Bancos têm até o dia 4 de outubro para limitar PIX noturno a R$ 1 mil

O teto de R$ 1 mil para o PIX noturno também é válido transferências via TED, DOC, pagamentos de boletos e compras com cartões de débito.

Isabella Proença
Isabella Proença

Na última quinta-feira, 23, o Banco Central (BC) estabeleceu a data de início das restrições para operações financeiras noturnas. As instituições têm até o dia 4 de outubro para estabelecer limite de R$ 1 mil para PIX noturno e demais transações feitas por pessoas físicas entre 20h e 6h. Os bancos não sofrerão nenhum tipo de impacto com a medida.

Em agosto, a limitação das transações físicas já havia sido anunciada pelo BC. O objetivo é reduzir os casos de roubos e sequestros noturnos, após pedidos das próprias instituições financeiras.

Continua após a publicidade

Com informações da Agência Brasil.

PIX noturno será limitado a R$ 1 mil

O teto de R$ 1 mil não valerá somente para o PIX, mas também para outros meios de pagamento. Transferências via DOC, TED, compras com cartões de débito e pagamentos de boletos também serão limitados. Será permitido que o cliente altere os limites das transações por meio dos canais de atendimento eletrônico das instituições, entretanto, a mudança só passará a valer 24 horas após o pedido.

Até o dia 4 de outubro, os bancos deverão oferecer aos clientes a opção de cadastro prévio de contas que poderão receber transferências acima do teto estabelecido.

Registros de ocorrências

Por determinação do Banco Central, as instituições financeiras serão obrigadas a registrar ocorrências ou tentativas de fraudes nos serviços de pagamento. A lista deverá conter as medidas que foram adotadas para corrigir ou resolver os problemas.

A medida deverá ser concretizada até o dia 16 de novembro. Com base nos registros, os bancos deverão elaborar um relatório mensal que consolide as ocorrências e as ações praticadas.

Quer continuar acompanhando as notícias sobre o limite do PIX noturno e de outras operações financeiras? Então, não deixe de assinar a newsletter do iDinheiro e ativar as notificações push. Se inscreva, também, no nosso canal do Telegram para receber todas as novidades.

Continua após a Publicidade

Comunidade iDinheiro
Pergunte à comunidade ➔
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.