Preço de imóveis residenciais fica abaixo da inflação em 2020

Karina Carneiro
Karina Carneiro
sala decorada, representando preço de imóveis
O preço de imóveis residenciais também apresentou a primeira alta desde 2016. Segundo site especializado, a variação nominal foi calculada em 3,67%.

A média do preço de imóveis residenciais em 2020 ficou abaixo da inflação IPCA, projetada para 4,38%. 

Dessa forma, houve uma queda real (quando o valor tem o desconto da inflação) de 0,68% de janeiro a dezembro do ano passado. No último mês de 2020, a queda real era de 0,75%.

Continua após a publicidade

Além disso, o preço de imóveis residenciais para venda subiu 3,67% em 2020, apresentando a primeira variável de subida desde 2016. 

As informações foram divulgadas pelo índice FipeZap, responsável por monitorar anúncios imobiliários em mais de 50 cidades do país. 

Preço de imóveis residenciais teve alta

Mesmo que exista o interesse da compra de imóveis residenciais e os juros para financiamento atualmente tornem o negócio mais atrativo do que em tempos anteriores, o setor ainda enfrenta dificuldades em relação à valorização dos imóveis. 

De acordo com a pesquisa, todas as capitais monitoradas, com exceção de Recife (PE), apresentaram aumento nos preços acumulados do ano, com valores acima da inflação.

Os grandes destaques da pesquisa foram: 

  • Brasília: 9,13%;
  • Manaus: 8,76%;
  • Curitiba: 8,10%;
  • Maceió: 7,90%;
  • Vitória: 7,49%;
  • Florianópolis: 7,02%;
  • Campo Grande: 5,91%.

Regiões mais prejudicadas

Enquanto isso, as grandes metrópoles, como Rio de Janeiro e São Paulo, tiveram menores valorizações no preço dos imóveis. 

Mesmo com o desempenho abaixo do esperado, a capital fluminense ainda possui o metro quadrado mais caro do país, segundo o índice. 

Com isso, o Rio de Janeiro terminou o ano de 2020 com uma média de preço de R$ 9.437/m². Já São Paulo fechou dezembro com uma estimativa avaliada em R$ 9.239/m².

As capitais com preços mais baixos de acordo com a pesquisa foram:

  • João Pessoa: R$ 4.515/m²
  • Goiânia: R$ 4.483/m²
  • Campo Grande: R$ 4.376m², 

Gostou do conteúdo? Então, não deixe de assinar a newsletter do iDinheiro e ativar as notificações Push para continuar acompanhando todas as novidades sobre o universo financeiro.

Continua após a Publicidade

Comunidade iDinheiro
Pergunte à comunidade ➔

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

    Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.