Justificativa de voto deve ser feita em 60 dias; saiba como justificar a ausência no segundo turno

O prazo para justificar a ausência no segundo turno é de 60 dias corridos após a data do pleito. Saiba como realizar o procedimento de forma digital.

LilianCH
Lilian Calmon

Se você não pôde votar no último domingo, 29, saiba como justificar a ausência no segundo turno. O prazo é de até 60 dias, ou seja, 28 de janeiro de 2021. A justificativa deve conter a documentação comprobatória da impossibilidade de comparecimento ao pleito.

A ausência no primeiro turno, realizado no dia 15 de novembro, deve ser apresentada até 14 de janeiro de 2021.

Continua após a publicidade

Com informações da Agência Brasil.

Justificar a ausência no segundo turno: requisição pode ser feita pessoalmente ou via web

A requisição pode ser feita por meio do aplicativo de celular e-Título (disponível para as plataformas Android e iOS), pelo Sistema Justifica, ou por meio do comparecimento a um cartório eleitoral para a entrega do Requerimento de Justificativa Eleitoral (RJE), que pode ser preenchido aqui

Ele deve ser enviado pelos Correios ao juiz da zona eleitoral na qual o eleitor for inscrito, acompanhado da documentação comprobatória da impossibilidade de comparecimento ao pleito. O acolhimento ou não da justificativa fica a critério do respectivo juiz.

Veja como justificar se estiver no exterior

Quem estava no exterior no dia do segundo turno pode justificar a ausência pelo e-Título, pelo Sistema Justifica ou pelo envio de correspondência ao juiz eleitoral. O prazo também é de 60 dias. A justificativa ainda pode ser apresentada no período de 30 dias corridos da data de retorno ao Brasil.

Os eleitores que estiverem inscritos em uma zona eleitoral do exterior não precisam justificar ausência em pleitos municipais. Isso só é necessário em eleições presidenciais.

Vale lembrar que os cidadãos que estiverem em débito com a Justiça Eleitoral ficam impedidos de tirar carteira de identidade e passaporte, de participar de concurso público e de assumir cargo público, entre outras sanções.

Aproveite e leia também “Votação online está sendo testada pelo TSE para eleições de 2022”.

Gostou deste post? Então, assine a newsletter do iDinheiro e receba tudo em tempo real.

Continua após a Publicidade

Comunidade iDinheiro
Pergunte à comunidade ➔
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.