Zoom lança criptografia de ponta no aplicativo, mesmo com atraso

Zoom lança criptografia de ponta no aplicativo. O objetivo é proteger dados e informações durante as videochamadas nos dispositivos móveis.

Karina Carneiro
Karina Carneiro

Mesmo com atraso de quase quatro meses, o Zoom lança criptografia de ponta a ponta em seu aplicativo, com o objetivo de aumentar a proteção dos usuários durante videochamadas. 

Dessa forma, a Zoom Video Communication passa a ser parte integrante da plataforma, adicionando uma camada extra de privacidade na conversa pelo aplicativo. A mudança faz com que as imagens sejam decodificadas ao chegarem no receptor.

Continua após a publicidade

Com isso, mesmo que as informações sejam interceptadas por qualquer que seja o motivo, o conteúdo da mensagem ainda estaria protegido por meio da tecnologia de criptografia.

Segundo informações divulgadas pela empresa, inicialmente apenas alguns usuários serão contemplados com o lançamento da criptografia. A tecnologia será implantada para os consumidores gerais de maneira gradativa.

Zoom lança criptografia de ponta em seu aplicativo – O que muda?

Para a empresa, a tendência é que o recurso de criptografia E2EEE seja implementado para toda a base de usuários ainda nos próximos meses. 

Enquanto isso, as chamadas continuam sendo protegidas por um padrão de tecnologia inferior, chamado pela empresa de AES de 256-bi.

O intuito é modificar a experiência dos usuários na troca de mensagens e durante as videoconferências. 

Impasses na implantação para o público geral

A implantação dos novos recursos ocorrerá de maneira gradual por conta da tarefa não ser considerada fácil.

De acordo com a organização, para que todos os consumidores tenham acesso à criptografia em teste, seria necessário abrir mão de alguns recursos considerados essenciais pelos usuários.

Entre eles, não seriam permitidas a criação de votações, nem de gravações de vídeo chamadas em nuvem, além de se tornar inviável que o organizador da sala envie um convite para uma chamada.

Crescimento do Zoom

O Zoom foi o aplicativo que mais cresceu durante a pandemia da Covid-19. Com a implantação de novos hábitos de comunicação com os familiares, além do crescimento do trabalho online, a plataforma observou forte valorização.

As ações da empresa subiram 660% apenas durante os últimos sete meses de 2020, fazendo com que a companhia atingisse um valor de mercado de 147 bilhões de dólares.

Gostou do conteúdo? Não deixe de assinar a newsletter do iDinheiro e ativar as notificações do Push para receber os conteúdos sobre o universo financeiro em tempo real. 

Continua após a Publicidade

Comunidade iDinheiro
Pergunte à comunidade ➔
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.