Responsabilidade Editorial

Por que confiar no iDinheiro

O iDinheiro tem o propósito de democratizar e simplificar os serviços financeiros. Nossa missão é te ajudar a fazer as melhores escolhas, a partir das mais completas informações e recomendações sobre cada serviço.

Carteira de criptomoedas: o que é e como escolher?

Um carteira de criptomoedas serve para armazenar criptoativos. Veja como funciona uma wallet e descubra como escolher a melhor para você!

20220502_131551-1
Talita Nifa Estagiária de Conteúdo

Uma carteira de criptomoedas é um software ou um dispositivo de hardware que serve para dar acesso ao investidor aos ativos digitais que ele armazenou nesse sistema. Com a carteira (em inglês, wallet), gerenciamos nossos fundos, podendo receber ou efetuar pagamentos sem necessidade de intermediários.

Quando começamos a estudar um novo investimento, é comum surgirem várias dúvidas. Por isso, se você está se inserindo ao mundo das criptomoedas recentemente, uma pergunta muito comum pode ser onde guardar ou armazenar seus criptoativos.

Continua após a publicidade

Neste artigo, discutimos as principais questões sobre as carteiras de criptomoedas. Portanto, confira o que é, como funciona e o que é importante saber para escolher a melhor carteira de criptomoedas para você.

O que é uma carteira de criptomoedas?

Carteira de criptomoedas é um software ou um dispositivo de hardware para armazenar senhas de acesso aos criptoativos dos investidores. Com esse sistema, gerenciamos nossos fundos, podendo receber ou efetuar pagamentos sem necessidade de intermediários.

Continua após a publicidade

Os ativos digitais são guardados na blockchain, mas, com o sistema da carteira de criptomoedas, recebemos uma chave que dá acesso às nossas criptomoedas, como o Bitcoin, Ethereum ou outras moedas digitais. Sendo assim, a wallet armazena as chaves do investidor, garantindo segurança para os usuários.

Como funciona uma carteira de criptomoedas?

As carteiras de criptomoedas contam com o mecanismo da criptografia para garantir segurança às transações.

Após criar uma carteira, recebemos uma senha de acesso de recuperação do sistema. Em seguida, é a vez de receber um código de acesso próprio, afinal, cada carteira é individual. Chamamos esse código de chave-privada, pois ele é destinado ao acesso apenas do proprietário da wallet.

Sendo assim, essa chave deve ser mantida em segurança, pois ela dá acesso à carteira e, consequentemente, permite a segurança dos criptoativos.

Continua após a publicidade

Além da chave-privada, recebemos uma chave-pública e um endereço eletrônico para serem informados nas transferências. Isso ocorre pois com a carteira também podemos enviar e receber os ativos digitais. Logo, é possível fazer uma analogia dessa chave com o número da conta que há nos bancos tradicionais.

Quais são os tipos de carteira de criptomoedas?

Há vários tipos de carteiras de criptomoedas, mas podemos dividi-las em dois principais grupos:

  • carteiras quentes (hot wallets): funcionam conectadas à internet. Podemos encontrá-las em versões mobile, web e desktop. Basta baixá-la em lojas de aplicativo pelo celular, como Google Play ou Apple Store. Também é possível acessar a carteira diretamente pelo navegador ou instalando softwares no computador.
  • carteiras frias (cold wallets): não são conectadas à internet. São dispositivos físicos para conectar ao computador, como um pen-drive. Podemos também as encontrar em um papel, no qual o usuário imprime suas chaves privada e pública.

Dentre os dois grupos de carteiras que mencionamos, existem as versões de como podemos acessar cada tipo. Sendo assim, podemos considerar:

  • carteiras quentes: mobile, web e desktop;
  • carteiras frias: hardware wallet e paper wallet.

Quais são as vantagens e desvantagens e de cada tipo de wallet?

Enumeramos uma vantagem e uma desvantagem que cada tipo de carteira de criptomoedas fornece, afinal, esse é um conhecimento essencial para auxiliar em suas escolhas.

Confira abaixo algumas opções de carteiras de criptomoedas:

CarteiraVersãoVantagemDesvantagem
mobileapp de celularvantagem praticidadedesvantagens vulnerabilidade a programas maliciosos
webnavegadorvantagem praticidadedesvantagens suscetibilidade a ataques de hackers
desktopprograma de computadorvantagem armazenamento interno das informaçõesdesvantagens requer cuidados com malwares e vírus
hardware walletdispositivo físicovantagem acesso off-linedesvantagens preço alto
paper walletpapelvantagem baixo custodesvantagens possibilidade de perder o papel

O que devo saber antes de criar uma carteira de criptomoedas?

