Quais são os investimentos mais arriscados do mercado?

Investimentos arriscados podem trazer maior lucratividade, porém, não são indicados para todos os perfis. Saiba quais são esses papeis.

Karina Carneiro
Karina Carneiro

Os investimentos arriscados podem ser interessantes quando mesclados a uma estratégia que reflete apetite ao risco e maior conhecimento sobre as decisões a serem tomadas. Por isso, nem todo perfil de investidor pode se adequar a esse tipo de ativo.

Quanto maior o risco, maior as possibilidades de ganho. Entretanto, é sempre importante entender quais são os produtos financeiros que podem dar maior lucratividade considerando o período estipulado pelo investidor. 

Continua após a publicidade

E, para quem gosta de renda variável ou está preparado para assumir riscos e equilibrar a carteira de investimentos, essa pode ser uma excelente oportunidade para buscar boas oportunidades para o próximo ano. 

Conheça abaixo, alguns dos principais investimentos arriscados do mercado que podem ajudar o investidor a ter um retorno financeiro mais rápido.

Continua após a publicidade

Com informações do Valor Investe. 

Investimentos arriscados – Quais são eles?

Os investimentos arriscados podem ser os que estão mais próximos da renda variável. Entretanto, nem todos podem trazer resultados positivos no curto prazo, especialmente.

Confira abaixo algumas das sugestões.

1. Opções

As opções são um dos investimentos arriscados. Basicamente, são o direito de comprar ou vender algo por um preço estipulado em uma data futura.

Dessa maneira, pode-se congelar o preço do ativo no futuro, evitando possíveis prejuízos financeiros. 

Esses papéis costumam ser negociados em Bolsa e comprados em alto volume por investidores experientes, ou até mesmo por especialistas em mercados de capitais. 

2. Mercado Futuro

O mercado futuro merece destaque na lista. Assim como o nome sugere, essa é uma aposta futura dos investidores de modo geral. 

Continua após a publicidade

Ele consiste na compra e venda de contratos que possuam mercadorias (dólar, boi, milho ou até mesmo ações), negociadas posteriormente. 

Quem investe nesse produto agora tem a expectativa de revender por um preço mais alto em um período curto.

Porém, não existe nenhum tipo de garantia de que o produto possa valorizar, trazendo grandes prejuízos para quem não tiver experiência neste universo. 

3. Investimentos arriscados em ações

Apesar do mercado financeiro permitir a compra de ações fracionadas para pequenos investidores, esse também é um produto arriscado, já que não trabalha com garantias de lucros ou valorização. 

Continua após a publicidade

Portanto, para proteger a carteira, é importante diversificar os ativos, não trabalhando apenas com o papel de uma empresa. 

Então, recomenda-se comprar ações de diferentes empresas, ou investir em um ETF (fundo que replica um índice de ações, disponível na B3). 

Gostou do conteúdo? Então, não deixe de assinar a newsletter do iDinheiro e ativar as notificações do Push para continuar recebendo conteúdos sobre investir o seu dinheiro e diversificar seu patrimônio. 

Continua após a Publicidade

Comunidade iDinheiro
Pergunte à comunidade ➔
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.