Vantagens e desvantagens do PIX para suas finanças: tire dúvidas sobre segurança e mais

Sabe quais são as vantagens e desvantagens do PIX? E se ele é seguro, você tem essa dúvida? Neste material, trouxemos uma análise prática, inclusive falando sobre fraudes e golpes com o meio de pagamento. Confira.

lucas proenca
Lucas Proença

Você já habilitou sua chave-Pix e sabe como fazer transferência pelo PIX? Então, provavelmente percebeu algumas aplicações dele no seu dia-a-dia que as transferências entre bancos não atendem.

Mas também já deve ter conversado com pessoas que preferem continuar fazendo DOC e TED, que se questionam se o PIX é seguro ou se o governo vai vigiar suas finanças a partir dele, não é mesmo? E o que dizer dos golpes no PIX que estão surgindo?

Continua após a publicidade

Esses são comportamentos e dúvidas naturais quando uma ferramenta vai ser usada para gerenciar nossas finanças. Assim, nada melhor do que avaliar os prós e contras do PIX.

Vantagens e desvantagens do PIX

Como tudo na vida, esse sistema de pagamentos instantâneos oferece vantagens e desvantagens ao usuário. Então, trouxemos um resumo aqui:

Continua após a publicidade

Vantagens do PIX

  • facilita as transações já que em vez de informar diversos dados, apenas o “apelido” da conta vai ser necessário;
  • funciona 24 horas por dia, em todos os dias do ano, sem exceção;
  • conclui a transmissão do dinheiro em poucos segundos;
  • pode ser usado para pagar estabelecimentos, transferências interbancárias, pagar impostos etc;
  • para pessoas físicas, exceto em alguns casos, não tem custo.

Desvantagens do PIX

As desvantagens são poucas. Mesmo que ainda seja um sistema que está sendo implantado (sim, ainda existem algumas etapas e novas soluções vindo por aí!), ele não exclui os usuários do sistema bancário, nem mesmo aqueles que não têm a chave PIX.

  • não permite fazer transações parceladas;
  • não deixa que o valor seja estornado caso tenha sido enviado incorretamente, por exemplo;
  • precisa que o aparelho esteja conectado à internet para realizar a transação instantaneamente.

Outras características do PIX podem ser classificadas como vantagens ou desvantagens de acordo com a forma que você gerencia suas finanças e transações bancárias.

Para um melhor entendimento, começaremos pela dinâmica do PIX, mas neste artigo você também irá conferir outras informações importantes a respeito da segurança desse meio de pagamento eletrônico instantâneo.

O PIX é seguro? Alguém pode tentar usar meus dados?

Com essas informações, já dá pra concluir se o pix é bom ou ruim para você, certo? Porém, ainda resta uma grande preocupação compartilhada por muitos brasileiros: o PIX é seguro? 

Continua após a publicidade

Para responder essa pergunta reunimos algumas situações.

Alguém tenta usar meus dados como chave PIX

Não seria o caso da chave aleatória, certo? Então estamos falando sobre CPF, número de celular e e-mail.

Para cadastrar número de celular e e-mail como chave PIX, é preciso fazer uma dupla confirmação.

Ou seja, além de inserir esse dado no sistema, a pessoa teria que receber a mensagem nesses canais e validar o pedido de registro como chave PIX daquele número ou endereço. Assim, isso só aconteceria se você permitisse.

Já a opção de cadastrar o CPF é ainda mais segura. Isso porque ao optar por essa chave durante o processo, o número já é automaticamente preenchido de acordo com o dado da conta bancária que está sendo relacionada ao PIX.

O governo (ou outra instituição) está acessando meus dados financeiros a partir do PIX

O Banco Central já recebe informações sobre as transações bancárias, especialmente as de alto valor, que envolvem câmbio etc.

Todavia, durante os eventos de lançamento, as entidades governamentais garantiram que as informações transacionadas no PIX não teriam nenhum fim comercial e só serviriam para monitorar o sistema quanto a sua eficácia.

E, na prática, escolher uma chave PIX é como dar um apelido para o nome completo da sua conta bancária. Definitivamente, isso não é uma das desvantagens do Pix.

Continua após a publicidade

Então, podemos dizer sim, que o PIX é seguro. É claro que isso não exclui a importância de usar dispositivos com antivírus e que tenham outros mecanismos de segurança de dados, como senhas de acesso, por exemplo.

A facilidade para golpes e crimes é uma das desvantagens do PIX?

Sobre o envio incorreto de valores pelo PIX, pensamos na hora dos golpes por Whatsapp e situações de roubo ou sequestro.

No entanto, vale lembrar que situações como essas estão na esfera criminal, ou seja, não podem ser consideradas uma das desvantagens do PIX, mas sim um problema de segurança.

Aliás, em sua concepção, o PIX não teria um limite de valor para suas transações.

Porém, o Banco Central estabelece que as instituições financeiras devem criar regras para mitigar irregularidades como lavagem de dinheiro e fraudes. Então, é por isso que alguns bancos e fintechs estipulam um valor máximo para transações no PIX.

Continua após a publicidade

De forma geral, com os cuidados tradicionais com qualquer meio de pagamento, podemos dizer que o PIX pode ser muito bem aproveitado na sua rotina financeira, não acha?

Então, você pode incluí-lo com mais tranquilidade no seu cotidiano.

Como funciona o PIX?

O PIX é um meio de pagamento ou transferência financeira instantânea lançado pelo governo que finaliza a transação em poucos segundos, a qualquer hora e dia da semana, incluindo feriados.

Provavelmente você já sabe disso, mas será que a dinâmica de funcionamento do PIX está realmente clara na sua cabeça? Se você ainda tem dúvidas da utilidade desse novo meio de pagamento e de como ele pode entrar no seu cotidiano, trouxemos algumas informações bastante úteis.

