Serviços

Conta Conjunta Digital: Qual escolher

Flávio Mariano
Flávio Mariano
Conta Conjunta Digital: Qual escolher

Conta Conjunta Digital? Saiba que é possível abrir uma conta conjunta sem tarifas e descubra qual o melhor banco para poder usufruir: Pacote digital, Digiconta ou iConta.

Artigo foi originalmente publicado pelo site Conta em Banco que, desde julho de 2020, faz parte do iDinheiro. Conteúdo e comentários foram integralmente mantidos.

Não há nenhuma objeção para abrir uma conta eletrônica, sem tarifas, mesmo que ela seja conjunta. Os três grandes bancos brasileiros (Banco do Brasil com o Pacote Digital, Bradesco com a Digiconta e Itaú com a iConta) oferecem serviços regulamentados pelo Banco Central que garantem isenção de tarifas para as transações feitas por meios eletrônicos, algo que é bem interessante tanto para os clientes individuais quanto para casais que querem manter suas contas particulares mas também gostariam de ter uma conta conjunta para compartilhar despesas, débito automático e uma reserva de emergência para o casal.

Escolher o melhor banco para abrir a conta depende de muitas coisas, desde a confiança que o cliente tem na instituição quanto nos serviços prestados e preços praticados. Como estamos falando dos maiores bancos do país, podemos equiparar que as três instituições são críveis. As contas também são muito semelhantes entre si em termos de valores e serviços oferecidos, então não será pelas taxas que devemos escolher a conta conjunta. Existe ainda um outro fator que pode ser preponderante: o atendimento.

Continua após a publicidade

Mesmo se tratando de uma conta digital, cuja maior parte das transações serão feitas online, ser bem atendido pode fazer toda diferença. Assim, sendo, vamos falar de nossa experiência ao tentar abrir uma conta conjunta digital em cada um dos bancos.

Banco do Brasil – Pacote Digital

Logo Banco do BrasilO Banco do Brasil é onde tenho a conta corrente individual, também utilizando o pacote digital. Esta seria a primeira escolha pela facilidade de acesso, internet banking etc. Acreditava também que, por ter cadastro no banco, a abertura de uma nova conta seria facilitada. Pois bem, este não foi o caso.

Ao me informar sobre a possibilidade de abertura de conta conjunta, sugeriram que o melhor a fazer seria abrir uma conta individual e oferecer uma procuração a outra pessoa movimentá-la. Não era bem o que procurávamos, mas serviria. O problema é que seria necessário abrir um processo totalmente novo para obter a conta e que poderia ser negado (haja vista que já tinha uma conta no banco).

Diante disso, desistimos do Banco do Brasil sem nem solicitar a abertura.

Bradesco – Digiconta

Logo do BradescoRestava então os dois bancos privados. Haviam duas agências do Bradesco e Itaú uma ao lado da outra. Preferimos o Bradesco por estar mais vazia. Fomos atendidos prontamente e apresentamos os documentos para a abertura da conta. Embora a atendente estivesse disposta a abrir a conta, o atendimento foi um desastre, talvez até por culpa nossa.

O ponto é que um dos comprovantes de renda (a declaração de imposto), estava em formato digital e gostaria de encaminhar por email para a atendente. Ela se recusou. Ora, como uma conta que se diz digital se recusa a receber um email? Porque criar um empecilho para um novo cliente sendo que este retornará lucro ao banco (mesmo que a conta seja isenta de tarifas, usaríamos cartões de crédito, guardaríamos dinheiro na poupança etc).

Ela se recusou a abrir a conta com um comprovante apenas. Diante disso, levantamos e fomos embora. Se para se tornar cliente, há problemas, imagine para resolver algo posteriormente?

Esta percepção ruim e má vontade do Bradesco parece ser recorrente visto os comentários que recebemos diariamente aqui no blog Conta em Banco.

iconta

Itaú Unibanco – iConta

Restava o Itaú para nossa conta conjunta. Entramos na agência faltando dez minutos para o encerramento e saímos faltavam vinte minutos para as cinco. O banco estava um pouco cheio, mas contava com um atendente a menos (talvez pela época de fim de ano). Depois da espera, fomos prontamente atendidos e conseguimos abrir a conta conjunta.

Todo o processo foi explicado, documentos recolhidos e, sobre o comprovante de renda que estava em formato digital, não foi necessário no momento. Acontece que poderiam abrir a conta sem qualquer comprovante de renda pois estes só afetam alguns serviços solicitados posteriormente à abertura da conta. De qualquer forma, seriam aceitas por email.

Publicidade

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

    Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

    18 resposta em “Conta Conjunta Digital: Qual escolher

    1. Engraçado! Abri uma conta digital no Banco do Brasil, e conjunta, sem nenhum problema. Já era correntista, porém, tive que fazer todo o processo normalmente. Fiz na hora.

      1. Como dito, Cristiano, não negaram, mas insistiram na conta individual com procuração. Além de informações desencontradas, ter que reenviar toda documentação (que já tinham) e colocado a possibilidade de negar a conta incomodou um pouco.
        O critério que estava procurando é facilidade de relacionamento, e nisso o BB e Bradesco pecaram.

        1. Flávio, acho que tu deu pé frio. Infelizmente, existem agências que complicam, e muitas vezes, é a pessoa que te atende que é despreparada. No meu caso, só tive que apresentar a documentação novamente, o que não era grande coisa: comprovante de renda meu e da esposa, comprovante de endereço e RG. Digitei as senhas do cartão e Internet, assinei o contrati e pronto. Cliente feliz!

          1. Sim, tenho certeza que foi acaso e ainda acrescenta-se o fato de ser uma agência de Universidade. Parece que são menos dispostos a abrirem contas que fujam de suas atribuições universitárias e de servidores.
            Se tivesse sido simples assim, terio optado pelo BB também.

    2. Estive no Bradesco Prime, para transformar minha conta, q na pratica já é digital há muito tempo, pois o Bradesco praticamente impede que entremos na agência, e depois de mais de uma hora tomando chá de cadeira, pois o funcionário nos deixou na mesa da gerência e foi pra dentro da agência buscar informações, me mandou buscar uma agência de varejo, para fazer um downgrade da minha conta, para depois de um mês aproximadamente, poder transformar em digital.
      Telefonei para o SAC do Bradesco para saber como fazer para transformar minha conta em digital e a resposta q obtive é q eu deveria comparecer a minha agencia e o gerente faria uma análise da minha conta pra ver se seria possível transformá-la em digital.
      Na minha opinião o Bradesco vai de mal a pior em termos de atendimento. Nem mesmo sendo cliente “prime” estou satisfeito com o serviço. Faço 100% das minhas operações via internet, portanto cheguei à conclusão q a digiconta é alternativa mais apropriada, pois pago por serviços q não recebo.
      Fechar a conta, significa prejuízo nos, agora poucos, investimentos no Banco.
      Mas é uma meta.
      Helio

      1. É Helio. Os clientes de alta renda são os que mais estão encontrando problemas na migração porque as agências não trabalham com varejo (que é o caso das Digicontas).
        O BC ajuda a resolver isso. Temos outros relatos aqui no blog com pessoas na mesma situação.

    3. Olá Flávio, gostaria de saber se é possível/permitido ter duas icontas conjuntas com minha esposa, uma eu sendo o titular e na outra ela sendo a titular?

    4. Continua após a publicidade

    5. Hoje solicitei a migração da minha conta conjunta para a iConta e o gerente disse que não era possível, e sugeriu que eu exluísse a titularidade do meu marido, pra depois migrar e depois abrir uma iConta pra ele. Acabei excluindo ele, mas não me senti segura depois. Sabe se isso procede?

      1. Não sei o procedimento, Natalia.
        Mas eu abri conjunta diretamente sem problema algum. Acredito que se confundiram.

    6. Eu tentei abrir uma conta no Itaú 3x sempre fui muito mal recebida. Eita gente cheia de empáfia. Abri uma conta em um banco digital Inter, simplesmente magnífico

    7. Continua após a publicidade

    8. Prezado Flávio,
      Acabei de tentar transformar uma conta corrente comum no BB para conta digital, tentando me livrar de tarifas já que só uso a conta através de internet.
      A resposta, oficial, é de que por já ser correntista do BB (inclusive com outra conta) não posso ter conta digital.
      Simples, e incomodamente, assim!
      Atenciosamente,
      Silvio Sinedino.

    9. Bom dia!

      Uma dúvida, já possuo a iConta e a Eletrônica BB, é possível fazer a “atualização” dessas contas, colocando como conjunta, porém mantendo elas como contas digitais nos dias de hoje??
      Alguém sabe informar?

    10. Bom dia Flávio.
      Estou buscando abrir uma conta conjunta digital. Atualmente tenho conta conjunta física no Bradesco, porém fui informado que o Bradesco só abre conta digital individual. A Digiconta já não existe mais. Agora é o NEXT.
      Alguma dica?

      1. Estas contas digitais divergem daquelas sem tarifas, então podem seguir regras distintas pelos próprios bancos.
        Se não me engano, só o Inter está abrindo estas contas digitais ainda e, não sei qual a política deles quanto a contas conjuntas.

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *