Impostos para empresas podem voltar a ser adiados pelo governo

Alguns impostos para empresas podem ser adiados novamente em 2021. Medida é estudada como uma forma de conter os prejuízos ocasionados pela pandemia.

Karina Carneiro
Karina Carneiro

Os impostos para empresas podem ter novo adiamento em 2021, visando a medida de conter os prejuízos ocasionados pela Covid-19.

Dessa maneira, guias de contribuição como as do Simples Nacional ou da Guia da Previdência Social (GPS) podem ser postergadas, assim como no ano passado. 

Continua após a publicidade

Mesmo que as decisões ainda não tenham sido tomadas e divulgadas de modo oficial, o governo visa implantar alternativas semelhantes aos impostos para empresas adotadas anteriormente. 

Com informações de reportagem do Valor Econômico.

Como funcionaria o adiamento dos impostos para empresas?

Assim como em 2020, o governo pretende proporcionar aos empreendedores mais um “alívio” para o pagamento das guias de impostos para empresas.

Com o adiamento, seria possível proporcionar aos negócios uma espécie de capital de giro para que os empreendedores tenham maior capacidade produtiva e consigam ter oportunidades de investimentos. 

Se o projeto for à frente, o adiamento dos impostos para empresas poderá ser feito em um primeiro momento por três meses. 

Em 2020, essa medida proporcionou um alívio de R$ 33,3 bilhões. Esse valor, contudo, voltou aos cofres públicos a partir de agosto com o parcelamento de guias que ficaram em aberto.

Outras alternativas

É possível que a antecipação do 13º salário das aposentadorias do Instituto Nacional de Seguro Social (INSS) também voltem a ocorrer. 

O abono salarial também segue na mira dos governantes para este ano. Esses dois incentivos anteciparam, no total, R$ 24,3 bilhões aos brasileiros no ano passado.

Segundo o veículo Valor Econômico, o ministro da Economia, Paulo Guedes, acompanha a reação da economia junto com a equipe econômica para analisar o segmento de novas medidas para garantir que o nível da atividade mantenha uma trajetória crescente.

Gostou do conteúdo? Então, não deixe de assinar a newsletter do iDinheiro e ativar as notificações Push para continuar recebendo os conteúdos sobre o universo financeiro. 

Continua após a Publicidade

Comunidade iDinheiro
Pergunte à comunidade ➔
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.