Saiba quais são os 11 melhores produtos para revender em 2022

A área da revenda é uma das formas mais efetivas e tradicionais para ganhar dinheiro e aumentar a renda no final do mês. Veja bons produtos para revender:

lucas proenca
Lucas Proença

Se você está considerando a possibilidade de atuar na área da revenda para faturar uma renda extra e aumentar os seus ganhos mensais, precisa saber quais são os melhores produtos para revender.

Não importa se você já está no ramo e quer diversificar seu catálogo de produtos ou se vai começar agora, afinal de contas, para ambas as situações é preciso estar ciente dos negócios que são mais lucrativos na área de revenda de produtos. Veja os principais:

  1. Cosméticos
  2. Semijoias
  3. Bijuterias
  4. Produtos eletrônicos
  5. Roupas e acessórios
  6. Roupas íntimas
  7. Moda fitness
  8. Calçados
  9. Utensílios de cozinha
  10. Roupas de bebê
  11. Refeições congeladas

O melhor desse tipo de negócio é que você não precisa largar o seu emprego atual (caso tenha um), já que um dos objetivos dessa ocupação é obter uma renda extra.

Dito isso, veja a seguir mais detalhes sobre cada um das opções listadas e entenda o porquê delas estarem entre os melhores produtos para revender.

Continua após a publicidade

1. Cosméticos

Certamente você conhece ou até mesmo já comprou produtos de uma pessoa que trabalha como representante de uma empresa de cosméticos, como Avon , Natura e Eudora .

A revenda de cosméticos dificilmente sairá de moda, porém, seu sucesso depende muito da construção e da fidelização da sua cartela de clientes, da mesma maneira que a maioria dos negócios da categoria.

Quem está neste ramo de atuação pode faturar bastante, uma vez que os preços são bem variados, assim como as comissões.

Uma boa dica para quem está pensando em começar a revender cosméticos é ter uma boa variedade de produtos. Dessa maneira você terá praticamente uma loja em casa e atenderá somente por demanda.

Continua após a publicidade

Vale muito a pena pesquisar para saber quais tipos de cosméticos as pessoas da região que irá atuar costumam consumir. Assim, fica mais fácil saber o tipo de parceria que deve ser fechada.

Revendedora Avon

Revendedora Avon

Revendedora Eudora

Revendedora Eudora

2. Semijoias

As semijoias fazem sucesso por conseguirem unir estilo e elegância a um bom custo-benefício. Por ser bastante sólido, esse mercado é muito procurado por revendedoras.

Vender semijoias é lucrativo e pode ser uma ótima opção de negócio, e o melhor é que você não precisa iniciar com um grande investimento, sem contar que esses acessórios são de ótima qualidade, duram bastante e possuem um preço bem acessível.

Outro ponto para obter bons lucros é por meio de uma loja online, onde é possível vender para todo o país.

Continua após a publicidade

Existem muitas outras boas razões para revender semijoias. Separamos duas para você. Confira:

Segurança dos produtos de qualidade

Revender semijoias também é um negócio lucrativo muito pela tradição e cuidado do fabricante que estão diretamente ligados à segurança e qualidade dos produtos, portanto procure escolher uma marca já consolidada no mercado, como a Rommanel, por exemplo.

Desta forma, você conseguirá oferecer o que há de melhor em acessórios e conquistar sua clientela.

Sem contrato e burocracia

Quem trabalha ou já trabalhou no meio corporativo sabe muito bem o quanto isso é burocrático. É necessário assinar contratos, bater ponto, cumprir horários determinados, prestar justificativas e mais.

Com a revenda de semijoias, você fica livre disso tudo. E o melhor, todo dinheiro que entrar será seu.

Continua após a publicidade

3. Bijuterias

Da mesma maneira que o mercado de semijoias, as bijuterias fazem muito sucesso entre o público feminino. O baixo custo das peças costuma atrair muitos lojistas, mas são as vendas online e os nichos aquecidos que têm mantido o segmento nos últimos anos em alta.

Em suma, revender bijuterias tem muitas vantagens, pois além de serem leves, conseguem agradar a todos. Afinal, que mulher consegue resistir a belos brincos, pulseiras e colares? Ainda mais se as peças forem de qualidade e o preço acessível.

4. Produtos eletrônicos

Os produtos eletrônicos também são considerados bons produtos para revender. Sabemos que competir com os grandes varejistas pode parecer um desafio muito grande, e de fato é, mas ainda há espaço para pequenos empreendedores no mercado.

Aqui, a dica é fazer uma pesquisa de mercado e apostar em produtos de baixa demanda, uma vez que elas não são vantajosas para as grandes redes.

