Como economizar na reforma: confira 7 dicas!

Reformar a casa pode ser custoso, mas algumas medidas ajudam a salvar o orçamento.

perfil
Camille Guilardi

Quem nunca se viu rolando o Pinterest e salvando todas as imagens de reforma e decoração?

Contudo, só de pensar em reformar já surgem as preocupações. Afinal, todos que já passaram por alguma reforma sabem bem todas as variáveis que podem dar errado e o quão estressante esse momento pode se tornar!

Continua após a publicidade

Esse sentimento piorou depois da alta no preço dos materiais de construção em 2020, reflexo dos desequilíbrios causados pela pandemia. Porém, o Índice Nacional da Construção Civil (INCC) dos últimos meses nos diz que a situação já está bem melhor. Assim, muitas pessoas voltaram a fazer planos de reformas.

Mas, convenhamos, às vezes, tudo o que queremos (e precisamos) é mudar o local em que passamos a maior parte do tempo, seja para deixar o ambiente mais a nossa cara ou trazer mais funcionalidade ao dia a dia. Pensando nisso, nós trouxemos 7 dicas que prometem ser uma mão na roda pra quem quer saber como economizar na reforma da casa sem se estressar tanto.

Continua após a publicidade

1. Faça você mesmo

Foto de duas pessoas em uma mesa cheia de tecidos e linhas, descobrindo o que é DIY de forma prática
O DIY promete tornar a reforma da casa mais divertida!

Essa é provavelmente a dica mais simples e fácil de se seguir. Hoje é possível encontrar milhares de tutoriais na internet que podem te auxiliar a dar outra cara para o seu lar, como os famosos DIY’s. E o melhor, tudo o que você precisa é de força de vontade e criatividade, com esse combo o céu é o limite!

Para facilitar ainda mais existem diversos vídeos que detalham o passo a passo dos ajustes que você pode fazer na sua casa. Na maioria das vezes, você já possui todos os materiais necessários. O importante é se divertir e não ter medo de errar. Desde um reparo simples até a criação de um novo quadro para a parede, o ideal é buscar aproveitar e aprender com os seus erros. Dessa forma, o resultado promete ser promissor.

2. Renove móveis antigos

Sabe aquele móvel deixado de lado? Ou que não tem tanto destaque? Quem sabe aquele que você simplesmente tem um apego enorme e não consegue se desfazer, mas não agrega no ambiente? Se você se identifica com alguma das situações, essa é a solução perfeita! E o melhor, tudo o que você vai precisar é de um pouco de imaginação.

Desde a mais simples das reformas, promete dar um ar diferente à qualquer cômodo, sem contar a possibilidade de economizar na reforma da casa comprando móveis em casas de antiguidades ou bazares. Com certeza alguma coisa irá chamar a sua atenção.

Continua após a publicidade

3. O segredo é saber pesquisar

Às vezes, tudo o que queremos é dar início no processo de reforma, e a única maneira de se livrar desse sentimento é colocando a mão na massa. Porém, esse pode ser o seu principal equívoco quando analisamos a situação econômica. Isso se dá, pois muitas vezes nos deixamos levar tanto pela vontade de começar que esquecemos um passo fundamental: a pesquisa.

Uma pesquisa antecipada pode trazer inúmeros benefícios, desde uma mão de obra mais qualificada, até um material com um melhor custo-benefício. Desse jeito, é possível se planejar financeiramente e é provável que você encontre preços mais baixos e consiga descontos. É aquele famoso ditado, a pressa é inimiga da perfeição!

4. Analise bem suas opções

Essa dica, por mais óbvia que pareça, é importante para o seu bolso. Normalmente, estamos com uma ideia tão concreta do que queremos que sequer damos uma chance para outras possibilidades. Possibilidades essas, que podem sair muito mais em conta para o seu bolso!

