Responsabilidade Editorial

Por que confiar no iDinheiro

O iDinheiro tem o propósito de democratizar e simplificar os serviços financeiros. Nossa missão é te ajudar a fazer as melhores escolhas, a partir das mais completas informações e recomendações sobre cada serviço.

Privatização da Eletrobras: Reserva de ações com o uso do FGTS começa hoje

Trabalhador poderá usar até 50% do saldo do FGTS para comprar ações da estatal.

rafela
Rafaela Souza Jornalismo

A partir desta sexta-feira, 03, os trabalhadores poderão utilizar até 50% do saldo disponíveis nas contas do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) para comprar ações da Eletrobras após a privatização. O prazo vai até a próxima quarta-feira, 08, e o valor mínimo para a aplicação é de R$ 200.

O processo de privatização da Eletrobrás foi aprovado pelo TCU (Tribunal de Contas da União) no mês de maio. A oferta de ações da estatal foi lançada no último dia 27, e prevê que todo trabalhador residente e domiciliado no Brasil com saldo disponível na conta vinculada ao FGTS, pode fazer uma simulação para compra da aplicação.

Continua após a publicidade

Saiba mais sobre a reserva de ações da Eletrobras

A compra de ações da Eletrobras será feita pelo Fundo Mútuo de Privatização (FMP), criado nos anos 2000 e que já foi usado pelo governo na venda de outras estatais, como a Vale e a Petrobras. Para isso, o trabalhador deve fazer a reserva da aplicação através do aplicativo do FGTS ou presencialmente em uma agência da Caixa.

A autorização deve ser feita na opção “Autorizar bancos a consultarem seu FGTS”. Em seguida, o trabalhador deve escolher a opção “Aplicação nos fundos mútuos de privatização FGTS” e selecionar uma das administradoras – bancos e corretoras que operam o FMP. Essa instituição financeira deve ser a mesma em que o trabalhador fará a reserva da ação.

Continua após a publicidade

Segundo Liao Yu Chieh, educador financeiro do C6 Bank, essa é uma boa oportunidade para realocar o dinheiro do FGTS, que fica “parado” na conta e só pode ser sacado em situações específicas, como demissão sem justa causa, aposentadoria ou compra da casa própria:

“O FGTS é dinheiro de longo prazo, sem liquidez. É um recurso que tem a finalidade de oferecer garantia no futuro, mas que rende muito pouco como renda fixa. Se não vai usar o saldo para comprar um imóvel e pode investir pensado em longo prazo, o trabalhador tem uma opção melhor que é aplicar na renda variável”, afirma Liao.

Saiba mais sobre investimentos na renda variável.

Quer continuar acompanhando as notícias sobre a privatização da Eletrobras? Então, não deixe de assinar a newsletter do iDinheiro e ativar as notificações push. Se inscreva, também, no nosso canal do Telegram para receber todas as novidades.

Continua após a publicidade

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.