Startups brasileiras desenvolverão projetos de IA e automação em Estocolmo

Parceria entre Brasil e Suécia realiza intercâmbio de inovação para startups. Empresas brasileiras desenvolverão projetos de IA e automação em Estocolmo.

Isabella Proença
Isabella Proença

A Suécia está realizando um processo de intercâmbio de inovação para startups e busca empresas brasileiras. As iniciativas desenvolverão projetos de Inteligência Artificial (IA) e Automação em Estocolmo. A seleção foi aberta esta semana.

Entenda.

Intercâmbio de inovação para startups

Esta é a mais recente etapa de um processo de intercâmbio de inovação que vem ocorrendo nos últimos anos entre empresas dos dois países.

Continua após a publicidade

“O Brasil produz muita pesquisa científica, mas pouca inovação, que é olhar para os problemas da indústria. Já a Suécia está focada na inovação. Juntando a expertise sueca, que é pragmática, com a criatividade brasileira de trazer soluções fora da caixinha, dá um samba interessante”, explica a diretora-executiva do Centro de Pesquisas e Inovação Sueco-Brasileiro (Cisb), Alessandra Holmo, em entrevista à Folha de São Paulo.

A seleção em aberto é uma iniciativa organizada pelo Cisb em parceria com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e a sueca Saab AB.

As instituições irão disponibilizar até 3 mil euros para custear a viagem, prevista para agosto de 2021.

Quem pode participar da seleção?

Podem participar pesquisadores brasileiros ligados à instituições de ensino ou empresas. No entanto, é necessário ter experiência em cooperação com a indústria e mestrado. 

As propostas devem ser encaminhadas ao site do Cisb até o dia 12 de março.

Em 2019, 15 startups brasileiras foram selecionadas para um procedimento de pareamento com a montadora sueca Saab Automobile.

Em 2019, a empresa sueca fechou um contrato para entregar 36 aviões modelo caça ao Brasil, que serão montados na Empresa Brasileira de Aeronáutica S.A (Embraer). A instalação da linha de produção se tornou um trunfo da empresa, que passou a oferecer o modelo a outros países.

A carioca Media Glass, que produz óculos de realidade aumentada, e a MSD Sistemas, voltada para o desenvolvimento de sistemas para a indústria automotiva e aeronáutica, são as organizações que têm prestado serviços para empresas suecas.

Holmo destaca as áreas de bioeconomia, mineração e biomateriais brasileiras como potenciais para atender as dores suecas.

Sobre o Cisb

Nos últimos anos, o Cisb tem ligado startups suecas a empresas brasileiras e vice-versa.

A Holmo explica que este trabalho é realizado com um processo de pareamento: a organização constata os problemas das grandes empresas e procura as startups que podem resolvê-los no país parceiro.

“As startups têm as soluções e precisam encontrar quem está com aquela dor. O cliente, no geral, é uma empresa maior”, conclui a diretora-executiva.

Gostou deste conteúdo e quer continuar acompanhando notícias sobre startups? Então, assine a newsletter iDinheiro.

Continua após a Publicidade

Comunidade iDinheiro
Pergunte à comunidade ➔
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.