Continua após a publicidade

5. Roupas e acessórios

O setor de roupas e acessórios sofreu um impacto muito grande devido à pandemia, mas, de acordo com a Associação Brasileira de Indústria Têxtil, o setor fechou o ano de 2021 com um crescimento de 25% em virtude da flexibilização das medidas preventivas de isolamento social.

Entretanto, você pode obter bons lucros revendendo roupas e acessórios para os mais diversos públicos. Isso porque mais cedo ou mais tarde todas as pessoas vão acabar precisando comprar novas peças, seja para uma ocasião especial ou simplesmente para renovar o guarda-roupas.

Muitas cidades espalhadas pelo Brasil possuem locais focados em vender roupas por atacado, sendo assim, logo que definir seu público-alvo, vale muito a pena visitá-las.

O preço pode variar bastante, por esse motivo é indicado realizar uma pesquisa a fim de saber qual a média de preço que as pessoas aceitam pagar por cada peça.

Continua após a publicidade

Se estiver pensando em montar uma loja física, o local deve ser escolhido com muita cautela. Prefira locais que possuem uma boa circulação de pessoas.

6. Roupas íntimas

Outro segmento muito bom que mesmo em períodos de muita incerteza econômica, se mantém aquecido, é o de lingeries e roupas íntimas de modo geral.

Nos últimos anos, as grandes marcas de moda íntima feminina estão investindo em causas importantes e já oferecem peças biodegradáveis que se decompõem em até três anos após o descarte. 

Para se ter uma ideia da importância disso, existem tecidos que demoram até 50 anos para se decompor. 

Continua após a publicidade

Além disso, também vêm trazendo linhas focadas na diversidade e no bem-estar das mulheres, o que tem contribuído bastante para o crescimento desse mercado. Portanto, revender roupas íntimas é uma excelente opção de negócio.

Nesse caso, a revendedora DeMillus é uma opção interessante, pois é uma das marcas mais renomadas do setor.

7. Moda fitness

A mudança de hábitos dos brasileiros nos últimos anos, que está se exercitando muito mais, favoreceu o mercado da moda fitness, e com o isolamento social isso se potencializou ainda mais.

O setor que já registra números significativos antes da pandemia, representa cerca de 20% do setor de vestuário e deve continuar crescendo ainda mais nos próximos anos, o que torna o mercado muito bom para revenda.

Continua após a publicidade

8. Calçados

Os calçados, assim como as roupas, são tradicionalmente um dos produtos que mais dão lucro com revenda. Para quem ainda não está pronto para abrir uma loja, a internet surge como uma ótima alternativa.

Entretanto, mesmo nessas condições, o investimento inicial pode pesar um pouco, se comparado a outros setores.

9- Utensílios de cozinha

Os utensílios de cozinha são produtos do dia a dia que todos nós precisamos, o que torna a revenda praticamente garantida. Dentro das utilidades domésticas, eles se destacam na internet.

São pratos, panos, canecas, picadores, conjunto de louças, recipientes, entre outros. As oportunidades são gigantescas, mas quem consegue oferecer produtos exclusivos leva vantagem.

Continua após a publicidade

10- Roupas de bebê

Apesar de ser um mercado ainda pouco explorado para revenda, ele é bem lucrativo. Aqui, a dica é procurar um fornecedor de confiança e produtos de qulaidade.

O número de vendas é grande no setor de roupas de bebê, uma vez que as crianças crescem muito rápido nos primeiros anos de vida, fazendo com que os pais necessitem renovar o guarda-roupas dos pequenos frequentemente.

11- Refeições congeladas

Os alimentos congelados são uma opção bastante acessível, durável e prática para revendedores acelerarem o preparo e a comercialização de refeições, lanches, salgados e doces.

Aqui, a rigorosidade é fundamental no que diz respeito à qualidade e segurança dessas mercadorias, além é claro de avaliar os custos envolvidos, de forma a garantir lucro no fim do processo.

Vale ressaltar, que as marmitas fitness estão em alta e apostar nessa tendência assumindo o papel de revendedor pode ser uma ótima escolha. 

A revenda dessas refeições podem ser feitas em academias, clubes, escolas, entre outros pontos. Na verdade, tudo vai depender muito da sua estratégia de marketing.

Perguntas frequentes sobre os melhores produtos para revender

  1. Qual o produto mais vendido no Brasil pela internet?

    De acordo com dados do Nuvem Commerce 2021, o produto mais vendido no Brasil pela internet continua sendo as roupas. As lojas do segmento de moda e vestuário seguem liderando com pouco mais de 41% das vendas online.

  2. Qual é o melhor produto para revender?

    Tudo depende do seu perfil de vendedor e do tipo de clientes que você pretende atingir. No entanto, pode-se dizer que as bijuterias estão entre os melhores produtos para revenda.

Continua após a Publicidade

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.