Confirme que seu banco ou fintech oferece a opção PIX

Como meio de pagamento, você não precisa baixar um aplicativo independente só para o PIX, ele já está entre as funções disponíveis no seu banco ou fintech, se eles cumprem os requisitos do sistema.

Continua após a publicidade

Ou seja, instituições financeiras e de pagamentos reguladas pelo Banco Central que tenham mais de 500 mil contas ativas devem, pela Instrução Normativa BCB n. 49, oferecer esse serviço.

E é aí que o PIX entra na sua vida! Afinal, as instituições financeiras mais conhecidas do país atendem a esse requisito.

Além disso, mesmo que você não tenha cadastrado uma chave PIX, ao fazer uma transferência para outra pessoa, seu banco ou fintech pode usar a plataforma PIX para concluir o processo.

Continua após a publicidade

Da mesma forma, se você não tiver uma chave PIX, mas for receber uma transferência de um parente, não se assuste se no seu extrato bancário ou celular, chegar uma mensagem informando que você recebeu um PIX, afinal de contas, ele é o meio de pagamento. Certo?

Nesses casos, o emissor vai inserir os dados padrões (agência, conta, CPF e nome do titular), mas o sistema vai usar o meio de pagamento PIX e, por isso, ficará sinalizado.

Cadastre sua chave PIX

O cadastro da chave PIX é opcional para o cliente, mas além de facilitar na hora de receber dinheiro de outras contas, você também pode receber benefícios. No C6 Bank, por exemplo, você ganha pontos no programa Átomos.

Então, para cada uma de suas contas transacionais (que você movimenta dinheiro), você pode cadastrar uma chave PIX que vai funcionar como um endereço único daquela conta e facilitar na hora de fazer transações bancárias.

Mas, atenção! Se é um endereço de destino, existe uma lógica que você só pode ter um para aquela conta.

Continua após a publicidade

E, pela mesma lógica, se você tem mais de uma conta transacional (em diferentes bancos, por exemplo), cada uma delas precisa de um endereço, ou melhor, chave PIX, diferente.

Exemplo: se você tem uma conta no Itaú e uma Inter, não pode colocar o CPF como chave PIX nas duas, cada uma precisa ter um “endereço diferente”.

Use o PIX para transferências e pagamentos

Pronto! Depois de fazer sua chave PIX, sempre que tiver que receber uma quantia, basta indicar esse único dado em vez de vários números, letras, CPF e nome completo.

Continua após a publicidade

Acho que já ficou claro, mas não custa confirmar: mesmo que o emissor não tenha uma chave PIX para a conta dele, pode usar o aplicativo do banco para transmitir o valor a você (já que você tem a chave PIX).

O mesmo acontece caso você queira fazer um pagamento usando PIX.

Você digitará a chave PIX do beneficiário, confirmará as informações que aparecerão no seu aplicativo e concluirá o procedimento digitando a sua senha tradicional para movimentações online.

De forma simplificada, agora você já sabe como funciona o PIX. Então vamos partir para algumas questões práticas?

Quais são as chaves PIX e qual é a ideal para você?

Algumas pessoas ficaram na dúvida sobre quais são as opções de chave para o PIX e qual a melhor delas.

Isso porque questionaram, por exemplo, se usar o número do celular não causaria um “boom” de ligações de propaganda ou outras coisas do tipo.

As chaves PIX para pessoa física podem ser:

  • CPF;
  • celular;
  • e-mail ativo;
  • chave aleatória.

Todas as opções são simples, basta indicar sua exata combinação para quem vai fazer uma transferência para você.

No entanto, se você também se incomoda com o compartilhamento dessas informações a desconhecidos, temos algumas sugestões:

  • criar um e-mail especificamente para ser vinculado a sua conta corrente, assim, mesmo que alguém tente usar esse endereço para outros fins (lista de e-mail marketing não autorizada, por exemplo), não vai atrapalhar sua rotina;
  • usar a opção da chave aleatória de 32 caracteres com números e caracteres gerados pelo Banco Central especificamente para aquela conta.

Como funciona a chave aleatória e o QRcode?

A chave aleatória está diretamente ligada ao uso do QRcode, que é uma outra forma de comunicar sua chave PIX.

Se você está tentando algumas formas de ganhar dinheiro para complementar a renda, pode ter até cinco chaves aleatórias para a mesma conta, inclusive.

Assim, se você tem produtos em um brechó online, está fazendo bolo para vender e oferece aulas de confeitaria, pode ter uma chave aleatória para cada uma das suas frentes de trabalho.

Perguntas frequentes sobre o PIX

  1. Por que inventaram o PIX?

    O PIX foi criado pelo Banco Central, com o intuito de oferecer ao usuário um meio de pagamento veloz, disponível 24 horas por dia, sete dias por semana e livre de taxas.

  2. Qual chave PIX é mais segura?

    A utilização da chave aleatória dá uma maior proteção ao usuário, evitando a exposição de seus dados pessoais. Mas todas as outras chaves PIX também são seguras.

  3. Qual o limite de PIX por dia?

    Não existe nenhum tipo de limitação, você pode fazer quantas transferências quiser com esse meio de pagamento.

Continua após a publicidade

Comunidade iDinheiro
Pergunte à comunidade ➔

One thought on “Vantagens e desvantagens do PIX para suas finanças: tire dúvidas sobre segurança e mais

  1. PAULO

    PIX para mim é uma fria por 02 motivos:
    – Banco Central não garante a operação caso tenha problema na transferência. TED é garantida pelas instituições.
    – Risco de sequestro relâmpago a noite o assaltante/sequestrador te obriga a fazer transferências em horários não convencionais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.