Preço médio do aluguel residencial no Brasil ficou estável em novembro

O preço médio do aluguel residencial em novembro ficou estável no Brasil, aponta pesquisa FipeZap. Confira o ranking do m² por capital.

Rodrigo Salgado
Rodrigo Salgado

O preço médio do aluguel residencial no Brasil se manteve próximo da estabilidade em novembro, aponta o Índice FipeZap. A pesquisa, divulgada nesta semana, mostrou oscilação positiva de 0,03% no mês.

Como resultado, novembro interrompeu uma série de cinco meses consecutivos de queda no preço médio do aluguel residencial, de junho a outubro. No mês anterior, o recuo foi de 0,12%.

Continua após a publicidade

Ainda assim, essa oscilação do preço médio ficou abaixo da inflação registrada no mês pelo IPCA/IBGE, de 0,89%, e pelo IGP-M/FGV, de 3,28%. Por isso, é possível afirmar que houve uma queda real no preço médio do aluguel residencial no Brasil em novembro.

No balanço parcial de 2020, o Índice FipeZap apresenta uma alta acumulada de 2,04% ao ano – ainda assim, percentual inferior à inflação medida no período. Por conseguinte, também houve uma queda real no preço, se levado em consideração todos os onze meses.

Nesse sentido, no acumulado dos últimos doze meses, a alta acumulada foi de 2,32%, um aumento também inferior à inflação medida tanto pelo IPCA/IBGE (+4,31%) quanto pelo IGP-M/GFV (+24,52%).

O preço médio do metro quadrado para aluguel residencial, que analisou 25 cidades do Brasil, ficou em R$ 30,35 no mês de novembro.

Variação mensal por capital

No total, a pesquisa leva em consideração os preços médios em onze capitais brasileiras. Dessas, quatro apresentaram oscilação negativa, enquanto outras sete tiveram variação positiva.

Oscilação negativa

  • Porto Alegre: -0,15%
  • São Paulo: -0,16%
  • Brasília: -0,37%
  • Belo Horizonte: -0,9%

Oscilação positiva

  • Goiânia: +1,17%
  • Fortaleza: +0,88%
  • Recife: +0,77%
  • Curitiba: +0,25%
  • Salvador: +0,16%
  • Florianópolis: +0,14%
  • Rio de Janeiro: +0,07%

Ranking – Preço médio do m² para aluguel residencial por capital

Levando em consideração o preço médio absoluto – ou seja, não a variação -, São Paulo segue a capital com o aluguel residencial mais caro; por outro lado, Fortaleza é a mais barata.

  1. São Paulo: R$ 40,10/m²
  2. Brasília: R$ 32,36/m²
  3. Recife: R$ 31,13/m²
  4. Rio de Janeiro: R$ 30,48/m²
  5. Florianópolis: R$ 26,40/m²
  6. Porto Alegre: R$ 24,80/m²
  7. Salvador: R$ 23,53/m²
  8. Belo Horizonte: R$ 23,46/m²
  9. Curitiba: R$ 20,64/m²
  10. Goiânia: R$ 18,19/m²
  11. Fortaleza: R$ 17,26/m²

Do mesmo modo, levando em consideração também as demais cidades analisadas, Barueri e Santos, em São Paulo, tiveram preço médio do aluguel de R$ 37,30/m² e R$ 34,18/m², respectivamente. Esses valores são superiores aos registrados em dez das onze capitais observadas.

Por outro lado, em Ribeirão Preto (SP), São José do Rio Preto (SP) e Pelotas (RS) foram encontrados os valores mais baratos para aluguel residencial: R$ 16,62/m², R$ 16,45/m² e R$ 14,87/m², respectivamente.

Rentabilidade do aluguel residencial

Ainda de acordo com o Índice FipeZap, a rentabilidade do aluguel (razão entre o preço médio de locação e o preço médio de venda) encerrou novembro de 2020 em 4,70%. Dessa forma, esse resultado é ligeiramente inferior ao mesmo mês do ano passado (-0,02%).

Ainda assim, foi superior à rentabilidade média projetada de aplicações financeiras de referência.

Esse índice é importante para o investidor que deseja utilizar o imóvel com a finalidade de obter renda com o aluguel ao longo do tempo. Por meio dele, conclui se vale mais a pena vender o imóvel e investir o dinheiro ou alugá-lo.

Esta matéria foi útil? Então, assine a newsletter do iDinheiro e fique por dentro das nossas novidades em tempo real no seu e-mail!

Continua após a Publicidade

Comunidade iDinheiro
Pergunte à comunidade ➔
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.