Certamente, quando lidamos com dinheiro, pensamos bastante na melhor forma de proteger nosso patrimônio. Para isso, rentabilidade e segurança são aliadas.

Continua após a publicidade

Porém, quando começamos a estudar um novo tipo de aplicação financeira, mercado ou investimento, podem surgir muitas dúvidas. Sendo assim, para quem está começando a estudar o mercado de criptomoedas, isso é bastante comum, afinal, esse é um mercado recente e em constantes mudanças.

Por isso, antes de escolher uma carteira de criptomoedas, vale se atentar a alguns fatores:

  • Para tarefas do dia a dia, como pagar ou receber por produtos e serviços, as mobile wallets podem ser uma opção.
  • Caso seu objetivo seja investir em ativos por longo prazo, as hardware wallets são mais indicadas, já que são bastante seguras.

Dicas para construir uma carteira de criptomoedas

Existem alguns fatores importantes para nos atentarmos antes de criar uma carteira para criptomoedas. Por isso, listamos algumas dicas para você considerar antes de criar sua carteira. Confira!

Conheça o mercado: o mercado de criptomoedas é volátil, cheio de possibilidades e em constantes transformações. Portanto, conhecimento é fundamental!

Continua após a publicidade

Entenda seu perfil de investidor: sabendo disso, você pode tomar escolhas cada vez mais adequadas para suas necessidades.

Compare: existem vários tipos de carteiras de criptomoedas, compare-as para ver quais estão mais alinhadas com sua necessidade e que tragam segurança. Veja a usabilidade de cada carteira, as criptomoedas suportadas e os tipos de proteção oferecidos.

Invista em segurança: todos os tipos de carteiras possuem fatores que podem comprometer sua proteção. Por isso, investir em segurança é essencial, então, vale a pena ter programas de proteção nos dispositivos ou manter senhas e chaves em locais seguros.

Como proteger minha carteira de criptomoedas?

  • Reforce a segurança: como sabemos, ainda que os criptoativos estejam em uma corretora, os dispositivos estão sujeitos a ataques, os quais podem fazer com que todo seu patrimônio seja perdido. Veja algumas atitudes para reforçar sua segurança: usar senhas fortes; fazer backups com frequência; atualizar as versões do software; optar pela autenticação em duas etapas e guardar bem sua chave-privada.
  • Distribua os ativos: não é o ideal deixar uma grande quantidade das suas criptomoedas em uma única carteira. Como mencionamos, é importante considerar a possibilidade de ataques. Sendo assim, caso isso ocorresse na corretora, todo o seu patrimônio em criptoativos estaria suscetível ao risco.
  • Tenha atenção: ao investir em criptomoedas, você lida com transações na internet, por isso, deve tomar cuidado para não clicar em links duvidosos. Eles podem conter vírus e roubar senhas. Além disso, quando for fazer transferências, certifique-se de que está inserindo o endereço correto. Caso haja algum erro, o ativo pode ser enviado para um destino incorreto, sem a possibilidade de estorno.

Conclusão

Neste artigo, você viu o que é uma carteira de criptomoedas e conheceu mais sobre seu funcionamento. Há vários tipos de carteiras: carteiras quentes e carteiras frias, que podem ser encontradas com diferentes suportes.

Cada uma delas, portanto, possui vantagens e desvantagens, por isso, para escolher a melhor carteira de criptomoedas, é preciso conhecer suas necessidades e alinhá-las com as alternativas que a carteira oferece.

Essa tarefa envolve pesquisa e comparações, já que existem várias opções no mercado. Além disso, a segurança deve prevalecer desde o momento de escolha da carteira, até a realização de transações.

Afinal, nada melhor do que manter nossos investimentos em segurança, não é mesmo?

Perguntas Frequentes

  1. Quais são as carteiras de criptomoedas?

    As carteiras de criptomoedas são um software ou um dispositivo para acessar ativos digitais armazenados nesse sistema. Existem carteiras quentes (mobile, web e desktop), que são conectadas à internet; e carteiras frias (hardware e paper), sem conexão com a internet.

  2. Qual carteira de criptomoedas escolher?

    A escolha da carteira de criptomoedas depende do seu objetivo: para o dia a dia (pagar ou receber por produtos e serviços), mobile wallets podem ser uma opção. Para acumular patrimônio, as hardwares wallets são mais indicadas, pois são bastantes seguras.

Continua após a Publicidade

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.