Refinanciamento de consignado: entenda como renovar o empréstimo e resolver suas pendências!

Descubra o que é o refinanciamento de empréstimo consignado e quando vale a pena solicitar!

Design sem nome (1)
Mariana Vieira

O refinanciamento de consignado pode ser uma boa solução para quem está com dificuldades de arcar com as parcelas do crédito e até mesmo para quem deseja conseguir mais dinheiro, sem ter que solicitar um novo empréstimo.

Por meio dele, o cliente consegue até obter uma redução nos valores ou manter o mesmo custo das parcelas, dependendo da configuração escolhida. A seguir, vamos explicar como funciona essa modalidade para você poder avaliar se vale a pena ou não contar com o refinanciamento. Confira!

Continua após a publicidade

O que é refinanciamento de empréstimo consignado?

O refinanciamento do empréstimo consignado — ou renovação do empréstimo — consiste em renegociar as suas pendências, de forma que as parcelas se adequem à sua atual realidade financeira, seja reduzindo o valor das taxas de juros ou conseguindo um prazo maior para quitação da dívida.

Ele também é uma solução para quem precisa obter mais dinheiro, mas considera inviável fazer uma nova solicitação com uma já está em curso. Assim, os novos valores solicitados se somam ao montante atual e novas condições são impostas, o que também pode gerar uma redução no valor das parcelas e maiores prazos para pagamento. 

Continua após a publicidade

Como funciona a renovação de consignado?

O principal requisito para que o cliente possa solicitar o refinanciamento de empréstimo consignado é já ter quitado de 15% a 30% do valor da dívida. 

Para quem deseja obter mais dinheiro, também deve ficar atento à margem consignada que já está sendo usada. Ao somar os dois montantes, é necessário buscar uma configuração na qual o valor das parcelas não comprometam mais que 30% da sua renda mensal — algumas instituições permitem uma margem de até 35%.

Tendo isso em mente, basta que o cliente entre em contato com o banco e manifeste o desejo de refinanciar a dívida, sendo calculado os novos valores e recebendo o dinheiro solicitado (se for este o caso).

Ainda durante a solicitação, é possível que o cliente escolha entre o refinanciamento de consignado com ou sem “troco”. Dependendo da modalidade escolhida, uma diferença do montante na nova negociação volta para o cliente e ele recebe o valor em conta para utilizar como preferir.

Continua após a publicidade

Refinanciamento sem “troco”

Esse modelo é usado quando o cliente deseja apenas refinanciar a dívida com o banco para conseguir mais prazo e reduzir o valor das parcelas. 

Por exemplo: se você tem um empréstimo de R$10 mil, dividido em 60x e já pagou 15 parcelas, pode pedir o refinanciamento do valor restante pelas configurações originais da negociação, ou seja, em mais 60x.

Utilize nossa calculadora de empréstimo consignado para simular seu crédito

Assim, você aumenta o prazo de pagamento do restante da dívida e passa a pagar parcelas mais baratas, já que o valor é menor e os juros se diluem em um prazo mais longo.

Refinanciamento com “troco”

Já o refinanciamento de consignado com “troco”, é utilizado para quem, além de renegociar o contrato, quer pegar mais dinheiro e diluí-lo nas novas parcelas. 

Continua após a publicidade

O cliente, após pagar a quantidade de parcelas exigidas, solicita o refinanciamento com um acréscimo de valor. O banco, então, paga o restante das parcelas que faltam para quitar o débito, e a diferença relacionada a descontos e redução de juros são repassadas diretamente para sua conta, somando-se à nova quantia solicitada.

Quem pode solicitar refinanciamento de consignado?

O refinanciamento de empréstimo consignado pode ser solicitado por toda a classe que se enquadre nessa modalidade de empréstimo, ou seja, aposentados e pensionistas do INSS, servidores públicos e funcionários de empresas privadas que tenham convênio com o banco em que você tem conta.

Uma das grandes vantagens dessa modalidade é que mesmo quem está com o nome negativado pode solicitar. Isso porque a instituição tem mais garantia de pagamento, já que as parcelas são descontadas diretamente do salário ou benefício.

Vale a pena renovar o consignado?

Se você está pagando uma carta de crédito em que as parcelas não estão adequadas à sua realidade financeira atual ou até mesmo deseja solicitar um acréscimo de valor sem precisar passar pelo processo de um novo empréstimo, o refinanciamento de consignado vale a pena.

Continua após a publicidade

Isso se deve ao fato de, como você já vai ter pago parte dos débitos, é possível renegociar os valores restantes, com prazos que podem chegar à mesma quantidade de parcelas do contrato original. Com isso, a taxa de juros será diluída nas parcelas, reduzindo o valor a ser pago por mês. 

Isso é fundamental para gerar um alívio financeiro, possibilitando que você quite os débitos com mais tranquilidade, mesmo que demore um pouco mais de tempo para a quitação.

O refinanciamento também vai aumentar a sua margem consignável, permitindo que você tenha um limite maior, caso seja necessário solicitar mais algum valor por empréstimo.

Refinanciamento de consignado e portabilidade de dívida são a mesma coisa?

Não. A portabilidade de dívida pode ser uma segunda alternativa, caso a proposta de refinanciamento de consignado do seu banco atual não esteja de acordo com as suas expectativas.

Continua após a publicidade

Neste caso, você transfere seu empréstimo para outra instituição, que quita seu débito com o banco atual e te oferece novas opções de pagamento, que podem ser mais adequadas às suas necessidades, seja com a aplicação de juros mais baixos ou parcelamento mais amplo.

Conclusão

O refinanciamento de consignado abre margem para que você possa retomar a sua saúde financeira, caso esteja passando por dificuldades com as parcelas ou até mesmo se você precisa de mais dinheiro para investir em algum outro projeto ou fazer aquela viagem dos sonhos.

Tudo isso, sem precisar passar por todas as burocracias necessárias para solicitar um novo empréstimo e com condições diferenciadas de taxas de juros e pagamento, que podem ser mais vantajosas para o momento. 

Portanto, entre em contato com seu banco, solicite o refinanciamento e analise as propostas que a instituição tem para te oferecer.

Perguntas frequentes sobre renovação de empréstimo consignado

  1. Com quantas parcelas pagas posso renovar meu consignado?

    Apesar de não ser uma regra ou lei, a maioria das instituições determina que o cliente deve ter pago de 15% a 30% das parcelas totais para solicitar o refinanciamento de empréstimo consignado.

  2. Quando vale a pena fazer o refinanciamento de consignado?

    Quando o cliente deseja reduzir o valor que está sendo pago mensalmente, aumentando o número de parcelas ou quando ele deseja solicitar um acréscimo de valor sem precisar fazer um novo empréstimo.

  3. Vale a pena fazer o refinanciamento de consignado?

    Isso vai depender do seu planejamento e das suas condições financeiras atuais. Caso o valor das parcelas esteja comprometendo demais a sua renda, o refinanciamento de consignado pode ser uma boa saída.

Continua após a Publicidade

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.