Uma delas é o uso de materiais alternativos no seu projeto. Por exemplo, trocar o uso do vidro pelo do policarbonato, um substituto de aparência bem semelhante, que proporciona maior resistência e flexibilidade. Igualmente, os pallets vêm ganhando bastante notoriedade. Esses, além de ocuparem pouco espaço e serem super versáteis, ainda são vistos como uma decoração casual e jovial. Um bônus é que muitas vezes eles são disponibilizados gratuitamente em armazéns de depósito.

Continua após a publicidade

Ambiente de paredes claras com um jardim vertical feito de pallets.
Pallets deixam o ambiente descontraído e estão super em alta!
icon

Dica

Importante ressaltar que estamos procurando algo de boa qualidade e com um preço que caiba no seu bolso. De nada adianta investir em um produto de qualidade ruim e ter que gastar o dobro em um futuro próximo na manutenção. Atente-se ao seu plano de economia, mas lembre-se que, às vezes, o barato sai caro!

5. Menos é mais

A última tendência no mundo da arquitetura é o minimalismo. O mesmo, a princípio, se consagrou como uma tendência artística. Contudo, chegou ao ápice nos últimos anos por oferecer ambientes visualmente limpos, elegantes e, o mais importante, com o uso do mínimo necessário de decoração.

Com a onda de consumismo que a facilidade tecnológica proporcionou, torna-se cada vez mais importante discutirmos o assunto. Ao mesmo tempo, a tendência minimalista vem para quebrar a ideia de que é preciso ter tudo para se ter um cômodo agradável. O lado bom é que, além do viés social interessante e da estética em alta, o estilo minimalista contribui para economizar na reforma da casa.

6. Busque por profissionais iniciantes

Homem segurando capacete de obra e equipado com ferramentas, ao fundo a imagem de um cômodo em construção, referenciando a reforma da casa
Profissionais iniciantes são uma ótima opção para economizar na reforma!

Se a presença de um profissional for requisitada, a dica é optar por aqueles que estão dando início na carreira. Geralmente, estes precisam montar um portfólio ou adquirir experiência em determinada área, deixando o orçamento mais em conta.

Obviamente, o medo de investir em alguém que não seja especialista no serviço ofertado às vezes fala mais alto. Ademais, existe o senso comum de desconfiar de tudo que é barato. No entanto, é importante ressaltar que o custo reduzido não está relacionado a uma qualidade inferior. Assim, as chances de você se surpreender com o resultado obtido são bastante altas.

Continua após a publicidade

7. Evite acumular problemas

É provável que a dica mais importante para saber como economizar na reforma da casa seja evitar acumular problemas. O mais comum é que os reparos corriqueiros abranjam mais do que fins estéticos. Afinal, quem nunca quebrou um azulejo? Ou teve que lidar com problemas na encanação? Essas situações podem se tornar corriqueiras e o mais inteligente é resolvê-las assim que possível!

Nesse sentido, postergar uma reforma necessária pode acabar gerando inúmeros problemas, sem contar que pode colocar em risco a segurança dos que ocupam a residência. Além disso, adiar o inevitável só vai dar espaço para que o problema se agrave e fique mais difícil (e caro) de resolver. Portanto, realizar os reparos necessários de forma pontual e rápida compensa muito mais economicamente e evita que o problema se torne maior!

Conclusão

É via de regra que, ao iniciar um processo de reforma, você acabe gastando mais do que o planejado. E tem vezes que realmente foge do nosso controle! No entanto, o que não pode acontecer é deixar tudo ao acaso e esperar conseguir os melhores preços.

Então, esperamos que nosso artigo tenha lhe ajudado nesse processo e que agora você consiga fazer escolhas mais conscientes e que pesarão menos no seu bolso!

Ademais, conta pra gente o que você achou das nossas dicas? Já utilizou alguma? Teve alguma dica indispensável que nós deixamos de falar? Deixa nos comentários que teremos o prazer de responder!

Sugestões de leitura do iDinheiro:

Continua após a Publicidade

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.