A XP Investimentos divulgou nesta segunda feira (20/07), o lançamento de um novo cartão de crédito ligado que ficará interligado à conta dos clientes dentro da plataforma da corretora de valores. 

A grande novidade diante das outras concorrentes que já oferecem esse tipo de solução atualmente, é que além de trazer ao mercado as soluções de cashback, onde parte do dinheiro gasto é devolvido à conta do cliente, o valor será disponibilizado em um fundo de investimentos exclusivo.

Continua após a publicidade


Segundo informações divulgadas pela empresa, a solução financeira já está em fase de testes através dos colaboradores internos e por agentes autônomos parceiros da plataforma de investimentos.

O objetivo da XP é começar a disponibilizar o cartão de crédito para uma parcela menor de clientes já no quarto trimestre de 2020, e logo em seguida, para toda a base de investidores da empresa no começo de 2021. 

A novidade conta com a parceria da Visa, que segundo Bruno Constantino, sócio da XP Inc., está trabalhando com a companhia há pelo menos um ano para desenvolver o melhor produto para o mercado de investimentos, diretamente na categoria infinite, uma das mais completas do mercado.

Sobre o cartão de crédito da XP

Além de proporcionar cashback em forma de investimentos dentro da própria conta na plataforma da corretora o cartão de crédito da XP não terá nenhum tipo de anuidade.

Segundo Constantino, a ideia da empresa nunca foi de lucrar em cima dessa nova solução. “Estamos pensando em oferecer um produto diferenciado, e que o nosso cliente já pedia por algum tempo. E ao mesmo tempo em que ele for consumindo, isso servir de estímulo para que possa continuar investindo”, disse.

Uma outra novidade que promete aquecer esse mercado, é que o investidor poderá optar pelo cartão virtual ou cartão físico, sem nenhum tipo de custo adicional pela utilização.

Como funcionará o cashback

Importante ressaltar que, apesar do cashback ter a indicação de ir diretamente para um fundo de investimento, os clientes não serão obrigados a deixarem os recursos recebidos em aplicações de maneira exclusiva. 

Porém, a corretora ainda não definiu se haverá um tempo mínimo para que os valores estejam sob custódia da empresa, para que a retirada seja concluída posteriormente.

Entretanto, o valor do cashback ainda não foi totalmente definido. O que os responsáveis pelo projeto acreditam, é que os valores devolvidos serão atrelados ao valor gasto de acordo com a fatura mensal de consumo.

“Queremos revolucionar o mercado de cartões de crédito no País, da mesma maneira que fizemos com os investimentos”, finalizou o CEO da XP Inc.

Quer continuar acompanhando todas as novidades sobre o universo dos cartões de crédito do mercado brasileiro? Não deixe de assinar a newsletter do iDinheiro para acompanhar tudo na íntegra.