Auxílio Emergencial pode ser prorrogado até o fim de 2022; entenda

O presidente da república, Jair Bolsonaro sinalizou que o Auxílio Emergencial pode ser prorrogado. A decisão será tomada ainda nesta semana.

Isabella Proença
Isabella Proença

Na última segunda-feira, 18, o presidente da república, Jair Bolsonaro, sinalizou que o Auxílio Emergencial pode ser prorrogado ao afirmar que o Poder Executivo resolverá a questão ainda esta semana. Segundo Bolsonaro, o valor do benefício após a prorrogação, ainda não divulgado, foi decidido em reunião realizada no último sábado, 16, com os ministros João Roma (Cidadania) e Paulo Guedes (Economia).

Atualmente, os valores pagos pelo Auxílio Emergencial entre R$ 150 a R$ 375.

“Se Deus quiser, resolveremos essa semana a extensão do auxílio emergencial”, disse o presidente na cerimônia de lançamento do programa Jornada das Águas em São Roque de Minas. “Devemos resolver também esta semana a questão do preço do diesel”, completou, sem dar detalhes de como o governo tratará a questão.

Continua após a publicidade

Auxílio Emergencial pode ser prorrogado até o fim de 2022

Criado para minimizar os impactos econômicos causados pelo novo coronavírus (COVID-19) sobre as pessoas mais vulneráveis, o Auxílio Emergencial está previsto para terminar neste mês de outubro. No entanto, o ministro da Cidadania, João Roma, já havia comentado, no final de setembro, sobre a possibilidade de prorrogação do benefício e afirmado que essa questão já estava sendo discutida no governo.

Vale ressaltar que a equipe econômica não é favorável à prorrogação do benefício por se tratar de uma despesa extraordinária que ultrapassa a regra do teto de gastos.

Governo usa o estímulo ao agronegócio como estratégia para conter a inflação

Durante o evento, Bolsonaro também disse que o governo trabalha constantemente para conter a inflação por meio do estímulo ao agronegócio. “Creio que brevemente a inflação começará a diminuir”, disse ele, que alegou não enxergar a possibilidade de desabastecimento do Brasil.

Coincidentemente, a fala vem após o chefe do executivo alertar diversas vezes que a falta de fertilizantes no mercado levaria a um desabastecimento no país já em 2022.

Quer continuar acompanhando notícias parecidas com esta, sobre a possível extensão do auxílio emergencial? Então, não deixe de assinar a newsletter do iDinheiro e ativar as notificações push. Se inscreva, também, no nosso canal do Telegram para receber todas as novidades.

Continua após a Publicidade

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.