Investimentos

Como funciona investir em ouro? Entenda agora mesmo!

Luana de Oliveira
Imagem de uma barra de ouro, simbolizando o conteúdo que ensina como investir em ouro

Você sabia que é possível investir em ouro? Isto mesmo! Esta comódite é muito utilizada entre os investidores para diversificação da carteira. Interessou? Leia este nosso artigo!

Como funciona investir em ouro? Entenda agora mesmo!

Provavelmente você já deve ter ouvido falar sobre investir em ouro.

Quem acompanha as notícias da Bolsa de Valores com certeza já escutou que a cotação do ativo financeiro prejudicou ou favoreceu alguma empresa, por exemplo.

Nesse sentido, é importante entender tudo sobre esse tipo de investimento para diversificar a carteira e fazer escolhas ainda melhores pensando na saúde do próprio dinheiro.

Continua após a publicidade:

Pensando nisso, vamos apresentar, neste artigo, tudo o que você precisa saber sobre o assunto. Vamos lá?

O ouro como investimento financeiro

Considerado como o ativo financeiro mais seguro da economia, o ouro é uma boa opção para quem deseja uma reserva de valor em tempos de crise ou instabilidade financeira.

Continua após a publicidade

Caso o mercado de ações não esteja gerando bons resultados, ele costuma ser uma proteção para esta desvalorização de ativos.

O papel moeda, seja ele o dólar ou euro, por exemplo, está sempre sujeito a impressões ilimitadas por parte dos bancos centrais.

No entanto, o ouro não funciona desta forma, pois se trata de um recurso natural. Como não é possível reproduzi-lo, então este ativo se torna limitado e escasso, além de possuir um valor natural.

Dessa forma, podemos dizer que um dos seus principais benefícios é a possibilidade de sempre manter o seu valor real, diferente das ações, fundos, títulos, e entre outros.

Continua após a publicidade

Saiba como investir em Ouro

Você pode investir em ouro através de contratos no Mercado Futuro, estes funcionam como uma forma de proteção para produtores e compradores.

Esse mecanismo atua contra as oscilações, travando a cotação dessas mercadorias para um momento futuro.

Outras opções para investir em ouro seriam os fundos de investimento e o ativo físico em barras.

Vamos abordar um pouco mais sobre essas formas logo abaixo. Confira:

Ouro Físico

A compra do ouro ocorre em bancos, corretoras de valores ou em distribuidoras.

O interessado pode adquirir desde uma grama até uma tonelada. Além disso, fica a critério se deseja levar consigo ou deixar sob custódia na instituição financeira escolhida.

Continua após a publicidade

Para as pessoas que preferem deixar o ouro sob custódia, é recomendável avaliar as taxas de corretagem, além de conferir a pureza do produto antes de fechar a compra.

Fundos de Investimento

Você pode investir em ouro através dos fundos de investimento.

Para negociar o ativo nesta modalidade, é preciso que se tenha uma conta numa corretora de valores. Entretanto, a gestão pode ficar a cargo do gestor do fundo, aumentando os custos com uma taxa de administração.

Contrato na Bovespa

Comprar e vender ouro através de contrato na Bovespa é bastante simples, pois toda a negociação é similar com a compra e venda de ações.

Portanto, basta ter uma conta ativa numa Corretora de Valores para iniciar as operações.

Nesta modalidade é recomendado que os investidores já tenham alguma experiência no mercado. Além disso, a compra de ouro por contrato na Bovespa possui melhor resultado quando realizado no curto e médio prazo.

Continua após a publicidade

Tipos de contrato para investir em Ouro

Antes de começar a investir em ouro em uma Corretora de Valores, é preciso ter conhecimento sobre os tipos de contrato que são ofertados no mercado financeiro. São eles:

  • Lote-padrão OZ1D – Ouro de 250 gramas;
  • Lote fracionário OZ2D – Ouro de 10 gramas;
  • Lote fracionário OZ3D – Ouro de 0,225 gramas.

Para exemplificação:

Na cotação em 20 de julho de 2020, o valor do contrato para Lote padrão OZ1D está em R$311,64. Realizando o cálculo, o valor do contrato é:

R$311,64 x 250 g = R$77.910,00

O contrato com o lote-padrão costuma ser o mais líquido e também o mais caro de todos.

O lote fracionário é mais acessível para o investidor, no entanto, possui menos liquidez.

Cotação do Ouro hoje

Além das ferramentas disponibilizadas pelas Corretoras de Valores, é possível conferir a cotação da grama do ouro através de sites especializados.

Continua após a publicidade

A título de curiosidade, no dia 20 de julho de 2020, a grama do ouro estava valendo R$311,64.

Outro ponto interessante é a possibilidade de acompanhar sua variação sobre o real em tempos variados.

A influência na cotação do ouro

O valor da cotação do ouro pode sofrer algumas influências do mercado. Por exemplo:

Inflação

Com o aumento da inflação, é possível verificar uma crescente procura por moedas e investimentos seguro. Diante disso, ocorre um aumento no preço do ouro, dólar, e etc.

Cotação do dólar

Como o preço do ouro é definido pelo valor do dólar, então a sua cotação sofre grande influência com a volatilidade da moeda americana.

Continua após a publicidade

Cenário econômico

Situações políticas e econômicas podem influenciar no valor do ouro. Esses eventos costumam causar um estresse no câmbio e os investidores precisam ter cautela com as suas operações.

Conclusão: veja se vale a pena investir em Ouro

Agora que você conheceu um pouco sobre o investimento e como este ativo sofre influência no mercado, é normal que esteja um pouco em dúvida se esta aplicação vale a pena.

Em primeiro lugar, ele não é recomendado para pessoas que não têm experiência com investimentos e não possuem interesse no resgate da aplicação em um curto ou médio prazo.

É preciso ter em mente que o ouro é uma comódite, e sua cotação costuma sofrer oscilações inesperadas. Desta forma, é preciso ficar acompanhando de perto desta operação.

Continua após a publicidade

Mas, caso você não tenha tempo para monitorar a performance deste investimento, é preciso que esta aplicação seja realizada por um longo período.

Dessa forma, a cotação do ouro consegue se normalizar no longo prazo. Para isso, porém, o investidor precisa conhecer e já operar metais.

Por fim, esta comódite pode ser uma boa opção para quem deseja diversificação de ativos, protegendo a carteira contra turbulências econômicas.

Gostou deste post e quer saber mais sobre como investir em ouro? Então assine a newsletter do iDinheiro para receber os melhores conteúdos diretamente no seu e-mail!

Publicidade

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *