Bancos

Banco Público X Banco Privado: Qual É Melhor?

Flávio Mariano
Flávio Mariano
Banco Público X Banco Privado: Qual É Melhor?

Na hora de abrir uma conta corrente, é melhor escolher um banco público ou privado? Veja informações úteis que podem ajudar na sua decisão.

Artigo foi originalmente publicado pelo site Conta em Banco que, desde julho de 2020, faz parte do iDinheiro. Conteúdo e comentários foram integralmente mantidos.

Você sabe qual é a principal diferença entre um banco público e um banco privado? De modo geral, ambos oferecem serviços semelhantes, tais como contas correntes, cartões de crédito, opções de investimento e linhas de crédito. O que de fato as diferencia é a gestão administrativa.

No caso dos bancos públicos, o controle está nas mãos de alguma instituição pública: municípios, estados ou a união. Assim, temos, por exemplo, o Banco do Brasil, a Caixa Econômica e o BNDES, que são controlados pelo governo federal, além do Banco da Amazônia, Banco de Brasília, Banrisul e BDMG, administrados por estados e/ou municípios.

Continua após a publicidade

É importante ressaltar ainda que os bancos públicos podem ter algum tipo de participação privada. Porém, o capital particular não retira o controle das mãos da instituição pública que tem participação majoritária nesses bancos.

Os bancos privados, pelo contrário, são totalmente controlados por instituições privadas. Isso significa que eles não recebem investimento público. Os principais exemplos de bancos privados no Brasil são: Itaú, Bradesco e Santander. O HSBC, que até bem pouco tempo figurava entre os grandes bancos particulares, agora foi comprado pelo Bradesco e as marcas devem se fundir em breve.

Continua após a publicidade

É Melhor Ter Conta em Banco Público ou Privado?

O que realmente interessa ao cidadão comum é a qualidade dos serviços oferecidos por essas instituições. Na hora de abrir uma conta, faz diferença escolher um banco público ou privado? Tentaremos responder essa pergunta no decorrer do texto, mas já adiantamos que não existe regra. A decisão vai depender das preferências de cada consumidor, uma vez que os serviços oferecidos e os custos variam bastante conforme o banco.

Melhor Custo-Benefício

Segundo dados de uma pesquisa feita em 2014 pela CVA Solutions, os bancos públicos são mais bem avaliados pelos brasileiros no quesito custo-benefício. O primeiro lugar no ranking das melhores instituições está o Banrisul, controlado pelo estado do Rio Grande do Sul. Apesar de não ser tão famoso quanto seus concorrentes, o banco oferece serviços com valor competitivo e um bom atendimento aos clientes.

Pesquisa sobre os serviços bancários
Pesquisa sobre os serviços bancários

Na mesma pesquisa, o Banco do Brasil e a Caixa Econômica foram considerados como “Acima da média” pelos usuários, enquanto o Banco Bradesco ficou com a avaliação “Deixa a desejar”. Para o levantamento, foram analisados os seguintes serviços do setor comercial dos bancos: conta corrente, investimentos, empréstimos, seguros e cartão de crédito.

É importante ressaltar que a maior parte dos clientes o que realmente importa são os custos do serviços bancários, tanto que a principal reclamação diz respeito aos encargos. Quando questionados sobre o atendimento bancário, o banco com melhor avaliação foi uma instituição privada: o Itaú Unibanco. Assim, podemos notar que essa relação de custo-benefício não é o bastante para uma avaliação completa.

Continua após a publicidade

Custos dos Serviços

O que geralmente faz com que os bancos públicos sejam melhor rankeados é o custo reduzido dos serviços. Buscando pelos valores das tarifas no STAR da Febraban (www.febraban-star.org.br), é possível verificar que as instituições públicas tem os menores preços. Assim, os clientes são beneficiados pro cestas de serviços mais baratas, juros reduzidos e crédito facilitado.

Isso acontece devido a uma questão bem simples: esses bancos costumam receber investimento público para possibilitar a oferta de alguns serviços, como financiamentos. A Caixa Econômica, por exemplo, é responsável pelos programas de crédito imobiliário governamentais, como o Minha Casa Minha Vida. Por causa disso, o banco oferece juros menores para o financiamento de imóveis.

Outro fator a ser considerado é que o controle público dos bancos faz com que eles sejam usados como forma de controle da economia. Se o Governo Federal quer aumentar o acesso ao crédito, por exemplo, pode forçar essas instituições a reduzir os juros, fazendo com que as instituições públicas precisem também promover mudanças para manter a concorrência.

Ainda assim, os bancos privados podem oferecer condições melhores para aquisição de vários produtos. Na oferta de cartões de crédito, por exemplo, o Santander tem boas opções sem anuidade, com juros reduzidos ou maior prazo de pagamento. Com relação aos financiamentos, também é possível encontrar custos menores nos bancos Bradesco e Santander, dependendo do perfil de cada cliente.

Continua após a publicidade

Atendimento

Porém, em termos de atendimento os bancos públicos podem deixar a desejar. Ainda segundo a pesquisa da CVA Solutions, a Caixa Econômica é considerada como a instituição que oferece serviços mais em conta, porém com qualidade inferior de atendimento. Por outro lado, o Itaú, visto como uma instituição de tarifas mais altas, oferece maior qualidade na prestação de serviços.

Algo interessante para ajudar nessa avaliação é o ranking do Banco Central. Os dados recolhidos informam sobre as queixas dos usuários dos bancos. Além da lista geral, também é possível procurar por assuntos específicos, o que ajuda a comparar certos tipos de serviços.

A tabela abaixo mostra o ranking das principais instituições para o mês de setembro:

Bancos listados por índice de reclamações
Bancos listados por índice de reclamações

A Caixa Econômica, como você pode observar, aparece no topo da lista, seguida por três instituições privadas: o Bradesco, o Itaú e o Santander. O Banco do Brasil, que também é público, fica atualmente com a 6ª posição no ranking. Alertamos, porém, que essa ordem costuma variar bastante.

Breve Conclusão

Como comentamos antes, não existem regras na hora de escolher o banco. Cada cliente pode se encontrar em uma instituição dependendo do que procura e de suas experiências individuais.

De um modo geral, os bancos públicos são os com serviços mais em conta. Assim, se você procura economia, essas instituições são mais recomendadas. No entanto, quem quer atendimento personalizado, serviços de consultoria e um relacionamento mais próximo com o banco pode se dar melhor com os bancos privados, sobretudo no segmento premium.

Publicidade

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

22 resposta em “Banco Público X Banco Privado: Qual É Melhor?

  1. Você só esqueceu de mencionar um fato muito importante a ser considerado : se o cliente tiver que demandar seus direitos na justiça, marreco tendo razão deve saber que no caso da caixa econômica Federal a briga judicial será obrigatoriamente travada na justiça federal, conhecida por proteger a caixa de condenações maiores… Portanto, se tiver que buscar seus direitos, a chance de ser injustamente prejudicado é bastante grande em se tratando de caixa econômica Federal.

  2. Continua após a publicidade

  3. Fui assaltado dentro do banco caixa econômica mesmo com câmera eles não se responsabilizaram, isso nota a qualidade do banco, sem direito a recorrer…

  4. Independente do valor cobrado pelo banco em relação a tarifa bancária, que banco meu dinheiro estará mais seguro; no banco do brasil ou no banco itaú.?

    1. Difícil resposta, mas acredito que a escolha é pessoal e terá a mesma segurança nas duas, Álvaro.
      As duas instituições são reconhecidas, grandes e sólidas.

  5. Boa noite !

    Gostaria saber se o valor pago pela remuneração de Previdecia privada, geralmente são semelhantes para todos os bancos, ou tem algum banco especifico que se destaca

  6. Continua após a publicidade

  7. Voces esqueceram de comentar sobre a corrupção, mesmo os bancos públicos serem com juros baixos e com mais facilidade na vida, eles estao junto com o governo ou seja, nosso dinheiro que esta la, pode ser usado e brincado com a politica a hora que quiser, sou a favor do estado, mas na situação atual do país eu prefiro mil vezes colocar meu dinheiro em um banco privado do que em um público.

    1. Corrupção também chega no privado.
      Você acha que os bancos privados estão livres nessa, Nicolau?

      Existe a chance de quebra de um banco privado que é bem maior que o público, por exemplo.
      De qualquer forma, o governo não pode usar o dinheiro como bem entender.

  8. Comparação meramente baseada no atendimento. Isso varia muito em cada agência e pra mim não é tão importante.

    A tabela de investimentos é baseada na avaliação do cliente e não no banco com maior rendimento

    Gostaria de uma comparação do tipo, qual o banco com menores taxas, melhor cambio para compra em dolar e melhores ofertas para investimentos

  9. Continua após a publicidade

  10. Será que pode acontecer um bloqueio judicial na conta corrente em um banco privado.?Santander.
    Ou a justiça não pode fazer isso,por ser um banco privado.?

  11. Para mim, o Banco do Brasil é o pior em atendimento, os funcionários simplesmente parecem não saber o porquê estão ali, procedimentos simples como a solicitação de um cartão adicional podem gerar uma séria dor de cabeça para o correntista, sem contar que te atendem como se estivessem fazendo um favor. Tenho conta no Bradesco, na CEF e no BB, dos três o que mais me incomoda sem sombra de dúvidas é o BB.

  12. Continua após a publicidade

  13. Alguns registros se fazem necessários sobre o assunto. Assim, peço vênia pata comentar:
    1) os bancos privados recebem recursos da União, sim; lamentavelmente, sem amparo, haja vista não ser previsto em normativos em Lei; ocorre, sim, por “socorro” e afinidades políticas, etc… É o caso dos PROERs, anistias de dívida, compatilhamento de recursos de bancos púlblicos, repasses, etc;
    2) O Banco da Amazônia é federal. Logo, seu controle é do governo federal, o qual nomeia sua diretoria, a exemplo do que ocorre com os demais da mesma natureza: BNDES, Banco do Brasil, Banco do Nordeste do Brasil, CAIXA;
    3) Os Bancos públicos têm um diferencial muito grande em relação aos do setor privado, que não somente a sua gestão ou controle administrativo.; 4) o Bancos públciso atuam em importantes setores da economia em que o privado por essência não o faz: agricultura familiar, crédito especializado e de longo prazo, setores produtivos, habitação, microcredito orientado, FGTS, Cultura…; 5) os públicos constituem ferramentas fundamentais de política econômica do Estado; logo, estratégicas para a promoção do desenvolvimento. 6) os Bancos públicos são submetidos a rigorosos processos de fiscalização; dão lucro e resultados direcionados para o governo, o qual os inclui no caixa do tesouro para fins de promoção de políticas publicas, sociais…. Os bancos privados auferem muito lucro por meio de tarifas e taxas exorbitantes, mas que diferente do setor público é de apropriação privada, dos banqueiros, portanto, sem retorno social algum. É isto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *