Declaração de investimentos no IRPF – Quando começar a preparar?

Karina Carneiro
Karina Carneiro
pessoa escrevendo em caderno, representando declaracao de investimentos irpf
É importante começar a preparar ainda em dezembro a declaração de investimentos no IRPF, a fim de evitar problemas de última hora. Saiba preparar.

Dezembro é o mês ideal para quem deseja se antecipar diante da declaração de investimentos no IRPF.

Os contribuintes que tenham realizado aplicações financeiras em renda variável ao longo do ano podem começar a se organizar e separar documentação para não deixar a declaração em cima da hora.. 

Continua após a publicidade

Entenda por onde começar. Com informações do Valor Investe. 

Principais informações para realizar a declaração de investimentos no IRPF

O primeiro passo a ser dado é começar a separar todas as notas de corretagem das aplicações realizadas ao longo do ano (de janeiro a dezembro de 2020).

Esse procedimento deve ser feito em todas as corretoras de valores que o investidor tem cadastro ou que tenha comprado e vendido ativos ao longo desse tempo. 

Para ter acesso ao documento, é possível buscar no e-mail o extrato que a B3 envia mensalmente aos investidores ou baixar a documentação das movimentações do mês diretamente na plataforma em questão.

Com isso, é possível calcular o quanto foi gasto na compra e na venda dos ativos, para que, somente a partir deste momento, o cálculo relacionado ao imposto comece e a ser feito. 

Quando o lucro é tributável?

Uma outra preocupação relacionada à declaração de investimentos no IRPF está relacionada a quando tributar o lucro obtido com a renda variável. 

A tributação em cima do lucro em questão é realizada apenas quando o montante supera a quantia de R$ 20 mil.

Outra maneira de ser tributado sobre o lucro é quando o usuário realiza operações de day trade (quando a compra e a venda dos ativos ocorre no mesmo dia). 

Os produtos encaixados em uma declaração de investimentos de IRPF são as ações tradicionais, BDR’s, ETF’s e opções. 

A partir deste momento, será necessário emitir uma guia de Darf (Documento de Arrecadação de Receitas Federais) e fazer os devidos pagamentos. 

Para ler a matéria completa, basta clicar aqui

Gostou do conteúdo? Então, não deixe de assinar a newsletter do iDinheiro e ativar as notificações do Push para continuar acompanhando tudo o que acontece no universo financeiro. 

Continua após a Publicidade

Comunidade iDinheiro
Pergunte à comunidade ➔

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

    Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.