Procon-SP deve exigir a presença do carregador do iPhone 12 para os consumidores

O carregador do iPhone foi retirado do kit de aquisição dos aparelhos lançados esse ano. Único país a contar com o acessório é a França.

Karina Carneiro
Karina Carneiro

De acordo com informações divulgadas na Folha de S. Paulo, o Procon-SP vai exigir que a Apple forneça o carregador do iPhone 12 para os consumidores que adquirirem o aparelho da linha. 

Os smartphones lançados em outubro não contam com o acessório incluso na caixa, que também teve sua entrada modificada para USB-c. 

Continua após a publicidade

A norma deverá valer para todos os consumidores do estado de São Paulo que solicitarem o carregador durante a compra. 

Em outubro deste ano, o Procon-SP já havia notificado a empresa a prestar esclarecimentos do porquê havia tirado o carregador do iPhone 12 do kit original.

Entenda a polêmica em torno do carregador do iPhone 12

Em outubro de 2020, a Apple anunciou a venda dos novos iPhones para todo o mundo. Entretanto, também avisou que os novos produtos não teriam o carregador de tomada na caixa. 

Segundo a empresa, a medida estaria contribuindo para o meio ambiente, já que muitos usuários não utilizavam de maneira efetiva o carregador de tomada incluso na caixa, principalmente os que já eram consumidores da empresa a mais tempo. 

O Procon-SP, órgão responsável pelos direitos do consumidor no estado, alega que a peça é indispensável para o uso do produto. Além disso, afirma que a Apple não comprovou de maneira efetiva o ganho ambiental.

Ademais, a empresa também não garantiu que a utilização de carregadores antigos não trará nenhum tipo de problema técnico para eventuais reparos dos novos produtos na garantia.

Segundo a Folha de S. Paulo, a Apple não quis se manifestar sobre as solicitações do órgão. 

França é o único país a ter o kit completo

Enquanto isso, a França é o único país a contar com o carregador do iPhone 12 no kit original.

A medida ocorreu por conta de uma lei nacional dentro do país, que só permite a comercialização de aparelhos eletrônicos desde que eles tenham todos os componentes completos à disposição do consumidor. 

Gostou do conteúdo? Então, não deixe de assinar a newsletter do iDinheiro e ativar as notificações do Push.

Continua após a Publicidade

Comunidade iDinheiro
Pergunte à comunidade ➔
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.