataformas, utiliza o conceito que define o que é criptografia.

O que pode ser criptografado?

Atualmente, tudo que é armazenado e processado em bits pode ser criptografado. Os bits são a unidade de transferência de computadores, e envolvem qualquer tipo de dado. 

Por isso, diferentes arquivos podem ser codificados, incluindo:

  • e-mails;
  • textos;
  • imagens;
  • áudios;
  • vídeos;
  • documentos;
  • senhas.

Ainda, esse processo pode acontecer dentro e fora da internet. Servidores privados e offline também contam com criptografia em suas atividades, como:

  • pagamentos;
  • assinatura de documentos;
  • comunicação entre dois usuários da mesma empresa;
  • armazenamentos.

Aplicativos, navegadores e a maioria das plataformas que permitem a comunicação digital contam com codificações em sua programação.

Continua após a publicidade

Coinext

Continua após a publicidade

Coinext

Benefícios da criptografia

Integridade dos dadosa mensagem não é corrompida no meio do caminho, nem alterada por terceiros;
Anonimidadepermite o envio e recebimento de documentos de forma anônima, protegendo a identidade dos envolvidos;
Processos sigilososa realização de processos, acordos e transações acontecem com maior sigilo, especialmente nas empresas;
Segurança na nuvemaumenta a proteção dos dados que são armazenados na nuvem, reduzindo as chances de vazamentos.

Conclusão: por que a segurança digital é importante?

Entender o que é criptografia permite investir mais na segurança digital, sendo importante para a realização de atividades na rede sem comprometer a integridade dos usuários.

Atualmente, quase todas as operações envolvem, de forma direta ou indireta, o uso da tecnologia. Com isso, aumentam os riscos de interceptação de informações e comprometimento da identidade das pessoas envolvidas.

Esses riscos podem trazer prejuízos consideráveis para os usuários, desde o uso indevido da sua identidade, para fraudes, até consequências financeiras, como roubos. Uma vez que o ambiente digital se tornou imprescindível no nosso dia a dia, aprimorar a segurança dos dados é a melhor alternativa para garantir uma experiência positiva e protegida dentro da rede.

E, para isso, é importante entender o que é criptografia e como ela funciona, para agir em parceria com essa prática e facilitar sua ação. Além de auxiliar na criptografia dos seus dados, procure identificar plataformas que sejam seguras de verdade, para promover uma proteção completa das suas informações e reduzir os riscos virtuais.

Perguntas frequentes

  1. O que é criptografia?

    Criptografia é uma prática que codifica dados, de modo que apenas o emissor e o receptor possam identificar a mensagem. Isso evita o vazamento de informações sigilosas.

  2. O que é chave de criptografia?

    Uma chave de criptografia é um pedaço de informação que controla o algoritmo de decodificação. Ela transforma o texto puro em um texto cifrado, ou vice-versa, para ser identificado pelos envolvidos na comunicação.

  3. O que é criptografia de dados?

    A criptografia de dados é um processo que busca eliminar as chances de que terceiros acessem informações sigilosas. Ela é aplicada principalmente na comunicação web.

Continua após a publicidade

Coinext

Continua após a publicidade

Coinext
Referências do artigo
  • FAQ WhatsApp. “Sobre a criptografia de ponta a ponta”. Link.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Participe das comunidades do iDinheiro no Whatsapp