O que é descrição de pagamento? Entenda melhor sobre o assunto!

Entenda o que é descrição de pagamento na prática e como ela pode ajudar a identificar as cobranças dos seus serviços no longo prazo

Escrito por Karina Carneiro

Por que confiar no iDinheiro?

Responsabilidade editorial: Nosso editores são especialistas nas áreas e isentos nas avaliações e informações. Nosso objetivo é democratizar e simplificar o acesso a produtos e serviços financeiros sem viés. Conheça nosso código editorial.

Como ganhamos dinheiro?

Podemos ser comissionados pela divulgação e cliques nos parceiros. Isso também pode influenciar como alguns produtos aparecem na página, sempre com a devida identificação. Entenda como o site ganha dinheiro.

Política de Cookies: Nosso site utiliza cookies para estatísticas gerais do site e rastreamento de comissões de forma anônima. Nenhum dado pessoal é coletado sem seu consentimento. Conheça nossa política de privacidade.


O que é descrição de pagamento? Entenda melhor sobre o assunto!

Provavelmente, ao realizar uma transação financeira, você já se perguntou o que é descrição de pagamento e qual sua verdadeira função. 

Afinal, esse é um campo existente na maioria dos grandes bancos e instituições quando o cliente faz pagamentos e transferências. 

Esse pode ser considerado um mecanismo de organização dos próprios usuários. Afinal, permite a criação de grupos de contas

Com isso, é possível identificar qual o destino de cada uma das movimentações realizadas no longo prazo.

Pensando em te ajudar a entender este mecanismo disponibilizado pelas instituições financeiras, o iDinheiro preparou esse conteúdo sobre o que é a descrição de pagamento.

Além disso, vamos falar também para que serve e quais instituições fazem com que seu preenchimento seja obrigatório. Tenha uma ótima leitura!

O que é descrição do pagamento?

A descrição de pagamento nada mais é do que a informação detalhada sobre uma transação financeira, como transferências via TED ou DOC, além de pagamento de boletos e contas. 

No Brasil, ela pode ser feita através da maior parte dos bancos por um campo onde é permitido comentar sobre a operação. 

Assim, é possível que o usuário escreva o destinatário, o motivo e objeto comprado, entre outras informações que ele entenda como importantes. 

No entanto, é muito importante lembrar que a identificação detalhada por parte do cliente não é o único foco do mecanismo de descrição das transações. 

É muito comum que o banco tenha acesso a essa informação e ela possa ser analisada por eles.

Um exemplo são os setores de compliance que têm o objetivo de averiguar se a operação possui algum risco. 

É obrigatório colocar algo no campo descrição de pagamento?

Para a grande parte das instituições financeiras, não existe obrigatoriedade de preenchimento da descrição de pagamento. 

No entanto, esse processo faz com que a segurança das operações seja falha. 

Pensando nisso, alguns bancos tornaram o campo obrigatório. Um dos maiores exemplos é o Bradesco. Separamos algumas das práticas adotadas pela instituição.

Descrição de pagamento no Bradesco

Apesar de não ser divulgado o motivo pela escolha de colocar como obrigatório o campo de descrição de pagamento, é inegável que essa é uma das melhores maneiras de manter o controle financeira da sua conta.

Isso faz com que o Bradesco possa ser considerada uma organização mais segura em comparação com instituições como Nubank, Banco Inter e até mesmo os bancos tradicionais. 

Além disso, pela descrição de pagamento é possível criar categorias de gastos como: conta de luz, aluguel, conta de água, internet, roupas e lazer. 

O que colocar na descrição de pagamento?

Muitas pessoas tem dúvida do que colocar nas descrições de pagamento. 

Entre as informações que você pode inserir no campo de descrição de pagamento para te ajudar na identificação das contas pagas, selecionamos abaixo algumas alternativas, como: 

  • data da transação;
  • valor; 
  • objeto comprado;
  • por onde foi feita a compra;
  • grupo de contas.

Para que serve a descrição de transações bancárias?

A descrição de transações bancárias é um dos mecanismo de validação e checagem de segurança. 

Por meio dela, é possível que os bancos identifiquem padrões nas operações de cada um dos usuários. 

Isso acontece por meio das análises de softwares de data mining. Com isso, é possível que a inteligência artificial identifique possíveis irregularidades nas transações financeiras. 

Dessa forma, é possível até mesmo que o próprio banco não permita que as operações sejam bloqueadas se forem identificados riscos.  

Além disso, as descrições de pagamento podem ser utilizadas para organização pessoal, ajudando na categorização das transações.

Um exemplo disso, são os pagamentos de alimentos. Quando estsão todos com essa descrição, é possível que o usuário compare quanto foi gasto por mês. 

Vale lembrar que a descrição de transações bancárias não é um mecanismo utilizado para coleta de dados pela Receita Federal.

Afinal, essa é uma informação não obrigatória e por isso não possui um padrão.

Conclusão

Mesmo que não seja obrigatório o preenchimento da descrição pagamento, é muito importante que o campo tenha dados de motivo da compra, para o que foi destinado o dinheiro e outras informações importantes. 

Apesar de em um primeiro momento parecer apenas mais um burocracia, esses dados fazem com que os softwares consigam analisar o risco das operações.

Por isso, é possível até mesmo bloquear quando elas não são vistas como confiáveis. 

Gostou do conteúdo? Então, não deixe de assinar a newsletter do iDinheiro e ativar as notificações do Push para receber todas as novidades sobre como aumentar a renda de maneira efetiva.

2 comentários

  1. Andreia

    Tem como mudarbo nome que a descrição apareceu no extrato? O banco atende essa solicitação?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logo iDinheiro

Participe das Comunidades do iDinheiro.